DDf – Volume 3, Capítulo 3.4 – A cadeia de montanhas está queimando


CAPÍTULO ANTERIOR

O Guardião do Norte, Marquês de Rosenberg, Georg von Rosenberg

Calendário Imperial. 25/02/1506

As Montanhas Negras, Fortaleza Branca

 

Eu fui a parte superior do portão da fortaleza e olhei para baixo, em direção ao campo.

As forças inimigas estavam montando acampamento em um local longe do portão de nossa fortaleza. Uma bandeira negra estava balançando no desfiladeiro. O Lorde Demônio Dantalian estava usando uma bandeira negra para representar as suas tropas, já que ele não possuía um emblema próprio. O Lorde Demônio da Bandeira Negra chegou nas Montanhas Negras e capturou a Fortaleza Negra… Por coincidência, essa situação era bem engraçada.

Os capitães estimaram o tamanho do exército inimigo apenas o olhando.

“Parece que eles tem um pouco menos de três mil homens.”

“Não parece haver uma grande diferença de números quando comparado às nossas tropas. Nós protegeremos esta fortaleza facilmente.”

“Mm.”

Eu balancei a cabeça concordando. O problema era o número de magos. No outono passado, Dantalian comandava mais de onze bruxas. Muito provavelmente ele também trouxe um número considerável de bruxas desta vez. Precisávamos lidar com isso.

Eu gastei o dinheiro, que deveria ter sido utilizado para contratar soldados de infantaria, para contratar mais magos. Nossas forças possuíam vinte e cinco magos. Era um número impressionante. Era mais do que o suficiente para se defender contra o Dantalian.

“General, olhe lá.”

No local onde os capitães estavam apontando, os anões inimigos estavam construindo alguma coisa. Era uma catapulta desmontável. Supondo que eles estavam tentando montar um cerco contra nós com um lixo daqueles, os capitães riram os ridicularizando.

“Hah. Por acaso eles sequer conseguiriam arremessar uma pedra dessa distância?”

“Ao menos eles usaram um pouquinho do cérebro deles. Arrastar uma grande catapulta por este desfiladeiro seria impossível, então uma fácil de se montar é… Bem, ela continua sendo inútil de um jeito de ou de outro, mas o esforço deles é admirável.”

Momentos depois, eles começaram a lançar alguma coisa com as catapultas. Coisas que pareciam ser mais leves do que pedras, ou batiam contra a muralha ou caíam sobre ela. Um capitão foi pegar um dos objetos e o trouxe de volta para cá. Hesitante, o capitão o mostrou para mim.

“General, isso é…”

Uma cabeça.

Uma cabeça meio queimada de um cadáver.

“…”

O rosto do cadáver estava distorcido diabolicamente.

Era o rosto de alguém que havia sofrido até os seus últimos momentos.

O inimigo havia queimado os prisioneiros vivos.

Minhas mãos tremeram ao pensar na tortura que os prisioneiros deveriam ter experienciado.

“Esses demônios desgraçados…”

Eu sabia.

Eu já estava ciente de que o Dantalian era esse tipo de pessoa.

Mas não havia necessidade de se dar ao trabalho de queimá-los. Ele poderia ter decapitado os prisioneiros com praticidade, garantindo que eles sofreriam o mínimo possível antes de morrerem. Apesar disso, ele havia utilizado o modo de execução mais doloroso propositadamente. Só para me insultar.

Depois de catapultar mais de trinta cabeças, as armas de cerco inimigas pararam. Então, seis soldados da cavalaria inimiga se aproximaram e pararam em frente ao portão da fortaleza. Eles estavam segurando uma bandeira branca que representava ‘negociação’.

“… Abram o portão. Eu vou lá pessoalmente.”

“Isto não seria arriscado, general?”

“Se algo me acontecer, então dispare flechas imediatamente e mate-os. Ordenem os besteiros para que estejam prontos para atirar.”

O soldado responsável pelo portão o abriu.

Assim que eu passei pela entrada do castelo, a cavalaria inimiga estava logo à frente me esperando. Dentre eles, um homem vestindo um manto negro meneou a cabeça para mim.

“Há quanto tempo, Marquês. Na verdade, este não é o nosso primeiro encontro? Eu sou o Lorde Demônio Dantalian. Estou honrado por você não ter ignorado a negociação e ter vindo nos encontrar pessoalmente.”

“Um homem precisa saber respeitar a etiqueta…”

Então este homem era o Dantalian. Eu não conseguia enxergar este sujeito frágil e molenga como um monarca. Se eu brandisse a minha espada e avançasse contra ele, então não seria impossível matá-lo imediatamente. Depois de me preparar para puxar a minha espada a qualquer instante, eu falei.

