Emissários da Magia Brasileira

Autor(a): Gabriel Gonçalves


Volume 1

Capítulo 25: Descontrolado

Antes dos Emissários de Vento se mobilizarem para ir à praça, a batalha entre Castiel e Ena castigava o ambiente ao redor dos dois. As paredes das casas estavam rachadas assim como os vidros das janelas e o pequeno jardim no centro daquela praça havia perdido toda a sua beleza.

O draconiano arranhava os braços da Emissária de Sangue com as enormes unhas de suas mãos, mesmo sentindo a dor dos ferimentos rasgando a sua pele, ela continuava se defendendo de Castiel que pairava ao seu redor tentando encontrar uma brecha na defesa dela. 

Usando o sangue que escorria do seu braço, Ena transformou o sangue em um escudo e o usou para golpear as mãos de Castiel. Em um giro ele retribuiu, a golpeando com suas asas, ela as segurou para não ser lançada para longe e ao conseguir colocar seus pés no chão ela o jogou contra a parede de uma casa.

Castiel cuspiu fogo em sua direção, ela tentou desviar das chamas, mas foi atingida no ombro e gritando de dor ela voltou a avançar contra o draconiano. 

Caída no chão sem forças após ter sido derrotada por Ena, Ash assistia aos dois e a cada golpe que eles trocavam ela rangia os dentes conseguindo sentir o tamanho da força dos dois toda vez que um golpe atingia o chão ou alguma estrutura fazendo o som de um estrondo.

“Essa não é mais a batalha entre dois usuários de magia… Eu queria poder sentir ódio do Isami por ter me deixado para trás, mas se ainda tivesse forças eu sairia daqui com ou sem ele!”, pensou Ash.

Respirando com dificuldade, a caçadora olhou para criatura mágica morta com suas duas asas arrancadas por Ena.

“Foi sorte eu e ele termos sobrevivo ao soco dessa Emissária de Sangue, mesmo com os medicamentos que eu tomei, ter apenas quebrado alguns ossos é sorte”, pensou Ash colocando a mão sob a sua costela.

Olhando a sua volta, a elfa percebeu o corpo de Kira próximo dela e por instante ela pensou se deveria matar a emissária. Ela tentou mover sua mão direita que estava perto de onde havia uma de suas adagas na perna, todavia tudo que conseguiu foi fazer que sua tremesse.

Foi naquele momento que mesmo com todo seu treinamento, ela sentiu lágrimas escorrendo pelo seu rosto e seu coração acelerar com os estrondos e grunhidos que ouvia.

“Não acredito que fui derrotada tão facilmente pela emissária e nem mesmo vi em que momento Isami partiu! E agora o pior é que não sei se não consigo me mover por medo, por fraqueza ou por não ser capaz de tirar a vida daquela mulher desacordada! Que diabos de caçadora eu sou!”, pensou Ash.

Sendo atingidos simultaneamente em um troca de socos, Ena e Castiel caíram em pontos opostos da praça e Ena ao ser a primeira a se levantar riu completamente contagiada pela adrenalina.

— Vamos lá, draconiano! Eu tenho certeza que você pode fazer melhor do que isso! — disse Ena.

As feridas de Ena não estavam mais se curando tão rapidamente quanto antes, e ciente disso a emissária absorveu o escudo de sangue para poder continuar com a batalha.

“Não posso deixar essa oportunidade passar, vou testar a força dele e depois usá-lo para escapar daqui!”, pensou Ena.

Castiel se levantou ainda mais agitado que antes e cinco pequenas esferas de fogo surgiram ao seu redor, ele então cuspiu fogo na direção de seu oponente enquanto lançava as esferas nela. O draconiano foi ficando cada vez mais furioso com Ena por ela estar conseguindo escapar de seus ataques, mas ele se interrompeu ao ver Kira desacordada e Ash chorando.

O draconiano olhou seus arredores percebendo o tamanho da destruição que estavam causando e que se ele não começasse a se controlar poderia acabar matando as duas.

“… caso precise usar suas habilidades, não tenha medo, seja apenas cauteloso. O elemento que manipulamos graças a nossas runas são parte de quem somos…”, Castiel se lembrou das palavras de Jasmim.

— Eu… eu… — Castiel tentava controlar a sua fúria.

Sem desperdiçar a sua oportunidade, Ena socou Castiel no nariz e o impacto dele caindo no chão causou outro estrondo.

— Agora eu percebi que enfrentar você com uma arma é um desperdício, vou acabar com você com as minhas próprias mãos! — disse Ena com as mãos sujas com o sangue de Castiel.

