TYN – Capítulo 321 – Ciúmes



“Ah, Naofumi-chan. Suas feridas já estão curadas?” (Sadina)

Eu deixei o trabalho de hoje para o Lixo, e fui descansar mais cedo devido às minhas feridas recentes. Mas no que eu estava de volta no meu canto, Sadina apareceu do oceano.

Por que essa é a primeira fala que todo mundo diz quando me vê?

Eu não realmente sei eu mesmo, mas minhas feridas eram tão sérias assim?

Eu fiquei incapacitado por alguns dias, então eu acho que não tem o que fazer.

“Pela maior parte. E? Você tem algum assunto comigo?” (Naofumi)

“Nós estamos indo para guerra, certo? Esta Onee-san queria se fazer um pouco mais útil, então eu fui para aumentar meu level.” (Sadina)

“Entendo.” (Naofumi)

No mar, ela é incomparável.

E quando acabar em guerra, ela fará uma excelente força humana.

Ainda mais, ela parece ter experiência de batalha contra pessoas, então eu tenho um pouco de confiança nela.

“Então que level você alcançou?” (Naofumi)

“95. Eu fui capaz de ir fundo em regiões estrangeiras, selvagens!” (Sadina)

“Ah, sim, sim.” (Naofumi)

“E então…” (Sadina)

Sadina se aproxima de mim de forma brincalhona, e fala no meu ouvido para que Raphtalia não ouça.

Por que ela precisa fazer algo para propositalmente irritar ela?

Bem, ela era meio que esse tipo de pessoa de qualquer jeito.

“Suas dúvidas se esclareceram um pouco?” (Sadina)

“… Um pouco.” (Naofumi)

“Entendo. Ah, também, tem algo que eu gostaria de reportar.” (Sadina)

“O que?” (Naofumi)

“Nós teremos que ir para minha base secreta na ilha. Oh, e traga um Lumo junto.” (Sadina)

Ah, certo… Raph-chan de fato indicou aquela direção.

Eu estou um pouco curioso.

Aquela estrutura chamada de Planta-Castelo…

Seria problemático se ela começasse a agir sozinha.

Eu terei que checar ela só por precaução.

“Rafu~?” (Raph-chan)

“Entendido. Tem pouco tempo para poupar, então mostre o caminho.” (Naofumi)

“Então, Naofumi-chan.” (Sadina)

Sadina olha na direção da Raphtalia, e me dá um sinal de mão.

“Venha num encontro comigo.” (Sadina)

A propósito, o céu já está preto.

Raphtalia está praticamente ignorante sobre o conteúdo da nossa conversa.

Isto está fadado à trazer alguns mal entendidos…

“Aonde você planeja levar ele?” (Raphtalia)

“Ora, ora… o que você está tentando me fazer dizer, Raphtalia-chan?” (Sadina)

“Naofumi-sama!” (Raphtalia)

Fumu… o comportamento da Raphtalia é… ciúmes… certo?

É estranho como esse fato pode fazer as ações dela parecerem fofas.

Desde o começo, eu de fato aceitei que ela era uma bishojo, mas eu quero dizer isso em outro sentido. (NT: Bishojo = Garota Bonita)

O fato que eu acho provocar ela assim divertido pode ser porque ela é como minha filha.

“Isso mesmo. Ah, você pode ir pergutnar se Imya quer se juntar à nós?” (Naofumi)

A conversa segue o fluxo da Sadina.

… Por algum motivo, esse padrão parece nostálgico.

Antes de vir para este mundo, eu me lembro que eu iria frequentemente pular no meio quando pessoas estavam zoando.

Pensando de volta agora, eu imagino o que eu estava tentando conseguir.

Haha… eu não posso mais rir do Motoyasu antigo.

“Naofumi-sama!?” (Raphtalia)

“O que?” (Naofumi)

“Não… hum… onde você planeja ir com Sadina-oneesan?” (Raphtalia)

Agora como eu devo responder?

Apenas um mês atrás, eu teria simplesmente inclinado minha cabeça e respondido ‘a ilha’.

Mas agora, eu tenho uma vaga ideia dos sentimentos da Raphtalia.

Como eu tenho um pouco de espaço, vamos mostrar um pouco de apelo.

“Num encontro, certo?” (Naofumi)

“Ara? Você vai sair comigo e Imya-chan ao mesmo tempo?” (Sadina)

“Si, vamos levar Raph-chan junto também.” (Naofumi)

“Ora ora. Isto com certeza está se tornando um belo banquete de luxúria.” (Sadina)

Não tem fim para este trem.

Raphtalia firmemente segura meus ombros, começa a liberar intenção assassina, e dá um sorriso perigoso.

Então eu sou o culpado aqui?

“Naofumi-sama? Nós podemos ter uma conversinha?” (Raphtalia)

“Bem…” (Naofumi)

Eu não sou ignorante sobre o coração feminino.

