TYN – Capítulo 34 – Viajando em uma Carruagem



Hrmm…

“Uuu… Terminamos?” (Raphtalia)

Quando chegamos ao nosso destino, eu dei uma olhada em Raphtalia que parecia que estava prestes a entrar em colapso e emitia uns gemidos lamentáveis.
Não me pareceu que ela estava tendo problemas no início, mas parece que ter Firo correndo solta pode ter sido demais para qualquer um.

“Nós chegamos até a cabana?” (Raphtalia)

Parece que Firo não tinha corrido o suficiente, mesmo depois que ela parou de puxar a carroça, ela mantinha as pernas soltas e saltitantes.
Raphtalia parecia terrível, provavelmente tonta.

“Bem, vamos todos serrar madeira agora”. (Naofumi)

Junto com o lenhador que saiu da cabana, eu começo a colocar a madeira na carruagem.
Eu também ajudei um pouco no corte de algumas árvores. Qualidade foi melhorada graças à habilidade do Escudo.
Enquanto eu fazia isso, Raphtalia continuou no veículo. Em uma nota lateral eu tive uma reação a madeira. Então deixei o Escudo absorver.

Os requisitos para o Escudo de Árvore Kinoki foram desbloqueados. (NT – Kinoki vem do gênero das árvores Vitellarias a única árvore que se encaixa no perfil é o Carité no Brasil)
Os requisitos para o Escudo de Árvore Lesugi foram desbloqueados. (NT – Lesugi é a árvore chamada de Cedro japonês aqui no Brasil)

Escudo de Árvore Kinoki
Capacidade permanece bloqueada… Equipar bônus – Habilidade de Carpintaria 1.

Escudo de Árvore Lesugi
Capacidade permanece bloqueada… Equipar bônus – Receitas de marcenaria para iniciantes.

É derivado do Escudo de Madeira. Essas duas árvores parecem ser os tipos mais comuns usados para trabalhar na madeira.
As árvores de Kinoki são como as Hinoki (cipreste japonês) do meu mundo, mas que possuem uma fragrância mais aromática. As árvores de Lesugi é um tipo que me lembra o Sugi (cedro japonês), mas os grãos da árvore cortada parecem variar de acordo com o local. São estranhas árvores.
Bem, isso não importa muito.

Alguns dias mais tarde.
Kan, kan, kan. (Sfx: Batidas na madeira)
Com um macete de madeira na mão, trabalho vigorosamente para modificar nosso vagão em uma plena carruagem. (NE: O termo carruagem foi usado por todo mundo, mas não era exatamente uma carruagem, agora que realmente vai virar um)
Parece que minha habilidade melhorou consideravelmente o que eu suspeito vir devido à habilidade de Carpintaria 1 eu que abri outro dia.
Começo a por uma estrutura adicional ao topo da nossa carroça. Depois disso eu vou ter de cobrir o topo com um pano grosso.
A reconstrução da aldeia Ryuuto está correndo às mil maravilhas e parece que eles vão estar bem sem nossa ajuda agora.
Os aldeões notam que eu estava trabalhando em remodelar a minha carroça em uma carruagem e até estão me ajudando.

“Bem, isto parece estar muito bom”. (Aldeão)
“Parece estar terminado”. (Naofumi)

Eu, juntamente com os poucos moradores que me ajudaram, comemoramos ao terminar a carruagem.
É uma carruagem para ser puxada por um cavalo, mas a puxá-la vai ser um Philo Rial… Bem, o que quer que seja.

“Obrigado a todos por me ajudarem”. (Naofumi)
“Não, não. Herói-Sama já nos ajudou tanto, isso é o mínimo que podemos fazer”. (Aldeão)

Todos os aldeões me ajudaram com um sorriso amável.
Estão me tratando gentilmente por que eu salvei suas vidas, mas eu não posso me estragar ficando aqui.
Ainda assim, estou sinceramente grato ao povo daqui.

“Estou feliz por vocês se sentirem assim”. (Naofumi)
“Você vai vender as mercadorias que você disse?” (Aldeão)
“Eu vou ser principalmente um cara que faz bicos. Viajando de povoado em povoado, de cidade em cidade carregando e transportando mercadorias, vendendo qualquer mercadoria que me deparo, escoltando pessoas”. (Naofumi)
“Entendo…” (Aldeão)

Sim, os moradores não parecem realmente entender o que quero dizer.
Bem é verdade que não é um comportamento típico de um herói como faria Motoyasu.
É como se eu se já tivesse imaginado um caminho bem definido para ter sucesso aqui, mas agora tenho Firo e só faz sentido em aproveitar o máximo dela.

