TYN – Capítulo 269 – Verdade nas Trevas



“Razão de viver, você diz…” (Naofumi)

Que tipo de relacionamento vocês duas tem? Está ficando mais difícil de entender.

Cavalheirismo ou Bushido, parece que tal cultura existiu a muito tempo no meu mundo, mas é perto disso? (NT: Bushido é a “conduta do guerreiro”, procurem no Wikipédia)

“Durante a primeira onda, eu fui incapaz de proteger os pais da Raphtalia-chan. Não, quando a onda ocorreu, eu estava muito longe e não corri para cá. Porque era pacífico demais naqueles tempos, eu havia abaixado minha guarda.” (Sadina)

Sadina bebe o álcool dela enquanto murmura algo que soava como arrependimento.

Essa aparência é… mesmo que eu esteja errado, isso não parece uma pegadinha.

Colocando a indefesa Raphtalia bêbada para dormir numa cama simples, Sadina continua falando.

Se é uma conversa séria, então não tem motivo para lidar com ela cruelmente.

Eu irei ouvir você sinceramente.

“… Mas quando eu finalmente consegui voltar alguns dias depois, não havia ninguém sobrando na vila.” (Sadina)

Sadina continua falando.

“Eu procurei por ela desesperadamente, esperando que ela tinha sobrevivido. Contudo, eu não fui capaz de me aproximar do lado sombrio deste país como uma Beastman. É por isso que eu me tornei uma escrava de batalha em Zeltbur, que se especializa em escravos, e comecei procurando. Aquele lugar tinha muitas conexões, então eu pensei que eu iria conseguir se eu acumulasse algum dinheiro.” (Sadina)

“Você pegou um belo desvio.” (Naofumi)

Na realidade, Raphtalia foi vendida ridiculosamente barata.

Apesar que Sadina estava procurando freneticamente, Raphtalia estava no mais improvável dos lugares.

“Levou tempo demais tentando achar uma escrava chamada Raphtalia com a aparência da espécie Guaxinim. Só que eu de fato encontrei algumas crianças da vila.” (Sadina)

“Parando para pensar nisso, você estava protegendo os escravos da vila.” (Naofumi)

“Sim. E fiquei surpresa quando eu achei Raphtalia-chan. Para pensar que ela estava com Naofumi-chan, o Herói do Escudo…” (Sadina)

“É cheia de drama, a vida da Raphtalia.” (Naofumi)

Se possível, eu espero que Raphtalia possa viver em paz depois que o mundo tenha se tornado pacífico.

Precisamente porque essa criança acreditou em mim, eu quero que ela seja feliz.

Esses sentimentos não mudaram mesmo agora.

Mesmo que eu ache que o mundo deve ser arruinado, eu irei trabalhar para fazer este mundo pacífico pelo bem da Raphtalia.

“Você diz a aparência da espécie Guaxinim, mas a Raphtalia não é diferente?” (Naofumi)

“Assim como eu posso ser confundida pela espécie Ruka, ela é parecida com a espécie Guaxinim mas ainda é um tipo diferente.” (Sadina)

“Hmm… bem, Raphtalia é Raphtalia não importa à que raça ela pertença.” (Naofumi)

Entendo.

Isso explica porque Raphtalia é uma garota bonita, apesar de supostamente ser da espécie Guaxinim, cuja aparência não é valorizada muito.

“… Esse é um dos pontos bons do Naofumi-chan. Hey Naofumi-chan… se você não tem intenção de cuidar da Raphtalia-chan até o fim… por que você não faz servir essa Onee-san?” (Sadina)

“O que?” (Naofumi)

“Eu espero que você tenha a resolução para estar num relacionamento com Raphtalia-chan. Se você não estiver, por favor use Onee-san para aliviar quando você não puder aguentar mais isso.” (Sadina) (NT: Se quiser transar com alguém, que seja com Sadina em vez da Raphtalia, exceto se você estiver disposto à casar com ela.)

“Você acha que eu sou o Demônio ou algo assim?” (Naofumi)

Oh, eu estou ciente desse tipo de coisa. Mas mesmo que eu morra, eu não quero nenhum relacionamento com mulheres.

Se eu considerar o que você está dizendo… eu acho que você está falando sobre um relacionamento com Raphtalia.

Claro, eu confio na Raphtalia.

Se é uma questão de gostar ou desgostar, eu diria que eu gosto dela.

Isso eu posso afirmar. Até o ponto de ser capaz de confirmar isso se eu fosse dito para dizer isso para a pessoa em questão.

Mas quando é o sentimento de amor que é chamado na questão… eu não sei.

Para mim Raphtalia é uma parceira confiável, ela é a amiga com que eu compartilhei minhas alegrias e tristezas, ao mesmo tempo eu penso nela como algo como uma filha.

Querendo dizer que eu penso de mim mesmo com um pai adotivo, como o que Motoyasu tem dito.

