TYN – Capítulo 55 – Partida



“Eu demando decapitaçããããããããooooo!” (Rei)

Como esperado de lixo. Minha resposta é equivalente à sua coroa.

“Ops, parece que você acha que sua guilhotina pode me machucar.” (Naofumi)

Com um clang, os knights do lixo tiraram suas espadas e me cercaram.

“Vocês esqueceram que durante a onda fui eu quem derrotou o oponente que aqueles outros outros heróis foram acabados?” (Naofumi)

Eu equipo meu escudo e respondo.
Já pelos knights, nenhum deles ousou se mover.
Uma aparência digna de um herói. Essas são pessoas que sabem o que aconteceu durante a onda, então eles não atacam.
Mesmo que tenha sido um meio blefe.

“O que vocês estão fazendo!? Mate logo este bastardo impudente!” (Rei)
“Hey…” (Naofumi)

Eu encaro o rei e repito.

“Você não entende? O eu atual pode entrar o castelo pela entrada, te assassinar e sair desse jeito…” (Naofumi)
“Grr…” (Rei)

No fim, esse lixo parece finalmente saber sua posição. Seu rosto está mortificado. (NT: Eu não gosto dessa palavra, mas a tradução literal me parece a melhor saída)

“Você acredita que eu realmente posso fazer isso?” (Naofumi)

Eu aprendi nesse mundo que ameaças e blefes durante negociações são necessários. Logo, contra esse lixo eu usarei isso ao seu máximo.

“Se você for pedir para um herói fazer isso, você acha que eles serão capazes de vencer contra mim?” (Naofumi)
“Grrrr…..” (Rei)

O rei está raspando os dentes em frustração.

“Sendo capaz de dizer uma coisa dessas–” (Rei)
“Se você mexer com meus subordinados? Eu vou te matar.” (Naofumi)

Antes que eu perca a oportunidade, eu farei o primeiro movimento.
Já que eu não tenho clarificação, eu não sei se a skill Dama de Ferro pode ou não matar esse lixo.
Mas, eu tenho bastante certeza que irá funcionar.
Se eu também incluir as chamas da Maldição de Auto Cremação.
O rosto do lixo ficou azul quando ele entendeu sua posição.

“Não me incomode, lixo. Eu irei cooperar durante a onda, mas assim que ela acabar, não me disturbe.” (Naofumi)

Essa é minha única ameaça, mas eu não posso revelar meu trunfo na manga tão fácil. Eu preferiria isso sendo meu último recurso.
Mesmo que eu mate ele aqui, nada será resolvido. O sucessor desse lixo simplesmente irá aparecer e me colocar na lista de procurados.
Mesmo que eu lute com os outros Heróis, é duvidoso que eu possa vencer.
Além do que, se todos os três deles se juntassem contra mim, eu iria perder.

“Falou.” (Naofumi)

Eu virei meu calcanhar e andei para fora da sala do trono.

“Imperdoável! Eu não irei perdoar você Escuuuuuuuuuuuuudddddoooooooooooooooo!” (Rei) (NT: Pensando em mudar logo para ‘Lixo’, já que como a história é desenvolvida pela perspectiva do Naofumi, se ele só chama a pessoa de um jeito, nada mais justo que usar isso como nome)

O grito do lixo ressoou através da sala do trono.

“Essa é minha falaaaaaaaaaaaa!” (Naofumi)

Eu aponto para o lixo antes de sair.
Depois de sair da sala do trono, eu passo por uma pessoa estilo mulher nobre escondendo seus lábios com um leque e um vestido que parecia caro.
O rosto está muito bem escondido para ser capaz de dizer a idade. Talvez 20 e tantos…?
Seu cabelo é roxo… cor até que rara…

“Obrigada por participar, degojaru.” (???) (NT: Não tem significado, mas ela fala degojaru, não é onomatopeia – talvez tenham escrito errado e seja ‘de gozaru’, que é um jeito que principalmente samurais e yakuzas usavam para se identificar, o sinônimo usado no lugar é o ‘desu’, mas enfim…)

Foi cochichado para mim enquanto nós nos passamos.
Gojaru?
Perigoso, eu quase me virei.
Hm?
Uma garota assim como Raphtalia quando era pequena e a forma humanoide da Firo está atrás da mulher. Sua cor de cabelo é azulada. Também algo que você não vê muito.
Ela está bem vestida, é a filha dela?
Contudo, elas não se parecem muito…
Apesar da aparência dela rivalizar com a da forma humana da Firo. Essa garotinha também é um pássaro?
Hm…
Eu não consigo me lembrar quem ela se parece.
Oh bem, essa pessoa é provavelmente desagradável. Lembrar é só uma perda de tempo.
Então, naquela hora, nós cruzamos caminhos inintencionalmente. Eu não tinha ideia que essa criança iria se tornar uma figura importante no escândalo futuro.

