TYN – Capítulo 314 – Vontade



Meu corpo está leve; parece que estou flutuando.

Eu não devia nem estar aqui, mas eu vi eles – os vários eventos, e as ações de várias pessoas.

Através do portal do Ren, a Rainha e eu fomos enviados para Melromarc. E nós fomos imediatamente apressados para a maior instalação médica lá.

Ambas nossas feridas são sérias, e nossa consciência fraca.

Eu estou machucado tão seriamente que se eu fosse meramente me olhar, eu não seria capaz de suportar isso.

“Isto é terrível… uma maldição severa foi infligida. Comece as preparações para a magia de ritual!” (Curandeiro)

Um curandeiro gritou, e os padres são chamados da Igreja dos Quatro Heróis.

Eles vão provavelmente tentar tudo que eles podem.

“Por favor se contenha, Naofumi-sama!” (Raphtalia)

“É, Aniki!” (Fohl)

“Mestre!” (Firo)

“Rafu~” (Raph-chan)

Tendo suas feridas completamente curadas, os outros heróis, Taniko, Sadina e Kiel estão descansando em outra sala.

Bom. As feridas deles são comparativamente leves.

Nesse ritmo, eles devem ser capazes de se mover bem.

“Nós começaremos o tratamento agora. Todo o resto deve descansar e curar suas feridas também.” (Curandeiro)

Raphtalia, Firo e Fohl continuaram me chamando até o fim.

E eu estava novamente envolto em trevas.

O que eu vi depois são a Rainha e Lixo.

As feridas dela são severas, e todo mundo podia ver claramente o deus da morte pairando acima dela.

“… Goho!” (Rainha)

As mãos do Lixo tremem no que ele segura as mãos da Rainha e reza.

Por sorte, ele escapou sem nenhum ferimento, então ele foi permitido ficar com ela.

“Nós iremos começar a administrar o extrato de Yggdrasil. Nós iremos simultaneamente usar nossas maiores formas de magia de cura, e nossa maior classe de água benta. No topo disso, magia de ritual…” (Curandeiro)

O Curandeiro dá instruções como um doutor no que ele começa a conjurar magia de cura nas feridas dela.

Ela passa por tratamento extensivo, pesado.

Mas nada parece estar elicitando qualquer reação dela.

“Que maldição… é comparável com aquela conjurada no Herói do Escudo-sama ali.” (Curandeiro)

“Mirellia.” (Lixo)

Como se ela estivesse reagindo às palavras do Lixo, a Rainha lentamente abre seus olhos e olha para ele.

“Sua voz… sua troca… eu ouvi ela.” (Rainha)

“Você não pode falar neste momento, Rainha-sama!” (Curandeiro)

O curandeiro avisa ela no que ele continua o tratamento.

Mas a Rainha lentamente coloca sua cabeça de lado, e responde.

“Eu sei… não há nada que você possa fazer para prolongar minha vida, certo?” (Rainha)

“I-isso é…” (Curandeiro)

O curandeiro tropeça nas suas palavras, antes dele encarar o Lixo e ir para trás.

“O que você está fazendo!? Aquela que você está tratando é a Rainha deste país! Se você se chama de curandeiro, então você tem que colocar sua vida na linha e curar ela não importa o que!” (Lixo)

“Você não pode… dar ao seu povo ordens impossíveis, querido.” (Rainha)

A Rainha fracamente avisa ele.

Parece estranho para eu vir à um entendimento com Lixo, mas eu pude simpatizar com ele.

A situação é parecia de como eu perdi Atlas.

A tristeza de perder alguém querido.

O desespero sentido na própria incompetência.

O ódio sentido contra a causa.

Tudo isso se mistura, e faz com que você não possa mais pensar em nada.

“M-mas…” (Lixo)

“Isto é… talvez retribuição divina. Minha ineptidão… me causou sacrificar minha própria filha. Minha obsessão com proteger este país, o mundo…” (Rainha)

“Errado! Isso está definitivamente errado!” (Lixo)

Lixo desesperadamente refuta as palavras da Rainha.