Mas como Raphtalia ficou com ciúmes, haviam algumas coisas que eu queria testar.

Eu admito que isso de fato pareceu mancada.

“Raphtalia.” (Naofumi)

“O que poderia ser?” (Raphtalia)

“Você… quando o mundo estiver em paz, o que você fará?” (Naofumi)

“Significando?” (Raphtalia)

“Você vê, quando eu estava na linha entre a vida e a morte, eu encontrei algumas pessoas, eu encontrei Atlas, e aquele que dizia ser o Espírito do meu Escudo.” (Naofumi)

Eu resumi minhas experiências antes de eu recuperar consciência para aqueles presentes.

Eu estava um pouco embaraçado sobre minha razão para decidir ficar, então eu omiti ela.

“Então, quando eu retornar para meu mundo, eu posso levar alguém daqui comigo.” (Naofumi)

“I-isso é verdade?” (Raphtalia)

Água está se acumulando nos olhos da Raphtalia.

Como eu pensei.

Eu não sei muito sobre as Lendas dos Heróis passados, mas eu aposto que houveram alguns que voltaram para seus mundos natais.

Eu não sou exceção. Quando for hora de sair, eu levarei ela se ela quiser ir.

“Então Raphtalia, o que você quer fazer?” (Naofumi)

“Ara…” (Sadina)

Os olhos da Sadina estão mostrando sinais claros de alegria.

Ela está se divertindo assistindo essa cena.

O eu passado teria ficado bravo com ela. Definitivamente.

“Bem… hum…” (Raphtalia)

“Você ficará neste mundo, e passará seus dias em paz aqui?” (Naofumi)

“…” (Raphtalia)

“Ou você me seguirá para meu mundo, e viverá numa terra completamente estrangeira? Eu só queria perguntar isso.” (Naofumi)

“Então a única opção para o Naofumi-chan é retornar.” (Sadina)

“É. Mas se eu deixar algo inacabado, isso deixaria um gosto ruim na minha boca.” (Naofumi)

“Eu…” (Raphtalia)

Raphtalia coloca sua mão no seu peito, e dá um passo para frente.

“Eu acredito que eu quero ficar ao lado do Naofumi-sama por quanto tempo eu puder.” (Raphtalia)

“… Entendo.” (Naofumi)

Raphtalia juntou a coragem dela, e responde.

“Entendido.” (Naofumi)

“Obrigada.” (Raphtalia)

“Então você não pode realmente dizer nada contra minha saída com Sadina.” (Naofumi)

“…?” (Raphtalia)

“Quero dizer, não é isso? Qual é a idade legal neste mundo?” (Naofumi)

“O que?” (Raphtalia)

“Sadina, você sabe?” (Naofumi)

“Enquanto seus pais ou guardiões lhe reconhecerem como um adulto, você será tratado como tal. Isso também varia pelo país, mas Naofumi-chan é o senhor aqui. O que você quer fazer com a lei da vila?” (Sadina)

“Eu bani amor, mas eu irei afrouxar as regulamentações um pouco.” (Naofumi)

“Ara, que legal.” (Sadina)

“E então, Raphtalia!” (Naofumi)

“S-sim?” (Raphtalia)

“No meu mundo, a idade legal é 18 para homens, e 16 para mulheres. Se você planeja vir para meu mundo, você terá que manter isso em mente. Ou senão eu serei preso.” (Naofumi)

“…?” (Raphtalia)

Parece que não caiu a ficha dela ainda.

Eu acho que as diferenças nos mundos são assim. Eu passei por alguns problemas quando eu vim aqui também.

Mas se Raphtalia quer me acompanhar para meu mundo, ela terá que experimentar muitas coisas como essa.

Nós iremos precisar praticar com antecedência.

“E no meu mundo, eu não sou um Herói. Só um cidadão. Vida será difícil, e eu acho que nós iremos passar por até que alguns desafios antes que nós possamos estabelecer uam casa e renda estável.” (Naofumi)

“N-Naofumi-sama?” (Raphtalia)

“Naquele lugar, conseguir permissão para casar com uma menor, e construir uma família será difícil.” (Naofumi)

O rosto da Raphtalia está ficando mais pálido a cada minuto.

Mas lembre disso. Isso é realmente importante.

Primeiro de tudo, Raphtalia não tem nenhum documento de registro de família, e eu não tenho ideia do que fazer sobre as orelhas e cauda dela.

Eu não posso ter ela escondendo elas com magia para sempre, então isso será um grande desafio.

Mesmo que o Escudo adapte o mundo um pouco, isso não fará nada para afetar a idade real dela.

Apesar que ele nós talvez possamos usar seu poder para deixar a vida um pouco mais fácil.