A propósito, Raphtalia e Firo estavam esperando por mim em outro quarto.
E o fato que elas previram que eu ia causar problemas e estavam até prontas para escapar foi a cereja do bolo.
De qualquer jeito, nós saímos de lá com pressa.

No dia seguinte.
Eu apareci na loja de armas para checar sobre a carruagem pedida.

“Oh, é o guri. A carruagem que você pediu está pronta.” (Oyaji)
“Bem rápido. Contudo Oyaji, você pode fazer qualquer coisa contanto que seja baseada em metal?” (Naofumi)
“Eu tive ajuda do meu conhecido, então eu não fiz toda ela.” (Oyaji)

Isso é comum para trabalhadores de metal?

“Bem, ele é só um desses caras que fazem qualquer coisa contanto que você tenha o dinheiro.” (Oyaji)
“Guri, não fique triste só porque você descobriu que eu não posso fazer tudo. Eu não sou versátil como você.” (Oyaji)
“Eu também não sou onipotente…” (Oyaji) (NT: Sério, três falas separadas, isso me deixa mais frustrado que o a conjuração e a magia separada)

O que o Oyaji pensa de mim?

“Bem, ela está estacionada nos fundos.” (Oyaji)
“Ah, então vamos lá checar ela. A propósito, Raphtalia-” (Naofumi)

Raphtalia apertou minha mão antes de eu terminar.

“Qual o problema?” (Naofumi)
“A espada ainda está bem. Vamos salvar dinheiro por enquanto.” (Raphtalia)
“Bem… se Raphtalia diz assim…” (Naofumi)

Apesar que Firo é nossa atacante principal agora.
Não deve ser necessário para Raphtalia agir à não ser que seja algo urgente, e o mesmo vale para mim.
Isso soa ruim, mas pode ter armas em algum outro lugar que são melhores que aquelas na loja do Oyaji.
Nós demos a volta na loja de armas para checar o vagão de metal. O gorro é metálico, e a carruagem inteira passa a sensação de um enfeite aumentado de Natal que meus pais compraram.

“Wow~….” (Firo)

Os olhos da Firo brilharam com um brilho sem precedentes. Ela foi em direção da frente e segurou a alça.

“Firo vai puxar isso, certo!?” (Firo)
“Sim.” (Naofumi)
“Yaaay~!” (Firo)

Firo está bem feliz, com ambos seus pés e asas batendo como se esperando sair voando nisso a qualquer momento. (NT: Sair voando no sentido de sair correndo rápido, não dela voar por causa das asas)
Ela tem uma cara assim.

“Por enquanto, vamos trazer nossa bagagem.” (Naofumi)
“Okay.” (Raphtalia)
“Okay~!” (Firo)

Nós transferimos a bagagem da nossa carruagem que usamos entre as ondas para a nova.
Levou um certo tempo para carregar os materiais, mercadorias e ferramentas.

“Como ela é, guri?” (Oyaji)

O Oyaji apareceu quando ele teve tempo livre. E eu respondi com um joinha.

“É, ela é tão ótima quanto eu esperava.” (Naofumi)
“Entendo, mas ela parece ser muito pesada. A garotinha vai ficar bem…?” (Oyaji)
“Yup!” (Firo)
“Essa camarada aqui correu pelo país com uma carruagem que tinha 3 carroças ligadas.” (Naofumi)
“Isso é incrível.” (Oyaji)
“Aliás, é mais leve do que eu esperava, então eu estou um pouco desapontada.” (Firo)
“Você sabe, pare de ser tão teimosa!” (Naofumi)

Quais são os padrões para philorial de qualquer jeito? Por que eles se sentem ótimos quando puxam carruagens?

“Hahaha, faça seu melhor. Então o que você vai fazer agora em diante?” (Oyaji)
“O que eu vou fazer?” (Naofumi)
“Eu ouvi sobre a comoção no castelo.” (Oyaji)

O Oyaji me diz com uma expressão de algum jeito preocupado.

“Isso com certeza viajou rápido.” (Naofumi)
“Boatos mantem a cidade viva.” (Oyaji)
“Oh, bem. Eu fiz isso para que o lixo entendesse sua posição.” (Naofumi)
“… Apesar de ser só uma questão de tempo até você ser acusado falsamente de novo.” (Oyaji)
“Isso é o que eu esperava.” (Naofumi)
“Se possível eu não quero saber.” (Raphtalia) (NT: Ela sempre fica quieta, e pelas linhas e personalidade dela, eu acho que deve ter sido ela…)
“Eu acredito que eu te perguntei isso um tempo atrás… você está indo para Silt Welt ou Schild Freund para subir de Classe?” (Oyaji)

Uma ideia veio para mente então, que o que eu devia ter feito quando ameaçava Lixo era também conseguir permissão para usar a Ampulheta da Era do Dragão. Mas se a subida de classe é controlada pelo Lixo, então eu também temeria pela Raphtalia e Firo.
Eu preferiria não ter essa ansiedade desnecessária me assombrando. Seria melhor conseguir um passe livre para subir de Classe em qualquer desses dois países.

