SRVF – Volume 2 – Capítulo 4


O Príncipe vai se matar, Kururi!

Sejam bem-vindos jovens cultivadores, eu sou Tio Rudy e estou aqui para abrir as portas da ferraria da nossa Seita!

Dizem os sábios que um homem sem chifre é um animal indefeso e realmente um homem corno pode ser uma criatura perigosa, por isso, nunca fure o olho de alguém.  Certa vez uma amiga minha, aquela da boca suja que já falei (Eu acho),  começou a namorar um cara e apresentou ele ao grupo. o cara tinha 2 metros de altura, era branco que nem um ´palmito, meio nerd e lesado. Ou seja, era um otakinho que nem nós =D

Em fim, esse cara tomou tanto chifre, especialmente de um grande amigo nosso (Meu e dela), meu, do meu primo, e uns outros cara que eu não conheço que comecei a me sentir mal por ele =/ Para piorar, esse cara tomou um gosto especial pelo nosso amigo e ela ficou com tanta raiva (Sim, ela que traía, mas ficou com raiva dele ser corno ?) desse cara, que resolveu terminar com ele. Mesmo depois de saber das galhadas, mesmo depois de terminado, um mês depois, ele chegou na nossa escola, com um buquê de flores e se declarando na frente de todos os alunos, ela ficou emocionada e os dois reataram o namoro.

Bem, eu e meu amigo olhamos um para o outro e, como se estivéssemos sendo purificados, o sentimento ruim que sentíamos por trair o cara havia desaparecido completamente, afinal havíamos testemunhado que ele merecia ser um corno. Não havia mais pesar em nós por que um miserável que implora para voltar depois de ser traído e abandonado, merecia tomar mais chifre! A justiça estava ao nosso lado!

Acredito que seja óbvio como foi que a história terminou, sendo desnecessário continuar a mesma. Kururi-kun, não fique triste por causa do Príncipe, a justiça está do seu lado e ele apenas recebe o que merce!

 

Capítulo 44

 

Sem Mais! Boa Leitura!


Fontes
Cores