WCC – Capítulo 70 – Fragmento de Dúvida



“Como está por aí?” (Yuusuke)

“É~ eu consegui uma boa pedra.” (Sorzak) (NT: Segundo os comentários e Google Tradutor, na realidade é isto… em inglês ele fala que é difícil arrumar uma pedra boa)

Yuusuke havia retornado ao hotel em Driadria depois de uma atividade, no que eles começaram a discutir sobre seus resultados e relatórios durante o almoço tardio.

Sorzak parece ter coletado a quantia necessária de minério de ferro, e havia contratado alguém para entregar seus minérios para Fonclanc.

Como sua missão atual já foi completa, a pesquisa na amostra de solo será continuada no porão da mansão de Yuusuke.

“Bem, agora, como a missão está feita, deve ser hora para algum turismo, mas…” (Yuusuke)

“Apesar que situação atual não nos permitirá ter um passeio descontraído.” (Sorzak)

“Rinwaal, nós devemos ser capazes de ter um tempo calmo lá, certo?” (Yuusuke)

“Como as tarefas estão completas, nós podíamos ir para lá a qualquer momento.” (Sorzak) (NT: Eu assumo que estejam os 2 conversando, mas pode ser qualquer pessoa)

No fim, como eles estão atualmente na zona de perigo, não há sentido em ficar aqui por mais tempo, logo eles estarão seguindo para casa amanhã. Como não haviam quaisquer itens enormes para serem desmantelados, eles começaram preparando a carruagem com comida e água para seguir para casa.

***

Entardecer. Quando os mercenários e aventureiros voltaram para a cidade, o número de casualidades parecia ter acumulado mais do que a quantia prevista, e parecia que os arredores da instalação de feras mágicas eram mais perigosos do que o esperado. Entre eles, haviam aqueles que começaram a criticar descaradamente a Corps do Deus da Escuridão “por estarem com medo” no que eles estavam se preparando para voltar para casa.

Mas Yuusuke havia adotado a estratégia de ignorar os insultos e provocações para evitar problema.

No que a noite caiu, os membros do Esquadrão da Corps do Deus da Escuridão tiveram seu tempo livre para repensar antes de ir para cama. Aisha e Isotta levaram Shaheed e Fonke para várias lojas de roupa, enquanto Vermeer e Sorzak seguiram para o bar do hotel. Por alguma razão, Reifold parecia ter desaparecido e sumiu do quarto.

Yuusuke acompanhou Sun e Razsha para os estandes de rua próximos.

“Então que tipo de presentes devo trazer de volta?” (Yuusuke)

“Se for para Violet-sama, quais são seus pensamentos num pingente brilhante?” (Sun)

“Se é aquela princesa, ela definitivamente gostará disso.” (Razsha)

A estrutura da lâmpada Rin não era muito complicada, no que haviam muitos acessórios de lâmpada rin em tamanho de pingente alinhados pelos estandes. Apesar dos itens não durarem muito, era possível usar refil do musgo luminoso.

Enquanto a gangue de Yuusuke estava curtindo as compras relaxantes, num bar de bebidas por perto, um grupo de bêbados estava fazendo uma arruaça com algumas pessoas vestindo uniformes pretos.

“Whoa? Acho que eu morri~, Mushima e o qu- você está deixando fazer ~” (Oscar Alho) (NT: Eu tentei traduzir algumas partes, mas é zoado de qualquer jeito, porque é gente bêbada… quem souber japonês e quiser ver, aqui: ぅお? てんかのアンシンたいちょーどのは~、むぎとどれぇはべらせてカンコーきどりってかぁ~)

“Sun, Shia, vamos por ali.” (Yuusuke)

“Okay.” (Razsha)

“Tudo bem.” (Sun)

Dando um sorriso torto para os bêbados do lado oposto da rua, Yuusuke urgiu as duas para seguirem por outro caminho. Quando eles estavam voltando depois de fazerem compras, eles viram um número de pessoas que estiveram espalhando rumores, deixar eles sem checar pode se tornar danoso.

Sorzak havia avisado que entre os mercenários e aventureiros haviam aqueles que eram desesperados para ascender em fama, e para poder acelerar o progresso deles de serem renomados, eles vieram para confirmar a força do Capitão da Corps do Deus da Escuridão Yuusuke.

