TYN – Capítulo 8 – Fama Caída



Uma semana tinha se passado desde então.
Só que eu ainda estava agindo pelas proximidades do castelo.

“Hey, garoto do Escudo.” (Oyaji)
“Wah!?” (Naofumi)
Depois de sair voando do castelo, eu fui chamado pelo Oyaji da Loja de Armas, meio pelado com nada além da minha cueca…
Para ser mais preciso, eu estava caminhando em frente à entrada da loja dele.

“Eu ouvi os seus feitos. Você estuprou aquela companheira sua, não foi? Se importa em me deixar te dar um soco?” (Oyaji)

Ele parecia ter ouvido os boatos e estava fervendo de fúria, anunciando suas intenções enquanto segurava seu punho.

“Você também, cuzão?!”

Esse cara provavelmente é o mesmo que todo mundo, eles nunca irão escutar meu lado da história.
Ah sim, eu não tinha absolutamente a menor ideia do que era assado como senso comum neste país – não – esse mundo quando eu cheguei pela primeira vez. Mas estuprar uma mulher deve ter sido um dos pecados capitais.
Ah, droga… Quando eu vi Oyaji, o rosto daquela vadia apareceu na minha mente.
Eu estava prestes à ser espancado com tudo.
Ele violentamente me segurou e fechou a cara.
“Hu… Cretino…” (Oyaji)
“O que? Você não quer me bater?” (Naofumi)

Oyaji afrouxou seu punho e perdeu sua postura. (NT: postura do sentido de briga)

“Não… eu não farei isso.” (Oyaji)
“É mesmo? Com certeza foi na casca.” (Naofumi)

Eu estava bem confiante que, apesar da minha falta de poder de ataque, eu podia ir golpe contra golpe e superar qualquer um em uma luta.
Infelizmente, pulverizar pessoas nunca irá convencer elas à acreditarem em mim.
É por isso que eu escolhi focar em juntar dinheiro para qualquer ocorrência futura.
Apesar que, aliviar minhas frustrações nos balões ajudou a limpar minha mente.

“Espere um segundo!” (Oyaji)
“O que você quer?!” (Naofumi)

Eu estava para sair pelo portão da cidade quando fui parado pelo Oyaji
Uma bolsa pequena foi jogada em mim.

“Você não vai muito longe com essa aparência. Pelo menos me deixe te dar esse presente de despedida.” (Oyaji)

Dentro da bolsa tinham umas roupas de linho barato e um manto gasto.

“… Quanto você está cobrando?” (Naofumi)
“Vamos dizer 5 Moedas de Bronze. Está num bazar.”
“… Entendi. Eu vou voltar para te pagar mais tarde.”

Era meio estranho andar por aí de cueca. Acho que o velho nunca deixa passar uma chance de fazer negócio.

“Me lembre de me pagar a vista, já que eu só acredito em dinheiro puro na mão.” (Oyaji)
“Ah, pode deixar.” (Naofumi)

Eu coloquei as roupas e ajeitei o manto, então fui na direção das planícies.
Depois disso, eu fui e subjuguei uma horda de Balões.

“AA LALALALALALALALALAE!” (Naofumi) (NT: são gritos de guerra, mas como to lendo muita coisa com Alexandre, o Grande, e esse é o grito dele, usei esse)

Me levou basicamente 5 minutos para matar um deles, mas não foi muito problemático já que eu levei 0 de dano, não importa quão forte eles me mordiam.
Para me distrair, eu lutei o dia inteiro e consegui algumas peles de Balões como resultado.

Level UP! (NT: cansei de traduzir level para nível, deixem eu manter como jogos, sim?)
Agora estou no Lvl 2.
Condições para o Escudo Pequeno Laranja e Escudo Pequeno amarelo foram abertas!
Então tá, hora de cuidadosamente fazer todas minhas tarefas diárias.
Eu fiquei com fome enquanto a noite se aproximava.
Relutante, voltei para a cidade do castelo, indo direto para a Loja do Mercador onde eles compram vários materiais que os monstros derrubam.
O mercador era um pouco gordo, e ele deixou uma risada ruim, boba ao ver minha cara.
… Parecia que ele estava me subestimando.
Eu entendi ele com um só olhar.
Tinha um respectivo cliente na minha frente que veio trocar alguns bens.
Coincidentemente, ele também estava vendendo peles de Balões.