“… Isso é verdade? Eu tenho a impressão que isto é tudo minha culpa. Minha filha… Malty cresceu para ser uma criança assim, porque ela emulou minha própria incompetência. Por causa das minhas decisões brandas, tudo… acabou assim.” (Rainha)

“Isso é… eu… minha…” (Lixo)

Talvez Lixo esteja se culpando pela perda da Rainha. A voz dele treme.

Mas a Rainha fala com ele novamente.

“Provável, o Herói do Chicote… não, invasores irão vir e invadir este país.” (Rainha)

“…” (Lixo)

“Neste momento, Melromarc está numa situação séria. Por sorte, Iwatani-sama e os heróis, assim como os companheiros deles estão aqui.” (Rainha)

“Então, o Herói do Escudo está…!” (Lixo)

“Você… percebeu isso já, não? Jogue fora seus rancores passados. Você tem que seguir em frente.” (Rainha)

Um gotejamento de lágrimas corre pelo rosto do Lixo.

Ele age igual como eu agi quando eu desejei, e Fohl agiu quando ele rezou.

Eu não sei o que ele está pedindo para deus, mas eu sinto algo quente, como se eu pudesse segurar isso na minha mão.

“Lucia… Mirellia…” (Lixo)

E ele chama de leve o nome da Atlas também. (NT: Da irmã dele que era a cara da Atlas, mas enfim)

“Se fosse o Rei Sábio de Melromarc… se fosse Luge Lancerose, então nossas esperanças seriam respondidas.” (Rainha)

“Mas… o Bastão não mais responde meu chamado…!” (Lixo) (NT: Eu falo e repito, para mim é ‘Bengala’, maaaas… povo prefere bastão…)

“Você está errado. O bastão lhe emprestou poder, não porque você era um Herói. Era porque você era diferente do resto. Mais corajoso que todos eles, e muito mais sábio.” (Rainha)

“…” (Lixo)

“Eu acredito. Para revirar esta situação desvantajosa… para salvar Melromarc do seu colapso iminente, nós precisamos você…” (Rainha)

“Eu sou… eu sou…” (Lixo)

“Fufu… você tem tantas peças desta vez. Agora que movimento irá o Rei Sábio fazer para me surpreender hoje?” (Rainha)

“…Mirellia.” (Lixo)

“Me deixe confiar o futuro deste país para você. Por favor salve o mundo… com Iwatani-sama. Como o Herói do Bastão, e como meu amado…” (Rainha)

Sangue desce a boca dela no que ela sorri para Lixo.

“Você usou sua esperteza para fazer seus inimigos dançarem. Você colocou temor nos corações de todos que lhe opuseram… vá deixar o mundo conhecer seu nome…” (Rainha) (NT: A palavra usada para ‘temor’ também significa respeito, então… bom saber isso)

Ao mesmo tempo… a Rainha esgotou de qualquer energia que ela tinha sobrando.

“Rainha-sama!”

A porta se jogou aberta, e um líder de país entrou.

“Faubley declarou guerra no mundo inteiro! Sob a crença de unir o mundo em um sob a bandeira deles.”

A situação… veio mais rápido do que Lixo esperou. E pessoas já estavam implorando para ele por respostas.

A próxima cena que eu vejo é dois dias depois.

“Por que diabos Faubley está zoando com Dominação Mundial numa hora dessas!?” (Ren)

Tendo terminado o tratamento, Ren e os outros chegam no castelo para participar numa reunião do exército aliado, e eles gritaram ao ouvir a informação.

Todo mundo presente tem um rosto sombrio.

O poder militar de Faubley é só tão alto assim.

E eles possuem indivíduos com o triplo do nosso level. Nós conhecemos o poder deles em primeira mão.

Não é como se o exército não queria parar eles. Eles só não tinham os meios.

“Eles com certeza cansaram. Aquele Herói covarde… quando a onda está acontecendo, ele seriamente acredita que ele tem o tempo para ir por aí conquistando o mundo!?” (Ren)

“… Não, eu atualmente acho que ele tem.” (Itsuki)

“Ele feriu o Sogro e Firo-tan, e acima disso, ele feriu todo o resto. Eu definitivamente não perdoarei ele!” (Motoyasu)

O exército está de acordo com as palavras dos três Heróis.

Os eventos que transpassaram em Faubley foram passados para todos.

Aqueles de Silt Welt também estão presente.

Aquele cara Genmu, e o Shusaku também.

