TYN – Capítulo 290 – Árvore de Crepe



“Próxima é Kiel, huh.” (Naofumi)

“Nii-chan. Eu quero ir rapidamente para o lado daquela árvore, então por favor vai logo.” (Kiel)

Qual é dessa atitude.

Você sequer percebe que você está levando uma bronca no momento?

Bem, eu também sou um culpado então eu não posso falar tão duramente, mas eu de fato sinto uma pequena irritação.

A propósito, aquela árvore que Kiel estava se referindo é uma semente que ela plantou no canto da vila e cresceu numa árvore.

A semente cresceu muito rapidamente, e estava dando fruto ou algo assim.

Eu não olhei muito em volta porque ainda era bem cedo, mas eu notei um cheiro doce.

Ou aliás, tinha uma árvore que estava produzindo pão no meio da vila.

O que há com isso. Fique dentro dos limites da fantasia, o que acontecerá se alguém ficar doente comendo disso! Mas quando eu reclamei surpreso, eu fui dito que era algo que eu fiz quando eu estava louco.

Nossa…

Kiel provavelmente me fez fazer algo para ela também.

“Então eu devo cortar aquela árvore como punição?” (Naofumi)

“Nii-chan! Mesmo que seja Nii-chan, eu nunca irei perdoar você!” (Kiel)

“Ela vai crescer de novo de qualquer jeito.” (Naofumi)

“Nii-chan me disse que ela não consegue recrescer.” (Kiel)

“Só que a Árvore de Pão parece ter capacidades reprodutivas?” (Naofumi)

Kiel se transformou na sua forma Kielbero e rosnou.

Bem, ela está amarrada então ela não consegue se mexer, e minha marca de escravo deve manter ela quieta.

Hmm… ainda assim, eu não posso aguentar fazer algo que ela odiaria tanto.

Colocar uma punição que vai além de reflexão é só abuso.

“Então tá, Kiel.” (Naofumi)

“O que, Nii-chan?” (Kiel)

“Tome a forma de uma garota ordinária por hora. Tangas estão proibidas. E você deve vestir as roupas que Imya providenciar.” (Naofumi)

“Eeeeeeh!?” (Kiel)

Kiel faz um estardalhaço com toda sua força, parecendo muito relutante.

Isso tudo não deve ser considerado abuso.

“E vá vender desse jeito. Sua missão é juntar tantos fãs quanto Firo tem, e você tem que ficar como uma garota até você conseguir.” (Naofumi)

“E-eu entendi, Nii-chan.” (Kiel)

“Isso tudo está bem?” (Naofumi)

“Eu acho que isso é um pouco mole.” (Raphtalia)

É mesmo?

Só que eu pretendia provocar ela com essa demanda bem irrazoável de alcançar a escala da Firo.

Honestamente, o grau de dificuldade é maior quando comparado com Firo e Atlas.

Contudo, os registros de venda da Kiel são bons.

Se eu mandar ela, ela pode ser capaz de alcançar isso.

“Mas é assim que o Naofumi-sama é.” (Raphtalia)

Parece que será auto-destruição se eu me meter estranhamente, então eu irei apenas concordar[1].

Na verdade, eu sinto relutante em dar bronca nelas tão duramente enquanto tendo culpas minhas.

Claro, eu não sentiria nada assim se fosse um completo estranho, mas mesmo que eles sejam ruins, eu não serei tão sem coração de ir tão longe com meus subordinados.

É, eu me senti envergonhado.

“Deus do Escudo-sama, qual o problema?” (Escravo)

“!” (Naofumi)

É isso.

Os escravos que estavam originalmente passando por tratamento médico no laboratório, cada um deles me chamam de Deus.

Por causa disso, o dano no meu coração toda vez que eles dizem isso…

“Hey, por favor me chamem de Herói do Escudo se puderem. Ou, vocês podem me chamar de Escudo-niichan como os outros caras fazem.” (Naofumi)

“O que você está dizendo. O grande Deus do Escudo-sama, nós não podemos fazer uma coisa tão imponente[2].” (Escravo)

Ugh… um sorriso refrescante me perfura.

