SE – Capítulo 46 – Isso é simplesmente monstruoso



O homem estava perdido sobre o que fazer, e vendo ele perdido, o velho falou:

“Se quer fazer isso direito, você tem que amá-las.”

Depois que ele falou, foi embora.

O velho veio atrás dele com o objetivo de ver como estava sua busca. Ao descobrir os resultados, e dar algumas dicas, ele saiu.

Ele fez isso como uma forma de ajudá-lo… Ambos passaram bastante tempo juntos e poderiam ser considerados grandes amigos, sem falar que ele o ajudou a conseguir fugir das garras da organização, então o velho sempre se sentiu em dívida.

O homem começou a pensar profundamente sobre isso e então tomou uma decisão. Ele foi até o lugar onde viviam as crianças e chamou algumas.

Ele não quis escolher elas, pois pensou que não havia uma razão para tal. Ele queria que fosse espontâneo.

Ele aceitou cinco crianças dentro de sua própria casa e viveu junto com elas. Ele tentou ao máximo dar atenção a elas, e as ajudou em tudo que era necessário.

Seja acordá-las para ir para a escola, ou fazer comida… Tudo.

Ele basicamente virou um pai para essas cinco crianças.

Ele viveu anos e anos assim.

Trinta anos depois, ele ficou muito satisfeito com a sua vida.

Ele criou as cinco crianças, e todas elas o amavam muito, e ele naturalmente as amava profundamente.

Eles seis passaram por muitas situações, altos e baixos.

Tiveram muito tempo, e por isso, eles passaram muito tempo juntos. Tal coisa é algo que, para ele, para quem ele era, é totalmente inacreditável.

Aquele homem morreu alguns anos atrás e ele ficou imensamente triste.

Embora fossem grandes amigos, eles se mantiveram separados para evitar péssimas lembranças.

Quando ele foi ao enterro do homem, se sentiu imensamente triste, e a família dele, a esposa e o filho, nem o conheciam.

Isso o fez se sentir arrependido, pois queria que a relação entre os dois fosse mais profunda.

Depois de mais alguns anos, ele morreu de uma doença terminal. O médico não sabia o que era a doença, mas era parecido com o câncer.

A doença era por causa das experiências. Com sua saúde e dinheiro, ele poderia facilmente ter vivido passado os noventa, talvez até os cem.

Mas ele morreu com 63 anos.

Isso porque as experiências transformaram seu corpo, em troca de tempo de vida. Ele perdeu quase trinta anos de vida em troca da força que ganhou quando era jovem.

Mas ele não ligava e se sentia feliz na verdade.

Os seus cinco filhos estavam profundamente tristes depois da morte do velho e se sentiram horríveis, mas eles conseguiram dar a volta por cima.

Antes de sua morte, o velho passou um tempo com cada um deles e os tranquilizou que ele não está triste, e não sofreu.

Ele enfatizou para cada um deles que eles são seu orgulho, e os ama muito.

Começou a vida como um indesejado, quando jovem era um assassino sem emoções, mas morreu no final como um velho muito sentimental.

Embora se sentisse em paz com sua morte, ainda tinha muita relutância em se separar das cinco crianças.

As cinco crianças se tornaram adultos e são todos bem sucedidos, alguns até casaram e tiveram filhos.

Depois de sua morte, Baijian acordou.

Ele recordou tudo que aconteceu, foi até ao pedestal e pegou a pequena esfera.

Depois que pegou a esfera e voltou até o inicio do labirinto, ele foi direto para a cabana.

Assim que chegou à cabana, ele se sentou no pequeno sofá que tinha lá, e começou a pensar profundamente.

Depois de alguns segundos, ele murmurou lentamente:

“Dessa vez foi diferente.”

Baijian não sabe se deve se sentir triste ou feliz. A experiência desse terceiro desafio foi diferente do normal. Ele não ganhou de fato as experiências, mas o que é diferente é…

Não foi criada uma terceira personalidade dentro de sua mente. Ainda existem apenas duas personalidades dentro da sua mente.

E ele se sente estranho sobre esse outro desafio.

“Talvez seja porque eu vivi quase a vida inteira da pessoa?”

Ele não sabia a resposta.

Na verdade, era um sentimento muito estranho. Como se ele tivesse aprendido algo, mas ao mesmo tempo não.

