Volume 6

Capítulo 341: Além do labirinto

A estrutura do interior da dungeon era digna da palavra “labirinto”. Uma confusão de passagens estreitas e ramificadas se estendia sem parar. Feras Demoníacas e armadilhas também eram abundantes.

Bem, os monstros eram em sua maioria carcaças, embora as armadilhas tivessem sido um pouco levantadas de suas posições originais. Não, era melhor dizer que elas foram desativadas ou ativadas.

Ao que parecia, as pessoas que estavam à nossa frente ativaram essas armadilhas. Fogo Amigo era um aventureiro Rank S, não era? Tinha certeza que ele tinha a habilidade para desarmá-las. Ou ele usou sua habilidade como nós fizemos antes e as destruiu de propósito?

— O jeito que esse cara age não é nada adulto. Talvez ele tenha mandado um golem ou algo do tipo como sacrifício.

Parecia ser uma maneira de desativar uma bomba com uma tática suicida. Bem, isso era fácil.

— Mesmo assim, tenho certeza que existem alguns tipos que podem detectar calor. Bem, não vai importar se for o Fogo Amigo.

No final, não caímos em nenhuma das armadilhas. Além disso, se você seguisse o cadáver esmagado das feras demoníacas, não se perderia.

— Mesmo assim, é engraçado. Nunca imaginei um labirinto tão grande com as informações que Johan nos deu.

— Não estava hipnotizado?

Fran inclinou a cabeça, mas Kuina balançou a sua em negação.

— Não, não foi um ato, foram os sentimentos verdadeiros dele. Houve algumas cenas ao longo do processo em que as emoções aumentaram, provavelmente porque foram feitas perguntas sobre os homens-fera que eles odeiam. Um transe não significa que você perde suas emoções.

— Então significa que ele também não sabia sobre esse labirinto?

— Talvez sim, talvez não. Eu acho que eles não foram informados sobre este lugar.

Kuina assentiu com as palavras de Kiara, mas estive pensando em outra possibilidade. Quem sabe, a dungeon pode ter sido expandida para se adequar ao ataque de Asura.

Um labirinto cheio de armadilhas para conter os fortes inimigos que invadiam foi criado às pressas. Era um desenvolvimento comum em light novels com um mestre do calabouço como personagem principal.

Contudo, se você pensasse assim, isso também explicava por que Johan não sabia desse cenário e por que os vestígios dos monstros foram subitamente cortados e o labirinto apareceu de repente.

Pensando na descrição de Murellia, ela disse que usaria pontos para expandir o calabouço. Além disso, vi Rumina criar um quarto em um instante na masmorra de Ulmut. Não seria possível construir um labirinto em um instante, dependendo dos pontos que você pagasse?

Bem, era apenas na minha imaginação, e mesmo se eu soubesse disso, ainda não havia desenvolvimento na batalha.

Uma hora mais tarde.

Depois de percorrer o labirinto, enfim seu fim chegou à vista. Adiante, vi uma porta enorme com uma atmosfera diferente do que tinha vista até hoje. Se fosse uma dungeon normal, você pensaria que era a sala do chefão.

Mesmo assim, eu só lutei contra alguns demônios e armadilhas pelo caminho, mas demorou tanto tempo... se tudo estivesse em ordem, levaria muito mais tempo que isso.

Enquanto nos movíamos, houve algumas vezes em que senti uma magia poderosa. Parecia que alguém estava lutando em algum lugar do calabouço. E podíamos sentir os mesmos comprimentos de onda mágicos da enorme porta à nossa frente.

— Em uma dungeon normal, outros aventureiros geralmente não são permitidos a entrar enquanto lutam contra o chefão...

Mianoa e Kuina se aproximaram da porta e examinaram sua estrutura.

— Não há armadilhas, senhora.

— Você pode abri-la se tocar aqui.

Ao que parecia, ela abria com facilidade.

— Vamos lá! Agora, ainda podemos nos juntar ao Lorde Asura!

— Unir forças? Não seja ridícula. Ele não precisa disso. Muito bem. Vou lhe dizer uma coisa, não se aproxime de Asura de forma descuidada. Não até eu dizer que está tudo bem.

Com as palavras de Mare, Kiara falou com um olhar tão sério que era assustador. Ao ouvir isso, Guendalfa deve ter ficado com medo de Fogo Amigo mais uma vez. Seu corpo enorme tremeu.

— Mestra Kiara. Ele é um homem tão horrível que deveria ser morto por seu próprio povo?

— Não é preciso nem responder isso. Vou lhe dizer em quem devemos tomar cuidado neste calabouço. Não é o mestre do calabouço, nem é Murellia. Ele é o maior perigo, Asura. Se lembrem disso.