Raphtalia está priorizando a missão dela até que o mundo se torne pacífico, e ela tem afeição parental por mim em vez de ter um interesse em romance.

Hey, eu irei perder se eu entrar no ritmo da Sadina.

“O que é a raça da Raphtalia? Eu gostaria de perguntar por hora.” (Naofumi)

“Você vai assumir responsabilidade já que você quer saber? Você irá cuidar da Raphtalia até o fim?” (Sadina)

Quando Sadina diz até o fim, ela provavelmente não quer dizer até que a onda tenha acabado, mas até o dia em que Raphtalia morra.

… Eu acho que eu não posso assumir responsabilidade nesse sentido.

Quando este mundo se tornar pacífico, eu pretendo voltar para meu mundo original.

Eu entendo. Então eu não irei perguntar.” (Naofumi)

“É assim então… isso é desapontante~” (Sadina)

Os numerosos atos de interferência da Sadina depois que Raphtalia voltou foram provavelmente feitos por medo que eu irei encostar uma mão na Raphtalia, e ela está aprendendo sobre minha personalidade assim como tirando com a minha cara.

O ataque repetido da Sadina de histórias irritantes e assédio é provavelmente para que eu não faça nada para Raphtalia.

Essa pessoa normalmente fica brincando por aí, mas de algum jeito ela desenvolveu a técnica de calmamente observar o comportamento das pessoas e guiar elas.

Eu ignorei isso porque não tinha travessura que tenha sido feita para mim, mas eu não iria querer ser o inimigo dela.

Ela disse isso num tom alegre, mas o sorriso dela não alcança os olhos dela.

“Você tinha uma razão para dizer isso, certo? Me diga um pouco sobre isso, caso contrário eu não serei capaz de proteger ela.” (Naofumi)

“Oh, você tem um ponto. Então, só espere um pouco.” (Sadina)

Sadina começa a falar depois de levemente acariciar o cabelo da Raphtalia.

“Você pode não saber, mas o pai da Raphtalia era de linhagem nobre, e eu era a sacerdotista que governou essa linhagem.” (Sadina)

“Oh… Silt Welt ou Schild Freiden?” (Naofumi)

“Era nos subúrbios, mas eu não posso te dar uma localização específica. Porque até isso é serviço grande.” (Sadina)

Não era um país de demi-humanos?

E que posição Sadina tinha?

Ela realmente disse que ela era uma sacerdotista agora mesmo…

“Para ser honesta, o pai da Raphtalia não queria suceder a Casa dele, então ele fugiu com a mãe da Raphtalia. Eu imagino se ele sabia que eu concordei com o pensamento dele e escapei aqui?” (Sadina)

“Você teve seu reset de level aí então?” (Naofumi)

Uma imagem da punição para rebelar contra a lei vem em mente.

“Sim, várias coisas foram perdidas, mas não havia dessatisfação porque eu tinha ganhado um monte de coisas. Eu fui essencialmente banida.” (Sadina)

“Você teve a proteção divina de um dragão d’água por trabalhar como uma sacerdotista? E comparado com a linhagem do pai da Raphtalia, qual era superior?” (Naofumi)

“O pai da Raphtalia-chan era o mais admirável na área.” (Sadina)

“Ainda mais que os Quatro Heróis Santos?” (Naofumi)

“Não há folclore dos Heróis, mas eles foram descritos por visitantes.” (Sadina)

Que tipo de área é essa?

Está faltando credibilidade e se tornando duvidoso.

Mas eu sinto que eu entendi de que tipo de família Raphtalia veio.

Em um certo país ela seria adorada como uma descendente, como uma criança de Deus.

Vamos deduzir pela variedade de material que foi provida até agora.

A atmosfera e o nome da terra de nocaute que Raphtalia inventou sozinha, a aparência da forma humana da Sadina…

Ela é uma beldade japonesa. Sadina na forma humana dela, que é.

E ela habitualmente usa uma tanga. (NT: Pesquisem ‘loincloth’ para entenderem melhor)

Então com ‘Estilo Japonês’ como uma palavra chave, o lugar leste que o Oyaji da loja de arma estava falando sobre veio à mente.

“O país onde o pai da Raphtalia nasceu… estava em Sakoku?” (Naofumi) (NT: Isso é a política de reclusão que o Japão viveu, onde nenhum estrangeiro entrava ou japonês saia, sob pena de morte)

“Wow, Naofumi-chan é incrível. É assim mesmo. Tem sido assim desde o passado. Há muitos países assim além do nosso país, mas isso é uma área particularmente exclusiva entre aqueles países.” (Sadina)

Quando eu olho e penso sobre isso, é um mundo tão podre.

Eu ouvi que haviam também casos onde alguns heróis foram invocados num tempo pacífico sem ondas.

Não é estranho para esses caras escaparem dos países que invocaram eles, e usar o conhecimento deles do mundo moderno para fazer um país estilo vila oculto.

É por isso que não é estranho para ter um país japonês.