Ser chamado um Deus assim é doloroso.

“Próximo é para o Naofumi-sama se punir… é isso, não é?” (Raphtalia)

“Talvez.” (Naofumi)

… Isso mesmo.

Eu não tenho memória alguma disso, mas eu estou ciente que eu causou um belo distúrbio.

“Eu irei me restringir de mais das minhas ações miseráveis. Só que eu não quero ter que fazer muita auto-tortura.” (Naofumi)

“Você tem um ponto. Desculpa. Naofumi-sama tem a missão de lutar as ondas então não vamos nos preocupar demais. Eu irei informar todo mundo.” (Raphtalia)

“Obrigado.” (Naofumi)

Eu sinto que não é realmente justo que eu sou o único a não ser punido, mas os únicos que eu puni por seguirem o eu louco são Atlas, Firo e Kiel então… está tudo bem.

“Contudo…” (Naofumi)

Eu observo a vila.

Ela se tornou até que grande graças à população e monstros aumentando em larga escala.

Já está no seu caminho em virar uma cidade.

“Esteve se desenvolvendo, não esteve.” (Naofumi)

“É…” (Raphtalia)

Os escravos recuperando no laboratório também foram capazes de se recuperar, então no fim… estava tudo bem, ou então eu me justifiquei e consolei.

“Tudo bem! Vamos ir aumentar nossos levels hoje assim como preparar para as ondas.” (Naofumi)

“Okay.” (Raphtalia)

Bem… Firo está num encontro com Motoyasu, então eu preciso de outro monstro para ser nosso transporte, mas quando eu pedi isso, o subordinado número um da Firo vem para frente, empurrando longe as espécies de Raph modificadas e Philorials.

Eu quero recusar se eu puder, mas de algum jeito eu estou numa situação estranha e tem uma pressão não falada me obrigando a levar ela[3].

Não é como se ela tivesse feito nada de ruim em particular.

Só que… eu imagino o que seja. O jeito que ela olha para mim me incomoda.

“Hey Raphtalia.” (Naofumi)

“O que é?” (Raphtalia)

“Kweh.” (Piyo)

Eu aponto para a subordinada[4] número um da Firo que estava descansando numa distância e pergunto para Raphtalia.

“Aquele cara está agindo meio estranho, mas você sabe de algo sobre isso?” (Naofumi)

“Vejamos… todos os Philorials na vila foram seguir o Naofumi-sama, então…” (Raphtalia)

“É mesmo?” (Noafumi)

“Sim. No começo, eles nos acompanharam, mas depois que aquela criança foi abduzida… de algum jeito ela ficou estranha depois disso.” (Raphtalia)

“Kweh…” (Piyo)

Não me olhe com olhos com tanta paixão.

É um lembrete vívido da Firo quando ela estava no cio, então é de algum modo desagradável.

“Ela lutou?” (Naofumi)

“Sim… ela foi pega na sétima torre.” (Raphtalia)

“Entendo…” (Naofumi)

Ela está no cio?

“Kweeh.” (Piyo)

A subordinada número um da Firo que derrotou os monstros aproximou com sua cabeça abaixada como que querendo ser elogiada.

Você fala, não fala.

“Tá tá, tudo bem.” (Naofumi)

Eu acariciei ela apropriadamente, mas por algum motivo ela tentou me fazer acariciar a base da garganta dela.

Huh? Ela não costumava saber quando parar?

De algum jeito ela mudou um pouco.

“Kweeeeh…” (Piyo)

Ela parece que ela está num humor extremamente bom.

Bem, está tudo bem acariciar ela como não é uma sensação ruim, mas ela é aquela criança engraçadinha, então eu não realmente quero isso.

E quando eu acho uma boa hora para sair, ela chora muito relutantemente.

O que há com isso.

O mistério foi estabelecido no meio dia do outro dia.

Quando Firo nos contou sonolenta, tendo terminado seu encontro de um dia.