“Espera! Parece que os outros estão vindo para cá, são bem poderosos! Será que… Isso não importa, preciso me apressar!”, pensou Ena sentindo uma energia mágica poderosa se aproximando.

A elfa encarou Castiel que embora estivesse consciente continuava no chão olhando para a direção de Kira e Ash.

— Você parar por causa daquelas duas? Arte Imperial: Absorver Energia Vital.

Castiel se levantou com dificuldade, com sua consciência voltando ao normal ele estava começando a sentir as dores. Ele se forçou a ficar de pé ao ver que a emissária estava absorvendo o sangue de Ash e Kira que ia em sua direção como linhas de costura. A fúria brigava com Castiel tentando tomar novamente o controle, mas ele se esforça para ficar no controle.

“Eu consigo, não vou perder o controle novamente!”, pensou Castiel.

Ele tentou investir contra a emissária, mas ao contrário das outras vezes que ele acertou ela, Ena segurou seu braço sem dificuldade e golpeou no estômago. Castiel cortou o rosto da emissária com suas unhas usando sua mão livre, Ena respondeu com outro soco em seu pescoço e ele caiu no chão tossindo sangue.

— Decepcionante, você não deve estar mais motivado o suficiente. Não se preocupe, eu sei exatamente o que motiva o nosso tipo! — disse Ena.

Ela caminhou até o corpo de Kira e a pegou pelo pescoço, quando ela voltou sua atenção para Ash, a caçadora tentou se afastar, todavia foi pega pela perna e arrastada pelo chão.

“Isso é humilhante! Eu me tornei mais forte para nunca mais ficar a mercê de alguém, então, porquê?! Porque isso está acontecendo comigo?!”, pensou Ash.

— Solta elas! — falou Castiel.

"Por que você se importa comigo?! Eu sou sua oponente, não deveria importar…”, pensou Ash e ela se surpreendeu ao ver o estado que Castiel estava, “Você está com medo… e assustado”.

Os olhos vermelhos de Castiel voltaram a brilhar e Ena sorriu sentindo a sede de sangue dele retornar. 

Ela desejou poder provocar o draconiano por mais tempo, porém ela sabia que não tinha mais tempo, por isso lançou de qualquer jeito as duas contra e o som de Ash grunhindo de dor e de ossos se quebrando tanto de Ash quanto de Kira foi o estopim para Castiel perder o controle.

Completamente fora de si, o draconiano pegou impulso com as suas asas e pegou Ena pelo pescoço. Ela tentou se libertar o acertando diversas vezes, mas ele não a soltava e aumentava a pressão em seu pescoço e com a sua mão livre ele pegou a mão esquerda dela e quebrou seu pulso.

No entanto, o draconiano sentiu seu estômago sendo perfurado por um espinho de sangue saindo de um ferimento do abdome de Ena.

Propositalmente Ena fez com que o ferimento de Castiel não fosse grave, mas foi profundo o suficiente para ele sentir uma dor excruciante. 

Castiel caiu ainda segurando Ena, todavia com sua força diminuindo, a emissária acertou o draconiano com sua mão esquerda gritando de dor pelo pulso ainda não ter regenerado.

Os dois caíram em pontos opostos da praça e o draconiano assim que se recuperou se levantou em busca de seu oponente, mas ao contrário disso se deparou com os Emissários de Vento que olhavam o estado da praça assustados.

Enquanto Sira mantinha alerta em relação ao draconiano, ela buscava pela outra pessoa que ela havia sentido ali. Haviam evidências por toda a parte que comprovavam que o draconiano estava lutando com alguém, mas ela não conseguia sentir nada além da enorme energia mágica de Castiel assim como a sua sede de sangue.

— Castiel… — disse Jasmim boquiaberta.

Por instinto a Princesa do Vento se posicionou para lutar contra o draconiano ao ver esferas de fogo surgindo ao redor dele, Alastar e Sho fizeram o mesmo enquanto Castiel grunhiu sem reconhecer seus aliados. Luther se posicionou na frente de seus companheiros e Sira disse:

— Luther Levisay, nem ao menos pense nisso!

— Não vamos atacá-lo, eu não sei o que aconteceu aqui, mas ele não parece estar nos reconhecendo! Tem alguma coisa errada aqui! — disse Luther.

Mantendo sua espada na bainha, Luther ergueu seu braço para que Castiel se acalmasse e falou:

— Castiel, sou eu o Luther! Atrás de mim, estão Jasmim e Lia. Esses estranhos são amigos! Por favor, desfaça essas esferas, somos amigos!

