TYN – Capítulo 310 – Armas de Fogo



Isso aconteceu um pouco antes de nós saltarmos para a vila para partir.

Na ilha que eu uma vez usei como minha base quando eu fiquei estranho, ela despertou. (NT: Ele não usa nada de gênero, na realidade, chama de ‘it’, que é como se fosse uma coisa…)

Ela estava selada bem fundo no subsolo, junto com todo equipamento. Pouco a pouco, as máquinas trabalharam autonomamente, e como se fosse uma borboleta saindo de um casulo, ela abriu seus olhos. Ela lentamente cavou seu caminho para cima, e respirou seu primeiro sopro de ar fresco.

Depois de sacudir para fora a sujeira que cobria seu corpo, ela saltou no mar, e nadou.

Como se ela soubesse onde ela devia estar… ela eventualmente chegou na vila que eu conhecia bem demais…

“Nós precisamos chegar em Faubley rapidamente! Peguem as carruagens!” (Naofumi)

“Eh?… Firo tem que puxar essa carruagem?” (Firo)

“Lide com isso! Agora todo mundo, rápido! Motoyasu, tenha as suas três puxando carruagens também! Gaelion, você também!” (Naofumi)

“Sim, Sogro!” (Motoyasu)

“KYUA!” (Gaelion)

Ao ouvir minha voz, ela imediatamente correu para minha carruagem…

No dia seguinte.

“Você acha que nós seremos capazes de conseguir uma audiência em Faubley hoje?” (Naofumi)

“Muito provavelmente.” (Rainha)

Nós que estávamos descansando no hotel nos encontramos com a Rainha, que estava ficando no castelo.

“O outro lado também diz que eles acabaram suas preparações para nos cumprimentar, então não deve ter nenhum problema.” (Rainha)

“Entendo. Então eles conseguiram juntar os Heróis.” (Naofumi)

Por qual comando eles se movem?

Só um participou contra Kirin. Eu não entendo como eles trabalham.

Eles não deviam estar lutando pelo mundo?

A carruagem pulou para cima e para baixo no que nós prosseguimos em frente. A estrada muda para pavimento de pedra em algum ponto do tempo, mas isso não realmente importa.

“Ren, o que você pensa que o povo de outros mundos como nós estão pensando? Aparentemente, eles não participaram contra Kirin.” (Naofumi)

Itsuki silenciosamente e sem expressão está encarando na carruagem, e Motoyasu só olha para pássaros, então conversas assim não passam.

Então eu tentei perguntar ao Ren.

“Há algumas possibilidades.” (Ren)

“Bem, é.” (Naofumi)

“A primeira é que eles não se importam com a onda, e que eles abandonaram suas missões.” (Ren)

“Eu realmente simpatizo com essa.” (Naofumi)

Se eu só estivesse pensando sobre eu mesmo, então essa não seria uma ação ruim.

Não é estranho para alguém parar de proteger esse mundo zoado e se aposentar.

Honestamente, eu também acho que seria melhor cair em ruína.

Mas pensando nele como o mundo da Raphtalia e Atlas me faz querer proteger ele um pouco mais.

“Depois é que eles pensaram que o Herói que eles enviaram para o Kirin é capaz o suficiente, e só deixaram o problema para ele…” (Ren)

“Se eles podem só jogar seus problemas num cara assim, eu tenho uma premonição ruim do que está por vir.” (Naofumi)

Eu não acho que alguém que foi alegremente invocado para este mundo estilo jogo iria deixar um evento desse ir.

É isso? Eles realmente confiam em uma única pessoa tanto assim?

“Hmm… tem também a possibilidade que eles estavam focados demais em upar para se importar.” (Ren) (NT: Ele fala ‘level-grinding’, que é basicamente focar tudo em passar de level, uma versão bem hardcore de upar)

“Ah…” (Naofumi)

Eu acho que há jogadores que focam em seus levels, e ignoram eventos também.

Eles se isolam em áreas remotas, ou algo assim.

Se esse é o caso, isso seria excedentemente problemático. Para o mundo.

Mas se eu olhar para esses heróis aglomerados aqui, eu acho que não é impossível.

“Rafu~…”

Hmm?

Eu ouço um voz familiar me chamando de longe.

“Você ouviu alguma coisa agora?” (Naofumi)

“Não, nada.” (Ren)

“Firo.” (Naofumi)

“O que?” (Firo)

“Pare a carruagem.” (Naofumi)

“Okay, pode deixar.” (Firo)

Nós paramos, e eu forço meus ouvidos.

