SE – Capítulo 188 – Já?



Olhando para o céu, Baijian não precisou esperar muito tempo. Alguns segundos depois, um relâmpago muito maior e mais poderoso que os últimos dois caiu em seu peito.

O impacto fez um buraco em seu peito o suficiente para conseguir ver a sua espinha. Seu coração foi quase completamente destruído, as suas costelas estavam esmigalhadas, e os seus outros órgãos internos foram completamente queimados.

Embora seu coração tenha sido destruído, Baijian ainda estava consciente. Mesmo que não pudesse mover nem um centímetro do seu corpo, sua consciência continuava intacta.

Embora a ferida de carne com certeza seja dolorosa, ele ainda consegue aguentar esse nível de dor perfeitamente bem.

A dor da carne era monstruosa, mas o mais doloroso mesmo era o relâmpago que viajava por cada centímetro do seu corpo.

Era várias vezes mais doloroso do que a ferida de carne.

Felizmente, Baijian conseguiu aguentar tudo, sem nenhuma mudança de expressão.

A regeneração ocorreu normalmente, e o segundo relâmpago em seu dantian se tornou novamente mais completo e mais corpóreo.

Depois que seu corpo se regenerou completamente, ele voltou novamente a olhar para o céu, que tinha as nuvens se aglomerando novamente.

A quantidade de nuvens da segunda tribulação é muito maior do que a da primeira, e isso trazia um aumento ainda maior no cenário que parecia um apocalipse.

Olhando para essas nuvens, ele começou a sentir cada vez menos medo, até chegar um ponto onde não sentia nem um pingo de temor em relação a elas.

Na época no labirinto, ele viu uma Tribulação Celestial e o poder dela era simplesmente em outro nível se comparada com essa tribulação. Aquela árvore era muito mais poderosa que ele, estava num nível maior de existência. Embora ela não pudesse cultivar na época por não ter consciência…

Por sua genética superior, e milhares de anos absorvendo a abundante energia natural do planeta, acabou que, mesmo sem cultivar, ela era muito mais poderosa que o atual Baijian.

Por causa disso, os céus tiveram que liberar mais poder de tribulação para ela.

É por isso que ele sentiu tanto medo na época…

O poder daquele relâmpago estava em outro nível.

Mesmo que ele usasse agora tudo o que tinha, seja a técnica Nove Revoluções dos Relâmpagos Celestiais, a sua habilidade com uma espada de primeiro nível, a sua força física de mais de 30 toneladas, bem como a sua mente de Terceiro Nível Baixo…

Mesmo que usasse tudo, ele provavelmente seria destruído instantaneamente por aquela tribulação.

Por isso que, quando descobriu que ia passar por uma tribulação, ficou com medo.

Pode-se dizer que aquela tribulação era um trauma que ele tinha. E quando soube que ia reviver o trauma, ele sentiu muito medo.

Mas à medida que caiam os raios, ele começou a entender que não deve os temer tanto.

Os céus não querem realmente matá-lo, ele está apenas o testando.

Baijian se sente assim ao ver esses relâmpagos.

Afinal, com o poder dos céus, se eles quisessem matar um cultivador, era extremamente fácil.

Mesmo assim, os céus simplesmente liberam um poder um pouco mais poderoso que o da pessoa.

Percebendo isso, ele sentiu que não devia temer os céus.

Com tais pensamentos correndo na sua mente, um quarto raio caiu.

O quarto raio era duas vezes mais poderoso que o anterior, e por isso conseguiu destruir completamente o peito de Baijian.

Destruiu tanto seu peito que ele foi basicamente dividido em dois.

A parte que recebeu o raio de sempre estava completamente queimada, mas dava para ver um pouco de sangue saindo de alguns buracos.

Seu coração, costelas, órgãos internos, espinha…

Tudo isso foi destruído.

Deixando apenas um pescoço ligado em uma cabeça com um par de pernas no chão.

De longe, as meninas observavam tudo, e vendo o atual estado dele, elas começaram a chorar com corações estavam extremamente gelados.

Elas queriam se apressar até ele, mas por algum motivo não conseguiam se mover, ou até mesmo de falar.

Elas estão assim desde o primeiro raio.

À medida que foram vendo Baijian se ferindo uma e outra vez…

À medida que foram vendo a conversa dele com o homem…

O coração delas começou a doer cada vez mais e seus olhos estavam extremamente vermelhos com lágrimas cristalinas que caiam sem parar.

Ao ver o estado dele atualmente, em que só restava a cabeça e as pernas, elas estavam com tanto medo que seus corpos estavam tremendo.