Ainda assim, não havia ninguém deles que fosse mergulhar num confronto direto com Yuusuke depois do desafio de duelo do predecessor deles, Thalys. Haviam aqueles que eram ambiciosos, alguns idealistas, mas geralmente a maioria deles eram sensíveis, no que eles prosseguiram com cuidado. Contudo, havia aqueles que não eram pacientes e eram inconsequentes com suas ações e por isso eram facilmente manipulados por outros.

“O~y, Vo~cês estão fu~gindo? Ooh?” (Oscar)

“Hey… venha comigo?” (Alho)

“U~n, eu não estou bêbado.” (Dionísio)

“Isto é problemático…” (Yuusuke)

Haviam alguns observadores cercando eles que notaram que Yuusuke e sua gangue estavam incomodados por isso enquanto voltavam das compras, no que esses observadores estavam esperando e antecipando por algo acontecer. Haviam muitos bêbados excitados atraídos pela ação.

Esses sujeitos estavam provocando a gangue de Yuusuke sem realmente desafiar ele, no que eles estavam tentando acessar a tão falada força dele, se ele realmente a possuía ou não como os boatos dizem, e confirmar que o duelo não foi armado.

Nos rumores, ele havia colocado uma parede gigante instantaneamente, construiu uma fortaleza num instante, se teletransportou, mas não tinha qualquer informação em como ele luta. Enquanto eles pudessem ver um pouquinho dos poderes dele que estavam nos boatos, dali eles podiam então fazer estratégias em táticas e métodos para ir contra.

Contudo, os amigos bêbados deles que saíram do bar não fizeram como o esperado e haviam facilmente dispersado.

“Oy, o que vocês estão fazendo, retornem aos seus assentos. O líder de Dria estará pagando bebidas.” (Dionísio)

“Oooh~ Só o líde’ Dria é o me~ior!” (Oscar) (NT: Conversa de bêbado não traduzida, isso é usando Google Tradutor em inglês e português… E está ‘meior’ mesmo, porque é bêbado)

O bêbado que não conseguia nem falar direito retornou em direção do bar. Depois de ver eles partirem, um jovem homem vestindo couro veio até Yuusuke para se desculpar pelo antigo aventureiro.

“Me desculpe, os amigos mais próximos dele não voltaram da viagem de escolta de hoje… logo ele está afogando suas mágoas no álcool.” (Nilton?)

“Entendo… sem problemas, eu peguei a ideia geral, obrigado por me contar.” (Yuusuke)

Demonstrando seu entendimento, Yuusuke acenou e agradeceu o antigo aventureiro. Assim como no outro dia, durante a conversa deles na rua principal, ele podia sentir as conversas loucas que eles tinham, o que levou à tentar ficar dentro das conversas seguras, como Yuusuke sugeriu. (NT: Evitar falar com bêbados? Deve ser isso, provavelmente é aquilo de andar em grupos)

“A Corps do Deus da Escuridão está retornando para casa?” (Nilton)

“Sim, já que nós completamos tentativamente nossa missão atual.” (Yuusuke)

O antigo aventureiro ficou silente no que ele pensou e lentamente começou a falar.

“… erm, eu sei que é bem irracional, eu queria que você desse uma mão na caça à feras mágicas.” (Nilton)

“Erm, isso é…” (Yuusuke)

Tendo que lidar com múltiplas feras mágicas, até as corps de mercenários estavam tendo dificuldades, sem mencionar a habilidade anti-arte divina que deixava os métodos convencionais inúteis contra elas.

Desde a quantia devastadora de casualidades do grupo de escolta, o grupo de mercenários e aventureiros se tornou cauteloso com suas atividades futuras.

“Eu entendo que este é um pedido irracional. Mas, isso poderia ter caído sob seus deveres oficiais?” (Nilton) (NT: Eu não sei exatamente quando esse cara apareceu neste capítulo, o capítulo tá meio zoado, como vocês devem ter visto…)

Ele, que havia lutado com as feras mágicas e saído ileso… sabendo que a Corps do Deus da Escuridão repeliu elas com sucesso antes, se ele pudesse ter eles se juntando, os outros grupos e membros seriam capazes de ser inspirados por eles.

“Eu acredito que em breve o incidente de feras mágicas irá aumentar, por favor reconsidere.” (Nilton)

Com aquelas palavras, o antigo aventureiro seguiu de volta para o bar onde seu grupo estava esperando por ele.

