Volume 1

Capítulo 13: Evolução

ARRGHHHH!

Dentro da caverna, eu estava minerando, e usava a nova picareta criada pelo velho que chamávamos de Mappa — Os Goblins e as Aranhas também usavam suas ferramentas.

E bem, durante esses últimos dias, eu havia domado muitos Slimes: 88, para ser mais exato. Portanto, não havia problema em termos de transporte.

Além disso, eu tinha começado a encher a área ao redor da costa com areia e pequenas pedras, a fim de alisar e aumentar o terreno.

Tudo estava indo bem… Ou assim eu pensava. Mas então notei algo enquanto olhava através do meu inventário.


◇ Inventário:

    [8] Rubi

    [6] Safira

    [1399] Cristal

    [2220] Carvão

    [23978] Pedra

    [1999] Mármore

    [389] Pedra Brilhante

    [789] Pedra Calcária

    [899] Minério de Ferro 

    [27] Minério de Ouro

    [978] Minério de Cobre

    [88] Minério de Prata

    [189×] Pedra de Tartaruga

    [03] Pedra de Purificação


A maioria dos materiais tinha aumentado. Mas, havia uma coisa que me incomodava: o fato de não ter encontrado outro Orbe do Dragão… não, esse não era realmente um problema — ficaria assustado se em um lugar como este estivesse cheio com tais coisas.

O que me incomodava era que as Pedras de Tartaruga estavam se tornando mais difíceis de encontrar, de acordo com meus cálculos, já havíamos prolongado a vida da Riena por dez anos, no entanto, infelizmente, estávamos encontrando menos delas.

Eu queria voltar nas áreas onde as havia encontrado e cavar mais fundo, porém parecia que havia perigos caso eu continuasse a cavar, e assim o『Rei da Caverna』não me mostrava nenhum ponto luminoso para minerar.

Decidi ser honesto e discutir o assunto com Riena; ela apenas sorriu e disse que já tínhamos feito o suficiente. Bem… Foi por ela parecer tão grata que fez meu coração partir. Eu tinha que fazer algo sobre…

Antes de me dar conta, eu estava submerso em meus pensamentos enquanto cavava. Assim... algo aconteceu — de repente, encontrei uma pequena caverna com paredes brancas.

Segundo a minha crista, ela tinha 3 metros de altura e 6 metros quadrados. Eu hesitei entrar em tal espaço.

Seu chão e paredes eram todos de mármore branco e, em seu centro, estavam espalhadas rochas e pequenas pedras que brilhavam azul. Mais atrás, havia algo como um altar, acima dele havia uma pedra dourada.

Era uma lápide? Mas não havia estátuas ou caixões à vista. Talvez fosse um santuário?

Primeiro, eu deixei meu inventário reunir todas as rochas caídas. A maioria delas eram apenas pedras comuns… Entretanto, quando recolhi as que brilhavan azul, um nome desconhecido apareceu.

— Coração de Pedra...?

〘Coração de Pedra: Pode ser Usado como um Núcleo para uma Criatura Criada; Agora que você Adquiriu o Coração de Pedra, a Criação de Boneco é possível através do recurso de apoio do『Rei da Caverna』.

“Hã? Boneco?”

Com o『Rei da Caverna』, você pode usar o Coração de Pedra para Criar um BonecoCombine Itens em seu Inventário para criar e alterar um Boneco.

Bem, isso significava que eu poderia aumentar ainda mais o número de companheiros; a julgar por essas pedras, talvez já tivesse havido um Boneco de Pedra aqui.

Eu avancei e peguei a pedra dourada também.

— Pedra da Mudança...? O que ela faz?

O Boneco foi provavelmente colocado aqui para proteger isto. Portanto, deve ser importante.

E então o Conselheiro me explicou:

〘Pedra da Mudança: Usar ela Permite que você faça um Monstro Evoluir.

— Evoluir?

Eu não tinha certeza do que isso significava…

O Monstro poderá se Transformar em Outra Espécie. Sua Idade Memória serão as mesmas, mas seu Corpo será Diferente.

Hm. Isso também afetaria a vida dele?

A Duração de Sua Vida também Mudará.

Oh… com isso, não teríamos mais que nos preocupar com a vida da Riena. Mas, mudar o corpo de uma pessoa…

Não gostei da idéia de fazer algo tão assustador… Em qualquer caso, decidi sair da área e voltar para a entrada.

Já era bastante tarde, e eu queria contar aos outros o que havia encontrado. E assim voltei — Varis, Elvan, Riena e eu cercamos a pilha de Pedras Brilhantes.

Shell sentou-se no meu colo, e embora ninguém tivesse realmente chamado Mappa, ele se sentou conosco, com um peixe grelhado em uma das mãos.

Hmm... um boneco… Sinto muito, mas nunca ouvi falar de tal coisa.

