Volume 1

Capítulo 3: Feiticeira/A garota ex-nobre com o noivado quebrado/Tiana viciada em apostas

Neste país, o reino sagrado de Dineze, alunos de escolas nobres estudavam todos os tipos de matérias.

Etiqueta; andar a cavalo; esgrima; as leis do reino; filosofia; matemática; história; poesia; artes.

Mas o assunto mais importante nesta escola era…

“<Rakurai>” (???)

Magia.

Uma voz clara e imponente ecoou por todo o campo de treinamento de magia nesta escola para nobres, após isso, o céu ao redor ficou envolto em nuvens negras e um raio caiu, criando um flash de luz e um rugido ensurdecedor.

Os professores que assistiam soltaram um suspiro de espanto.

“…Maravilhoso. Não esperava nada menos da prestigiosa família Erenaferuto” (Professores)

“Ela pode lançar livremente magia avançada de raio, que é impossível de usar sem dominar a magia da água e do vento.” (Professores)

“É uma pena que nasceu menina…”  (Professores)

Magia é um campo abrangente que faz uso de matemática, filosofia, história, etc, não é uma coisa para simples mercenários e aventureiros que apenas vivem o dia a dia.

Os feiticeiros nobres têm orgulho disso e Tiana, a garota que acabou de lançar o <Rakurai>, também estava orgulhosa de sua magia.

“…Não estou fazendo isso para avançar na vida, estudo magia apenas para me aprimorar.” (Tiana)

Tiana disse enquanto deixava seu muito amado cabelo castanho esvoaçar.

Ela era cerca de meia cabeça mais baixa do que a maioria dos meninos e meninas de sua idade e, embora tivesse um rosto bonito, ainda havia alguma infantilidade nele. Ainda assim, ela parecia majestosa enquanto estufava o peito e respondia a esses elogios.

“Sua habilidade e determinação sublime são realmente o orgulho de nossa escola.” (???)

“Muito obrigado, Sr. Bellocchio.” (Tiana)

Tiana agradeceu o seu professor, embora se sentisse um pouco culpada.

Ela não estava estudando magia apenas para se aprimorar, havia outro motivo.

“Você atendeu aos requisitos de graduação, vamos terminar o teste aqui. Bom trabalho Tiana.” (Bellocchio)

“Sim!” (Tiana)

Tiana deixou o campo de treinamento enquanto tentava ao máximo não deixar sua emoção transparecer em seu rosto.

Ela sabia para onde iria agora.

Ela deixou a escola e se dirigiu a um café para nobres.

Enquanto ela caminhava pela linda estrada pavimentada com pedras, o cheiro de café vindo do lugar favorito de seu amado fez cócegas em suas narinas.

Quando ela abriu a porta, o sininho preso a ela tocou, como se estivesse abençoando sua felicidade.

“Bem-vinda” (Empregado)

“Arekkusu está aqui?”  (Tiana)

O funcionário hesitou.

“Ele está, não é?” (Tiana)

“Ah, senhorita…!” (Empregado)

Tiana achou que ele estaria em seu lugar de costume.

Arekkusu gostava muito de um assento no segundo andar que parecia seu próprio lugar reservado.

“… Arekkusu!” (Tiana)

Tiana subiu as escadas e chamou o homem que estava tendo uma conversa agradável perto da janela.

Havia uma garota falando com ele, provavelmente apenas outra garota interessada em sua aparência e posição social. Não fazia sentido nem mesmo falar com ela.

“Tiana… Você parece alegre.” (Arekkusu)

“Hm? Você parece estranhamente feliz, Arekkusu. Aconteceu alguma coisa?” (Tiana)

Arekkusu era noivo de Tiana. Ele era o herdeiro de um barão e frequentou a mesma escola que ela.

Ele tinha cabelo loiro delicado como o de uma mulher e pele fina como a de uma menina.

Embora ela não tenha demonstrado, Tiana estava muito orgulhosa de ter um noivo tão bonito, mas, ultimamente, ele vinha faltando muito à escola e saindo para cafés e salões.

Ela acreditou em Arekkusu quando ele disse “é assim que se faz conexões”. Então, ela não o incomodou muito com isso. Afinal, havia muitas pessoas reunidas ao seu redor.

Ela reclamava de como havia muitas garotas da mesma idade entre aquelas pessoas, mas Tiana tinha orgulho de ser sua noiva e se sentia superior porque sabia o quão bom Arekkusu realmente era, em vez de ficar apenas encantado com sua aparência. É por isso que Tiana não ficava chateada quando ele conversava com outras garotas.

“Você é está surpreendentemente alegre.” (Arekkusu)

“Surpreendentemente? O que você quer dizer? Esqueça isso, ouça isto, Arekkusu.” (Tiana)

“O que, você surpreendeu os professores com outro feitiço maravilhoso?” (Arekkusu)

Tiana respondeu sem perceber o tom sarcástico de Arekkusu.

“Exatamente!” (Tiana)

Ela disse.

“Mestre Bellocchio estava muito feliz. Ele disse que eu era a primeira garota e a primeira pessoa da minha idade a lançar um <Rakurai>. Agora, posso pular um ano e me formar!”

“Eh…” (Arekkusu)

“Então… Arekkusu…” (Tiana)

Tiana ficou um pouco envergonhada ao se sentar.

“Ah… Se você vai vir aqui e se gabar de repente, você poderia pelo menos ser um pouco mais graciosa sobre isso.” (???)

A garota de cabelo comprido e escuro disse a Tiana com um sorriso sarcástico. Tiana finalmente olhou em sua direção.

“…Eu preciso falar com Arekkusu.” (Tiana)

“Você não viu o mesmo senhor Arekkusu falando comigo? Eu não acho que é muito típico de uma dama incomodar um homem dessa maneira.” (???)