“Ta~li~”

Tem realmente algo aqui.

Ah!

Quando eu chequei a parte de baixo da carruagem, eu achei uma única Raph segurando no eixo. (NT: Eu devia ter deixado no feminino desde o começo, a base delas é a Raphtalia, não podem ser machos… exceto os que eram outras criaturas _-_,)

Quando nossos olhos se encontraram, a Raph parecia ter desistido de se segurar, e caiu no chão. Ela se rastejou para fora de debaixo da carruagem.

Eu não sei porque, mas ela estava se escondendo.

“Aconteceu alguma coisa?” (Raphtalia)

Eu ouvi Raphtalia desmontar da carruagem.

“Eu ouvi uma Raph.” (Naofumi)

“Eu estou surpresa que você pôde ouvir aquilo. Então…” (Raphtalia)

Eu seguro a Raph, e mostro ela para Raphtalia.

“Ela nos seguiu até aqui?” (Raphtalia)

“É o que parece… espera…!?” (Naofumi)

Quando eu estava fazendo carinho nela, eu percebi.

“Quem é essa? Ela não é uma das da vila.” (Naofumi)

“Você consegue diferenciar elas!?” (Raphtalia)

“É, pela sensação delas, e os gritos.” (Naofumi)

“Quando você desenvolveu algo tão…” (Raphtalia)

Raphtalia me encara com uma expressão questionadora.

Não está tudo bem? Elas todas tem essa fofura infantil.

É como se elas fossem uma grande cria de gatinhas nascidas da mesma mãe. (NT: No sentido de animal, não de mulher bonita… como eu odeio essas notas minhas)

Se você viver perto delas por tempo o suficiente, você deve ao menos ser capaz de diferenciar elas.

De qualquer jeito, a Raph olha para a Raphtalia.

“Fa…”

Eu calo ela antes que ela pudesse terminar.

Não é que a Raphtalia estava me pressionando nem nada.

Eu só não queria que ela dissesse isso, okay?

“Mas o que nós devemos fazer?” (Naofumi)

“Devemos mandar ele de volta por portal?” (Raphtalia)

“Hmm…” (Naofumi)

Ela nos seguiu uma bela distância, então mandar ela de volta é um pouco de um saco.

Se nós confrontarmos as Sete Estrelas e falharmos em achar o culpado, nós teremos que voltar de qualquer jeito.

“Rafu?”

“Ela não está registrada como um dos meus monstros também.” (Naofumi)

“Rafu.”

A Raph acena, e solta algum tipo de magia em mim.

Um selo de monstro aparece nela… ela arbitrariamente se registrou.

Há alguma coisas que eu gostaria de responder agora mesmo, mas eu checo seu status de qualquer jeito.

… É surpreendentemente alto.

Entre as Raphs do meu lugar, esta aqui é a mais alta.

Especificamente, está no level 80.

O que é esta aqui?

Será que alguma Raph se aventurou na selva, se treinou e escolheu se juntar à mim agora?

Era um monstro feito pelo o eu estranho, então talvez seja só fácil registrar ele.

“Hmm?” (Firo)

Firo traz seu rosto para perto da Raph desconhecida.

“Não coma isso.” (Naofumi)

“Por que mestre diz isso toda vez que Firo faz isso?” (Firo)

“Eu acho que essa é a primeira.” (Naofumi)

“Não, você disse isso!” (Firo)

Fumu, talvez era o eu estranho de novo.

“E? O que foi?” (Naofumi)

“Vejamos. Essa criança é a mais próxima da Raphta-” (Firo)

“Rafu~.”

A Raph nas minhas mãos usa sua cauda para bloquear a boca da Firo.

“É um segredo?” (Firo)

“Rafu~.”

“Entendo.” (Firo)

Parece que essas bestas vieram a um entendimento.

Mas… seu pelo é realmente bom.

Essa pode ser a melhor de todas as Raphs que eu segurei até agora.

Elas são monstros baseadas na Raphtalia, então elas tem uma sensação parecida com a cauda da Raphtalia.

Mas esta aqui é parecida mas levemente diferente. É estranhamente bacana.

… O que é isso? Talvez esta seja minha ideal-

“Naofumi-sama?” (Raphtalia)

“O que?” (Naofumi)

“Você parece estar formando estranhas ideias enquanto você faz carinho nisso.” (Raphtalia)

Fumu. Eu me distraí lá.

