WCC – Capítulo 78 – Guerra Civil de Trent Rietta



Um mensageiro chegou de uma organização conhecida como “Borda de Vento”, à velha capela divina localizada em Patrucia Nost de Gazzeta.

Ela busca se revoltar e derrubar o governo atual que estava governando Trent Rietta. Sabendo os detalhes sobre a atual estratégia anti-Gazzeta entre Fonclanc e Trent Rietta, eles expuseram o plano de restrição de comércio para enfraquecer Gazzeta.

“Qual é o objetivo de seu grupo?” (Klóvis)

“Nós gostaríamos de buscar apoio…” (Marya)

“Oh, mas… para nós nos mobilizarmos teria que depender da informação passada para nós, apenas espere que seja boa o suficiente para consideração.” (Klóvis)

“A organização anti-governo de Trent Rietta está nos convidando para nos juntarmos à intervenção deles?” (Shinra) (NT: Lembrando, eu que invento de nomear, normalmente com nomes aleatórios ou chutando quem seja…)

É claro que “Borda de Vento” está tentando usar Gazzeta, e também é verdade que a circulação de bens estagnou devido à restrição de comércio.

“Então o que as pessoas aqui têm a dizer sobre isso?” (Ayuukas)

“Então, nós vamos pelos planos deles?” (Klóvis)

“Ah, mas…” (Shinra)

Mas pode não ir como eles queriam, no que Shinra tinha muitos espiões escondidos pelos países, e ele seria capaz de mover a cavalaria até as bordas de Trent Rietta com apenas uma ordem.

“Primeiro será a inteligência, não percam nem o menor boato. Vão por toda informação de Fonclanc e Trent Rietta.” (Shinra)

***

O território de Gazzeta pegava debaixo da rodovia da costa sul, que era a parte sudoeste de Trent Rietta, até a rodovia norte do lago espelho de lua.

Atualmente, ambas essas estradas tinham um bloqueio de restrição de comércio devido à estratégia de contenção que veio de Fonclanc e Trent Rietta, e para poder aguentar isto, soldados regulares são despachados da capital Rinwaal.

Fyolnar ~ 12º dia do mês d’água, meia noite ~~

“Ataque inimigo~~!” (Jeremias)

Uma voz brava ressoou da torre de vigia. Aqueles que estavam dormindo depois de seus turnos haviam saltado acordados, e até aqueles que estavam no refeitório enquanto comiam começaram a correr para fora.

Na rodovia norte próxima da borda de Gazzeta, as forças de Trent Rietta que estavam estacionadas lá para o bloqueio estavam constantemente se preocupando se Gazzeta atacaria ou não eles.

“A escala do inimigo é…!” (Baco)

“O que aconteceu com a comunicação com as sentinelas?” (Jão)

“Checando por interferência de transmissão~~Não, não há nenhuma… isto é…” (Baco)

“Hey, este tipo de presença de onda é…” (Jão)

As artes de chama que iluminavam os arredores começaram a desaparecer, e as armas que foram fortalecidas por artes divinas que eram para serem usadas contra os inimigos se tornaram instáveis no que a estranha presença de onda envolveu a área. Das profundezas da floresta, múltiplos passos podiam ser ouvidos se aproximando. Não apenas haviam passos humanos, haviam também passos de feras misturados.

“É um ataque de Feras Mágicas~~!” (Jeremias)

“Há mercenários misturados, que raios está acontecendo!” (Baco)

“Eu não consigo usar minhas artes divinas, aquelas coisas são feras mágicas modificadas!” (Jão)

“Envie uma mensagem para a capital por reforços…” (Baco)

As feras mágicas das forças da Borda de Vento começaram seus ataques nas confusas tropas estacionadas enquanto eles estavam sendo aflitos pela onda de obstrução de artes divinas. As tropas de interceptação eram centradas em artes divinas ofensivas, e devido à isso, estando sem poder contra este tipo de situação, elas foram rapidamente varridas pelos mercenários.

“Ergam suas armas! Aqueles que não conseguem lutar em combate próximo, evacuem para os prédios!” (Jeremias)

“Um novo grupo está se aproximando da estrada! Há um monte de feras mágicas!” (Baco)

Aqueles que estavam usando armas melhoradas por artes divinas começaram suas resistências contra-ofensivas, e alguns deles começaram a lutar com os mercenários enquanto os outros tentaram atacar as feras mágicas com as menores resistências.