“Oh, Lorde Demônio. Você deve ter vindo aqui honestamente preparado para morrer. Quais são seus motivos vis para pedir uma negociação logo depois de atirar os cadáveres dos prisioneiros contra nós? Diga-me o motivo pelo qual eu não deveria cortar o seu pescoço agora mesmo.”

“Você está sendo bem agressivo. Isto não passou de um pequeno presente, afinal, nós não somos pessoas bem próximas…?”

Dantalian riu.

“Você destruiu o meu Castelo de Lorde Demônio, e agora eu cheguei à sua fortaleza. Eu teria vergonha de vir aqui de mãos vazias. Você gostou meu presente?”

“…”

“Aha. Parece que você não ficou satisfeito.”

Dantalian olhou para cima, em direção a muralha. Os besteiros estavam apontando as suas armas para o Lorde Demônio lá de cima. Se eu os ordenasse, eles atirariam suas flechas imediatamente, perfurando a garganta do Dantalian. Ele não deveria desconhecer este fato, mas ainda assim, Dantalian continuava sorrindo.

“Está tudo bem. Eu preparei mais presentes para caso você reclamasse. Olhe só.”

Dantalian virou o corpo e fez um gesto em direção ao seu acampamento. Lá, anões estavam martelando pilares de madeira.

Em pouco tempo, mais de cem colunas foram posicionadas. Meus olhos arregalaram ao ver o que estava preso naqueles pilares. Um prisioneiro estava preso a cada estaca de madeira. Os anões se aproximaram dos pilares com tochas em mão. Parecia que eles estavam planejando atear fogo nos humanos agora mesmo. Os prisioneiros gritaram chorando.

 

— Salve-nos! General…

— Por favor, não nos descarte…

 

Minhas mãos tremeram. Isso era mesmo o feito de um homem? Eles não se referiam a si mesmo como a raça dos demônios e se gabavam de ser civilizados? Apesar disso, eles estavam mesmo cometendo um ato destes sem nem um pouco de hesitação?

“Seu filho da puta…”

“Por favor, ordene seus besteiros a abaixarem as armas. Eu sou um homem mesquinho e cheio de covardia. Sempre que alguém me ameaça, meu corpo dói e meus músculos tremem, isso me causa dificuldade de respirar.

“É mesmo? Deleite-se com sua última respiração o máximo que puder. Depois que eu cortar a sua garganta, você vai sentir falta deste ar quando chegar no Inferno.”

“Ooh. Assustador. Muitíssimo assustador. Pelo que parece, aparentemente o Marquês tem um talento natural em ameaçar os outros.”

Dantalian levantou a mão direita.

“— Infelizmente, isso é um talento que nunca consegui ter.”

Naquele momento, um dos pilares pegou fogo. A coluna já deveria estar ensopada de óleo, pois as chamas a tomaram e cresceram instantaneamente. Olhando para baixo e vendo o fogo que parecia ser a boca de uma besta vindo devorá-lo, o prisioneiro gritou.

 

— Aaack! Aack, aaaaaahhhhh…

 

De uma só vez, as chamas engoliram o corpo do soldado. Ele se debateu desesperadamente enquanto queimava. ‘Salve-me, por favor me salve’, quando estes gritos pararam, do local onde ele estava só sobrou a fumaça subindo aos céus. Eu não conseguia abrir a boca para esboçar reação. E então Dantalian falou.

“Marquês, sejamos honestos.”

“…”

“Como você acaba de testemunhar, eu sou uma pessoa desprezível. Um lixo, se você preferir se referir assim. Está na minha natureza tratar a vida de humanos como sendo inferiores a de uma mosca. Mas e você, Marquês? Você não é um governante que segue a justiça? Você não valoriza a vida dos seus subordinados como se fossem seus próprios filhos? Eu sou esse tipo de pessoa, e você Marquês é este tipo de pessoa. Você está em uma bela desvantagem enfrentando alguém desprezível como eu.”

Eu toquei o cabo da minha espada com a ponta dos meus dedos.

“… O que você quer dizer?”

“Vamos declarar trégua.”

Uma trégua? Como ele podia pedir uma trégua? Inseguro de quais eram suas verdadeiras intenções, eu encarei Dantalian intensamente. Enquanto coçava a orelha, Dantalian falou.

