ST – Livro 3, Capítulo 14


eSTou aprendendo a colocar um título chamativo neSTe poST.

Se aprendi uma coisa importante em novels, quase todas de cultivo, é que todas elas nos faz pensar em temas dos mais diversos possíveis.

Algumas novels chegam a nos dar um final muito abaixo do que esperávamos, mas é porque já estávamos acostumados a qualidade do começo. Estou vivenciando muito disso na novel que ultimamente acompanhei pelo site, Renegade Imortal. Estou tb começando a deixar de lado um certo preconceito brasileiro, ou americanizado, de tomar os antagonistas como vilões. Me mexeu de uma forma ver um antagonista passar por inúmeros acontecimentos para ir contra os céus, que é o cultivar nas novels chinesas e principalmente do Er Gen, e se contentar com o Carma, com o destino, com a morte. A personagem que falo é Sun Tai pra quem tiver qualquer interesse em ler essa obra tb. Agora falando de ST… apreciem, só isso que peço. Capítulo passado foi SENTIMENTOS, pra quem não lembra… é difícil falar de algo que parece tão simples de ser falado e vemos em todo canto: nas igrejas ele é a base da união, nas escolas ele é a base do convívio, em casa ele é relativo, no trabalho escondido e nos bares esquecido. Quem não lembra dos pais ao ver um pai tão cuidadoso assim como Qin De, mesmo parecendo não ser; gostei que cada um mostrou a forma como entendeu e se expressou nos comentários, alguns rebateram o outro e isso foi mais legal ainda, pois buscamos o diferente para nós, uma opinião diversa, quando o igual nos parece banal. Quando li tb achei o pai do MC ‘estraga prazer’, mas agora já tenho uma carga emocional diferente da de antes, não penso mais ‘igual’, mesmo com tantas semelhanças. Acho que vou ser mais assim, a partir de agora vou tentar ser o mais diferente possível mesmo parecendo fazer a mesma coisa… Só mais algumas considerações antes do cap deSTa SexTa.

Vou fazer, não sei quando, acho que entre dezembro a fevereiro, 1 ano de NovelMania. Vim porque queria contribuir com as novels que eu usufruía gratuitamente, vou confessar que não é fácil revisar e nunca vai ser fácil e temos muitas obras pausadas ainda no site seja por conta da falta de revisor seja por falta de tradutor, enfim, não me pediram pra eu falar disso. Eu quis falar disso porque quero a cada post de ST passar um pouco do que aprendi e estou aprendendo como revisor para que alguns de vcs, senão todos (he he), queiram um dia nos ajudar tb. E hoje quero falar sobre os verbos discendi.

O que eu aprendi sobre eles? Bem, eles estão em todas as novels e nem percebemos, ao menos eu só percebi depois que me ensinaram. Aprendi basicamente tudo, pois é bem simples de aprender.

E o que são eles? Eles são verbos, logo remetem a uma ação. E que ação é essa? Esse é o mais importante, porque essa ação é uma fala ou algo que remete a uma fala.

Ex:  “Queridos delânguidos!!!” disse/falou/gritou o Élder Delongas carinhosamente aos seus leitores. Vejam que nessa frase tem uma ação relacionada à fala, marcada pelas três opções de verbo. Agora o mais importante. Por que esses verbos apareceram com letra minúscula após o ponto final? A resposta já dei a vcs: porque eles são verbos discendi, ou como dizem “São verbos de dizer.” Por isso a forma correta deles aparecerem é com letra minúscula. Mas e se for o verbo ‘batucar’ na frase? Então fica maiúscula msm, só isso. Quem se interessou, pesquise mais pois isso vai, com certeza, agregar aos seus conhecimentos. Fui…

Dever de casa: procure uma frase que tenha verbo discendi neste capítulo e comente ela que pode ser que na próxima semana eu entregue o capítulo que estou lhes devendo.

Capítulo 60  

Tradutor: Mathensley   |   Revisor: Delongas

 

 

 


Fontes
Cores