“Hey Firo.” (Naofumi)

“Huh~… o que~?” (Firo)

“O comportamento da Subordinada Número Um é estranho. Ela não está almejando sua posição?” (Naofumi)

“O que você quer dize~r?” (Firo)

Eu aponto para a subordinada número um dela que estava me encarando escondida.

“Ah, Piyo-chan? Está tudo bem~ isso é, você sabe~ só ela loucamente apaixonada pelo Mestre~” (Firo)

“…” (Naofumi)

Então ela se chamava Piyo.

Eu tinha esquecido o nome real dela. Apesar que eu sinto já ter sido dito ele.

Ou aliás, hey.

“… Espera, você está dizendo algo muito pressagioso.” (Naofumi)

“Isso mesmo. Por que aquela criança está loucamente apaixonada?” (Raphtalia)

“Você vê~ isso foi depois que Firo se tornou capaz de voar. Mestre, veja só. Você me disse para ir abduzir Piyo-chan, então eu trouxe ela e então… Mestre, Piyo-chan–” (Firo)

“O-o que ele fez?” (Raphtalia)

Eu também acenei para a pergunta da Raphtalia.

Eu estou preocupado sobre o que isso significa por aquela criança engraçadinha se tornando tão apegada.

“… Firo estava com muito ciume, quando eu disse para fazer isso em mim também, Mestre disse ‘Você já jurou sua lealdade para mim então não, e eu só fiz isso porque é efetivo nela’.” (Firo)

“O que ele fez!” (Raphtalia)

Eu não entendo a explicação da Firo!

Não tem o que fazer. É lamentável, mas vamos tentar perguntar a Atlas.

Eu vou em direção ao lugar da Atlas, que estava irritada sobre Fohl sendo um empecilho.

“Ah, você! Porque é o seu lado que está vindo!” (Fohl)

Fohl disse numa voz desagradada no que eu me aproximei.

Ontem foi… bem, ele era um travesseiro de corpo não-refinado.

Eu quero pedir algo irrazoável da Raphtalia e convidar um Raph.

“Desculpe. Tem algo na minha mente que eu quero perguntar sobre para a Atlas.” (Naofumi)

“Bem, eu imagino o que é. Naofumi-sama? Se for agora, eu irei fazer qualquer coisa por você.” (Atlas)

Você faria qualquer coisa mesmo que não fosse agora, eu não preciso de você me dizendo isso.

Quer dizer, isso já foi transmitido…

“Então a subordinada da Firo, Piyo. O que eu fiz com ela?” (Naofumi)

“Foi trato[5] pessoal.” (Atlas)

“Trato pessoal?” (Naofumi)

“Sim. Isso é… a já capturada Piyo-chan expôs sua hostilidade e graças à ela jurando sua lealdade, mudando a fúria dela em afeição e fazer um rico trato pessoal, os Philorials se converteram para o lado do Naofumi.” (Atlas)

“Rico?” (Naofumi)

“Sim. Eu não consigo me lembrar quantas vezes Piyo-chan ergueu sua voz em prazer.” (Atlas)

“Naofumi-sama!?” (Raphtalia)

“Ele não tem memória disso!” (Atlas)

Eh? Isso é uma metáfora?

Eu fui estuprado pela Subordinada Número Um ou algo assim?

“Firo, eu fui atacado pela Subordinada Número Um?” (Naofumi)

“Tentando conceber crianças? Você está errado~” (Firo)

Aparentemente eu estou errado.

Ou eu devo dizer, não fale sobre conceber crianças.

“Firo também quer ser acariciada daquele jeito~ … eu estava com tantos ciúmes… pra dizer algo parecido, é como o sentimento que ele teve quando Mestre acariciou a pequena Onee-chan[6] hoje, quase ao ponto de êxtase~.” (Firo)

“Naofumi-sama? Quando você…” (Raphtalia)

Geh…

Na verdade, eu estava acariciando o Raph escondido[7].

Eu realmente gosto da sensação deles.

Mas Raphtalia fica brava quando eu acaricio eles, então eu estive fazendo isso escondido.

Porque eu estou sendo tratado como se eu tivesse sido infiel.

De qualquer jeito, pra acariciar ela com esse tipo de sentimento… então era para ter ela jurando lealdade.

