Volume 1

Capítulo 2: Guerreiro leve/Aventureiro despedido/Nick viciado em idols (Parte 2)

¹

Depois disso, foi uma situação triste.

“…Foi isso. Posso me juntar à sua party, Kurodin?” (Nikku)

“Hmm” (Kurodin)

“Eu farei qualquer coisa. Eu serei útil.” (Nikku)

Nikku e Kurodin eram clientes regulares do café Furomaju.

Kurodin era uma garota da mesma idade de Nikku e também uma aventureira.

Ela era uma guerreira leve como Nikku, e se aproximou dele porque eles compravam nas mesmas lojas de armas e itens. Eventualmente, se tornando sua namorada. Nikku estava encantado com seu cabelo loiro macio e brilhante e seus olhos amáveis.

Nikku realizou muitos de seus desejos. Ele sempre pagava quando eles saíam, e quando ela precisava de dinheiro, ele sempre estava lá para emprestar.

Ele tinha um vínculo mais forte com ela do que com sua party, ou assim ele pensava.

“Ah…” (Kurodin)

“Por favor.” (Nikku)

“Desculpe, mas não posso. Eu não quero perder esse trabalho.” (Kurodin)

“É- é apenas mais uma pessoa. Você não consegue fazer alguma coisa? Não sou apenas um batedor, também posso lutar na vanguarda.” (Nikku)

“Vamos terminar.” (Kurodin)

“Eh…?”  (Nikku)

“Quero dizer, sem o ‘Subete no Budo’ você é apenas um guerreiro leve fraco.” (Kurodin)

“Eh…?” (Nikku)

“Eu pensei que você era ótimo porque você estava em um grupo que diz ter habilidades de rank A, só que… Se eles te expulsaram, isso deve significar que você estava apenas sugando-os. Tenho tolerado você, embora você seja um pouco pobre, mas agora, estou apenas desapontada” (Kurodin)

“N-Não! Eu definitivamente…!” (Nikku)

Foi quando um homem com um belo físico se sentou à mesa.

“Seu nome é Nikku, certo? Você não entendeu?” (???)

Ele tinha o rosto de um kumadori², orelhas de felino e olhos dourados ferozes.

Ele era um homem-tigre, uma raça conhecida por sua força e bravura.

“…Quem é Você?” (Nikku)

Nikku perguntou sem hesitação.

O homem-tigre olhou para ele com uma expressão entediada e suspirou quando Kurodin respondeu à pergunta de Nikku.

“Este é Reon, o líder do nosso partido ‘Suchirutaigakuru ’. Muito forte, certo?” (Kurodin)

“Eu sou Reon, o que diabos você está pensando? Preocupando meu pequeno batedor?” (Reon)

“O que você quer dizer com preocupando? Só estou pedindo um favor à minha namorada.” (Nikku)

“Namorada? Vamos, pare com isso. Reon, me ajude, esse cara não sabe quando parar.” (Kurodin)

“Ah!?” (Nikku)

Nikku ergueu a voz com surpresa e raiva.

“O que há com você, seu idiota? Você colocou as mãos na minha garota?” (Reon)

“O que você disse!? Kurodin é… ” (Nikku)

Foi quando Nikku percebeu o brilho vindo do talismã pendurado no pescoço de Reon.

Aquilo não era apenas um acessório, era um item adequado que aumentava a resistência a maldições e ataques elementais. E…

“Por que diabos você está usando isso?” (Nikku)

“Ah, isso? Foi um presente dela” (Reon)

Reon respondeu com uma risadinha. Esse item foi algo que Nikku deu a Kurodin como um presente.

“Maldito…!” (Nikku)

“Ah, você quer lutar? Pode vir, só não pense que você sairá daqui inteiro.” (Reon)

Quando Nikku se levantou, as pessoas sentadas atrás dele também o fizeram.

“Ah, então é isso…” (Nikku)

Nikku já estava cercado por homens vestindo armaduras de couro e espadas penduradas na cintura, claramente aventureiros. Como eles já estavam lá, era óbvio que o plano o tempo todo era intimidar Nikku e fazê-lo ir embora, agora que ele havia sido expulso de ‘Subete no Budo’.

Basicamente, Nikku percebeu que Kurodin estava apenas com ele para ordenhá-lo com todo o seu valor, e agora era hora de abandoná-lo.

“Nikku é muito bom em avaliar acessórios. Conseguir um profissional para fazer isso é surpreendentemente caro. Este talismã foi barato, mas seus efeitos são bons, obrigado Nikku… Mas isso é tudo” (Kurodin)

O sorriso de Kurodin fez com que Nikku se sentisse como se toda a energia de seu corpo tivesse sido sugada.