Ele tem todas as memórias, mas agora se sente mais real.

Antes, as memórias eram que nem um filme que ele via em terceira pessoa, mas dessa vez pareceu mais real, embora não era totalmente real ainda.

Quanto mais pensava sobre isso, mais estranho se sentia. Se você quer entender como ele se sente, é muito simples.

É como se você quisesse lembrar algo. E esse algo é bem simples. O nome de algo, ou a aparência, sabe, coisas simples.

É aquele sentimento como se esse algo estivesse na ponta da língua, mas por mais que você tente pensar, por mais que você se lembre de coisas parecidas, por mais que você se lembre de coisas relacionadas, no final não lembra de fato sobre a coisa.

É um sentimento horrível e angustiante. Normalmente, a maioria das pessoas lembraria depois de tentar muito, ou desistiriam.

Baijian agora está tentando desesperadamente lembrar. Ele sabe que sabe-se lá o que ele quer lembrar, é muito importante. O que ele precisa lembrar?

Ele tem a memória de todos os anos que passou sendo o rapaz. No mundo real levou um segundo, mas no desafio levou realmente mais de cinquenta anos.

E ele se lembra de tudo.

Então, o que que ele quer lembrar?

Ele está procurando nas suas memórias o que está faltando, mas depois de analisar tudo, nada está faltando. Quanto mais pensava nisso, mais confuso ficava.

Depois de pensar muito, sua mente começou a ficar estranha. Ele começou a pensar em várias coisas diferentes.

Muitas dessas coisas vinham da memória que ele ganhou no terceiro desafio. Ele começou a reviver dentro da sua mente a vida do pequeno rapaz de dez anos.

Ele permaneceu nesse estranho estado por exatas oito horas. Quando acordou, sentiu fome e foi comer.

Depois que terminou de comer, se sentiu confuso:

“Tinha alguma coisa que eu estava tentando lembrar…”

Depois de pensar um pouco, ele teve uma agradável surpresa:

“Minha mente está mais clara…”

Baijian está sentindo a mente mais ágil, mais leve, como se antes sua mente estivesse nublada, e agora estava clara.

“O que está acontecendo? Esse aumento é muito maior que da última vez…”

Baijian, depois de pensar um tempo, finalmente entendeu:

“Eu entrei em um estranho estado a um momento atrás…”

Ele tentou relembrar o que aconteceu, e quando começou a relembrar as memórias do terceiro desafio, ele ficou chocado:

“Eu tenho todas as experiências…”

Quando se fala que memória e experiências são diferentes, não é da boca pra fora. Memórias são algo que você pode adquirir ao assistir tudo como uma terceira pessoa.

Mas a experiência só pode ser vivida pela própria pessoa.

A experiência é quando você vive algo com seus sentimentos, memórias e pensamentos. Mas quando se é uma terceira pessoa, você friamente analisa as coisas de fora, só usando a lógica, e não seus sentimentos e memórias.

É para isso que existem psicólogos.

As vezes, as pessoas estão tão envolvidas psicologicamente com algum assunto, que tem problemas com eles. E, por mais que tentem resolver por si mesmas, não conseguem. Isso porque sua mente fica nublada e não consegue analisar a situação friamente.

Isso que psicólogos fazem, analisam a situação logicamente.

Mas uma pessoa só pode ganhar experiência quando ela mesma está vivendo aquilo. Isso porque você não deve usar só a lógica, mas também seus pensamentos, sentimentos e memória para avaliar a situação. E Baijian estranhamente ganhou as experiências do terceiro desafio.

“Eu estava muito preocupado comigo mesmo, eu sou eu, mas no momento seguinte não vou ser eu…”

Baijian estava tendo pensamentos muito complexos nesse momento.

“O eu de agora, pode ser diferente do eu daqui a um segundo. São diferentes pessoas, com diferentes sentimentos e diferentes pensamentos…”

“O eu de um segundo no futuro tem sempre um segundo de experiência a mais, o que nos torna diferentes.”