O ataque na meia noite do posto avançado localizado na rodovia norte foi um sucesso, no que as tropas que estavam estacionadas lá foram aniquiladas na virada da noite.

***

Fyolnar ~ 13º dia do mês d’água~~

“A cidade portuária, certamente é animada.” (Odo)

“Parece que trazer odo certamente foi uma boa decisão~” (Valerie) (NT: Eu também não sei o que aconteceu, devem estar foragidos)

Já faz 4 dias desde que Valerie e seu grupo haviam deixado as profundezas da floresta e haviam chego na cidade portuária de Fonclanc. Nas ruas, os nativos estavam conversando normalmente com pessoas Artless, não havia nenhum desvio dos Artless como eles pensaram.

“Ng, a capital pode ser diferente deste lugar…” (Valerie)

“Eu imagino, do hotel anterior, eu ouvi que recentemente Sanc Adiet esteve empregando artless para trabalharem nas ruas.” (Livona)

Valerie desviou do carinho na cabeça que estava por vir de Livona no que Welsh voltou depois de achar uma acomodação para eles.

“O hotel barato é quente?” (Valerie)

“… é um local bom e limpo. Ojou-sama, Livona, vamos seguir ao hotel com pressa.” (Welsh)

“…? Aconteceu alguma coisa?” (Valerie)

“Eu explicarei os detalhes depois. Primeiro, nós temos que nos mover rapidamente.” (Welsh)

Valerie e Livona se olharam enquanto uma atmosfera insuportável estava cercando Welsh no que elas começaram a seguir ele para o beco da rua principal.

***

A vista do lago espelho de lua podia ser vista da janela do quarto do segundo andar, Welsh estava arrumando informação do mercador oficial da associação do comércio na cidade portuária.

Mais cedo nesta manhã, o exército de Trent Rietta, que estava estacionado na estrada norte, foi atacado por combatentes armados e foram decimados. A organização “Borda de Vento” havia declarado guerra contra o governo de Trent Rietta sob o comando do clã Elfdras. (NT: Acho que não comentei, mas o nome do grupo pode ser Lâmina de Vento, apesar de haver palavras melhores para isso)

“Mas que! O que Airzah está fazendo por sua própria conveniência…” (Valerie)

“Shh~~ por favor se aquiete.” (Welsh)

“Essa informação é verdade? Foi confirmada?” (Livona)

“Eu irei checar a autenticidade da informação. Vocês duas por favor fiquem aqui e esperem, tentem não sair.” (Welsh)

Com a informação conflitante, Welsh estava atualmente se comunicando no quarto ao lado com um dos mercadores negros.

***

No escritório do oficial Fortress, localizado no QG da Borda de Vento, ele estava analisando todas as informações disponíveis para poder decidir sua próxima ação. No que relatórios de soldados se reunindo na estrada dentro das bordas oeste de Gazzeta haviam chego.

“O exército de Gazzeta está seguindo para o posto avançado mais baixo na rodovia, a tocaia superior está abandonada, vamos avançar à próxima fase.” (Fortress)

“Hmmm. Depois é a captura de Driadria, você tem que capturar ela antes que os reforços de Rinwaal cheguem… oficial militar.” (Airzah)

“Dois batalhões… eu lhes mostrarei que eu posso capturar ela em meio dia.” (Benefost)

“Então agora, depois que as tropas do oficial militar capturarem Driadria, uma corps será reservada para o posto avançado mais baixo, o resto seguirá para a capital.” (Fortress)

***

A notícia do exército de Gazzeta que trancou com sucesso as tropas do posto avançado mais baixo havia alcançado os ouvidos do exército da Borda de Vento, e depois que as tropas haviam se retirado do posto avançado superior, oficial militar Benefost começou seu ataque em Driadria com dois batalhões.

Originalmente, as tropas de Trent Rietta que eram providas em Driadria eram pequenas, a estratégia de defesa determinada por seu comandante era abandonar Dria e seguir para as minas de Rudia para esperar por reforços da capital Rinwaal.

Contudo, as forças mercenárias se esconderam próximas das minas Rudia em avanço, e elas começaram seu ataque e ocupação das minas ao mesmo tempo que o ataque do exército da Borda de Vento. Com a recuada deles para as minas cortada, a provisão foi destruída pelo ataque de pinça das forças de Benefost.

