VOLUME 2

Capitulo 54: Se gostava ou não daquilo

Depois de considerar bastante as opções, Ye Wanwan decidiu usar o uniforme escolar no encontro com a velha madame. Embora a avó de Si Yehan fosse uma pessoa de destaque, achava que as avós do mundo todo tinham similaridades, o que incluía a preferência por garotas simples, obedientes e modestas. E não importa o quê ou como, uma jovem de uniforme sempre se encaixava bem nessa imagem.

Sobre a maquiagem; em adição da máscara facial que usou na noite passada antes de ir para a cama, com alguns produtos de cuidado básico da pele, não havia mais nada em seu rosto. O seu cabelo tinha sido preso em um rabo de cavalo, o que trazia a sua nuca bela à vista.

Encarando a chegada da namorada do seu mestre, o que o secretário viu não foi a aparência pesada e fantasmagórica usual da mulher, mas uma jovem senhorita vibrante, charmosa e particularmente bonita.

O homem ficou naquela posição paralisada por vários segundos antes de conseguir reagir. Saindo rápido do carro, ele abriu a porta traseira e depois voltou para o seu assento, espiando a parte de trás do carro com estranheza.

No passado, a coisa que Ye Wanwan mais gostava de fazer era desafiar o seu chefe. Mesmo que ela fizesse coisas absurdas, por causa do carinho que Si Yehan tinha pela moça, ela raramente era punida por suas ações excessivas.

“Hoje, era uma boa oportunidade para causar confusão, mas… ela optou pelo comum?”

A jovem sentou-se ao lado do demônio. Assim que entrou dentro do veículo, não resistiu a vontade de estalar a língua pela aparência extravagante daquilo. O lado de fora não deixava nada aparente, mas o interior poderia ser comparado a uma suíte presidencial de um hotel de luxo.

— Eu trouxe o meu dever de casa comigo, já que não sabia se íamos passar a noite fora. — explicou enquanto colocava a mochila no topo dos joelhos. Abaixando a cabeça, tirou de dentro da bolsa um caderno antes de continuar: — Fiz uma lista de presentes que poderíamos comprar. Primeiro, precisamos ir pra Wan Chun Tang comprar algumas ervas tônicas, e, depois, vamos para o shopping para pegar roupas, bolsas… talvez um xale. Não sei quais são os gostos da vovó, então vou precisar da sua ajuda pra escolher! Ah, também, tô pobre, não tenho nenhuma grana. Vou escolher os presentes, mas… você vai ter que pagar…

Provavelmente porque ela havia corrido até chegar ali, uma fina camada de suor cobria a sua testa. Naquele momento, em que ela estava concentrada no que tinha escrito nos papéis e falava de forma tão comprometida, pequenas estrelas pareciam estar voando em seus olhos.

“Wanwan, se você estiver me enganando… é melhor que esteja decidida a me enganar pelo resto da minha vida…”

A mulher continuou a suas explicações até sentir o seu queixo ser erguido e um hálito frio distinto se aproximar do seu rosto. A imagem da bela face do homem pouco a pouco foi se tornando maior aos seus olhos, causando a sua mente a congelar em transe. No instante seguinte, sentiu os seus lábios doerem.

Aquele gesto estava carregado de uma atmosfera perigosa, como se tivesse acabado de receber um aviso. Ye Wanwan ficou confusa. 

“O que tem de errado com esse cara? Eu não fiz nada de errado, não é? Será que foram as minhas roupas?”

Pensando que Si Yehan não devia ter gostado da sua aparência, tentou apaziguá-lo: — Hmm, você não gosta que eu me vista assim? É que hoje estou indo conhecer a sua avó, e os mais velhos não gostam muito de garotas chamativas. Por isso, decidi mudar um pouco. Parece que isso te fez sentir desconfortável…

Ouvindo-a dizer que tinha se vestido especialmente para a sua avó, Si Yehan congelou por um segundo. O seu olhar desceu para as bochechas dela, e então varreram o queixo, pescoço, o seu corpo vestindo o casaco azul e branco até a cintura, e as calças do uniforme. A sua visão passando pelo corpo dela deu a garota uma sensação de calor estranha. 

No próximo segundo, ele a beijou de novo. Diferente do beijo superficial de antes, aquele era mais autoritário e  bruto. Era como se ele estivesse invadindo cada espaço da sua boca, e explorando cada centímetro do seu corpo por dentro das roupas.

As suas ações deviam ter deixado claro se gostava ou não daquilo…



Comentários