[Não apenas fui enganado, como também a pessoa que me enganou está me descartando]

“Você ouviu, saia daqui. Eu vou deixar você ir se você sair agora” (Reon)

“Tchau tchau.” (Kurodin)

Essa atitude descarada fez Nikku perder a vontade de até bater neles. Nada que Nikku possa dizer chegará a eles.

Nikku estava sendo dominado por sentimentos de impotência, futilidade e desespero.

 

 ****

 

A partir daí, as coisas só pioraram.

Nikku passava seu tempo livre treinando e consertando suas armas, ele não tinha nenhum hobby.

Ele não bebia e não estava interessado em sair em tavernas onde as garotas entretinham os clientes.

Ele era o tipo de cara que sentiria simpatia pelas meninas e acabaria se sentindo mal. Além disso, ele tinha uma namorada… Ou pelo menos ele tinha até recentemente.

Quando ele saía com sua namorada, Kurodin, eles iam principalmente fazer o que ela queria. Depois de ser pisoteado por dívidas, Nikku percebeu que tudo o que ele era para Kurodin era uma bela carteira ambulante.

Nikku não tinha muitas maneiras de afastar sua mente de todos esses sentimentos deprimentes, mas havia uma coisa que ele poderia desfrutar com a inocência infantil.

“Ah ♪ Deixe essa bandeira brilhar ♪ O santo vai limpar a escuridão ♪” (???)

“Kya!!!” (Público)

“Uooo !!!” (Público)

Era um show ao vivo de uma idol.

As idols populares não se apresentam em tavernas, elas reservavam parques e praças.

Elas usam itens mágicos para amplificar suas belas vozes, para que você possa ouvi-los de fora, mas você precisa comprar um ticket caro para chegar perto o suficiente para vê-las.

Nikku sempre foi cuidadoso com a forma como gastava seu dinheiro, então ficava feliz apenas em ficar do lado de fora e ouvir, mas agora estava desesperado. Nikku se tornou um fã obsessivo por suas idols.

“Yay ♪ Como vocês estão!? ♪” (Idol)

“Rapis! Você é a melhor!” (Nikku)

Nikku não hesitou em gastar o dinheiro que lhe restava e ficou fascinado ao ouvir a voz dela e levantar a própria voz em apoio.

A estrela principal daquele dia foi Rapisurazuri, uma idol viajante famosa na capital.

Seu cabelo azul céu enigmático, seu corpo esbelto e a roupa deslumbrante que o cobria…

Normalmente ela pareceria pouco sofisticada, mas quando ela começa a cantar essa impressão muda completamente.

Ela tinha uma voz infantil, uma voz legal, uma voz bonita.

Todos ficaram surpresos e fascinados com a mudança de cada voz cantada, e jogaram moedas sem hesitação.

Depois que Rapisurazuri saiu, outra idol tomou seu lugar. Eles aplaudiram o mais forte que puderam e lançaram moedas mais uma vez.

Mas esse estilo de vida depravado não era sustentável.

Quando Nikku finalmente recobrou o juízo, quase todo o dinheiro que ele economizou havia sumido, e não é como se ele tivesse muito dinheiro para gastar em entretenimento, em primeiro lugar.

Se contarmos o dinheiro que sobrou, ele iria acabar dormindo e comendo em uma pousada de nível baixo…

[Droga… acho que é hora de começar a trabalhar.]

 

****

 

Nikku finalmente começou a se mover.

Agora, o problema é que se aventurar é praticamente o único trabalho que ele pode fazer. Ele tem todos os tipos de habilidades, mas se quer ganhar dinheiro, o trabalho que está fazendo é o melhor para ele.

Nikku decidiu ir para a aba de novatos, um ramo da guilda de caçadores que é popular entre os aventureiros iniciantes.

Nesta cidade, os aventureiros não podem explorar dungeons sozinhos. Aventureiros poderosos podem ir em pares, mas a maioria dos grupos tem mais de quatro membros.

Este lugar serve como um local para descobrir novos aventureiros que não podem formar um grupo, ou para fazer reuniões em busca de novos membros.

Nikku estava pensando em falar com as pessoas de lá.

Sua antiga party, ‘Subete no Budo’, era conhecida por ser forte, então, se ele deixasse as pessoas saberem que ele fazia parte, ele deveria encontrar uma party interessada em recebê-lo.

Mas quando tentou falar, perdeu a voz.

Ele estava assustado.

Os espinhos da frase “Nikku… Você não é mais útil” ainda estavam apunhalando seu coração.

No final, Nikku não conseguiu falar com ninguém e vagou pela guilda até que o horário comercial terminasse e ela fosse fechada.

“Ahh…” (Nikku)

Nikku suspirou ao entrar na taverna ao lado.

Este é um lugar para novos aventureiros que serve o mínimo de comida e bebida.

Em uma mesa próxima à sua, um grupo recém-formado se divertia.