“Vejamos… que tal eu comprar esses por um cobre a cada 2 pedaços?”

O mercador avaliou enquanto apontava para as peles de Balões.

2 pedaços para cada Moeda de Cobre……

“Por favor.” (Cliente)
“Obrigado por fazer negócio aqui.” (Mercador)

O cliente saiu e eu era o próximo da fila.

“Hey. Eu trouxe alguns materiais de monstros para vender hoje.” (Naofumi)
“Eu humildemente te recebo.” (Mercador)

Pensou que eu não ouvi sua pequena risada no final, seu idiota?

“Então você realmente tem alguns. Peles de Balões, entendo. O quem me diz de dez pedaços por um cobre?” (Mercador)

Um quinto da quantidade original! Esse cretino está me subestimando demais.

“Você não comprou dois pedaços por cobre daquele outro cara que estava aqui agora pouco?” (Naofumi)
“Algo assim aconteceu? Eu não consigo me lembrar..?” (Mercador)

Que merda, ele continua inventando desculpas bestas…… então você quer fazer AQUELE tipo de negócio.

“Hmph. Tá bom então.” (Naofumi)

Eu agarrei o colarinho do mercador e puxei ele para mim.

“Guh, o q-, o que—” (Mercador)
“Você quer comprar ESSES caras? Eles ainda estão vivos e muito energéticos, entende.” (Naofumi)

Gupu!

Eu tirei um dos Balões Laranjas que estavam escondidos dentro do meu manto e deixei ele morder o nariz do mercador.

“GYAAAAAAAAAAAAAAAAAA!” (Mercador)

Depois de tirar o Balão da cara dele, eu chutei o mercador desajeitado no chão.

“A planície é um lugar perigoso como você pode ver. Então, você se sente pronto para fazer negócios decentes agora?” (Naofumi)

Eu levantei meu manto para mostrar para ele que eu tinha 5 Balões escondidos debaixo dele.
Já que não machucava nem um pouco quando eles me mordiam, eu percebi que eles podem ser bem úteis no caso de algum cuzão comprar briga comigo.
Infelizmente, como meu poder de ataque é perto de 0, eu não sou muito uma ameaça.
Mas graças à minha estratégia criativa, as negociações foram um sucesso.
Esse porco entendeu sua posição. Com essa pequena demonstração, ele podia imaginar um futuro onde nenhum dos seus ossos permanecem quando esses balões terem acabado com ele.

“Eu não estou demandando nenhum custo extravagante de você. Eu só odeio ser subestimado por pessoas tentando me explorar.” (Naofumi)
“Você não vai escapar assim—” (Mercador)
“Me diga, se um mercador estivesse extorquindo dinheiro de um aventureiro, e outros descobrissem isso, eu imagino o que aconteceria com ele?” (Naofumi)

Confiança era o maior aliado de um mercador, então ele já teria derrotado seu aventureiro comum. Mas infelizmente para ele, seu oponente era eu.
E foi por isso que eu ofereci gentilmente uma alternativa para ele em vez de ir à falência por falta de clientes.

“Guh…” (Mercador)

O mercador me encarou com ressentimento e com sede de sangue levemente em seus olhos.
Contudo, ele cedeu logo.

“…..Eu entedi.” (Mercador)
“Haha, por favor não seja tão óbvio quando for cobrar em excesso as pessoas no futuro. De agora em diante eu serei um regular aqui, então esperarei alguns acordos razoáveis de você.” (Naofumi)
“Eu gostaria muito de recusar sua oferta, mas eu acho que dinheiro não tem males, não importa de onde venha. Esperarei ansioso por seus negócios.” (Mercador)

Eu acho que ele era o tipo de vilão que sabe quando é hora de sair. Meus Balões foram então comprados por um preço levemente menor que o de mercado.