“Eu estava sempre tão fisgado em mim mesmo, pensando em mim, que esqueci que eu não sou imutável… Eu posso mudar. Não, eu não posso mudar, eu mudo, sempre mudo, a cada segundo estou mudando…”

“Eu inconscientemente neguei os pensamentos e sentimentos daquelas pessoas e isso fez com que elas criassem consciência dentro da minha mente…”

“Mas elas nunca foram realmente alguém, no final era apenas eu. Eu já sabia disso, mas ao mesmo tempo não sabia. Eu entendia, mas não entendia…”

“A mente é muito complexa…”

Baijian parou e continuou:

“Eu posso ser diferente. Minha mente não queria aceitar as experiências daquelas pessoas, pois pensava que eu ia deixar de ser eu mesmo. Mas eu nunca fui eu mesmo, eu nunca fui um “eu”, eu sou um “nós”. Cada segundo da minha vida cria um diferente eu, e eu posso mudar o eu de um segundo no futuro.”

“Eu posso mudar, eu posso me tornar outra pessoa, eu posso me tornar algo diferente, eu posso me tornar melhor…”

“Da mesma forma eu posso me tornar pior. Mas no final tudo muda, nada permanece imutável. E querer permanecer imutável me limitou…”

“Eu preciso me libertar das minhas limitações… Eu sou eu, mas também não sou eu. Eu sou eu, mas também sou nós. Eu posso mudar, e deixar o meu velho eu para trás, seja bom ou ruim, não devo hesitar.”

No momento que Baijian completou o seu raciocínio, é como se sua mente novamente tivesse liberado outro enorme fardo e tivesse ganhado asas.

Ele sentia como se sua mente quase estivesse flutuando.

“Que sensação maravilhosa… Essa é a sensação de se libertar.”

“Essa é a sensação de mudar.”

“Eu finalmente mudei.”

Baijian se sentiu extremamente feliz agora, muito calmo e relaxado.

Se sua mãe visse tudo que está acontecendo agora, ela com certeza ficaria assombrada sem palavras por muito tempo.

O cultivo é um caminho infinito, simplesmente não tem fim.

Mesmo os seres mais supremos do universo não diriam que chegaram ao fim do caminho do cultivo.

O cultivo mental também é um longo caminho.

No cultivo mental existem Nove Níveis.

Nunca foi dito se existe algo acima dos nove níveis, mas se você for um cultivador mental de 9º nível, você é basicamente um ser monstruosamente poderoso.

Para você ter ideia, a mãe de Baijian é uma cultivadora mental de 8º nível.

Para a idade dela, que é relativamente jovem para o seu cultivo mental, isso é monstruoso. Ela tem uma enorme chance de chegar até o 9º nível de cultivo mental, mas para isso é necessário oportunidades e/ou um longo tempo.

Nos nove níveis, existem três sub-divisões.

Baixo, médio, alto.

A mãe de Baijian está à apenas um passo de chegar ao 9º nível de cultivo mental, ela é um cultivador mental de 8º nível Alto.

Cultivo mental, até o 3º estágio, não ajuda quase nada na luta, mas do 4º para cima, este quadro muda completamente.

Antes de tudo isso, o cultivo mental de Baijian, com um ano, era 1º nível Baixo.

E durante anos isso não mudou.

Cultivo mental necessita de condições infindáveis para aumentar, e isso é algo tão complexo que praticamente ninguém criou um caminho para aumentar cultivo mental.

Geralmente depende da própria pessoa como cultivar a própria mente.

Pegue a mãe de Baijian como um exemplo.

No seu clã, ela era um descendente com uma excelente linhagem, e um talento monstruoso em cultivo mental.

Ela por anos e anos se aventurou em dezenas de lugares e viveu diferentes situações, tudo para que sua mente se fortalecesse.

Para ela chegar no 8º nível Alto de cultivo mental, demonstra o quão poderosa e talentosa ela é em cultivo mental.

Tome por exemplo o labirinto que ela criou para seu filho.

Uma das muitas habilidades de cultivo mental é a ilusão.

E para ela, a ilusão do labirinto é muito simples.

Mesmo o que ela faz que é tornar a mente capaz de viver anos em menos de um segundo. Para alguém de seu calibre, é bem fácil.

Baijian viveu muito nesse labirinto e experimentou muitas coisas. Por ser muito novo, ele é muito limitado em quanta experiência pode ganhar no labirinto.