“Você está sozinho? Não se sente em uma mesa vazia” (Empregado)

O funcionário irritantemente o guiou até outra mesa e Nikku pediu uma refeição para um.

Mingau de cevada com restos de vegetais e cerveja muito aguada.

Não tinha muito sal e não tinha nenhum gosto bom, mas os novos aventureiros o estavam comendo como se fosse a coisa mais saborosa do mundo.

“Um brinde à nossa nova party!” (Grupo próximo)

“Prazer em conhecê-los! Deixe a vanguarda comigo!” (Grupo próximo)

“É com você! Eu sou um padre aprendiz, mas sou bom em magia de cura!” (Grupo próximo)

Esses felizes aventureiros estavam brilhando muito para Nikku. Então, ele apenas ficou lá sentado, sem pensar em nada, esperando sua bebida chegar.

Foi então que o funcionário se aproximou dele.

Finalmente… Nikku se sentiu aliviado, mas o funcionário estava de mãos vazias.

“Senhor, você se importa em compartilhar a mesa? O balcão está cheio.” (Empregado)

“Hã? Não” (Nikku)

Parecia que aquela era a mesa onde eles empurraram todos os que ficaram de fora. Não só isso, mas eles continuaram aparecendo até que a mesa para quatro ficasse cheia.

[Será um incômodo se eles falarem comigo… Tenho certeza de que há uma razão pela qual eles estão sozinhos em um lugar como este é… Bem, quem sou eu para falar…]

Nikku deu uma olhada de soslaio para as três pessoas que estavam sentadas à sua mesa e achou que todas pareciam estranhas.

Uma delas era uma garota bonita com cabelos castanhos.

Ela estava vestindo uma túnica de feiticeiro, mas através das mangas, você podia ver seus braços finos e seu corpo pequeno em geral.

Seu manto e cajado pareciam caros, então ela provavelmente é uma nobre ou filha de um comerciante de alta classe.

Por outro lado, havia algumas coisas que atrapalhavam essa beleza.

Se ela sorrisse, seria incrivelmente bonita, mas parecia ameaçadora, como se de repente fosse esfaquear alguém com uma faca.

Talvez os outros clientes também pudessem sentir aquela aura perigosa, porque ninguém estava falando com ela.

A segunda pessoa era uma mulher-dragão ruiva.

Ela tinha dois chifres, uma cauda e os braços eram cobertos por escamas, como era característico do povo dragão.

Por baixo de sua jaqueta de couro coberta com arranhões, você podia ver um vislumbre de sua armadura de couro. Certamente, ela é uma guerreira de vanguarda.

Sua aparência era vulgar e repleta de beleza feminina. Seu peito era grande e seus músculos eram lindos, era uma beleza hipnotizante.

Um dragão forte e bonito deveria ser popular, mas ninguém falava com ela.

Assim como a garota anterior, ela tinha uma expressão terrível nos olhos, como se estivesse prestes a bater em alguém.

A terceira pessoa era um homem magro e bonito que parecia um padre.

Havia algo estranho nele. Os sacerdotes geralmente têm um livro sagrado com eles para lançar feitiços de cura e usam uma roupa preta de mangas compridas, chamada batina.

Eles também usam medalhas com símbolos minúsculos em volta do pescoço para denotar sua seita, mas a dele estava faltando. Isso é muito importante, então o fato de ele não ter uma provavelmente significava que ele era um padre pecador que foi excomungado e teve sua medalha tirada dele.

A prova disso era o cheiro forte de maquiagem vindo dele, o que significava que ele estava voltando de uma taverna com garotas ou de um bordel.

Pelo que Nikku sabia, nenhum padre tinha permissão para frequentar bordéis.

Os outros clientes também devem ter percebido essa estranheza, porque, embora os padres fossem muito populares, ninguém estava falando com ele.

Nikku soltou uma risada autodepreciativa. Seu lado parecia tão ruim quanto o deles.

O funcionário finalmente trouxe comidas e bebidas para esta mesa silenciosa, e quando ele disse, sem sinceridade, “com calma e boa refeição”, ninguém respondeu.

Nikku bebeu sua cerveja morna em um só gole e, sem querer, deixou escapar os sentimentos de irritação que vinham crescendo por dentro.

““ ““Não se pode confiar em humanos!!!!”” ””

[…Quê? Todos nós dissemos a mesma coisa em uníssono?]


Notas:

1 – Eu fiz algumas substituições nos nomes pra ficar mais parecido com o original. As trocas são: Nick=Nikku; All Martial Arts=Subete no Budo

2 – Kumadori é uma maquiagem usada por atores de kabuki, usada mais frequentemente no estilo aragoto. Esse termo também se aplica à um metodo de pintura no qual dois pincéis são usados simultaneamente, um para a cor e outro para criar sombras ou outros detalhes.



Comentários