Elas queriam se aproximar, mas não podiam. Elas queriam gritar, mas não conseguiam.

Isso era simplesmente muito angustiante.

Elas já viram isso acontecendo várias vezes, e todas às vezes ele se regenerava. Mas mesmo assim, elas não aguentavam vê-lo nesse estado.

A partir da explicação que elas ouviram do homem, se a dor for grande o suficiente a ponto de desmaiar, ele não conseguirá usar a técnica, o que terminará em sua morte.

Toda essa situação é o mesmo que brincar com a morte.

Ao verem o tronco de Baijian lentamente se regenerando, o coração delas se aliviou um pouco, mas estava longe de se acalmarem.

Lágrimas ainda caiam de seus belos olhos enquanto observavam o tronco se regenerando.

Depois de um tempo, seu tronco se regenerou completamente, e ele podia mover o corpo.

Se levantando do chão, as meninas observavam em choque enquanto ele ficava em pé olhando para o céu, como se estivesse esperando o último raio.

Vendo isso, elas ficaram assustadas e tentaram falar, mas não conseguiram.

O homem, que estava a mais ou menos uns dez metros das meninas, lentamente se aproximou. Ao vê-las não podendo se mover, ele ficou confuso.

Olhando para o céu, ele murmurou:

“Deixe-as.”

Assim que essas palavras saíram de sua boca, as meninas finalmente podiam se mover, e a primeira coisa que elas fizeram foi gritar:

“Baijian, deita no chão!”

Até agora, ele deixou o raio acertar em seu peito, e por isso ficaram preocupadas ao vê-lo em pé esperando o raio cair.

Obviamente, o raio vai, a partir dessa posição, cair na cabeça dele.

O homem que se aproximou das meninas falou para acalmá-las:

“Acalmem-se. Esse é um dos passos da técnica. No último relâmpago da segunda tribulação, ele precisa ser acertado na cabeça.”

Ouvindo isso, a expressão delas afundou enquanto falavam desesperadamente:

“Mas assim ele vai morrer de vez.”

O homem negou com a cabeça e explicou:

“Não se preocupem. Embora a mente e a consciência fiquem na cabeça, esse relâmpago só tem a capacidade de destruir a consciência e a mente de uma pessoa se a própria pessoa não conseguir aguentar a dor.”

“Deixar o raio acertar a cabeça é nada mais que deixá-lo destruir o cérebro para ser reconstruído, não precisam se preocupar.”

“Contanto que ele consiga aguentar a dor, mesmo sem sua cabeça, sua consciência vai continuar intacta. Com sua consciência intacta, sua mente vai ficar bem.”

Yanyan perguntou preocupada:

“Mas ele vai aguentar a dor? A partir da sua explicação, a mente de Baijian ainda não está no nível de aguentar o quinto relâmpago da segunda tribulação.”

O homem assentiu com a cabeça e explicou:

“Mas entendam… O importante na tribulação celestial é a força de vontade, que é apenas um aspecto da mente. Contanto que sua força de vontade seja mais poderosa que a sua mente, tudo vai ficar bem.”

Xue’er, com a mão no peito, perguntou rapidamente:

“Mas e se a força de vontade dele não for poderosa o suficiente?”

O homem sorriu levemente e respondeu:

“Para suportar o quarto relâmpago da segunda tribulação, é necessário uma mente de quarto nível… Mas mesmo que ainda não tenha formado sua vontade, ele conseguiu suportar o quarto relâmpago. Creio que o quinto também será gerenciável.”

De fato, até o terceiro relâmpago é mais do que a mente de Baijian normalmente conseguiria lidar…

Não, até o segundo é difícil.

Mas ele não só lidou facilmente com o segundo e o terceiro, até o quarto foi fácil.

Isso mostra que a força de vontade de Baijian supera e muito a sua mente.

As meninas não perguntaram mais já que viram que as nuvens no céu estavam quase se aglomerando em um enorme vórtice no céu.

O vórtice estava muito maior, mais denso, mais negro, e mais violento.

Não havia mais nenhuma nuvem no céu por dezenas de quilômetros. Todas as nuvens estavam aglomeradas nesse único vórtice que estava rodando numa enorme velocidade.

De repente, a partir do meio do vórtice, um raio enorme caiu e fez um barulho tão grande que fez com que as meninas, que estavam à só algumas dezenas de metros, tremerem.

Seus ouvidos começaram a doer, então elas se agacharam no chão segurando os ouvidos enquanto olhavam fixamente para o ponto de impacto do relâmpago.