E mesmo a experiência obtida no labirinto vermelho e azul não foram muito altas. Depende muito que tipo e quanta experiência uma pessoa pode ganhar.

Depende do poder de sua mente e quanta experiência ela própria tem. Baijian tem uma mente poderosa, mas pouca experiência.

Por isso, ele não absorveu quase nada dos labirintos. E no labirinto amarelo, que era mais complexo, ele não recebeu nada.

Tudo que aconteceu foi que, as duas pessoas nas quais ele viveu nos dois primeiros desafios, se tornaram duas personalidades dentro de sua mente.

Em vez de ajudar, piorou.

Mas no terceiro desafio, algo que provavelmente é a maior sorte de Baijian aconteceu. A pessoa do terceiro desafio era jovem.

Se o poder da mente é a base de um prédio, a experiência é igual aos andares do prédio. Baijian tem uma poderosa base, mas o prédio ainda não construiu nem sequer um andar completamente.

E nos dois primeiros desafios, ele ganhou muita experiência.

Essa experiência se tornou em andares para seu prédio… E embora sua base pode aguentar, ele não construiu nem um único andar, se ele simplesmente aceitar os andares que ganhou, o prédio deixará de ser dele e se tornará de outra pessoa.

Ou seja, ele deixaria de ser ele mesmo. Foi isso que aconteceu.

Mas Baijian teve uma sorte enorme. O terceiro desafio foi de um jovem apenas alguns anos mais velho que ele.

O problema não é experiência ganha durante, e sim a experiência ganha antes.

Os dois primeiros já eram adultos, um deles sendo até um velho. Mas o terceiro era bem jovem, e tudo que aconteceu depois de seus dez anos…

Foi algo que Baijian viu e sentiu junto com o rapaz. Quando se vive o suficiente, sua mente ganha poder.

E, embora durante o terceiro desafio Baijian estivesse inconsciente, houve uma estranha fusão entre Baijian e o rapaz.

Então, durante o terceiro desafio não era apenas o rapaz, parte da personalidade de Baijian também estava presente.

Isso fez com que ele tivesse uma abertura.

Quando acordou, o sentimento que recebeu de lembrar, mas não lembrar, era porque uma parte de sua consciência estava funcionando durante o terceiro desafio, mas essa parte era muito pequena o que fez com que ele se sentisse confuso, pois a parte maior da consciência tinha mais poder.

Depois de se concentrar bastante, um enorme milagre aconteceu: Baijian recebeu uma iluminação inconsciente.

Existem dois tipos de iluminação conhecidos. Isso foi algo escrito no livro que a mãe de Baijian entregou a Ye Hong.

A iluminação consciente e a iluminação inconsciente.

A iluminação inconsciente é quando você é esclarecido de algo e nem percebeu. Isso porque a iluminação inconsciente ilumina a sua inconsciência. Então é muito difícil descobrir no que você foi iluminado.

É claro, isso não acontece na hora, mas depois de pensar um pouco você entende.

Baijian recebeu a iluminação inconsciente durante esse tempo e quando acordou, ele estava confuso do que aconteceu, mas depois de pensar um pouco ele entendeu que ele desbloqueou as experiências ganhas durante o terceiro desafio.

E algo mais chocante ainda aconteceu depois. Ele recebeu uma iluminação consciente logo após.

Iluminação consciente é quando você está pensando em algo tão profundamente, que você ganha uma enorme inspiração que se torna iluminação.

No caso aqui, a enorme inspiração foram os seus frutos da iluminação inconsciente. E a iluminação consciente desvendou qual era o enorme problema que ele estava enfrentando. Ele percebeu que estava com medo de mudar.

Ao perceber isso, ele se iluminou e ganhou um enorme benefício.

Na verdade, durante a iluminação inconsciente, seu nível de cultivo mental aumentou para o 1º nível Médio.

Mas quando ele recebeu a iluminação consciente, seu nível de cultivo mental subiu novamente, dessa vez para o 1º nível Alto.

Está há apenas um reino de subir para o 2º nível de cultivo mental.

Quantos anos Baijian tem?

Ele nem fez quatro anos ainda e já está no 1º nível Alto de cultivo mental…

Isso é simplesmente monstruoso.


Autor: ReaderBecameWriter    |   Revisor: Blame



Web Analytics
Fontes
Cores