“Bem, eu esperei você ir ser forçado a sair desse país algum dia.” (Oyaji)
“Que?” (Naofumi)

Parece que o Oyaji está acenando com a cabeça como que concordando com ele mesmo.
O que ele quer dizer?

“Eu recomendaria você ir para Schild Freund. Silt Welt está num tumulto…” (Oyaji)
“É mesmo?” (Naofumi)
“É, humanos lá são tratados assim como demi-humanos nesse país.” (Oyaji)

Não me surpreendo… não combinaria comigo que sou um humano.

“Mas–” (Oyaji)
“Obrigado pela ajuda. Eu irei para Schild Freund.” (Naofumi)

“Muito bem, eu espero que você visite um grande número de lojas.” (Oyaji)
“Obrigado. Ah, certo. Você tem alguma arma que tenha um atributo de alma, ou que possa dar dano em fantasmas?” (Naofumi)
“Entendo, então você chegou no ponto onde você precisa se preparar para esses inimigos.” (Oyaji)
“Eu posso fazer alguma coisa barato de certos materiais.” (Oyaji)
“Eu não posso te atender mais. Se possível, não volte por um tempo. Eu vou te dizer onde você pode conseguir materiais.” (Oyaji) (NT: Outro combo dele, isso é horrível para mim)
“Eu entendo. Obrigado por toda a ajuda. Então, vamos lá.” (Naofumi)
“Okay~” (Firo)
“Falou. Oyaji.” (Naofumi)
“Até depois.” (Oyaji)

Firo puxou a chocalhante carruagem.
Nosso objetivo atual é um aumento de Classe. Isso parece ser bem longe no futuro.
Com a velocidade de corrida da Firo, nós devemos chegar em duas semanas.

“É ele!” (???)

Eu ouvi uma voz alta do lado de fora.
Antes de sair da cidade do castelo, alguma coisa acertou a carruagem de metal.

“Eu te achei!” (???)
“… Que?” (Naofumi)

Depois de fazer Firo parar, uma garotinha olhou dentro da carruagem e apontou para mim.
Atrás da garota tem um cara estilo knight.
Esses caras parecem ter nos seguido por um tempo.

“Você fez algo terrível para o pai!” (Garotinha)
“Hmm?” (Naofumi)

O que? A garota com cabelo azul que eu não estou acostumado se aproximou.

“O que deu em você?” (Naofumi)
“Não se faça de bobo! Eu sei que você não pode esconder isso! Você é um vilão feito! O atroz Herói do Escudo!” (Azulzinha) (NT: Garotinha é vago demais, e EU quero chamar ela assim, com toda licença, até ela receber um nome)

Essa maldita criança barulhenta. Ela é algum tipo de aristocrata?
Isso me lembra, eu vendi alguns acessórios baratos para um nobre antes. Só que não foram só uma ou duas vezes. Eu não consigo mais me lembrar quantas mais vezes.

“Entendo, seu pai só não podia dizer a qualidade. Eu só sou mais esperto.” (Naofumi)
“O que você disse!?” (Azulzinha)

Mas, Herói do Escudo = Pessoa Ruim… isso é bem desagradável.
Oh,bem, é tarde demais agora.

“Diga para seu pai. Para polir seu senso estético da próxima vez.” (Naofumi)
“Boo, Boo… Eu nunca vou admitir isso, mamãe está errada, o Herói do Escudo é uma pessoa ruim! Eu vou te punir!” (Azulzinha)

Os cavaleiros subordinados vão para frente de acordo com as ordens da garota.

“Hm. Você pode manter companhia para eles, Firo?” (Naofumi)
“O que~?” (Firo)
“Só vai.” (Naofumi)
“Okay.” (Firo)
“Ah…” (Azulzinha)

Firo encarou a maldita criança e parecia preocupada.

“Pássaro Sagrado?” (Azulzinha)
“Eh?” (Firo)

Firo inclinou seu pescoço e olhou para a maldita criança, intrigada.

“Acelera logo e vai!” (Naofumi)
“Okay~” (Firo)

Firo acenou, e a carruagem partiu de repente.

“AH! Espera———! Não fujaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!” (Azulzinha)

A voz da maldita criança sumiu na distância.
A cidade do castelo é uma droga como esperado. Além de vir para comprar, eu prefiro ficar longe.


Tradução: Thyros




Fontes
Cores