***

“Hmmm” (Yuusuke)

Yuusuke não queria colocar seu grupo em perigo e ele também queria evitar qualquer perigo desnecessário, enquanto ele se sentirá mal por ignorar o apelo daquela pessoa. Apesar que ele estava incomodado pela atmosfera perigosa que estava preenchendo a área.

Isso dito, já tendo decidido retornar para casa para trazer uma história dessas fará qualquer um ficar perplexo e incomodado.

“Que tal perguntar para todos sobre isso?” (Yuusuke)

“Eu seguirei Yuusuke-san não importa o que ele decida.” (Sun)

“Ng~, eu também.” (Razsha)

Discutir isso ou não, era esse o problema. Contudo, ele gemeu no que Reifold chamou e veio até Yuusuke e a gangue de um beco quando eles estavam retornando de seu passeio.

“Oya, voltando hoje?” (Reifold)

“Oh, é Reifold… espera um minuto, como é que você estava nessa vão.” (Yuusuke)

Belo timing, bem quando Yuusuke precisava de um conselheiro e uma terceira opinião, no que este auto proclamado residente da floresta saiu do vão de 2 prédios. Vendo Razsha ainda estando tensa e cautelosa de Reifold, ele deixou ela com Sun no que os 2 seguiram de volta para o hotel.

***

“É, apesar que eu acho que ir além do próprio dever não é um problema ~~” (Reifold)

Como esta ameaça de fera mágica importava para Kaltsio inteira, se ele tentasse ajudar eles ou simplesmente cooperasse com eles, Reifold sugeriu isso numa expressão que não era meia boca, o que era raro.

“Eu não consigo chegar numa decisão indo por essa conversa apenas…” (Yuusuke)

“Vamos pensar nisso direito passo à passo.” (Reifold)

Isto é apenas o começo da ameaça das feras mágicas, até agora ainda é limitada à área geográfica local de Trent Rietta. Contudo, atualmente neste mesmíssimo local, a maioria dos mercenários e aventureiros do mundo se reuniram aqui.

Se eles fossem agir aqui, as atividades da Corps do Deus da Escuridão serão testemunhadas pela rede de informação inteira espalhada por Trent Rietta e deixará uma impressão nos países diferentes e pessoas através de Kaltsio.

“A atividade de Yuusuke-kun pode até mesmo dar um impacto positivo no mundo.” (Reifold)

“No mundo…” (Yuusuke)

As palavras de Reifold pareciam perfurar direto no coração de Yuusuke pelas orelhas dele. No que ele repetiu em seu cérebro “impacto positivo no mundo”.

“Tsu!” (Reifold)

Subitamente, Kring, o som de vidro quebrando despertou a consciência de Yuusuke, no que ele estava viajando. Percebendo que sua consciência havia vagado, ele começou a piscar seus olhos rapidamente.

“O que… eu estava fazendo!” (Yuusuke)

Estando um pouco assustado, diferente de sua expressão usual, ela tinha uma expressão severa no que ela não podia sentir a presença de Reifold, quem Isotta esteve encarando do canto da rua. (NT: Parágrafo inteiro é da Isotta, mas ficou meio estranho em inglês também…)

Isotta percebeu que Reifold havia usado “ilusão de vento” em Yuusuke e havia feito um “vento de interferência” para sobrepor o efeito hipnótico.

“Oh, isto é um evento inesperado.” (Reifold)

Tomando uma ação que era inacreditável, Reifold mostrou um sorriso que ele sempre fez. Ciente que Isotta estava por perto, apesar dela ser tímida, mesmo que ela tenha interferido com a ilusão, ela não seria capaz de fazer mais nada.

Ela enviou um sinal de SOS para o hotel, para seus companheiros membros da Corps do Deus da Escuridão, quando eles ouviram sobre a situação de Isotta, eles pegaram suas armas e vieram ameaçadoramente até Reifold.

O rosto das duas, Sun e Razsha que haviam saído mais cedo, Sun apareceu com um arco em uma mão, enquanto Razsha estava segurando as flechas em assistência.

“Whoa, whoa, calma povo. Desta vez teve uma pequena situação.” (Reifold)

Sentindo que a situação havia crescido relativamente intensa, Reifold ficou embaraçado, na verdade foi o rei de Trent Rietta que pediu para emprestar o poder da Corps do Deus da Escuridão. No que Vermeer começou a explicar.