Agora eu devo levar ele, ou não. Eu acredito que esse era o problema.

“Por hora, não há problemas em levar ela. Quero dizer, suas habilidades são relativamente altas.” (Naofumi)

“Rafu~”

“… Entendo. Eu compreendo.” (Raphtalia)

“Prazer em te conhecer, pequena Onee-chan. Ou talvez devia ser… Princesa Raph?” (Firo)

“Por favor não chame isso assim. Por que princesa!?” (Raphtalia)

“Então princesa não serve. Então que tal Raphtalia MKII? Ou que tal Rainha Raph?” (Naofumi) (NT: MK = Mark, essa coisa de MKII, MKIII etc é um  jeito de se denominar variantes de aviões e tal)

“Por que!? O que isso devia significar?” (Raphtalia)

“Sério? Então eu acho que Raph-chan está bem.” (Sadina)

Sadina sai da carruagem, e nomeia ela.

Raph-chan…

“Rafu~!” (Raph-chan)

“Bem, eu acho que isso está bom.” (Naofumi)

“… Entendido. Eu consegui uma ideia do senso de nomeação da Firo e do Naofumi-sama.” (Raphtalia)

As reações delas são um pouco inesperadas.

“Rafu~” (Raph-chan)

Pat. Pat. Pat. (NT: Mudar para ‘Carinho. Carinho. Carinho.’ ia ser bizarro, até porque isso é som também)

“Tenha certeza de não acariciar isso demais.” (Raphtalia)

“Sim, sim.” (Naofumi)

“Tali~” (Raph-chan)

Mas o que há com essa aqui?

Ela grita diferente de tempo em tempo.

“Riya?” (Raph-chan)

Nós subimos na carruagem, e eu continuo a fazer carinho na Raph-chan. O cenário da cidade a minha volta fica mais e mais moderno no que nós progredimos. A paisagem urbana gradualmente rouba minha atenção.

Ah, a propósito, o 『Chan』 não é um sufixo. É parte do nome dela.

eu acho que se você fosse chamar ela propriamente, seria Raph-chan-chan.

Não, não, não…

“O que?” (Naofumi)

Eu estou um pouco curioso sobre a prosperidade da cidade, e… eu acho que você iria chamar isso de Steampunk. Eu vejo várias coisas estilo carros funcionando pelo que parece ser motores à vapor.

O que está alinhado na loja são… armas?

Parece que Faubley é um lugar bem moderno.

Motoyasu disse que ele viu um carro nesse mundo antes, mas o crescimento tecnológico aqui de longe excedeu minha imaginação.

Ah, tem um carro genuíno. Ele parece bem retrô. (NT: É o que veio para chamar de antigo sem dar a ideia que é uma lata velha)

Ele passa a impressão de um dirigido por um detetive de uma famosa história, ou algo do tipo.

“Armas. Parece que levar um tiro de uma dessas não é brincadeira.” (Naofumi) (NT: Vamos deixar claro que estou falando de armas de fogo com só ‘armas’ e não algo como lança, sim?)

“O Iwatani-sama tem um interesse em armas?” (Rainha)

“Não é que eu não tenha… eu só estava pensando de como esse lugar era diferente de Melromarc. Eu acho que vocês iriam perder se nós guerreássemos.” (Naofumi)

“Contra as armas?” (Rainha)

A Rainha olha para a loja de armas, e vira seus olhos de volta para mim.

Do que ela está tão curiosa?

Armas são bem fatais de onde eu venho.

“Não é isso mesmo? Quero dizer, arcos não perderão contra elas?” (Naofumi)

“Eu não acho que armas são armas tão poderosas assim.” (Rainha) (NT: Então… é.)

“… Sério?” (Naofumi)

“Sim. Até que alguns heróis invocados propuseram elas como armas, mas a maioria das tentativas deles falharam.” (Rainha)

Então alguns Heróis de outro mundo pensaram que eles iriam usar seus conhecimentos avançados para trapacear?

Ou algo assim?

“Por que?” (Naofumi)

“Eu acho que o Herói do Arco-sama ali entende.” (Rainha)

Eu chamo o Itsuki viajado da carruagem.

“Itsuki, o que você pensa sobre armas?” (Naofumi)

“Significando?” (Itsuki)

“A Rainha está me dizendo que elas não são armas tão poderosas assim.” (Naofumi)

“Vejamos… se alguém de level alto usar uma, seria problemático… eu acho.” (Itsuki)

???