“Haha. Sinta-se livre para proclamar minha grandiosidade espalhando ela para os outros. Vai servir de lição para o mercador que tentar mexer com a indústria do Balão.” (Naofumi)
“É, entendi. Você, querido cavalheiro, é um puta de um belo cliente!” (Mercador) (NT: ele quis dizer que dá trabalho, mas eu não sei como traduzir melhor do que sarcasmo)

E então, eu recebi dinheiro o suficiente para pagar pelas roupas que o Oyaji jogou em mim.
Eu parei em um restaurante para jantar. Contudo, a comida não tinha nenhum gosto. No começo eu achei que eu tinha sido sacaneado pelo restaurante, mas parecia que tinha um problema de verdade com minhas papilas gustativas.
E quanto ao Hotel? Já que eu não tinha dinheiro, eu tive que dormir nas planícies! Mas não tinha problema, já que eu não sentia dor nenhuma mesmo com um Balão me atacando a noite toda.
Na manhã seguinte, tinha também essa criatura estilo um pássaro que se juntou aos Balões. Então eu bati nele para aliviar meu stress.
E eu consegui alguns centavos da manhã!
Uma pessoa irá aprender a apreciar dinheiro quando eles tentarem feito loucos conseguir algum.
Primeiro, eu lootei alguns bens trocáveis dos Balões. (NT: pegou o loot, pegou o que os monstros deixam cair quando morrem)
Então eu vi algumas pencas de ervas juntas nas planícies.
Eu lembrei que a Farmácia na cidade vende ervas medicinais, então isso deve adicionar um pouco na soma.
Enquanto eu estava tirando as ervas da redondeza, o escudo reagiu e eu lentamente deixei o escudo absorver elas.

Os requerimentos para o Escudo de Folha foram liberados.

Parando para pensar nisso, eu esqueci completamente sobre o Livro da Arma.
Eu fui e chequei os escudos que foram iluminados.

Escudo Pequeno
Habilidade liberada! Aumento no Poder Defensivo por +3!

Escudo Pequeno Laranja
Habilidade selada….. Bônus de equipamento: 2+ Poder Defensivo.

Escudo Pequeno Amarelo
Habilidade selada….. Bônus de equipamento: 2+ Poder Defensivo.

Escudo de Folha
Habilidade selada….. Bônus de equipamento: Skill de coleta 1+.
Eu abri o menu de Ajuda para mais detalhes.

「Transformação de Arma e selos nas suas Habilidades」
Transformação de arma se refere à: a instância onde a arma lendária assume uma forma diferente.
Para realizar a transformação de arma, o dono deve colocar sua mão na arma e silenciosamente conjurar o nome da arma desejada.
Habilidade liberada se refere à: a instância onde o usuário recebe status permanentes e habilidades da arma transformada.

「Bônus de Equipamento」
Bônus de Equipamento se refere à: as habilidades que serão dadas ao usuário se eles equiparem essa certa arma.
Por exemplo, quando equipado uma arma com ‘Batida Antiga’ o usuário seria capaz de usar a skill ‘Batida Antiga’. (NT: em inglês é Erst Bash, tem mais cara de skill)
Se +3 Poder de Ataque é o bônus quando se equipa aquela arma, o usuário receberá +3 poder de ataque.

Entendo, então liberando suas habilidades eu receberei permanentemente seus bônus mesmo sem estar equipando aquela arma em particular.
Talvez a longo prazo, seria mais sábio juntar materiais ao longo do caminho ao invés de massacrar cegamente inimigos.
Quão mais parecido com um jogo esse mundo pode ficar?

Depois de ponderar assuntos, eu fiquei interessado no bônus de equipamento do Escudo de Folha.
Skill de coleta 1+
Essa skill certamente vai me dar algum tipo de bônus enquanto eu colho ervas.
Nesse momento eu não tenho dinheiro.
Levando tudo em conta, isso parecia ser o trabalho mais fácil com o melhor pagamento.
Eu equipei o Escudo de Folha sem um pingo de hesitação.
Shun….. um som como se algo estivesse cortando o ar foi feito, e meu escudo se transformou um uma folha verde e vistosa.
….. Não houve queda no meu Poder Defensivo. O Escudo Pequeno era muito fraco para começar.
Então tá, devo começar a colher essas pencas de ervas?
Puchi. (NT: era pra ser o som de colher ervas – não me julguem, não fui eu que fiz)
Um belo som foi feito enquanto eu colhia facilmente uma delas.
Pa….. (NT: esse por exemplo era o som de brilhar)
A erva realmente brilhou quando peguei ela.

Skill de coleta 1+
Erva Aero : Qualidade Normal -> Grande Valor Medicinal

Seu ícone também brilhou e mudou de forma.
Heh….. uma breve e bacana descrição, isso vai ser surpreendentemente útil.
Pôr-do-sol chegou rapidamente enquanto eu vaguei o dia inteiro, enchendo minha bolsa com ervas medicinais.
A propósito, eu não sei se foi devido à toda essa coleta ou algum requerimento de tempo, mas parece que a habilidade do Escudo de Folha foi liberada com sucesso.
Outras cores da Série Escudo Pequeno também foram liberadas aquele dia.
Eu voltei para a cidade do castelo, planejando vender o grande saco de medicina na minha mão.

