TYN – Capítulo 323 – Troca Raph



“Eh…” (Raphtalia)

Ah, o sorriso da Raphtalia ficou rígido.

Bem, seria sinistro se uma criatura que parecesse exatamente como você fosse colocar um pretenso e tomar seu lugar.

É aquilo. É parecido com um doppelgänger.

Quando eu penso sobre isso assim, parece um ser arrepiador então é meio bizarro.

Contudo tem uma distinção. Elas tem sensações diferentes.

De algum jeito a Raphtalia real difere um pouco do meu ideal, então a melhor sensação é de fazer carinho da Raph-chan.

No fim, tem uma diferença entre minha Raphtalia ideal e a real.

“Apesar que eu consigo diferenciar elas quando eu faço carinho nelas.” (Naofumi)

“Para fazer carinho na Raphtalia o suficiente para distinguir entre elas, você diz~ até Onee-san está ficando embaraçada.” (Sadina)

“Isso mesmo… a razão que eu consigo dizer a diferença é porque eu estive viajando com Raphtalia até agora.” (Naofumi)

“Naofumi-sama, a conversa está ficando…” (Raphtalia)

O rosto da Raphtalia ficou vermelho.

Como de costume, parece que ela não é boa com esse assunto.

“Então Raph-chan pode virar a dublê da Raphtalia-chan, certo~” (Sadina)

Sadina disse algo desnecessário… bem, pode ser bom considerar isso.

Para até reproduzir as memórias da Raphtalia… certamente, isso pode ser mais avançado do que só fazer um homúnculo.

Só que essa rota é errada.

“Rafu~” (Raph-chan)

“Geh… ela é até compatível com o corpo do Mii-kun. A afinidade é a pior… ela pode possuir Mii-kun.” (Rat)

“Você não ouse machucar ela.” (Naofumi)

“Eu não irei. Contudo, eu não deixarei passar se ela realmente possuir Mii-kun.” (Rat)

“Ria~” (Raph-chan)

Raph-chan acenou uma vez, como se ela tivesse entendido a ameaça da Rat.

De algum jeito ela parece ter uma boa percepção.

“Nesta nota, eu estou tendo você terminando de fazer aquele corpo tipo carruagem, mas ela parece que vai ser útil.” (Naofumi)

“Sim, ela pode até ativar as células, então a eficiência do meu trabalho deve ser aumentada.” (Rat)

“Isso é bom. Mesmo que seja só isso, é produtivo.” (Naofumi)

“Ah, Marquês, se você vai criar esta criança então você deve aumentar a classe dela propriamente. Ela deve estar quase no limite dela.” (Rat)

“Pode deixar.” (Naofumi)

De qualquer jeito, para subir de classe no level 90, huh.

Eu originalmente pensei isso no caso do Gaelion também, mas qual é o princípio por trás de transcender o limite da subida de classe?

… O que vem em mente é que é porque aquele sendo sugado teve um aumento de classe, talvez? (NT: A ideia é que o Gaelion upou muito por sugar level e EXP da Firo naquele problema do Dragão da Ira, só aumentando de classe depois)

Desse jeito, a identidade da Raph-chan foi estabelecida.

Então ela é o legado do eu louco.

Eu não esperei nada além de combate.

A propósito, isto é algo que eu aprendi depois, mas as Raphs com uma posição mais alta possuem poder, assim como os Philorials. (NT: Rainha Raph, essa coisas)

Parece que as Raphs de posição baixa obedecem elas.

“Ah, eu descobri um projeto interessante.” (Rat)

“O que é?” (Naofumi)

“Marquês, você tinha familiares de Philorial se eu não estou enganada.” (Rat)

“É, eles saem mesmo quando eu não chamo eles.” (Naofumi)

“”Pii!”” (Familiares de Philorial)

Eles apareceram como se eles tivessem sido chamados.