“Naofumi está sendo tratado… e nós estamos indo para guerra com Faubley…” (Ren)

“Sim. Neste momento, Faubley está mobilizando o exército inteiro deles. O primeiro lugar que eles irão atacar é Melromarc, então eles irão ir para meu país. Os países no caminho serão forçados à se submeter ao seu poder… devido aos bombardeios da nova arma deles, o ‘avião’, muitos já ergueram uma bandeira branca.”

“Tem alguma razão pela qual eles admitiram derrota tão rapidamente?”

“Sim. Eles tentaram entrar em lutas áreas com monstros voadores, mas eles não tinham os meios para contra-atacar…”

“Significando que as pessoas pilotando os aviões devem ser de um level bem alto.” (Itsuki)

“Fuee…” (Rishia)

No que Rishia solta seu hábito de fala, Itsuki começa a fazer carinho na cabeça dela.

Ren bate sua mão na mesa.

“As feridas do Naofumi eram severas… como ele está indo?” (Ren)

“Não está parecendo favorável. Nós repetidamente tentamos tratamentos extensivos nele, mas…”

“Naofumi-san…” (Itsuki)

“Aquele cretino do Tact, só quem é ele!? Como ele tem a habilidade de roubar armas lendárias?” (Ren)

Bem quando Ren estava reclamando.

Um soldado correu na sala de reuniões.

“Nova informação! Shield Freiden formou uma aliança com Faubley!” (Soldado)

“O que!?” (Ren)

“E o Herói das Sete Estrelas, Tact Althaulan Faubley, proclamou para o povo dele que ele era uma criança de deus. Que a possessão dele de numerosas armas lendárias provaram a própria divindade dele!” (Soldado)

O povo fazendo parte da reunião se levantaram de seus assentos. Há expressões de choque por todo lugar.

Era uma bela medida segura para ele tomar.

Mostrando sua posse de várias armas dos heróis iria ou prova que ele foi contra deus, ou que deus amava ele.

Como a crença em Armas Divinas é prevalente neste mundo, ele será tratado como uma existência especial de qualquer jeito.

Mesmo que ele tenha sido aquele que matou os heróis.

“Ainda mais, ele disse que ele seria aquele que vai salvar o mundo, os quatro heróis invocados eram impostores malignos, e que ele iria usar todo seu poder para destruir eles. Também, que ele já havia purgado quatro dos ‘Malignos’ Heróis das Sete Estrelas. Ele declarou isso para muitas das nações do mundo!” (Soldado)

“Será que ele pensa que ele irá escapar falando tal baboseira!?” (Ren)

“O alto escalão da Igreja de Faubley aceitou as afirmações dele, mas aquelas nos subúrbios do país encontraram muitas rebeliões. Mas aqueles que receberam o poder dele já foram subjugar e calar as revoltas. Parece que ele fez um bocado de preparações com antecedência.” (Soldado)

Ao mesmo tempo, uma pessoa estilo Sombra apareceu, e cochichou no ouvido do Genmu.

Eu aposto que não é nada bom.

“… Meu país também está dividido sobre qual lado se juntar.” (Genmu)

A situação está… indo para um lado ruim.

“O que o Herói da Manopla pensa disso?” (Genmu)

Apesar deles não serem realmente conhecidos, até Fohl pôde entender que isso tinha haver com sua origem. Que isso iria afetar o destino dele.

“Devo responder como um membro da Raça Hakuko? Ou você prefere eu sendo o Herói da Manopla?” (Fohl)

“Você não é um demi-humano puro-sangue. Eu estou perguntando para você como um subordinado do Escudo, e como um Herói. Ou você irá agir pelo meu país como um descendente de Tai Ran Ga Feon?” (Genmu)

Fohl balança sua cabeça.

E ele dá palavras cheias de certeza.

“Eu sou o Herói da Manopla, o protetor da vila construída pelo Herói do Escudo. Linhagem é sem importância para mim, e eu não planejo fazer nada tolo por jogar por aí o nome de meu avô.” (Fohl)

“Claro. Não importa que destino lhe aguarda, meu caro, demi-humanos sempre irão agir pelo verdadeiro Herói do Escudo. Sangue não tem nada com isso!” (Genmu)

O velho Genmu olha para Fohl com olhos ardentes.