“Espere um minuto, você não deveria estar do lado de Fonclanc? Por que você está agindo de acordo com Trent Rietta?” (Vermeer)

“Para falar por Trent Rietta, mais ainda, isso na realidade beneficiará Fonclanc.” (Reifold)

“Se a Corps do Deus da Escuridão fossem participar nisto, se tornará benéfico para Fonclanc?” (Vermeer)

“Colocando simplesmente, é esse tipo de coisa.” (Reifold)

Reifold começou a explicar que ao permitir que a Corps do Deus da Escuridão lidere a situação atual e resolva ela, que Trent Rietta havia concordado, isso aumentará ainda mais a fama de Fonclanc.

Mas o fato que ele usou a técnica de ilusão de vento em Yuusuke era algo que não podia ser ignorado. Yuusuke coçou sua cabeça no que ele disse aos seus subordinados que “a técnica de ilusão que acabou de ser conjurada” não parecia perigosa, enquanto eles ainda estavam parecendo cuidadosos e alertas.

“Não pode ser… você usou isso em mim durante aquela vez na floresta?” (Yuusuke)

“Não, naquela hora eu não usei isso.” (Reifold)

Na verdade, ele estava perdido e havia consultado a garota, certo? No que ele olhou para Sun e virou para Reifold. Pegando a visão de Yuusuke, Sun imediatamente reagiu e mostrou um rosto que ela não tinha visto Reifold da outra vez. (NT: Eu não sei que vez é essa… foda, né?)

“Fumu… mas, este tipo de método foi aprovado pelo pai da Violet?” (Yuusuke)

“Você cutucou um lugar dolorido.” (Reifold)

Se Violet fosse ouvir sobre isto, ela definitivamente ficaria zangada por Yuusuke, Reifold que sabia disto estava mostrando um sorriso amargo. Parece que haviam alguns outros tipos de circunstâncias por trás disso. (NT: Deixar claro, Violet ficaria brava por Yuusuke, não com Yuusuke)

“Ng, se a Corps do Deus da Escuridão por si mesmos pudessem fazer algo sobre o atual bloqueio às instalações de feras mágicas, haverá um belo número de benefícios.” (Reifold)

“O que você quer dizer?” (Yuusuke)

“Rei Esvobus valoriza sua força e existência.” (Reifold)

Enquanto ouvia ele, Yuusuke e a gangue estavam questionando, “isto é ideia do Rei Esvobus?”, no que eles se sentiram abalados por isso. Todos acreditavam que Reifold estava atualmente fazendo uma missão especial para o rei, no que era uma missão perigosa, e haviam planos para interferir com a questão das feras modificadas, foi então julgado que havia um “tempo limitado”.

Rei Esvobus avaliou os vários jeitos promissores, e ele chegou à conclusão de infiltrar os países ao redor. Ele tomou as medidas necessárias, enquanto também estava um pouco hesitante, fazendo o Rei Virtuoso conhecido por também ser uma raposa ligeira, dentro e fora do país. (NT: Eu acho que nunca traduzi essa expressão antes, mas é bem como – raposa astuta/ligeira é um jeito de falar que a pessoa faz muitos planos… de certo modo, é quem vive no jeitinho brasileiro – em português, se eu tivesse que aproximar com algo, é algo como macaco velho, mas não exatamente)

Se o capitão da Corps do Deus da Escuridão fosse estar envolvido com o incidente de fera mágica por sua própria vontade e eles fossem MEA, então o Rei não evacuaria os cidadãos sob o pretexto que ele não deu a ordem, ele faria o que ele normalmente faz e atiçaria os cidadãos ao usar “o bravo herói pereceu sob a perigosa fera mágica”. (NT: Mortos Em Ação)

Reifold havia seguido para poder tirar a dúvida do coração dos membros da Corps do Deus da Escuridão que tinham suspeitas. Yuusuke parecia estar perdido, olhando intrigado para todo o resto.

“Agora que vocês receberam aquelas palavras, o Rei gostaria de deixar o julgamento para a Corps do Deus da Escuridão.” (Reifold)

“Então porque… você só não nos deu uma ordem direta de uma missão ao invés disso?” (Shaheed)

Shaheed que inicialmente questionou Reifold olhou em direção de Isotta que ainda estava tomando cuidado com a técnica de ilusão dele e começou a rir por sua posição de se render, enquanto falava francamente.

Para informar a cooperação com o bloqueio das instalações de fera mágica para a terra natal. E Rei Esvobus aprovar isso. Com o estado atual das coisas, a Corps do Deus da Escuridão iria ajudar diminuir o fardo do exército de Trent Rietta.