A declaração de capturar Driadria em meio dia foi como o oficial militar Benefost seguiu para empregar tropas na estrada para receber os reforços de Rinwaal para poder divergir a atenção do exército de Trent Rietta para eles, enquanto o exército principal marchava em direção da capital sob o comando do oficial financeiro Airzah.

***

No palácio real de Rinwaal, os burocratas, um após o outro, haviam trazido más notícias no que Rei Cliffzard coçava sua cabeça preocupado.

“Driadria caiu! Atualmente uma força inimiga do tamanho de um batalhão está empregada na rodovia.” (Dhyego)

“… não conseguiu aguentar nem por um dia, você acha que os reforços serão capazes de lidar com isso?” (Nicolau)

“Se as tropas passarem pelas minas e as outras tropas avançarem na rodovia, nós podemos ser capazes de algum modo de conseguir isso~~” (Beto)

“Eu gostaria de reportar! Uma estrada de mineração montanhosa é impassável! Devido à rochas caindo, os reforços diminuíram pela metade.” (Zacarias)

A tola jogada foi esmagada no que a indignação dos burocratas podia ser vista enquanto o Rei mantinha sua compostura.

“Vocalizando suas tristezas aqui não fará nada. Qual é a força real dos inimigos?” (Cliffzard)

“Infelizmente…” (Dhyego)

Atualmente, eles precisam confirmar o status das tropas do posto avançado superior e as tropas ocupadas de Driadria e também a observação das tropas do posto avançado inferior.

“Haiz…… uma organização declarou guerra contra um país, quanto poder militar ela tem?” (Cliffzard)

“Meu Rei, nós devemos buscar ajuda de Fonclanc?” (Beto)

“Pode ser melhor chamar de volta os reforços que haviam sido enviados para Driadria.” (Zacarias)

“Como a estrada da montanha está selada, não há necessidade de se preocupar de um ataque pelas costas da capital… poderia ser, o foco das forças inimigas era~~” (Dhyego)

Os burocratas começaram a entrar em pânico e pegar pessoas para culparem, no que eles se tornaram desorganizados. Vendo isso, o Rei Cliffzard imediatamente ordenou pela defesa da capital e a recaptura de Driadria.

“Envie uma transmissão para nosso país aliado Fonclanc por ajuda. Pegue as tropas retornado de Driadria de reserva na borda. Priorize a limpeza da passagem da montanha.” (Cliffzard)

“Meu Rei, não seria melhor deixar a passagem da montanha bloqueada?” (Dhyego)

Geograficamente, se os ataques fossem vir da rodovia até Rinwaal, os reforços de Fonclanc seriam pegos nos flancos e na retaguarda.

Aquele burocrata em particular estava considerando deixar ela bloqueada no que a organização chamada “Borda de Vento” pode enviar tropas através das minas, porque a intenção da “Borda de Vento” pode não ser atacar Rinwaal, mas o foco de fazer Driadria um estado independente.

“Não é uma opção para considerar, eu tenho uma sensação ruim sobre isto. A intenção deles de acampar fora das bordas das rodovias até a capital parece ser uma armadilha.” (Cliffzard)

O burocrata teve sua cabeça baixa como resposta à inflexão profunda do Rei Cliffzard. Mas, em seu coração ele estava se desculpando para a família, no que ele havia falhado em enganar o rei. Ele era na verdade de uma ramificação da Família Eldras. (NT: Família, clã, tudo mesma coisa)

“Uma pessoa não pode ser cuidadosa demais, prossigam como planejado. Se a intervenção de Fonclanc chegar primeiro ou a capital cair será a chave para esta guerra.” (Cliffzard)

***

Depois que Fonclanc recebeu a mensagem de socorro do governo de Trent Rietta, a seleção para as tropas de reforço e comandante começaram no Palácio Volance.

Relatos de movimentos inusuais de Gazzeta estavam sendo relatados pelos batedores despachados que eram os primeiros à chegar das bordas de Trent Rietta.

“Há um grupo do exército de Gazzeta se reunindo na área peninsular de Trent Rietta?” (Teobaldo)

“Aqueles caras não são suspeitos naquele local por cruzar o lago Espelho de Lua?” (Jorge)

“Isto foi relatado pela organização de vigia da vizinhança da cidade portuária~~” (Reginaldo)

Há uma dica que o chefe de Eldras, o fundador da “Borda de Vento” está atualmente se escondendo na cidade portuária.