“Tente dar um para Raph-chan.” (Rat)

Aqui temos um guaxinim demonstrando como funciona isso

“Hm?” (Naofumi)

Quando eu transfiro um para lá, Raph-chan segurou o pequeno Philorial com ambas as mãos.

Assim como um guaxinim.

“Rafu~” (Raph-chan)

… Que diabos?

“Pii.” (Familiar de Philorial)

E então, um pouco mais tarde ele virou um pequeno Raph.

… Huh?

“Vejamos…” (Rat)

Familiar: Raph foi aprendido.

Troca de Modo: Raph foi aprendido.

Troca de Familiar foi aprendido.

“Como eu esperava, parece que isso funcionou.” (Rat)

“O que é isso?” (Naofumi)

“Rafu!” (Familiar de Raph)

O pequeno Raph começou a dançar com o familiar de Philorial.

Ele é levemente maior que o familiar.

“Para resumir, este é o Plano de Expandir as Habilidades do Marquês? Parece que há uma variedade de cosias que são possíveis como os Philorials.” (Rat)

“Ah… entendo.” (Naofumi)

“Se você quisesse restaurar ele… parece que você pode usar algo para mudar ele de volta, mas você sabe, Marquês?” (Rat)

“Por hora.” (Naofumi)

Eu tento usar Troca de Familiar.

O familiar que tinha virado um Raph se tornou um Philorial.

Entendo, então Raphs também podem virar Philorials dependendo da situação em que isso é usado…

É bem elaborado.

“Eu não acabei de analisar isso, mas é algo assim.” (Rat)

“Que tipo de criatura Raph-chan é… eu também aprendi um monte.” (Naofumi)

“Rafu~” (Raph-chan)

Raph-chan curvou sua cabeça.

Aquela prancha é seu manual de instruções ou algo assim.

“Qual é o perigo de uma segunda ou terceira Raph-chan nascer?” (Naofumi)

“Não há nada aqui mas…” (Rat)

Não é seguro… enquanto pensava isso, eu deixo o laboratório com Raphtalia.

Ah, Sadina e Raph-chan também estão conosco.

Depois disso… tem alguém que eu preciso conversar sozinho.

“Parando para pensar nisso, o filho da Obaa-san… onde está ele?” (Naofumi)

“Ele está treinando com todo mundo.” (Raphtalia)

Certo, Obaa-san tinha um filho.

Ele foi cativado pelos movimentos refinados da Obaa-san.

Contudo, eu não posso esquecer.

A morte da Obaa-san não é confirmada no presente… mas a formação do grupo já está…

“Eu quero falar com ele sozinho. Por favor não me sigam.” (Naofumi)

“Entendido.” (Raphtalia)

Eu suponho que Raphtalia, a Knight Feminina e Fohl conversaram com ele.

Está ficando consideravelmente tarde. É hora para os aldeões terminarem de treinarem e irem para cama.

Nesta hora do dia, muitos dos escravos mais antigos, como Sadina, e os soldados ficando na vila iriam ter um drinque no Refeitório.

Eu faço meu caminho para o Refeitório, se ele não estivesse lá então eu iria para a casa que eu coloquei para a Obaa-san.

Por sorte, o filho da Obaa-san estava bebendo álcool.

“Isso tá ocupado?” (Naofumi)

Eu aponto para o assento ao lado do filho da Obaa-san.

“… Vá em frente.” (Filho)

O filho da Obaa-san acenou então eu me sentei.

“…”

Silêncio governa os arredores.

“Me desculpe, eu não pude proteger sua mãe.” (Naofumi)

Eu quebro o silêncio e me desculpo.

Quando eu faço isso, o filho da Obaa-san abaixa seu copo e olha para baixo, absorvido em pensamentos.

“Não…” (Filho)

O filho da Obaa-san afunda em silêncio.

O silêncio é pesado.

“Eu ouvi da Raphtalia e os outros. Eu acho que minha mãe estaria satisfeita.” (Filho)

“Mas…” (Naofumi)

Antes que eu pudesse responder, o filho da Obaa-san me intercepta com um sorriso gentil.