Assim que esse último raio caiu, o vórtice desapareceu em questão de segundos, deixando para trás só um céu azul completamente limpo.

No local de colisão do relâmpago…

Só tinha um par de pernas com um pouco do tronco do umbigo para baixo.

Depois que o raio caiu, as pernas foram violentamente jogadas para trás e caíram alguns metros longe do local de colisão.

Vendo isso, as meninas não se seguraram mais e correram para as pernas.

A essa altura do campeonato, as calças já foram quase que completamente destruídas, mas as meninas não estavam nem um pouco embaraçadas.

Em seus corações só havia nervosismo enquanto observavam as pernas deitadas no chão.

Elas estavam com seus corpos completamente encharcados de suor. Suas peles estavam pálidas enquanto tremiam sem parar.

Suas mãos há muito tempo estavam tão apertadas que as suas unhas conseguiram fazer buracos em suas palmas.

Embora provavelmente estivesse doendo, elas nem perceberam.

A aparência dessas cinco meninas, até de Shuang’er, eram extremamente lamentáveis.

Em toda a vida delas, nunca sentiram tanto nervosismo quanto hoje.

E o tempo passou…

Segundos…

Minutos…

A cada segundo que passava, era como um ano inteiro, enquanto observavam o par de pernas que continuava imóvel.

O homem também estava nervoso, embora estivesse se esforçando ao máximo para permanecer estóico.

Afinal, se até ele, que permitiu isso tudo acontecer, estivesse nervoso desse jeito…

As meninas provavelmente já estariam chorando nesse momento, completamente certas de que ele morreu.

Por isso, ele se esforçou ao máximo para permanecer calmo e sereno.

Depois que se passaram dois minutos, a pergunta que nenhuma das meninas queria fazer foi feita por Bingyue, que não aguentava mais o suspense:

“Não está mais lento que das outras vezes?”

Das outras vezes, o corpo voltou a se regenerar em menos de um minuto depois do impacto do raio. Obviamente, agora está demorando demais.

O homem, embora ainda estivesse nervoso, não estava nervoso por causa disso.

À medida que a força dos raios vai aumentando em poder, também aumenta a quantidade de dor. Quanto maior a diferença entre a dor e a força de vontade/mente da pessoa, mais rápida é a recuperação.

A dor nada mais é que um teste dos céus para a força de vontade das pessoas.

Contanto que você aguente, seu corpo poderá se regenerar.

Baijian, durante o primeiro até o quarto raio da segunda tribulação, sempre teve uma vantagem porque sua mente e força de vontade eram maiores.

Por causa disso, a dor não se prolongava. O raio atravessava o corpo, doía, e então finalmente ele podia se regenerar.

Mas esse quinto raio da segunda tribulação foi obviamente diferente.

A sua mente e força de vontade finalmente não conseguiram extinguir a dor tão facilmente.

Ele sabe disso porque já passou por isso antes.

O sétimo raio da sua quarta tribulação foi tão doloroso que ele lutou contra a dor por um total de três dias inteiros antes de finalmente poder supera-la e regenerar seu corpo.

Quanto menor a diferença entre a dor e a mente/força de vontade da pessoa, mais tempo leva a luta. A luta se torna uma batalha de resistência.

Por isso, ele sabe que, nesse momento, Baijian está lutando contra a dor, tentando extingui-la.

Agora, a quantidade de tempo que vai durar essa luta, depende totalmente da sua força de vontade.

Se não for poderosa, pode levar dias também.

Se for mais poderosa, pode levar algumas horas.

E se for bem poderosa, pode levar alguns minutos.

Depende muito.

Como antes a diferença era grande, levava segundos. Como agora se passaram dois minutos e não aconteceu nada, Salon julga que deve levar algumas horas antes dele poder se regenerar.

Embora, na sua mente, ainda exista o medo de que ele não consiga aguentar isso.

Afinal, ele pode não ter uma força de vontade poderosa o suficiente.

Muitos pensamentos passaram pela a sua cabeça, mas ele finalmente decidiu parar de pensar nessas coisas e simplesmente aguardar o resultado.

Salon então se sentou no chão pensando que ia levar algumas horas, só que, de repente, ele percebeu que o corpo de Baijian começou a se regenerar.

Surpreso, ele olhou aquilo com a boca aberta e os olhos alargados.

“Já?”


Se você gosta do nosso trabalho e quer nos ajudar,
não esqueça de nos Avaliar e dar seu Feedback,
isso é muito importante para todos nós.
🉐


Autor: ReaderBecameWriter  |  Editor: Delongas



Fontes
Cores