Eu não entendo o que jura significa.

“Me diga se você me viu! Ou aliás, se o Raph não é bom, então Raphtalia! Me deixe acariciar sua cauda.” (Naofumi)

O que eu estou dizendo? Isso está virando assédio sexual.

É um caso de raiva reversa.

“Eh… ah… uhh. E-eu entendo. Está tudo bem acariciar o Raph contanto que esteja dentro da minha visão.” (Raphtalia)

Como eu esperava, é melhor do que acariciar a cauda dela.

Eu não sei qual está se provando sendo feliz[8].

“Então como eu faço a Subordinada Número 1 ser obediente?” (Naofumi)

“Eu acho que ficará bem se você fizer isso por um tempo, Piyo-chan~? Sobre Mestre, eu disse antes que o amor da Firo é diferente.” (Firo)

“Ah, certo.” (Naofumi)

“Mas me acaricie ocasionalmente.” (Firo)

*Sigh…* Philorials são muito estranhos.

Como esperado, os Raphs são os melhores.

Eles não são vulgares.

Não, pode ser só que eu ainda não confirmei isso.

Ou aliás, eu provavelmente estou agradado demais com eles.

“Ah, eles disseram que a Árvore de Crepe da Kiel-kun está dando frutos, Mestre, vamos comer.” (Firo)

“Espera espera, que Árvore de Crepe?” (Naofumi)

Eu ouvi sobre a Árvore de Pão, mas… então é sobre isso que Kiel estava falando enquanto ela era punida.

Isso também foi feito por mim, huh.

“Naofumi-sama, eu também.” (Atlas)

“Você não está permitida.” (Naofumi)

“Aww…” (Atlas)

Atlas realmente é um sujeito perigoso.

Ela concorda não importa o que eu faça.

Apesar disso, eu sei que ficará ruim se ela continuar a obedecer.

Se possível, eu gostaria que ela pensasse por ela mesma e não dependesse de mim.

No passado, eu disse isso para Raphtalia.

Certo, é um ponto de vista objetivo.

Nós devemos nos afiar para sermos vistos como esplendidos da perspectiva de um estranho.

Eu gostaria de colocar um grande esforço e perseguir meus ideias junto com minha parceira, e ter ela reconhecendo meu atual eu, em vez de depender nele.

Ainda mais, eu segui aquelas palavras.

<Você não pode acreditar que você pode fazer qualquer coisa só porque você é uma companheira de um Herói. Tente não incomodar ninguém.>

Eu não me importo sobre o mundo após as ondas.

Contudo, Raphtalia irá permanecer neste mundo, então eu preciso garantir um lugar para ela pertencer.

Eu irei fazer um mundo onde Raphtalia possa ser feliz mesmo sem mim.

De um jeito ou de outro, um problema está emergindo com os escravos aqui sendo dependentes em mim. De agora em diante, eu terei eles confiando na Raphtalia e nos outros primeiros, e se isso ainda não for resolvido então eu posso fazer minha aparição.

… Huh? Isso não é como quando era quando eu fiquei louco…?

É, é porque Kiel, que devia estar ajudando Raphtalia, foi num surto.

Então eu não tenho escolha senão ter os escravos que estão motivados, com a exceção da Kiel, trabalhando duro.

“Raphtalia.” (Naofumi)

“O que é?” (Raphtalia)

“Dos caras originalmente nascidos na vila, por favor ajude e treine aqueles que possuem liderança como Kiel. Se possível, os caras que não são muito apegados à mim.” (Naofumi)

“… Okay.” (Raphtalia)

Kiel mostrou hostilidade no começo, mas agora ela se tornou ligada demais.

No começo, eu de algum jeito destruí as ruínas da casa que ela originalmente vivia, então como ela pode ser tão ligada à mim.

Tem também o efeito da comida, mas ela é uma pessoa carismática por natureza.

E ela não pensa demais mas age pelos seus instintos como Firo, então eu quero uma facção de inteligência.

Piyo é assim, mas Firo é a superior dela, então isso também é problemático.

E, no que nós estávamos conversando, nós — — ficamos sem palavras.