“Minha mãe não planejou originalmente deixar para trás o Hengen Musou Ryuu. Aparentemente um monte de coisas aconteceu quando ela era mais jovem.” (Filho)

“Eu também ouvi sobre isso.” (Naofumi)

“Contudo… ela queria pessoalmente ajudar com os esforços do Herói do Escudo-sama e fez a decisão de deixar alguém suceder a escola que ela não ensinou nem para mim.” (Filho)

“Parando para pensar nisso… eu não te vi lutando tanto assim.” (Naofumi)

Ele está vestido como o que poderia não ser normalmente entendido como um soldado.

No começo, eu pensei que ele fosse um aldeão.

“É… e eu nem sabia que minha mãe era uma pessoa tão famosa assim.” (Filho)

“Falando nisso… e quanto ao seu pai?” (Naofumi)

Pelo que eu vi, Obaa-san e o filho dela parecem tão distantes quanto avó e neto, invés de mãe e filho.

“Eu sou um órfão. Então eu não sou relacionado com a minha mãe por sangue.” (Filho)

“Entendo…” (Naofumi)

“Herói do Escudo-sama.” (Filho)

“O que é?” (Naofumi)

“O Herói do Escudo-sama salvou a vida da minha mãe. E então ela disse que ela não teria nenhum arrependimento não importa quando ela fosse morrer, porque o Herói do Escudo-sama concedeu à ela tempo.” (Filho)

Isso é… duro.

Fohl é também igual, mas eu nunca pensei que haveriam horas que eu consideraria que seria melhor ser odiado.

“Porque ela encontrou o Herói do Escudo-sama, minha mãe brilhou o mais claro que eu já vi. É por isso que eu só sinto gratidão para o Herói do Escudo-sama. Se minha mãe se sacrificou para deixar todo mundo escapar e então o Herói do Escudo-sama pudesse viver, então…” (Filho)

“…” (Naofumi)

“Nós gastamos todas nossas economias para comprar remédio Yggrasil para estender a vida dela, mas… se fosse apenas eu, eu tenho certeza que minha mãe não teria sido de viver tanto quanto ela viveu. O tempo foi aumentado, eu fui ensinado à lutar e fiquei mais forte por causa do milagre do Herói do Escudo-sama.” (Filho)

Fohl também disse algo parecido.

Remédio Yggdrasil, aquele remédio… ele me deu um dever amargo.

É karma.

“Hengen Musou é um estilo que existe para pessoas fracas destruírem o mal. Minha mãe não morreu em vão. Herói do Escudo-sama, por favor, a vontade da minha mãe… nos deixe suceder ela. Então se você está preocupado, dê um passo para frente, você não tem que se preocupar sobre mim.” (Filho)

“Mas…” (Naofumi)

“Eu tenho um sonho. A parte do Hengen Musou Ryuu que foi perdida quando minha mãe foi perdida, aquela parte… eu acredito que ela será ressuscitada se for aqui. Então, Herói-sama… por favor me deixe me juntar à você na luta para proteger o mundo. Pelo bem da minha mãe também.” (Filho)

“… Eu entendo. Apesar que eu não sei quando você pode morrer? Você ainda está bem com isso?” (Naofumi)

“O Hengen Musou Ryuu irá viver através desta vila. Mesmo que eu acabe morrendo, não será uma morte completa.” (Filho)

“É assim então, você é forte.” (Naofumi)

Nesse caso, eu irei viver pelos desejos dela.

Eu irei derrotar Tact com o Hengen Musou Ryuu.

Depois disso, eu troquei alguns drinques com o filho da Obaa-san e então me retirei para cama.

Em alguns dias, a guerra e a onda virão.

As preparações estão completas. Eu fiz tudo que eu podia fazer.

E então, a guerra começou.


Tradução: Thyros



Fontes
Cores