“Hm? Woah… A carroça virou uma carruagem…” (Firo)

Firo, que estava na forma humana e brincava em volta, tinha um olhar de surpresa quando ela percebe o quão grande a carroça cresceu.
“Firo vai poder puxar isso?” (Firo)

Firo pede com os olhos brilhando de maneira positiva.

“Sim, isso é certo. De agora em diante você vai puxar a carruagem enquanto viajamos por todo o país”. (Naofumi)
“Realmente!?” (Firo)

Firo é só elogios, repleta de felicidade.
Cara se fosse comigo eu seria absolutamente contra a fazer tanto trabalho manual…

“Nós realmente vamos?” (Raphtalia)

Raphtalia resmunga cabisbaixa.
Parece que Raphtalia não parece muito entusiasmada com nossa jornada relativa ao transporte, como ela ainda não consegue superar completamente por causa de sua doença de movimento.

“Você vai superar isso eventualmente. Apenas suporte até lá”. (Naofumi)
“Bem…” (Raphtalia)

Eu repasso muitas vezes em direção ao rosto para Firo.

“Firo, qual é o seu trabalho?” (Naofumi)
“Hum, trabalho de Firo é puxar a carruagem para onde quer que o mestre queira” (Firo)
“Oh…” (Raphtalia)
“Certo”. (Naofumi)
“E para chutar o cara lança se voltar a vê-lo”. (Firo)
“Resposta correta!” (Naofumi)
“Uma delas está errada! O que está pedindo para ela fazer?” (Raphtalia)

Raphtalia dá uma objeção as minhas palavras em perplexidade.

“O que é… Você está me olhando como se eu disse algo engraçado”. (Naofumi)

Se você ver Motoyasu, chute-o. Não vejo nada de errado aqui.
Sério, ele também não me tratou muito bem quando eu era seu oponente.

“Tudo bem então, agora vamos vender nossos bens. Vou estar a me esconder na carruagem. Raphtalia, sempre que atingimos uma vila ou uma cidade tente vender o que puder”. (Naofumi)
“Certo… Eu entendo”. (Raphtalia)

Fora da aldeia de Ryuuto, ainda tenho muita má reputação. Então, se eu sair e tentar negociar, as coisas podem ir mal e eu não vou ser capaz de vender nada.
É por isso que nomeei Raphtalia para a tarefa de vender e negociar nossos produtos.
Ela tem uma aparência bastante atraente. Também não é particularmente tímida, ela poderia ser muito bem adequada para lidar com clientes nos comércios de prestações de serviços.

“Bem, vamos lá”. (Naofumi)

Nossos preparativos estão completos, podemos carregar o carro com nossa bagagem e chamar Firo para puxar.

“Ah, Herói-Sama”. (Aldeão)
“Hm? O que é?” (Naofumi)

Dentro da massa de moradores de Ryuuto nos vendo partir, um homem se adiantou na minha frente e estava vestido com uma boa roupa de vários níveis acima dos outros.

“Eu sou o senhor que é responsável pela zona em que a Vila Ryuuto reside. Herói do Escudo-Sama, agradeço por tudo o que fez”. (Senhor da Região)
“Não se preocupe. Este foi apenas um lugar agradável para mim criar uma base.” (Naofumi)
“… Por favor, leve isso”. (Senhor da Região)

O senhor disse enquanto me entregava uma folha de pergaminho.

“Isto é?” (Naofumi)
“Como você vai vender bens, tenho certeza que isso será útil. É uma Anistia de Comércio”. (Senhor da Região)
“Uma Anistia de Comércio?” (Naofumi)
“Sim. Neste país, se você vender mercadorias em cada aldeia ou cidade em que você visita, você deve pagar uma quantia fixa ao senhor dessa região”. (Senhor da Região)

… É assim. Bem, se eu apenas iria exibir minha autoridade como um herói então… Não, desde que eu tenho uma reputação tão ruim, provavelmente as minhas infames maldições vão transbordar.