Kiara anunciou em voz baixa, como se quisesse assustar a todos. Não, não era uma ameaça, provavelmente era a verdade. Havia um forte senso de tensão de Kiara.

— Eu entendo.

— Nn. Tá.

— … … …

Mare e Fran também acenaram com a cabeça com um olhar misterioso. No que dizia respeito a Guendalfa, ele estava sem palavras. Ele engoliu a respiração e grunhiu enquanto assentia. As camareiras foram ótimas, como sempre. Era o verdadeiro poder do espírito de ferro.

— Mas não podemos apenas sentar aqui e esperar, não é?

— Eu sei. Em primeiro lugar, não é como se estivesse decidido que é mesmo o Fogo Amigo.

— Muito bem!

— Nós teremos que ir.

Então, Kiara tocou a porta.

Gogo-go-go-go…

Além da porta aberta, que fazia a terra tremer, havia um grande salão circular. Minha primeira impressão era o Coliseu. Bem, o chão era de paralelepípedos, embora o teto fosse abobadado.

A razão pela qual este lugar me lembrou o Coliseu foi por causa da atmosfera tensa de um homem enorme segurando uma grande espada no centro do salão, e de uma fera demoníaca semelhante a um tricerátops1 com quase 20 metros de comprimento o encarando.

O monstro já havia perdido três de seus cinco chifres, e suas seis pernas também foram reduzidas para quatro, com sangue azul e preto pingando das pernas decepadas. Claramente mais duro que o ferro, as escamas em forma de armadura que cobriam todo o corpo foram esculpidas com várias lacerações, e a carne era visível através das aberturas.

Por outro lado, o enorme homem com chifres brotando da testa estava incólume. Pelo contrário, ele nem estava com dificuldades para respirar. Era óbvio que ele subjugou uma fera demoníaca que seria uma ameaça de nível C.

O monstro soltou um rugido de raiva, mas não se mexeu. Não, ele não poderia. Devia ser por causa do esgotamento da batalha até agora e também por causa do profundo medo do homem incutido nele. Seu bufo também foi duro e, embora ele voltasse o olhar assassino para o homem, o monstro não tentou dar um passo à frente.

O homem que observou a fera demoníaca por um tempo, carregava uma grande espada apoiada em seu ombro. Então, ele apontou a mão esquerda em direção ao monstro.

O homem murmurou enquanto sua magia aumentava com rapidez:

— Esmague-a.

Boh-oh-oh-oh-oh-oh-oh-oh-oh-oh-oh!

Logo depois disso, vi a fera demoníaca sendo esmagada de ambos os lados, como se estivesse sendo apertada por uma mão gigante invisível. Não houve movimento, apenas os gritos lamentáveis do monstro ecoaram no corredor. Os globos oculares e a língua emergiram da poderosa pressão, e o sangue jorrou de feridas por todo o corpo. Os fluidos corporais foram eventualmente bloqueados por uma parede invisível e só puderam se acumular no mesmo local.

Alguns segundos depois, a fera foi esmagada até a morte por algum tipo de ataque desencadeado pelo homem. Parece apenas um pedaço de madeira.

Eu logo examinei o homem, Asura, e descobri que ele era um monstro.

O status do homem, conforme visto pela Avaliação, era o seguinte:

 

Nome:

Asura

Idade:

148 anos

Raça:

Demônio ⋯ Demônio Maligno

Classe:

Demônio da Guerra ⋯ Guerreiro

Level:

82/99

HP:

2.987

MP:

1.009

Força Física:

1.519

Vitalidade:

1.228

Agilidade:

599

Inteligência:

436

Mágica:

499

Destreza:

418

HABILIDADES

Intimidação LvMáx ⋯ Transporte Lv6 ⋯ Furtividade Lv5 ⋯ Desmantelamento Lv7 ⋯ Aumento na Velocidade de Recuperação Lv7 ⋯ Força Misteriosa LvMáx ⋯ Habilidades de Combate Lv6 ⋯ Artes Marciais Lv6 ⋯ Resistência ao Ambiente Lv7 ⋯ Detecção de Presença Lv6 ⋯ Controle Espiritual Lv9 ⋯ Regeneração de Alta Velocidade Lv7 ⋯ Força LvMáx ⋯ Recrescimento LvMáx ⋯ Resistência a Status Anormais Lv9 ⋯ Movimento Instantâneo Lv6 ⋯ Resistência Mental Lv4 ⋯ Esgrima Lv8 ⋯ Habilidades Com Espada Grande LvMáx ⋯ Habilidades com Sabre2 LvMáx ⋯ Grande Sábio Lv8 ⋯ Técnicas com Espada Superiores Lv8 ⋯ Magia da Terra Lv6 ⋯ Salto Lv6 ⋯ Manipulação de Solo LvMáx ⋯ Dobramento3 Lv3 ⋯ Ambição Lv6 ⋯ Abate Lv7 ⋯ Barreira Física Lv6 ⋯ Resistência Mágica Lv6 ⋯ Percepção de Magia Lv4 ⋯ Culinária Lv6 ⋯ Desarmar Armadilha Lv5 ⋯ Detecção de Armadilha Lv5 ⋯ Levantar-se da Morte ⋯ Manipulação de Energia ⋯ Músculos de Aço ⋯ Corajoso ⋯ Fortalecimento de Terra ⋯ Intuição ⋯ Resistência à Dor ⋯ Matador de Dragões ⋯ Manipulação de Poder Mágico ⋯ Aumento Superior na Força

HABILIDADES ÚNICAS

Matador do Mal ⋯ Força Caótica ⋯ Qi4 Demoníaco ⋯ Bênção do Deus dos Demônios ⋯ Habilidades Extras ⋯ Liberar Espada Divina ⋯ Habilidades Específicas ⋯ Demonização da Loucura ⋯ Demônio Negro

TÍTULOS

Matador do Mal Ceifador Espada de Deus Mago da Terra Caçador de Calabouços Matador de Dragões Matador de Companheiros Maníaco por Batalhas Destruidor de Demônios Aventureiro Rank S

EQUIPAMENTOS

A Espada da Terra, Gaia Chifre do Dragões da Terra Armadura das Escamas do Dragão de Aço Traje de Batalha da Pele do Dragão do Céu Casaco do Dragão da Miragem5 Armadura da Tranquilidade Anel da Dissipação da Ira


Notas

1 ― Tricerátops (do latim "cabeça com três chifres") foi um tipo de dinossauro herbívoro e quadrúpede que viveu no fim do período Cretáceo, durante o Maastrichtiano, principalmente na região que é hoje a América do Norte. É um dos últimos gêneros conhecidos de dinossauros não-aviários, e extinguiu-se no evento de extinção do Cretáceo-Paleogeno há 66 milhões de anos atrás. Tinha um grande folho ósseo e três chifres em seu grande corpo de quatro patas, com distantes semelhanças com os atuais rinocerontes. O Tricerátops é um dos dinossauros mais facilmente reconhecíveis, e o mais conhecido ceratopsídeo. Foi contemporâneo do tiranossauro.

2 ― O sabre é um tipo de espada com uma lâmina curvada, normalmente associada com a cavalaria leve entre os séculos XVI e XIX, se popularizando durante a Guerras Napoleônicas. Originalmente associada a cavalaria da região da Europa Central, como os hussardos, se espalhando para a Europa Ocidental durante a Guerra dos Trinta Anos (1618–1648). Sabres leves também se tornaram populares entre a infantaria no século XVII. No século XIX, modelos menos curvados passaram a ser usados pela cavalaria pesada. Com o passar dos anos, principalmente a partir do século XX, com as armas de fogo se tornando tomando preponderância no campo de batalha, o sabre deixou de ser usado como uma arma e passou a se tornar uma peça de uniforme (primordialmente por oficiais), utilizado em cerimônias ou em funções longe de uma frente de batalha.

3 ― Dobramento é a operação que é feita pela aplicação de dobra de um material. Dobra é a parte do material plano que é flexionada sobre uma base de apoio.

4 ― O Qi é um elemento da cultura tradicional chinesa que se manifestaria como uma força cósmica que criou e permeia todo o universo. É um conceito fundamental da cultura tradicional chinesa. O termo pode ser associado de um modo bem amplo ao conceito ocidental de energia: diferentes ideogramas com este mesmo som representam, em chinês, a energia dos alimentos, do ar e a energia pré-natal. Alguns questionam se o Qi emana da matéria ou se ele existe independentemente da matéria como energia pairando no infinito. Realmente, existem várias manifestações do Qi que emanam da matéria, tais como o Gu Qi (Qi Digestivo), o Wei Qi (Qi Defensivo).

5 ― Miragem, ou espelhismo, é um fenômeno óptico muito comum em dias ensolarados, especialmente sobre rodovias, em paisagens desérticas, ou também em alto-mar. Trata-se de uma imagem causada pelo desvio da luz refletida pelo objeto, ou seja, é um fenômeno físico real (ilusão de óptica) e não deve ser confundida com uma alucinação.



Comentários