“Para resumir, Raphtalia, sua idade é um obstáculo se você quer casar comigo no meu mundo.” (Naofumi)
“I-isso não pode ser!” (Raphtalia)

Raphtalia perde suas palavras, e dá um passo para trás.

Mesmo que ela pareça com uma Bishojo adulta, ela é realmente uma criança.

Mas se eu subtrair a idade estimada dela, ela só terá que esperar 5-6 anos.

Se for só isso tudo, eu irei esperar por ela.

Eu também quero ver ela vestindo um uniforme escolar.

Eu aposto que o Escudo irá conceder ao menos esse tanto.

“Mas para aquelas não não estarão vindo para meu mundo, elas já são tratados como adultos aqui. É 100% legal para eu sair com elas, e eu também tenho a vontade da Atlas. Eu comecei a acreditar que eu tenho que responder pelos sentimentos delas um pouco. Pensando sobre o futuro, isso não é o mesmo que a Rainha queria, mas isso não é ruim, é?” (Naofumi) (NT: O “100% legal” é de legalidade, só deixar isso claro)

Se ela dar a luz à criança do Herói, o país irá garantir a ela ao menos os mais básicos dos direitos.

Isso é algo que as pessoas que disseram que gostavam de mim terão que considerar mais para frente.

Eu não estou extasiado sobre isso, mas eu não tenho o desconforto que eu senti antes.

“M-mas…” (Raphtalia)

“E então, Naofumi-chan é de todo mundo. Eu vou num encontro, e então farei algumas coisas divertidas com ele.” (Sadina)

“N-não… Naofumi-sama!” (Raphtalia)

Eu acho que eu deixarei isso nisso.

Raphtalia parece que ela está para chorar, e a mão dela está tremendo no que ela esticou ela em minha direção.

“A propósito, isso foi uma piada.” (Naofumi)

“… O que?” (Raphtalia)

“Parece que Sadina achou algo na base secreta dela, então nós estamos falando de levar Imya e Raph-chan para investigar isso.” (Naofumi)

Sim. Eu acho que ganhei um entendimento maior da psicologia de garotos populares.

Aqueles três que ficaram presos no fato que eles eram heróis. Eu acho que eu entendo os pensamentos deles um pouco mais.

Mas ainda que eu tenha dito tais coisas para a Raphtalia, eu não acho que ela está curtindo isso.

Apesar que eu tive um pouco de diversão.

Quero dizer, pelo bem das pessoas na vila, fazer algo assim pode fazer por um resultado melhor mais para frente.

Eu acaricio o rosto da Raphtalia.

“Mas você precisa estar consciente sobre isso também, Raphtalia. É realmente difícil viver no meu mundo… não. Se você comparar com este mundo, segurar sua vida é apenas uma tarefa simples. Mas há tantos sistemas e instituições que há pouco espaço para respirar. Tantas que uma grande maioria dos Heróis escolheram  viver as vidas deles neste mundo. Você pode lamentar isso, sabe.” (Naofumi)

“… Ainda assim, eu quero viver com você.” (Raphtalia)

“É, eu sempre te disse que eu não pretendo ficar neste mundo.” (Naofumi)

Não é como se eu não tivesse nenhuma ligação, mas minha vontade de retornar é forte.

Se Raphtalia fosse ficar ao meu lado, eu seria capaz de retornar ao meu mundo sem hesitação. (NT: Mas e as coisas divertidas com a Sadina!?)

“Sim, eu consegui um bom entendimento do tamanho da determinação do Naofumi-sama.” (Raphtalia)

“E então, eu preciso pensar sobre todos na vila que nós deixaremos para trás. O que eu tenho que fazer, você entende, certo? Apesar que desta vez, foi uma piada.” (Naofumi)

“… Sim. Eu pensei que eu já tinha entendido pelas palavras da Atlas-san.” (Raphtalia)

“Então por favor tenha um pouco de mente aberta. A hora virá algum dia.” (Naofumi)

“Entendido. A propósito, é verdade que tem um problema com minha idade?” (Raphtalia)

“Isso mesmo. Até que realmente aconteça isso, eu não tenho realmente certeza. O Escudo pode fazer acomodações para isso.” (Naofumi)

Na minha resposta, Raphtalia dá uma expressão de alívio, e ela derruba sua mão do peito dela.

“Raphtalia, se você está incomodada por isso, você quer nos seguir aqui?” (Naofumi)

“Eu não recomendaria isso, Naofumi-chan. Quero dizer, nós iremos fazer algo divertido em seguida.” (Sadina)

Eu espanto Sadina mexendo minha mão, e pergunto para Raphtalia de novo.

“Sim, vamos lá.” (Raphtalia)

“Entendido.” (Naofumi)

Raphtalia se prepara, e eu vou buscar Imya.

Nós andamos para o barco pequeno ancorado na costa.