“Mas isso é quando você pode apresentar essa Anistia de Comércio com meu selo nele. Se você tem isso, então você vai estar isento de pagar o senhor da região. Eu espero que você ache isso útil”. (Senhor da Região)
“Hum… É realmente certo?” (Naofumi)
“Sim. Não serei capaz de enfrentar o meu povo se eu não apresento uma remuneração adequada para o Herói-Sama pelos serviços que fez”. (Senhor da Região)

Agora que penso nisso, esse é o setor agrícola da região de Melromarc. É um lugar que há um pouco comércio, portanto, o senhor da região deve ter o mesmo grau de influência e dignidade para coincidir com a sua riqueza.
Eu devo ter recebido a atenção pelos aldeões da Aldeia de Ryuuto que ajudei a minimizar os possíveis danos que poderiam ter ocorrido durante a onda. Com a minha má reputação que se espalhou, o Rei iria desprezar qualquer dos nobres que tivessem intenção de me ajudar. Então por seus aldeões, ele veio por suportar tal humilhação… Mas em vez disso, ele me enfrentou com um sorriso alegre.

“… Dou isto para você com a preocupação de que sua pobre reputação pode levar ao detrimento de seu futuro negócio”. (Senhor da Região)

Ele está dando para mim com intenções puramente boas. Então posso responder com uma sincera gratidão.

“Obrigado. Eu vou fazer uso dele”. (Naofumi)
“Você pode ter uma viagem segura”. (Senhor da Região)
“…Sim, eu estarei indo”. (Naofumi)
“Se não há nada que possamos fazer para ajudar o Herói-Sama, por favor, nós permita ajudar”. (Senhor da Região)
“Se vocês apenas me desejarem uma vida longa e próspera, isso vai ser o suficiente”. (Naofumi)
“Claro!” (Senhor da Região)

E com isso começou a nossa jornada como um faz-tudo fazendo trabalhos singulares.

No início, começamos com a venda de medicamentos.
Não tivemos muito, mas fomos capazes de vender abaixo do preço de mercado.
Nossos principais itens eram remédios e suplementos nutricionais. Estes especificamente eu era capaz de fazer em qualidade de nível superior e fomos capazes de vender por um preço bastante elevado.
E sempre paramos por uma aldeia que eu iria comprar as ervas medicinais que eu conhecia e sintetizá-las a medicina na estrada.
Firo era muito rápida, então na maioria das vezes chegamos à aldeia mais próxima dentro de um dia, mas em algumas ocasiões temos que acampar.
Quando isso acontece, paramos o carro, montamos uma fogueira e jantamos.

“Mestre! O espaço ao lado de Firo está aberto! Vamos para a cama juntos!” (Firo)

Pat, pat… (Sfx: Som de batidas em algo fofo)
Firo em sua Forma Demônio apela para me sentar ao lado dela.

“É demasiada pesada e quente para estar ao seu lado…” (Naofumi)

Parece que Firo realmente gosta de dormir ao meu lado. Em uma pousada, pedi para Firo nunca mudar para sua forma de demônio, então quando acampamos dessa maneira, ela se entrega um pouco mais a sua personalidade egoísta.
Bem, se vamos acampar lá fora e se não há ninguém por perto não ocorre problemas. Acho que é bom deixá-la algumas vezes…

“Firo, gosta mesmo de Naofumi-sama, não é”. (Raphtalia)
“Yup! Não vou perder para você, Raphtalia onee-chan”. (Firo)
“Como acabou com isso!” (Raphtalia)

Há momentos em que Raphtalia e Firo argumentam, elas estão em alguma linha sutil onde eu não posso dizer se elas estão em condições boas ou condições ruins.
Firo ainda é uma criança, então ela pode fazer birra por qualquer coisa.
Oh espere um segundo, Raphtalia também é na verdade uma criança. Então mentalmente elas são quase da mesma idade mental.

“Sim, sim. Se apressem e vão dormir vocês duas. Eu vou acordá-las quando é hora de amanhecer”. (Naofumi)
“Ah~ Não trate Firo como criança!” (Firo)
“Sim! Por favor, não nos trate como crianças”. (Raphtalia)
“Sim Raphtalia e Firo também são adultas”. (Naofumi)
“Eu não penso assim com certeza!” (Raphtalia)
“Yeah! Mestre, por favor, não seja malvado!” (Firo)
E com conversas estúpidas assim, os nossos dias de comércio continuam.


Tradução: Thyros




Fontes
Cores