Castiel relaxou a postura por um instante, mas sentindo a hostilidade de Sira, ele voltou a grunhir.

— Castiel, por favor! Olha para mim, nós não vamos machucar você! — disse Luther.

— Luther… ele vai atacar! Eu não vou permitir que ele machuque você! — disse Sira.

— Ele não vai!

O draconiano voltou a sua atenção para a princesa, e fumaça começou a sair de suas narinas.

— Por favor, Castiel, se acalme! — disse Jasmim.

— Vamos lá Castiel, sai dessa! — disse Luther.

Com pequeno movimento da perna de Alastar, Castiel lançou as esferas na direção de Luther e dos demais. Luther saltou usando o impulso de vento para evitar se atingir e Castiel foi atacá-lo. O emissário conseguiu desviar de ter seus olhos arrancados pelas unhas do draconiano, mas antes que tocasse os pés no chão foi golpeado pela cauda de Castiel.

— Arte Elemental: Escudo de Vento! — falaram em uníssono os dois guarda-costas da princesa a protegendo.

Usando o impulso de vento mais rápido que os outros, a princesa correu para impedir Castiel de atingir Luther que estava caído no chão, porém o draconiano mudou de trajetória pegando Sira pelo pescoço e a bateu no chão.

— Princesa! — disse Alastar investindo contra o draconiano com seus gládios em mãos.

Sho acompanhou Alastar com sua katana, porém Luther se jogou em cima de Castiel o tirando de cima da princesa e do trajeto dos dois guardas. Ele tentou segurar Castiel no chão, mas foi obrigado a recuar quando o draconiano começou a cuspir fogo.

Alastar foi na direção do draconiano, mas Lia se colocou no caminho. 

— O que diabos você está fazendo?! — disse Alastar

— Não machuque ele! — disse Lia

No entanto, Sho usando o passos de vento atingiu Castiel com um corte no peito e depois retrocedeu evitando as chamas do draconiano. A Princesa do Vento aproveitou a abertura e cortou as costas de Castiel que furioso socou o chão e o tremor afastou os emissários de seus arredores.

— Parem com isso, não machuquem o Castiel! — falou Luther.

Com o tremor, o telhado acima de Kira e Ash cedeu e Jasmim correu utilizando o passos de vento para salvá-las.

— Arte Elemental: Escudo de Vento! — disse Jasmim protegendo os corpos de Ash e Kira.

Desesperada, Jasmim analisou o estado da sua amiga e ao sentir que a energia mágica ainda estava emanando, ela se tranquilizou. Ash com dificuldade a segurou Jasmim pelo braço e falou:

— O draconiano… só assustado… Emissária de Sangue… provocou… foi ela… — disse Ash perdendo a consciência logo em seguida.

— Emissária de Sangue?! — disse Jasmim se virando para a direção de Luther — Luther, essa mulher acabou de dizer que foi uma Emissária de Sangue que deixou Castiel neste estado!

“Eu sabia que tinha algo errado aqui!”, pensou Luther.

Luther segurou Sira pela manga de seu manto antes que ela fosse atacar Castiel e gritou:

— Nós vamos apenas imobilizá-lo, foi uma Emissária de Sangue que deixou ele propositalmente assim! Não o machuquem!

— Luther, eu não vou deixar que ele machuque você ou qualquer outra pessoa aqui. Ele é só alguém que você conhece a poucos dias! — disse Sira.

— Sira, eu sei disso, mas ele é inocente nisso tudo! Eu prometi que ia ajudá-lo e vai ser isso que eu vou fazer! 

— Tsk! Então vamos fazer do seu jeito! — disse Sira — Alastar, Sho não machuquem o draconiano!

— Mas…

— É uma ordem!

Castiel socou novamente o chão repetindo o tremor e cuspiu fogo ao seu redor, os emissários levantaram seus escudos se protegendo. As mãos de Castiel foram cobertas por chamas e mais esferas surgiram ao seu redor.

Nenhum deles tinha qualquer experiência em enfrentar um draconiano, com a força enorme que Castiel demonstrava era extremamente arriscado para eles lutar se contendo, mesmo assim Luther, Lia e Jasmim estavam determinados a salvar o novo amigo deles.

“Isso deve ser culpa minha também! Eu o incentivei a usar suas habilidades!”, pensou Jasmim segurando Kira em seus braços, “Espero que eles consigam salvar ele! Isso não pode acabar dessa forma”.

“Não se preocupe Castiel, nós vamos te tirar dessa!”, pensou Luther.



Comentários