“Esse espírito é suficiente para mim assertar sua posição. É minha crença que nós de Silt Welt devemos lhe emprestar nosso poder.” (Genmu)

As palavras dele foram continuadas pelo Shusaku.

“Sim! O Herói-dono chorou lágrimas pela perda de nossos companheiros, e demonstrou sua raiva por nossa causa. Nosso orgulho e nossa fé não irá nos permitir nos aliarmos com aquele que causou a calamidade que tomou a vida de tantos do nosso povo. Isso iria poluir o nome da nossa raça inteira!” (Shusaku)

Todos os demi-humanos presentes acenam.

Não tem como eles permitirem isso.

Ele é a raiz do mal que matou aqueles que eles lutaram ao lado.

Eu não sou aquele desejando por vingança.

Todos que caíram contra Houou, não tem como nós perdoarmos ele.

Isso irá permanecer no coração de todo mundo.

“…” (Fohl)

Fohl meramente olha quietamente pela reunião.

De acordo com o Genmu, a compostura calma dele… se sobrepôs com aquela do avô dele.

“Agora, que movimento devemos fazer… Rei Sábio de Melromarc? Nós já decidimos o caminho que nós devemos trilhar. Como você irá agir pela última vontade da sua amada esposa?” (Genmu) (NT: Ou testamento, a palavra é igual…)

“…” (Lixo)

Lixo permanece quieto, com uma expressão tensa em seu rosto.

“Em primeiro lugar. Pela história pessoal dele não há… não tem algo estranho? Só quão gênio ele pode ser? Aviões e bombas… é como se ele fosse um soldado do nosso mundo.” (Ren)

Ren diz as reclamações dele para o saguão de reunião.

E Itsuki quietamente ergue sua mão.

“O que foi?” (Ren)

“Isto é só uma hipótese, mas eu posso continuar?” (Itsuki)

“Sim.” (Ren)

“Ren-san, ao ouvir a história dele, você não notou isso? Não, talvez você tenha, mas você só não foi capaz de juntar isso.” (Itsuki)

“O que?” (Ren)

“E quanto você, Motoyasu-san?” (Itsuki)

“Do que você poderia estar falando sobre?” (Motoyasu)

Itsuki toma um grande fôlego, e continua.

“… Mais provavelmente, isso existiu em ambos de seus mundos, se vocês procurarem por isso. É uma história comum.” (Itsuki)

Ren e Motoyasu inclinaram suas cabeças.

“Naofumi-san parecia ter uma ideia vaga, então isto está provavelmente certo.” (Itsuki)

“O que é? Só fale logo.” (Ren)

Bem, não é como se eu estivesse sem ideia.

Mas porque eu estava certo que este não era o mundo de Mangás e Jogos, eu não queria negar o esforço pessoal do homem.

Mas este incidente é demais.

Fuzis de Assalto.

Aviões.

Masterizando magia aos três anos.

Tudo das ações dele apontam para uma única possibilidade.

Certo, ele é…

“Sim. Mais provavelmente, aquele Tact, o Herói nascido deste mundo, foi… reincarnado. Ele é um cara de outro mundo que renasceu neste mundo com suas memórias intactas. Ao menos, esta é minha teoria.” (Itsuki)

“Reincarnação… aquela coisa? Samsara? O ciclo da vida?” (Ren)

“Sim. Havia algumas novels sobre isso em meu mundo.” (Itsuki)

“Eu realmente só jogo jogos, então… eu posso ter lido uma ou duas, mas eu não realmente me lembro. A única coisa que eu consigo lembrar é que Game Over = Morte, e respawn. Com este sendo um mundo próximo daquilo de um jogo, isso não passou pela minha mente.” (Ren) (NT: Respawn é ressurgir; no caso, é onde você vai voltar para jogar de novo… ou onde o monstro vai nascer para você derrotar)

“Oh, oh, eu também!” (Motoyasu)

Ren e Motoyasu começam pensar sobre o conceito de Reincarnação.

Eu não sei os assuntos dos mundos deles, mas eu li livros sobre isso.

Um protagonista reincarnado é nascido num mundo de magia… um mundo de fantasia assim como este. (NT: Re: Monster, provavelmente… mas com certeza deve ter mais, sei lá)

E ele se torna imerso num mundo longe da realidade que ele conhecia.