— Entendo...

Claro, Elvan e Riena também não sabiam. Quanto ao Mappa, ele estava muito ocupado comendo seu peixe.

— Bem, acho que vou ter que fazer alguns testes sozinho. Mas o mais importante…

Eu tirei o que eu realmente queria falar. A Pedra da Mudança — e eu lhes disse que ela permitia que monstros evoluíssem.

— Isso aqui, aparentemente, é capaz de evoluir alguém... mudar sua forma em outras palavra… mas, não sei como funciona.

No entanto, Varis parecia saber algo sobre.

— Evoluir!? Você está dizendo que esta pedra lhe permite evoluir!?

Hã? Você sabe sobre isso?

— Não só eu, mas a Princesa e o General também sabem. Afinal, faz parte das nossas lendas de tribo.

Riena acenou com a cabeça para estas palavras, mas Elvan parecia confuso ao inclinar sua cabeça.

— General… eu não lhe contei essa história tantas vezes…?

— D-desculpe… não me lembro…

Haa… Bem, você nunca se lembra de nada —  Varis disse com exasperação. Então ele me fez uma pergunta: — Senhor Hiel, você conhece algum monstro que seja semelhante a nós?

— Semelhante...? Você quer dizer como Hobgoblins¹ ou Goblins das Folhas?

— Sim, isso msmo. Por exemplo, esses Hobgoblins... Eles são próximos de Orcs no físico, porém, costumavam ser Goblins normais como nós. Entretanto, queriam forçar para vencer inimigos. E assim adquiriram estas pedras.

— Então, os Goblins maiores são os que evoluíram. Suponho que seja o mesmo para os Goblins das Folhas?

— Sim. A fim de sobreviver nas florestas profundas, eles queriam corpos que fossem cobertos de pêlos semelhantes a folhas. Algo assim

— Entendo...

A Pedra da Mudança era usada por um monstros afim de se tornar mais forte ou se adaptar a ambientes agressivos.

— Entretanto, sempre pensamos que era apenas um mito… Eu nunca pensei que chegaria o dia em que eu realmente veria uma — Varis disse com muita emoção.

— Alguém quer experimentar? — Perguntei, por curiosidade.

No entanto, Varis balançou a cabeça.

— Embora eu esteja interessado, é uma honra muito grande para alguém como eu. Além disso, eu gosto muito deste velho corpo.

Elvan também acenou com a cabeça.

— Não tenho queixas sobre minha forma de agora. Até porque eu atual sou gostosão, seria um tolo caso desistisse deste corpo. — Ele disse ao nos mostrar orgulhosamente seu bíceps.

O grandalhão já tinha um corpo que era grande demais para um Goblin de qualquer forma — era intimidante para os humanos como eu.

Entretanto, não era como se Varis e Elvan estivessem completamente desinteressados. Eles estavam apenas dizendo isto porque queriam que fosse Riena a usar esta pedra.

Afinal de contas, isso mudaria sua vida. E a própria Riena parecia interessada na evolução.

— Eu… gostaria tanto de ser mais útil para você, senhor Hiel… se eu pudesse usar magia… eu…

Os Goblins não podiam usar magia — seus corpos não armazenavam nenhuma mana. Talvez ela sentisse que poderia mudar isso se evoluísse.

— Mas… eu não ousaria usar algo tão valioso! — Riena rapidamente balançou a cabeça.

Hmm... Mas se você pudesse usar magia, você seria capaz de fazer muito. E se você está interessada, por que não usá-la?

— M-mas…

— Além disso, há sua vida útil a considerar... Quero que viva o máximo de tempo possível. — Eu disse, Varis e Elvan acenaram com a cabeça concordando.

— Senhor Hiel… e vocês dois…

Riena pensou sobre isso por um momento. Depois ela respirou fundo e disse: — Eu… eu quero evoluir.

— Certo. Então está resolvido… aqui. — Entreguei-a a Pedra da Mudança.

— Obrigada… mudarei para que eu possa ser de melhor uso para você, senhor Hiel.

Após pronunciar isso, ela agarrou a pedra com força.

E então, seu corpo foi envolto em luz — o brilho cresceu e depois explodiu em um clarão ofuscante — uma vez desaparecido, o que vimos ali foi…

— H-Humano? — Elvan disse surpreso.

Não era de se admirar. No local onde Riena estava de pé, uma linda mulher, com a pele clara e longos cabelos pretos que chegavam até a cintura, estava.

Ela tinha pernas e braços compridos, uma figura elegante — era difícil acreditar que esta era Riena — afinal, uma humana estava em seu lugar.

Assim Varis, Elvan e eu ficamos muito surpreendidos. Quanto ao Mappa, ele tinha desmaiado com um nariz ensanguentado.



Comentários