“Hmm… há uma possibilidade de perturbação?” (Jubileu)

“Há. Contudo, eu estou mais preocupado sobre os movimentos de Gazzeta.” (Teobaldo)

A proposta do oficial de inteligência para enviar tropas à cidade portuária foi concordada pelos burocratas do palácio. O candidato principal para essa missão de despachar tropas de reforço para Trent Rietta e um grupo de investigação à cidade portuária era, claro, o Capitão do Deus da Escuridão.

Não muito tempo antes, ele era o seguidor da Princesa sem quaisquer conquistas, muitos haviam oposto ele para ser um candidato de despacho, depois do incidente dos ataques das vilas artless e salvar a família Volce, muitos dos outros nobres reconheceram ele, logo as atividades de Yuusuke eram vistas como uma honra ao país.

Mesmo recentemente, as contribuições dele ao bloqueio da instalação de feras mágicas foram espalhadas para os diferentes países. Depois de pensar por um tempo, Rei Esvobus começou a anunciar o pessoal que foi selecionado para o reforço de Trent Rietta e o grupo de investigação para a cidade portuária.

***

“Então a missão desta vez é a investigação e defesa da cidade portuária. Dependendo da situação, nós podemos ter que apoiar o reforço de Trent Rietta.” (Violet)

No segundo andar do palácio, na sala de descanso das corps de deus que eles raramente tinham uma chance para usar, os membros da Corps do Deus da Escuridão se reuniram para um resumo da missão por Violet.

A Corps do Deus da Escuridão foi apontada para a missão de investigar a cidade portuária, já para o reforço de Trent Rietta, aqueles com excelente liderança das diferentes corps foram despachados com Hivodir como o comandante das tropas.

“Rei Esvobus parece bem planejado para o apontamento desta vez.” (Vermeer)

“É mesmo?” (Yuusuke)

Ele tinha até enviado os vice-capitães das corps do palácio como oficiais comandantes para o campo de batalha. Vermeer analisou que para poder melhorar o padrão geral dos cavaleiros que não tinham muita experiência, ele havia escolhido alguém sem preocupações para status social ou poder divino.

“Bem, é aquele rei, ele deve ter muita confiança em suas estratégias.” (Yuusuke)

“Hmmm…” (Vermeer)

“Desta vez é por causa do fracasso da contenção de Gazzeta, meu Pai parecia querer agravar a situação.” (Violet)

O jeito do Rei Esvobus de progressivamente aumentar seu potencial de guerra havia mais ou menos deixado uma sensação desconfortável – até agora, ele esteve usando táticas de evitamento, ao usar do ponto de vista do grupo da Corps do Deus da Escuridão e Violet.

No que eles lembraram, Kreivol que esteve de pé ao lado deles havia falado sobre a conversa que o rei e Reifold tiveram.

“Para obter as peças de deus, competir pela supremacia do mundo na história de Kaltsio~~é…” (Kreivol) (NT: Imagine que ~~ é tipo uma vírgula)

Olhando para Violet. No que os membros da Corps do Deus da Escuridão rapidamente conversavam com a princesa das chamas.

“De algum modo” todos os membros atuais da Corps do Deus da Escuridão foram oficialmente reconhecidos, exceto por Sun e Sorzak, logo eles receberam sua própria autoridade se eles precisassem mover os soldados normais.

Então durante os poucos dias antes, os membros da Corps do Deus da Escuridão deviam selecionar “seus próprios soldados” para cultivarem suas habilidades de liderança.

“Então nesse caso, a missão desta vez… a missão de investigação na cidade portuária, mais provavelmente seria composta de esquadrões dos membros da Corps do Deus da Escuridão.” (Violet)

Esta missão é para solidificar a união da Corps do Deus da Escuridão, como Violet afirmou, finalmente a Corps do Deus da Escuridão havia conseguido suas próprias forças. Se isto é apenas um talento visionário coincidental ou o karma do “Deus Maligno”, quem sabe?

“Isso dito, Kreivol, vá em frente e explique os detalhes.” (Violet)

“… okay, os detalhes. O objetivo principal da missão na cidade portuária é~~” (Kreivol)

Lembrando a briga boba de Violet e Rei Esvobus fez Kreivol ficar um pouco desconfortável no que ele começou a explicar os detalhes da missão. O grupo de investigação da Corps do Deus da Escuridão e as tropas de reforço de Hivodir departirão de Fonclanc para suas missões no dia seguinte de manhã.

Acontecendo em Fyolnar ~ 16º dia do mês d’água~


Tradução: Thyros



Fontes
Cores