“Arekkusu, você pode dizer a ela para ir embora?” (Tiana)

Arekkusu pressionou sua testa e suspirou.

“…Pare. Você está incomodando os funcionários e os outros clientes.” (Arekkusu)

“M-mas…” (Tiana)

“Sem ‘mas’!” (Arekkusu)

Tiana nunca tinha visto Arekkusu levantar a voz assim.

“A-Arekkusu…?” (Tiana)

“Você é sempre assim… Você é muito estúpida para e impulsiva, não é?” (Arekkusu)

“O que você quer dizer…?” (Tiana)

“Estou farto de ouvi-la se gabar da sua magia!” (Arekkusu)

Tiana cambaleou.

Muitas pessoas tinham ciúmes de sua magia, alguns até disseram que foi desperdiçada com uma garota. Mas, era por seu amado noivo, então ela suportou tudo.

“P-Por que…? Foi você que me pediu ajuda porque quer ser um feiticeiro… Por você eu…” (Tiana)

“Fiz meu melhor…” (Tiana)

A voz fraca de Tiana foi abafada pelo grito de mentira de Arekkusu.

“Por mim? Use um pouco a cabeça e controle-se! Você tem ideia de quantas pessoas zombam de mim pelas minhas costas porque você é melhor!? Você não consegue ler a situação e trabalhar duro o suficiente para ajudar minha vida e não prejudicar minha honra!? ” (Arekkusu)

“E-espere… Arekkusu, por que você…” (Tiana)

Foi quando Tiana ouviu uma risadinha e olhou para a pessoa rindo.

“Oh meu Deus, você está me assustando, Srta. Tiana.” (???)

“…Você pode pelo menos me dizer seu nome antes de se dirigir a mim?” (Tiana)

“Hmph… Você realmente não está interessada em outras pessoas, né… Que arrogante… Tudo bem, eu sou Rinne, a filha mais velha da família Derukotto.” (Rinne)

“…Ah, eu me lembro, a garota arrogante que recentemente foi transferida para nossa escola.” (Tiana)

Os Derukotto eram originalmente mercadores e ganhavam muito dinheiro transportando mercadorias por terra e mar usando dragões.

Até três gerações atrás, eles eram apenas plebeus, mas seu transporte rápido era muito benéfico para o reino, então eles receberam o título de barões em reconhecimento.

Ultimamente, eles se envolviam em financiamentos e gastavam muito dinheiro com nobres com problemas financeiros, então mesmo nobres de alto escalão tinham que tomar cuidado com o seu poder. Essa influência chegou até a escola, e Rinne tinha muitas garotas nobres sob suas rédeas.

Tiana nunca tinha falado com Rinne, mas não era como se ela não a conhecesse.

Ignorá-la era a coisa menos desagradável que ela poderia fazer.

Afinal de contas, Arekkusu era seu noivo, não havia como ele levar a sério essa novata… Ou assim ela pensava.

“Nossa, assustador…” (Rinne)

“Tiana! Pare de falar assim! Rinne já tem problemas suficientes, lidando com rumores infundados…” (Arekkusu)

“Sem base?” (Tiana)

Tiana sabia que Rinne usava a influência de sua família para tratar muitos dos outros alunos como servos. Nesse ponto, você pode até chamar de segredo aberto. Na verdade, alguns colegas desesperados vinham pedindo conselhos a Tiana.

“Sim, estive conversando com ela sobre isso. Ela está sendo assediada e…” (Arekkusu)

 Arekkusu deixou escapar um olhar dolorido e Rinne colocou a mão em cima da dele.

“Tiana, você é quem a está assediando, não é?” (Arekkusu)

“Ah!?” (Tiana)

Tiana inconscientemente reagiu com pura surpresa, para a qual Arekkusu e Rinne sorriram.

“Você tem usado sua influência para conquistar muitas pessoas e tentar incriminar Rinne.” (Arekkusu)

“Isso mesmo, e foi quando o senhor Arekkusu estendeu a mão para me salvar.” (Rinne)

Tiana cerrou os dentes.

“Além disso, senhorita Tiana, você tem seduzido os professores da nossa academia, não é?” (Rinne)

“Oo que…!?” (Tiana)

O ódio de Tiana quase poderia atirar em Rinne até a morte.

“Você não entendeu? Você não está apenas me insultando, você está insultando toda a escola.” (Tiana)

“Ahh… É você quem não entende. É apenas senso comum pensar que algo está acontecendo com as pessoas que fizeram de uma garota a melhor aluna.” (Rinne)

“…Você quer ir a um local adequado para resolver este assunto?” (Tiana)

Nesta sociedade aristocrática onde a honra era muito importante, este era um crime grave, então as palavras de Tiana não eram apenas uma ameaça, ela poderia muito bem levar isso ao tribunal.

Mas Rinne não fez nada além de sorrir graciosamente.

“Sim, agradeço muito isso, embora tenha certeza de que os professores vão levantar a bandeira branca antes disso.” (Rinne)

“…O que você quer dizer?” (Tiana)

Tiana estava perplexa.

Certamente era apenas um blefe, Tiana tinha certeza disso.

Mas a garota na frente dela tinha muita gente sob suas rédeas.

E então, foi Arekkusu que respondeu à terrível premonição de Tiana.

“Tiana, os professores desta escola são suspeitos de aceitar suborno para aceitar alunos durante os exames de admissão e para manipular suas notas. Você é uma das pessoas suspeitas de suborná-los.” (Arekkusu)

“O que é esse absurdo…!?” (Tiana)

“É por isso que quero romper nosso noivado… Não se mostre na minha frente nunca mais!” (Arekkusu)



Comentários