“Graças a sua excelente hospitalidade, eu consegui obter uma vitória sem perder tropas. No entanto, passando da Fortaleza Negra, eu não tenho confiança de que também conseguiria capturar a Fortaleza Branca. De qualquer forma, não é como se eu tivesse uma grande força militar… E mesmo que eu me esforçasse e tentasse montar um cerco, é óbvio que as minhas forças acabariam sofrendo.”

“Você conhece bem a sua própria situação, novato.”

“Sendo um homem idoso, você também deveria conhecer bem a sua própria situação, Marquês. A nuca deste seu corpo velho não está sentindo calafrios? Afinal, você está em uma situação em que uma jovem senhorita está apontando uma espada para você.”

“… O quê?”

“Você não teme a Princesa Imperial, Marquês?”

A minha mente ficou em branco por um instante.

Do que é que ele estava falando? O que eu acabei de escutar? O quanto exatamente este homem a minha frente tinha compreendido para conseguir formular uma pergunta destas? Dantalian riu.

“O Imperador do Império de Habsburgo já perdeu a sua autoridade. O Príncipe Herdeiro também não passa de um completo inútil. Como você é último legalista[1] restante, ela é um indivíduo que apenas um Marquês, como você, temeria. A Princesa Imperial não desejaria te eliminar assim que tivesse a oportunidade?”

“…”

“Eu sou incapaz de capturar sua fortaleza. Mas seja como for, Marquês, seria tolo da sua parte sair de trás das suas muralhas e vir me atacar, já que isto significaria abandonar a segurança da sua fortaleza e se envolver em uma batalha campal. Em suma, tanto eu quanto você não podemos fazer absolutamente nada, e temos que ficar simplesmente olhando um para a cara do outro. Nós temos uma relação bem fatídica. Uma obra do destino eu diria.”

A voz do Dantalian parecia estar sendo sussurrada diretamente no meu ouvido, e me puxava para mais perto. Agora eu entendi o que significava ser atraído pela voz de alguém.

“Ao capturar a Fortaleza Negra, eu consegui contribuições militares suficientes para não me envergonhar diante dos olhos dos outros Lordes Demônios. Você também conseguiu prevenir que a Fortaleza Branca fosse tomada, portanto conseguiu proteger a sua própria reputação. Já que uma mão lava a outra, boas ações trazem boas ações, logo, isto deve ser mais do que suficiente pra nos tornarmos grandes amigos.”

“…”

“Marquês. Eu sou uma pessoa muito liberal.”

Dantalian sorriu suavemente.

Aquela suavidade fez meu sangue congelar. O próprio fato de que um homem vil ser capaz de sorrir deste jeito parecia ser um insulto aos Deuses e uma desgraça para o mundo. Este homem estava se gabando como se já tivesse conseguido realizar um feito impossível. O que é isso? O que é que você está querendo me dizer?

“Se você concordar com a trégua, então eu ficarei mais do que contente em deixar os prisioneiros irem embora. Um soldado de cada vez. Respeitosamente. Não cabeças de corpos queimados, mas sim humanos em boas condições da cabeça aos pés, eu os enviarei bem assim.”

Eu cerrei os dentes.

Eu compreendi. Este homem a minha frente era O Verdadeiro Diabo.

Naquele dia, em que meus subordinados foram massacrados na colina, a aparição que eu vi não era uma simples ilusão. Aquele ser Diabólico que apareceu na colina era uma representação do próprio Dantalian. Eu murmurei.

“…Por um acaso, novato.”

“Mm?”

“Se por um acaso, eu te decapitasse aqui mesmo.”

Eu agarrei o cabo da minha espada.

Dantalian me encarou.

“No momento que eu te decapitasse, que tipo de expressão seu rosto teria?”

“…”

Como se estivesse surpreso pelo que eu disse. Dantalian arregalou os olhos. Então ele levantou a cabeça e começou a gargalhar. O som do riso do Lorde Demônio se espalhou pelo céu seco do inverno.

“É assim que deve ser, não é?” Aah. É claro, eu não sou onisciente nem onipotente. Há sempre a possibilidade de eu ter julgado alguém errado. Há a possibilidade de você, Marquês, ser capaz de ignorar a cena dos seus subordinados sendo queimados até a morte, e cortar o meu pescoço. Sim, isso é mais do que plausível…”

Dantalian esticou a cabeça. Como se seu pescoço fosse longo como o de uma cobra, ele esticou a cabeça em direção ao meu rosto.

“Então vá em frente e me mate.”

“…”

“Vamos se jogar no Inferno juntos, Marquês.”

Ele estava sério.

Este homem, estava dizendo isto com sinceridade.