“Hou…. Essa é uma bela colheita aqui. Onde você conseguiu elas?” (Farmacêutico)
“Da planície que se espalha fora do castelo. Você não sabe sobre essas?” (Naofumi)
“Fumu….. você realmente tem bastante….. mas parece que a qualidade é um pouco ruim……” (Farmacêutico)

Eu vendi as ervas depois de um pouco de conversa fiada. Os lucros de hoje foram 1 Moeda de Prata e 50 Moedas de Cobre.
Uma quantia considerável comparada com meus dias anteriores: um novo recorde.
Numa nota paralela, teve esse um cara que veio até mim enquanto eu comia, dizendo que queria ser meu companheiro.
Eu estava ficando cansado desses caras com seus rostos perversos. (NT: estranho, eu sei)

….. A comida de hoje também não tinha gosto nenhum.
Já que eu não podia sentir o gosto de nada, eu apenas pedi comida o suficiente para encher meu estômago.

“Herói do Escudo-sama, por favor me deixe ser seu companheiro.” (Aventureiro)

Ele veio até mim e falou com um ar de superioridade.
Falando como se você fosse meu chefe, isso não significa nada além de problema. E depois de olhar de novo, ela era a droga de uma mulher como aquela vaca de antes.

“Muito bem então, vamos confirmar os termos do nosso contrato, sim?” (Naofumi)
“Hai.” (Aventureiro) (NT: daqui em diante ele continua usando masculino, mas eu tenho minhas dúvidas se é erro de tradução ou se Naofumi que considera como um homem para conversar ou ainda se é outra pessoa… vou manter, mas acho que é a mesma mulher)

Gah!!!!
Se acalme, essa é a parte onde eu simplesmente me retiro, assim como eu pratiquei antes.

“Primeiro de tudo, será um trabalho de tempo integral. Eu imagino que você saiba o que isso significa, certo?” (Naofumi)
“Nem.” (Aventureiro)

Eu já quero matar ele!

“Nós vamos distribuir o lucro conseguido através de aventurar. Por exemplo, vamos dizer que conseguimos um fundo de 100 Moedas de Prata. Eu vou ficar com pelo menos 40% disso, e o resto será distribuído: dependendo dos seus esforços. Já que você é a única outra pessoa do grupo, a quantia será dividida entre eu e você. Mas como nós não saberemos nada até eu ver você em ação, eu vou distribuir o dinheiro de acordo com meu próprio discernimento.” (Naofumi)
“Mas que droga, você não está só querendo pegar todo o dinheiro para você com essa conversa redundante?!” (Aventureiro)
“Eu não disse que dependerá dos seus esforços? Se você trabalhar devidamente, então você receberá devidamente seu pagamento.” (Naofumi)
“Bom, então eu acho que está tudo certo. Vamos comprar algum equipamento então.” (Aventureiro)
“….. Vá comprar você mesmo; eu não tenho obrigação nenhuma de comprar SEU equipamento.” (Naofumi)
“Tsk!” (Aventureiro)

Na maior parte do tempo, esse tipo de pessoa só está atrás da chance de dar um golpe para conseguir equipamento grátis de mim.
Eu vejo diretamente da farsa deles. Eles vão me jogar fora no momento que eu pagar pelas coisas deles.
Bando de lixo. Assim como aquela puta.

“Tudo bem então. Me dê todo seu dinheiro.” (Naofumi)
“Ah, por que tem um Balão aqui?!” (Aventureiro)

Gabuu!

“Não! Fique longe!” (Aventureiro)

Um Balão estava causando o caos na taberna, mas não é da minha conta. Depois de puxar o Balão fora do hilário nariz mordido dele, eu retiro minha refeição e saio do estabelecimento.
No fim, não tem nenhuma pessoa boa nesse mundo.
Tudo que eles pensam é como caçar os outros.

De qualquer maneira, eu continuei ganhando dinheiro como minha rotina diária. E antes que eu percebesse, a segunda semana já havia começado.


Tradução: Thyros




Fontes
Cores