TYN – Capítulo 307 – Funeral



No dia seguinte.

Depois que nós dois nos cansamos com nossa lamentação, eu dormi com Raphtalia.

“Estes são os heróis que arriscaram suas vidas para ganhar esta batalha… Saudação!”

Na frente do castelo na terra onde Houou estava selado, um serviço funerário estava sendo feito.

Aqueles que foram perdidos em batalha foram respeitosamente enterrados.

Nós tivemos que partir com várias pessoas da minha vila também.

Eu criei eles para serem meus peões para guerra… mas eu queria que todos eles voltassem vivos.

Devo… parar de empregar eles nas ondas?

Se eu terei que me sentir assim toda vez, então eu não quero enviar eles para batalha.

Eu quietamente fiquei na frente do caixão da Atlas.

Está vazio. O corpo dela está… dentro do meu Escudo.

Eu gentilmente coloco uma flor no topo.

Fohl segue minha ação, e coloca uma também.

“…”

Por algum motivo, Lixo também gentilmente enfeita o caixão com flores.

A expressão dele é sombria.

Ele não diz nada para mim ou Fohl.

Mas eu sabia.

Quando eu recuei com Atlas para as linhas de fundo, Lixo ficou fora da tenda o tempo todo.

Mesmo que ele não foi capaz de ajudar em nada, o que ele planeja fazer nessa hora!?

Mas descontar minha raiva no Lixo não vai resolver nada.

Ficar bravo é inútil. Isso não trará nada.

… Eu não pude fazer nada também.

E eu descobri que Lixo não era o culpado.

Ele estava com a Rainha soltando ordens quando isso aconteceu. Muitos testemunharam isso.

Mais importantemente, Lixo tinha pouco motivo para fazer isso.

Baseado no posicionamento da Atlas, ela teria sido levada na explosão independentemente, exceto se eu fizesse algo sobre isso.

“… Eu vou lutar isso. A onda.” (Fohl)

Fohl declarou isso para mim.

“Fugir… só irá fazer mais dos aldeões morrendo.” (Fohl)

“… Entendo.” (Naofumi)

Então essa é a resposta do Fohl.

Se eu estivesse na posição dele, eu aposto que eu iria lutar as Ondas.

Pelo bem de todo mundo. Pelo bem da Atlas.

“Niichan…” (Kiel)

Kiel está bem desgastada. Ela chora no que ela coloca uma flor no caixão.

“Eu irei… lutar também!” (Kiel)

“Mas-” (Naofumi)

Ao ouvir minha voz, Kiel direciona olhos cheios de determinação para mim.

“Niichan sempre disse isso! Que isso era uma luta onde nós podíamos morrer, que isso não era um jogo. Todo mundo estava bem ciente disso quando eles escolheram lutar por você! Eu não posso sair só porque é perigoso!” (Kiel)

“É o que ela diz.” (Fohl)

Fohl continua depois da Kiel.

“Todo mundo naquela vila lutou por amor à você… aniki. Eles decidiram lutar por você. Você não pode mais parar eles. Tome… responsabilidade pelo que você fez.” (Fohl)

“… Pode deixar.” (Naofumi)

Mas eu não quero ter eles morrendo.

Toda vez que eu lembro as palavras da Atlas, meu coração treme.

O que eu estava fazendo essas pessoas fazerem?

Eu nunca pensei que eu era aquele que não percebeu isso.

Para poder não ter mais arrependimentos, eu…

Raphtalia apenas silenciosamente ficou na frente do caixão da Atlas.

Atlas me disse que Raphtalia estava apaixonada por mim.

Eu tinha tirado isso da minha mente. Não é como se eu nunca tivesse considerado a possibilidade, mas eu me enganei pensando que ela era apenas uma criança diligentemente trabalhando para mim.

A vontade de Atlas se aperta em volta do meu coração. (NT: Novamente, essa ‘vontade’ pode ser um ‘testamento’, pelo fato dela ter morrido e tal)

Eu não tenho nada além de arrependimentos. Eles não me deixam.

Ela disse uma vez que ela podia morrer qualquer dia.

Então… para que eu não tenha que me sentir mais assim, eu devo responder aqueles que dizem que me amam?

O que eu fiz para Atlas?

Eu tirei a doença dela, mas o que mais eu alguma vez fiz para ela?

Eu devia ter sido capaz de dar mais felicidade para ela.

… Eu irei parar isso. Essa linha de pensamento.

Eu deixarei isso para depois que eu fizer o que eu preciso. Para depois que eu saber que o mundo está seguro.

O funeral termina, e eu me adereço à Rainha.

“Apesar dessa ocasião poder ter dado causa à muitos sacrifícios, eu sou grata pelos seus esforços em destruir Houou, Iwatani-sama.” (Rainha)

“Me poupe de suas formalidades. Eu só quero ver ser você identificou o cretino que atirou aquele ataque desnecessário.” (Naofumi)

“… Não, nós não ouvimos nada do culpado.” (Rainha)

“E quanto aos Heróis das Sete Estrelas que supostamente deviam correr para cá? Eles são os maiores suspeitos.” (Naofumi)

“… Eu verdadeiramente me desculpo, mas nós aina temos que entrar em contato com eles.” (Rainha)

“Você com certeza é inútil!” (Naofumi)

Eu estou ficando irritado.