“O-o que é isso!” (Naofumi)

Firo chamou isso de Árvore de Crepe, mas é realmente uma árvore de crepe!

Haviam coisas estilo flores que eram pedaços redondos de rosquinha florescendo, com fruto enrolado em seu centro, e eles mudam de forma no que amadurecem.

Insetos ou algo assim pareciam estar se juntando, não tem problema isso?

Então de novo, as depressões cheias de néctar, onde os insetos estavam se juntando, estavam em várias partes da árvore.

De algum jeito, quando eu espio dentro… dentro das depressões haviam plantas carnívoras e dentro, parecia que os insetos estavam sendo convertidos em nutrição.

Ela estava amadurecendo com nutrientes desses insetos?

Ugh… é uma árvore bem nojenta…

“Ah, Nii-chan!” (Kiel)

Kiel se direciona à mim, pegando crepes da árvore.

na mão dela ela segurou crepes intencionados para nós comermos.

“Nii-chan vai comer também?” (Kiel)

“Não… me dê uma folga.” (Naofumi)

“É mesmo? Apesar de que é super delicioso? Mas não tem tanto sabor quanto a comida caseira do Nii-chan.” (Kiel)

“Eu também me tornei incapaz de cozinhar por causa da maldição.” (Naofumi)

“É por isso que esta árvore tem as sobremesas mais gostosas neste momento.” (Kiel)

Kiel responde com confiança.

Como eu esperava, seria impossível fazer dela um sub-líder.

As ações dela são muito erráticas.

“Kiel-kun. Um dos aldeões disse isso, mas é verdade que você não se separará desta árvore?” (Raphtalia)

“Isso mesmo! Porque eu nunca sei quando um ladrão pode vir!” (Kiel)

Então Kiel sempre esteve dormindo ao lado da Árvore de Crepe desde que nós retornamos para a vila?

Ela deve ter muito afeto por ela.

“Mantenha isso moderadamente, okay?” (Naofumi)

“Pode deixar, Nii-chan. Ah, Firo-chan também quer um crepe?” (Kiel)

“Sim!” (Firo)

Firo encheu suas bochechas com o delicioso crepe.

Isso… é um crepe produzido com nutrientes de insetos, certo? Eu perdi meu apetite… mas vamos não dizer isso alto.

Firo seria indiferente sobre comer insetos e tal de qualquer jeito.

Incidentalmente, Kiel começou a viver num kennel[9] que foi colocado ao lado da árvore, então eu construí um lar temporário usando uma Bioplanta para espantar o vento e chuva.

Kiel… você disse que você ia proteger sua preciosa casa, não disse. A casa que você negligenciou irá chorar.

Ou, virou Casa = Árvore de Crepe? Por favor pare com as piadas.

Depois Kiel colocou seus esforços em cuidar da Árvore de Crepe e a Árvore de Crepe também cresceu como que respondendo à afeição dela.

Subsequentemente, a legendária Madeira de Crepe se tornou uma especialidade local e o momento de seu nascimento… brincadeira.

“Eu gostaria que você não fosse levada com nenhuma piada.” (Naofumi)

“Isso mesmo.” (Raphtalia)

Raphtalia responde enquanto dá um olhar de lado para os Raphs.

Eu entendo isso. Eu me sentiria igual se houvesse um copião que parecesse comigo.


Tradução: Thyros



  1.  Ficou estranho, mas ele só quer dizer que é melhor ficar quieto.
  2.  Eu acho que “Deus do Escudo-sama” é mais imponente, mas beleza.
  3.  É ELA!?
  4. Eu ainda tenho minhas dúvidas sobre o sexo desse Philorial.
  5.  De tratar; deve ter penteado e tal.
  6.  Ela está falando dos Raphs.
  7. O Raph que se escondeu, por magia provavelmente; não é que o Naofumi se escondeu para isso.
  8.  Estranho, eu sei – mas é isso.
  9.  Kennel é uma casa de cachorro, olhem no Google; pelo visto usamos essa palavra em português também, pelo que tava vendo.

Fontes
Cores