Rei Khafre expressou seu agradecimento à Fonclanc e declarou uma amizade dos dois países, seguido por uma aliança militar.

Para poder bloquear a área próxima das instalações de feras mágicas sem resultar em casualidades e monitorar as feras mágicas espalhadas em 2 das rodovias conectando para Gazzeta e Trent Rietta, o exército havia estabelecido uma base.

Atrás das cenas, a restrição de comércio entre Trent Rietta e Fonclanc através do bloqueio da rodovia será retirado no futuro próximo com a intenção de lentamente comer o poder de Gazzeta. Por ora, é difícil conter e manter ir contra uma invasão das forças do exército de Gazzeta.

Ao usar este incidente de fera modificada, isso permitiu que Fonclanc e Trent Rietta ajam sem serem suspeitos.

“Também, para permitir Yuusuke ser envolvido num trabalho perigoso desse, eles tiveram que manejar a Princesa Violet para olhar para o outro lado.” (Reifold)

Isto é, para esconder o plano de Rei Esvobus e justificar que a Corps do Deus da Escuridão haviam operado por si mesmos.

“Me desculpe por ter ofendido o humor desta dama com minhas explicações sem sal.” (Reifold) (NT: Em japonês, segundo Google Tradutor, este trecho é algo sobre ficar em luto e ofender sua filha por falar sem pensar… sei lá)

“Bem, isso… alguém poderia dizer que é um pai zeloso.” (Yuusuke)

Yuusuke foi usado pelo rei como um soldado normal seria, desta vez na forma de uma “ordem secreta”, mas devido às muitas diferentes circunstâncias, não podia ser enviada através de canais normais, logo ele fez Reifold fazer isso de um jeito redundante.

“Em qualquer caso, mesmo que seja por uma razão dessas, seria ruim se nós fossemos ignorar isso.” (Yuusuke)

Apesar de Yuusuke em si não querer se jogar em perigo, mas como os cavaleiros do palácio de Fonclanc estão longes demais para providenciar apoio devido à posição deles, e também é acima do pagamento deles, para poder ir aos limites das ideias do rei, eles teriam que se juntar e cooperar com o grupo de mercenários e aventureiros no bloqueio das instalações.

“Detalhes de lado, vocês são a força usável do país.” (Reifold)

“O Capitão não decidiu isso.” (Fonke)

“Bem, apesar de eu não gostar do método, nós não temos escolha.” (Yuusuke)

“Então o capitão já decidiu…” (Isotta)

“Eu seguirei Yuusuke-san a qualquer hora.” (Sun)

Então foi isso o que os membros da Corps do Deus da Escuridão responderam à decisão de Yuusuke. Como a decisão foi tomada, eles seguiram de volta ao hotel e pediram por uma extensão, depois eles seguiram para a carruagem e descarregaram alguns itens, para se preparar para a atividade de amanhã.

Sorzak e Razsha seguirão para casa primeiro com os materiais que eles haviam coletado, Reifold havia prometido escoltá-los de volta em segurança para Sanc Adiet.

“Eu sinto muito que eu não posso ajudar com a luta.” (Sorzak)

“Por favor seja cuidadoso, todo mundo, tenham certeza que todos vocês voltem para casa em segurança.” (Razsha)

No que eles estavam seguindo para casa primeiro, Sorzak estava tendo chiliques por isso, enquanto Razsha estava rezando pela segurança de todos. Logo os 2 despertaram no amanhecer e juntos com Reifold partiram de Driadria.

Então sob um disfarce, a Corps do Deus da Escuridão participou na atividade de bloqueio da instalação de fera mágica.

***

“Erm, ao usar um comprimento especial de onda… junto com o vento para mudar a flutuação dos sons… disso, eu havia criado um estado de hipnose.” (Isotta)

“Hmmhmm” (Yuusuke)

Falando estritamente, esta arte de vento requer uma redução no barulho dos arredores e precisa manter bom controle sobre ela, no que seu efeito é maior do que de outros tipos de artes divinas, no que Isotta explicou.

“O ponto é que ela entra pelos ouvidos ao tocar algum tipo de tom de som secreto. Mas isso funcionará contra filtros?” (Yuusuke)

No que Isotta começou a explicar as propriedades da “ilusão de vento” dela, Yuusuke começou a criar anti-medidas contra isso em seus uniformes.


Tradução: Thyros



Fontes
Cores