Eu entendo que a Rainha não fez nada de errado, mas eu não consigo fazer nada sobre minhas emoções.

“Outro assunto importante que nós temos que atender é a próxima das quatro bestas. O que você pensa sobre isso?” (Rainha)

“Significando?” (Naofumi)

Na minha questão, a Rainha solta um pequeno som de surpresa.

“Você não ouviu dos outros heróis sobre a hora da próxima onda?” (Rainha)

Eu confirmo a ampulheta azul no meu campo de visão.

… 2 Dias e 18 Horas.

Curto! Nós não temos tempo sobrando!

Eu estou sem palavras.

Oy, oy. O próximo dos Quatro Bons Presságios é… Kirin, não era?

O lugar onde ele está selado… eu nunca perguntei para ninguém!

“De acordo com o Herói da Espada-sama, a besta está para aparecer perto de Faubley.” (Rainha)

Faubley… nós vamos arrastar nossas forças atuais até Faubley para preparar para isso? Em menos de três dias?

Se Firo quisesse correr direto sem comida ou descanso, eu acho que levaria dois dias para chegar até Melromarc daqui.

Quão longe é Faubley?

“E espera, onde estava a ampulheta azul do Houou?” (Naofumi)

“Ela se manifestou no centro da cidade. De acordo com relatórios de testemunhas, ela só brilhou azul, e contudo não tinha areia.” (Rainha)

Fumu… uma Ampulheta azul, sem areia apareceu.

Isso com certeza soa estranho.

Houou deu três meses de longo descanso, mas Kirin, só três dias.

Tanto a Tartaruga e o Pássaro agiram para destruir o máximo de formas de vida possível.

… Os Quatro Bons Presságios.

A única resposta que eu posso pensar no momento é a quantia de vidas que eles levam estende o tempo para a próxima onda.

Aquelas bestas eram supostas de trazer alegria e fortuna. (NT: Fortuna é um jeito de se dizer sorte)

Então olhando para o mundo como um todo, essa é a extensão da fortuna que eles trazem?

Sacrifícios… pensando sobre Atlas, e os outros, eu quero negar a possibilidade.

Não, eu devia estar negando isso.

Pode só ser que o selo ia quebrar agora por coincidência.

Mas mais importantemente.

“O que nós faremos quanto ao Kirin? Não, eu devo chamar Ren.” (Naofumi)

Eu ergo minha voz, e chamo pela Espada.

Depois de um tempo, Ren responde meu chamado, e vem até mim.

“O que?” (Ren)

“Que tipo de inimigo é Kirin?” (Naofumi)

“Um monstro comparável ao Houou.” (Ren)

Kirin… eu acredito que era um conjunto de duas bestas, como Houou. Ki e Rin.

O Kirin selado e Houou são os mesmos que eu conheço? Aqueles que iriam aparecer diante reis de boa virtude?

Mas Faubley está sob aquele Rei Porco, certo?

Isso realmente não parece ser o caso.

Talvez a primeira vez que ele se manifestou, o rei era coincidentemente um capaz.

Mas com apenas três dias para poupar, o que nós faremos com os exércitos?

Eles foram equipados para viajar desde o começo, mas não há tempo para manutenção de armas, e conferências de guerra.

E o que há com esse limite de tempo? Não há tempo para preparar nem nada!

Isso não é nem uma distância facilmente viajável em três dias, e mesmo que nós quiséssemos saltar até lá, Motoyasu já pagou isso dos pontos de salto salvos dele, então nós não podemos.

A única opção de viagem é por terra?

Que merda.

“Ao menos, os heróis devem partir. Com três dias, eu não tenho certeza se nem Firo conseguirá fazer isso, mas nós temos que ir.” (Naofumi)

Como está, ele é um monstro poderoso.

Mesmo que nós não conseguirmos, nós temos que ir.

Faubley é o maior país deste mundo, então sua população deve ser massiva.

Se um monstro que caçasse vida aparecesse em tal lugar, o que iria acontecer?

A resposta é clara.

Eu tenho que reduzir as casualidades o máximo possível.

Talvez… nós possamos derrotar ele só com os Heróis.

Não importa se eu estou ficando arrogante. Nós só podemos tentar.

Se esse é o caso, os aldeões não terão que se tornar sacrifícios.

“Por hora, vamos saltar de volta para a vila, e partir.” (Naofumi)

Mas nós trouxemos todos os Philorials aqui para ajudarem no transporte do Exército.

Eu terei que fazer uso dos monstros que eu transformei em Raphs?

Eles possuem mesmo alguma estamina, mas eles não são tão rápidos quanto Philorials.

“Quem nós devemos levar?” (Ren)

“Os Exércitos Aliados sofreram casualidades pesadas, e levar eles será difícil. Rainha, o que você fará?” (Naofumi)

“… Eu entendo. Eu irei acompanhar vocês com meu Lixo. Eu irei negociar cooperação com o exército de Faubley.” (Rainha)

Fumu, ela é realmente a mãe da Melty.

Em horas assim, ela toma a iniciativa, e vai pra frente.

A Rainha foi falar com os comandantes dos outros exércitos.

Acabou que os generais de Silt Welt iriam se encarregar dos Exércitos, e ter eles prosseguindo firmemente em direção à Faubley.


Tradução: Thyros



Fontes
Cores