Eu não entendo o que ele está dizendo.

“Naofumi-san, enquanto isto é realidade, nós também temos algo chamado Status, certo?” (Itsuki)

… Hmm?

“A conclusão é que armas de fogo provavelmente não são tão poderosas quanto elas eram no mundo dos Heróis.” (Rainha)

“Velocidade da bala também é afetada pelo Status, e há vários problemas envolvendo recarregar, e regular pólvora, e tal.” (Itsuki)

A Rainha acena para a resposta do Itsuki.

“Sim, há o perigo do inimigo descarregar as balas com magia, e mesmo que você consiga atirar, você não pode confiar muito no poder de fogo a não ser que seu level seja alto.” (Rainha)

Ah. Entendo.

Eu negligenciei levar Magia de Status em consideração, e simplesmente assumi que elas eram mais fortes.

De acordo com Itsuki, o momento das balas também é afetado pelo Status.

Armas são boas porque elas deviam ter o mesmo poder de fogo independentemente do usuário.

Se você tirar esse ponto, eu acho que elas não são tão uteis quanto no meu mundo.

Hmm, eles estão deixando pessoas praticarem ali.

Uma criança está segurando uma arma, e mirando num alvo.

Talvez ela notou eu concentrando minha atenção. Firo parou de andar.

O gatilho foi puxado.

Com um bang, a pólvora estourou, e um som único e familiar entrou no meu ouvido. A criança jogou seus braços para cima do rebote.

… Por que a bala é tão lenta?

Eu posso ver ela se movendo. Talvez na mesma velocidade de uma flecha.

Pela minha experiência, ela não devia impactar quase imediatamente seguindo o tiro?

“Usando pólvora, você pode definitivamente acelerar balas, mas o dano não é muito alto. Em comparação com um arco, seus custos de manutenção e munição são maiores, então elas não são realmente usadas fora de Faubley.” (Rainha)

“Então é assim que é.” (Naofumi)

“E como atirar magia pode descarregar as cápsula, se você quer atacar de longa distância, maioria iria usar um arco, ou uma arma de arremesso.” (Rainha)

“Isso é baseado no meu conhecimento de jogo, mas se você treinar, você pode ficar bem forte. Mas eu não iria chamar isso de arma mais forte ou algo assim.” (Itsuki)

Itsuki responde sem nenhum interesse visível.

Bem, nos jogos online que eu joguei, o tratamento de Armas sempre foi um pouco estranho.

Maioria deles iriam ter o poder de ataque delas ficando bem abaixo da espada. (NT: Isso é verdade, né The Duel?)

Mesmo que isto seja realidade, este é também um mundo de fantasia. Eu sou novamente lembrado deste fato.

Então arcos também tem o mérito de ser fácil de re-estocar munição.

E por causa de tudo isso, a tecnologia de armas não avançou.

“Então mesmo armas de fogo são sujeitas ao status.” (Naofumi)

“Sim, alcance é também… se você atirar de muito longe, o poder cai dramaticamente.” (Itsuki)

“Artilharia funciona pelo mesmo princípio?” (Naofumi)

“É, há pesquisa sendo feita em direção de desenvolver canhões disparadores de magia, mas seria muito mais simples, e rápido, só conjurar a magia você mesmo.” (Rainha)

“Entendo.” (Naofumi)

“Só que artilharia e catapultas podem ter um pouco de um poder se elas são usadas por pessoas de level alto, então elas são frequentemente trazidas em guerra.” (Rainha)

Elas são dependentes da habilidade do usuário.

Então se um general que subiu de classe de level alto fosse acender o pavio de um canhão, seu poder iria aumentar drasticamente.

E se Itsuki fosse usar uma, seria forte?

Eu acho que isso cai sob a categoria de arco.

Eu não vejo onde Status começa e para. O que é afetado por ele, e o que não é?

Isso parece um pouco complicado.

Eu estive participando em ondas como se isso fosse natural, mas eu nunca achei isso estranho.

Então Arcos e outras armas também tomam efeitos do Status.

… Claro.

Contudo o poder de Arcos e Armas não diferem muito.

Como Itsuki é o Herói do Arco, não pode ele usar armas de fogo?

Ele deve ser capaz de usar balestras… eu terei ele tentando isso.

Como se ele tivesse sentido minha intenção, Itsuki acenou, e saiu para a loja de armas.

Com isso, eu espero que ele fique um pouco mais forte.


Tradução: Thyros



Fontes
Cores