Desta vez, eu farei isto direito. Eu irei conseguir status, e dinheiro, e mulheres. Eu irei conseguir tudo.

“Então eu confirmei isto. Em livros daquele gênero, a primeira coisa que a maioria dos protagonistas fazem é aprender magia numa idade jovem, e conseguir notas mais altas que outras pessoas. Também coisas como usar conhecimento moderno para inventar, e outras cosias que se destacam.” (Itsuki)

“Algo assim… eu tenho a impressão que eu já ouvi de algo assim antes. Um dos meus amigos na internet falou fervorosamente sobre isso.” (Ren)

“Certo. Eu não acho que nós seremos capazes de conseguir qualquer prova definitiva do indivíduo, mas algo duvidoso está saindo da história dele.” (Itsuki)

“Isso significa que ele foi invocado de outro mundo, como nós?” (Ren)

“Isso é uma possibilidade, mas… o que ele planeja fazer, o que ele está pensando. Você acha que você consegue entender um pouco mais disso agora, Ren-san?” (Itsuki)

Ren cruza seus braços e começa a pensar.

“Ele está pensando como eu estava antes de eu quebrar o selo da Tartaruga Espiritual.” (Ren)

“Eu não olho de volta para o passado! Eu estou enterrado nas minhas memórias da Firo-tan!” (Motoyasu)

“… Alguém tire Motoyasu-san daqui. Ele está no caminho.” (Itsuki)

“Hai!” (As Três)

“Ah, Kuu-san, Marin-san e Midori-san, era isso? Eu deixarei isso com vocês. Vão manter ele ocupado por um tempo. Vocês podem até ir brincar. Eu irei pessoalmente explicar isto para Naofumi-san mais tarde.” (Itsuki)

“Pode deixar!” (As Três)

“Nwah! Minhas anjas! Onde vocês planejam me levar!?” (Motoyasu)

E, carregando Motoyasu, as Três Philorials deixam o saguão de reunião.

Eu não tenho ideia do porque elas estavam lá em primeiro lugar.

“Para resumir, ele está pensando como nós antigamente… que a monarquia deste país era corrupta, e tinha que ser destruída.” (Ren)

“Sim, então as coisas começam a fazer sentido.” (Itsuki)

“Então o que é aquele poder que ele tem de roubar armas lendárias?” (Ren)

“Talvez seja uma habilidade de ESPer como aquelas do meu mundo. Um poder que não era incomum nos livros do meu mundo. Algo como roubar o poder dos outros para se fortalecer.” (Itsuki)

“Entendo. Se Itsuki diz isso, então é uma possibilidade.” (Ren)

“A razão pela qual o poder dele não ficou famoso deve ser porque ele manteve isso escondido, e ele não usou ele na frente dos outros. Assim como eu agia antes.” (Itsuki)

Com uma expressão amarga, Itsuki começou a explicar para Ren.

Eu acho que isto é possível.

Mesmo em coisas que eu li, quando protagonistas são concedidos um poder ótimo demais, eles vivem enquanto escondem isso pela maior parte.

Usualmente, ele se expõe devido à vários incidentes infelizes, mas Itsuki é a prova viva que isto é possível.

“Tendo isso conhecido que ele podia roubar armas lendárias iria atrapalhar muito as ações dele. Mas agora que o dado já foi jogado, ele está usando isso para sua extensão total… eu acho.” (Itsuki)

“O fato que todas as companheiras dele são mulheres meio que me lembra do Motoyasu passado, também. Então as coisas se juntam.Entendo.” (Ren)

Ren acena, como se as questões dele tivessem sido todas respondidas.

Em contraste, Itsuki parece estar perdido em pensamento.

“O que é estranho é a falta de informação… isso é estranho… não, nós precisamos decifrar o que fazer agora. Em nossa luta com Faubley…” (Itsuki)

E a reunião continuou.

E minha consciência deslocada flutuou para algum outro lugar mais uma vez.

Agora eu não estou em lugar algo. Um espaço vazio de luzes piscantes, girando num padrão inacabável.

Naquele espaço, era eu, e ____…


Tradução: Thyros



Fontes
Cores