“As pessoas dizem que o Inferno é um lugar que está sempre ardendo em chamas. No entanto, isto é incorreto. Se o Inferno realmente existir, então ele é uma paisagem de inverno em que tudo está congelado. Não tenho dúvidas disto. Uma planície em que o inverno continua ininterruptamente por tanto tempo que você até se esquece que é inverno, se esquece de que está congelado, e finalmente, se esquece completamente de si mesmo. O vazio absoluto vai nos engolir. Não seria solitário cair em lugar destes sozinho? Vamos juntos, Marquês. Vamos desaparecer eternamente…”

Eu mal consegui me segurar para não dar um passo para trás.

Os olhos desta pessoa não eram normais. Eu pensei que eles simplesmente negros, mas dentro destes olhos negros, escorria um vermelho tão carmesim quanto o sangue. O cheiro de sangue emanava do seu olhar.

Lorde Demônio.

Isto era um Lorde Demônio?

Em algum lugar, em outra localidade, eu vi olhos semelhantes a estes, mas não estava tendo dificuldades de me lembrar. Eu não conseguia recordar de onde já tinha visto estes olhos.

“Hm…”

Dantalian estreitou os olhos. Em um instante, a sanguinolência no seu olhar desapareceu. A única coisa que restou na sua face, de onde a insanidade havia desaparecido, era um sorriso agradável.

“Foi só uma piada. Ria, Marquês.”

“…”

“Em respeito a sua personalidade, eu soltarei 2 prisioneiros por dia. Já que eu tenho 98 soldados capturados, então acho que nossa trégua continuará por quarenta e seis dias. Dizem que o destino une levemente as pessoas simplesmente por elas se esbarrarem, mas o laço do destino entre eu e você é realmente notável.”

Depois de gritar ‘Hiyah’, para o seu cavalo ele se virou. Antes de partir, Dantalian tornou o olhar para mim e falou.

“Ah, certo. Já que um prisioneiro morreu, não são noventa e oito, mas sim noventa e sete. Peço desculpas. Eu sempre fui ruim em matemática. É a minha fraqueza. Na verdade, é a minha única fraqueza.”

Enquanto ria, Dantalian reuniu seu grupo e foi embora. A cavalaria de centauros seguiu o Lorde Demônio. Em meio a cavalaria, havia uma demônia com cabelo rosa solto ao vento. Muito provavelmente aquela mulher era a súcubo mestiça chamada de ‘Concubina do Rei’.

‘…Atire neles. Atirem neles sem parar.’

Eu não consegui dar esta ordem. Mesmo a minha boca estando aberta, as palavras não saiam dela. Meus subordinados, que estavam amarrados nos pilares de madeira, não saiam dos meus olhos. Eu não ousei dar a ordem pois os seus gritos ecoavam alto nos meus ouvidos.

E então eu lembrei.

Que indivíduo tinha os mesmos olhos daquele Lorde Demônio.

 

— Você não consegue comprar o meu respeito com fidelidade. Se você deseja que eu te respeite, então acima de tudo, você deve conquistar a vitória.

— Se por uma mísera chance, você cometer um erro… Bem, eu muito provavelmente ficarei bem desapontada

 

Aah.

A Princesa Imperial. Era a Imperial princesa Elizabeth.

Uma pessoa com os mesmos olhos que ela estava no exército dos Lordes Demônios.

Por que razão pessoas com a alma do Diabo estavam me cercando pelos dois lados? Os Deuses estavam tentando me testar? Um Lorde Demônio estava se aproximando pela frente, bloqueando um lado, e a Princesa Imperial estava se aproximando por trás, bloqueando o outro lado. No centro disto, eu não conseguia escolher entre minha vida ou a lealdade.

Se eu liderasse as minhas tropas para acabar com as forças do Lorde Demônio e cruzasse as Montanhas Negras para invadir o território dos demônios, então eu estaria escolhendo o caminho da lealdade que demonstrava a dignidade de Sua Majestade a Princesa Imperial. Mas eu não tinha certeza se isto era possível ou não.

Era difícil. Era fácil descartar a própria vida em favor da lealdade, e era infinitamente mais fácil descartar a lealdade em favor da vida, mas por que era tão difícil encontrar um caminho que preservasse tanto a lealdade quanto a vida…?

 

 


Tradutor: Yuere   |   Revisor: Golias


CAPÍTULO ANTERIOR

Assim como no post, vou encher o saco de vocês aqui para avaliarem DDf na página da Central Novel, deem a nota que acharem que ela merece, e se sentirem inspirados, escrevam uma review sobre o que acham da novel, se gostam, se é mediana, horrível, etc. ^^
Até semana que vem.


Alterar fonte
Cores