“Rafu~?” (Raph-chan)

Eu continuo pensando no que eu esfrego Raph-chan.

Ela pode mudar de forma para ser idêntica à Raphtalia, certo?

No futuro, eu farei várias coisas indecentes com Raphtalia?

O que devo fazer se ela me dizer que eu não presto nisso? Eu paro minha mão na cabeça da Raph-chan.

Devo… ganhar experiência com as aldeãs?

Só pensar nisso me faz querer me matar.

“Ta~li~?” (Raph-chan)

Neste respeito, um modelo idêntico pode fazer uma boa cobaia.

Os pontos fracos da Raphtalia são…

“… Naofumi-sama? O que você está pensando enquanto você faz carinho na Raph-chan?” (Raphtalia)

Raphtalia segura meu ombro.

A parte de cima do rosto dela está coberto em sombras por algum motivo. Minha espinha está cedendo. Os músculos no meu corpo viram gelo.

“Rafuu…” (Raph-chan)

Raph-chan tem suas duas mãos em seu rosto. Ela olha para baixo embaraçada.

Meus pensamentos são realmente tão fáceis de se ler?

Bem, eles eram normalmente bem maus, então não tem o que fazer se ela ficar brava comigo.

De qualquer jeito, nós alcançamos a ilha.

Como sempre a visão das ruínas que eu construí é veneno para meus olhos.

Honestamente, a ilha é irreconhecível da primeira vez que eu vim aqui.

Sadina nos leva para uma área de morros.

“Aqui está.” (Sadina)

O que estava lá, era um pequeno buraco… mas ele era estranhamente fundo.

Seu tamanho é por volta de…

“Rafu~?” (Raph-chan)

É, apenas o suficiente para caber Raph-chan, e ele sua profundidade é… é muito escuro para dizer.

“Raphtalia.” (Naofumi)

“Ah, sim.” (Raphtalia)

Raphtalia cria uma luz com magia, e derruba ela no buraco.

… Eu vejo uma porção do túnel, mas ele se estende muito mais longe.

Só quão longe ele vai?

Entendo, então é por isso que nós precisávamos de um Lumo.

Normalmente, eu iria apenas ignorar isto, mas isto pode ser o resultado da pesquisa do outro eu.

Eu não posso ter alguma criatura estranha aparecendo, e causando destruição.

“Rafu~?” (Raph-chan)

“Imya, você pode cavar em volta um pouco?” (Naofumi)

“H-hai!” (Imya)
Imya respondeu duas vezes para minha questão, e acena. Ela começa a conjurar magia.

『Eu, que entendi a origem do poder comando. Deixe a verdade ser lida mais uma vez. Me conceda o poder para rasgar a terra.』

「Golpe de Terra」

Magia solidifica em volta das unhas nas duas mãos da Imya.

“Então eu estarei indo.” (Imya)

Ela começa a cavar o chão.

“Quanto mais magia eu coloco, mas fácil é de cavar.” (Imya)

Imya parece orgulhosa no que ela cava.

Incrível. A terra está se quebrando como pudim diante dela.

Como esperado, você deve chamar um especialista para um trabalho especial. Eu estava certo em pedir um demi-humano estilo toupeira.

Depois de um pouco de escavação, Imya apareceu no buraco.

“Hum, algo parece estar enterrado realmente no fundo.” (Imya)

“Você consegue trazer para cima?” (Naofumi)

“É muito grande… e parece ser de origem de planta, então já está apodrecendo.” (Imya)

“Entendo.” (Naofumi)

Então isso era feito de Bioplanta.

Nós temos quaisquer dicas para seu uso?

“Ah, mas eu peguei o aparelho mágico que parecia ser seu núcleo.” (Imya)

Imya me entrega um fragmento de uma pedra.

Isso é… parte de um tablet de pedra, certo?

Eu lembro daquele que Rat digitava.

“Obrigado.” (Naofumi)

Eu elogio Imya no que ela sai do buraco, e esfrega a sujeira para fora do corpo dela. Imya coça a cabeça dela embaraçada.

“Não, não foi muito.” (Imya)

“Imya, tem alguém que você gosta?” (Naofumi)

“Eh? N-não…” (Imya)

“Entendo.” (Naofumi)

Eu terei que circular a vila, e perguntar lentamente.

“Ta~li~?” (Raph-chan)

“Então de onde você veio?” (Naofumi)

Eu perguntei para Raph-chan mais uma vez.

… Ela está apontando para o buraco. Mas isso era bem óbvio.

“Eu acho que isto é tudo que nós descobriremos hoje.” (Naofumi)

Em alguns dias, nós estaremos lutando.

Isto pode ser uma… perda de tempo, mas eu terei Rat investigando isso. Nós podemos achar algo útil.


Tradução: Thyros



Fontes
Cores