Ou aliás, é mais estranho para a civilização estar parada na idade média apesar de heróis regularmente serem invocados de mundos diferentes, especialmente se você incluir o super elemento da magia.

… Talvez tenha uma razão para isso, mas isso não realmente importa agora.

“Você está preocupada sobre esse país?” (Naofumi)

O país está em reclusão no leste.

Tem um país que parece com Japão, e Raphtalia tem parentes de linhagem nobre lá.

Será que ela acha que um perseguidor irá vir buscar Raphtalia se isso for exposto?

“Você só está meio correto, mas é isso mesmo. Eu estive preocupada sobre a felicidade da própria Raphtalia.” (Sadina)

“Uhh…” (Raphtalia)

Sadina coloca um pano encharcado em água fria na testa da Raphtalia quando ela ouvi ela gemendo.

“Ela irá acordar logo. Tem mais alguma coisa que você gostaria de perguntar?” (Sadina)

“Por que você não fala com Raphtalia sobre isso?” (Naofumi)

“É a diretriz do pai da Raphtalia.” (Sadina)

Me perdoe por ser envolvido com os assuntos da família da Raphtalia desse jeito então.

Vamos lidar com isso depois que o mundo estiver em paz.

Mas então a Igreja dos Três Heróis e os nobres também são assim.

“Está tudo bem?” (Naofumi)

“Eu acho que sim. Eles não virão à não ser que você saiba demais.” (Sadina)

“… Sobre os assuntos domésticos deles?” (Naofumi)

Sadina acena silenciosamente.

Ah, então ficou nisso, como eu esperava.

Então Raphtalia vem de uma linhagem problemática.

Para mim, uma beldade ordinária da espécie Guaxinim teria sido bom.

Entendo, então Sadina quer que eu continue mantendo isso assim.

Vamos assumir que eu me envolvi com Raphtalia e fiz uma criança com ela.

Então Raphtalia, grávida com uma criança por mim, que sou considerado um Deus por alguns países, pode ser mirada.

Sadina está preocupada sobre a possibilidade e está tomando precaução.

“Se você realmente quer uma criança com Raphtalia não importa o que, faça isso depois que você parar de preocupar sobre o país inteiro sendo destruído. É uma promessa com Onee-san. O atual Naofumi-chan é capaz de fazer isso.” (Sadina)

“Você não está sendo paranoica demais?” (Naofumi)

Ela está pensando demais sobre entender a grande imagem.

Claro que é melhor ser um pouco cuidadoso.

“Isso pode ser verdade, mas você não deve subestimar uma sacerdotista ou um usuário de habilidades únicas. Se alguém como eu está distraída, eles podem estar mirando pela vida da Raphtalia.” (Sadina)

“Entendo.” (Naofumi)

Um país cheio de pessoas com habilidades como Sadina… eu gostaria de pedir para eles ajuda para salvar o mundo.

Já que Raphtalia é extremamente forte, ela não será morta facilmente.

Mas ainda assim, eu não farei algo tão irresponsável.

“Eu imagino se Naofumi-chan chegou numa decisão de verdade. Onee-san não quer que você faça coisas que fariam uma garota chorar. Apesar que está tudo bem porque Onee-san não é uma garota mas uma mulher adulta.” (Sadina)

“Várias razões estão sendo empilhadas agora.” (Naofumi)

“Nuu, Onee-san está preocupada.” (Sadina)

Tinha também o problema dos pais da Raphtalia é claro, mas Sadina queria perguntar sobre meus próprios sentimentos.

Essa parte foi passada.

“Uhh… Naofumi-sama?” (Raphtalia)

Raphtalia, que recuperou a consciência, levantou.

“Você está bem?” (Naofumi)

“Ah, sim. Eu me sinto bem, estranhamente.” (Raphtalia)

“Isso é bom.” (Sadina)

“Alguma coisa aconteceu enquanto eu estava desmaiada?” (Raphtalia)

“… Não muito.” (Sadina)

Sadina provavelmente não quer contar para ela a verdade.

Eu também pretendo que eu não ouvi nada porque eu não quero causar problema desnecssário.

“Isso mesmo. Eu só disse que Raphtalia é como uma filha para mim.” (Naofumi)

“Certo!?” (Raphtalia)

Raphtalia, que levantou a voz em surpresa, tentativamente acenou concordando.

‘Se eu vir a gostar da Raphtalia, então mostrar minha resolução’… isso é um tópico problemático.

Eu não irei residir permanentemente neste mundo.

Eu acho isso ao menos.

“Eu fui dito pela Sadina, com a política de não interferência dela, para proteger Raphtalia como um pai.” (Naofumi)

Eu disse sarcasticamente e num jeito ostentoso.

Porque apesar de querer proteger você, eu te negligenciei enquanto você esteve fora treinando.

“Isso não chamado ‘se você ama suas crianças, mande-as para o mundo’, Naofumi-chan?” (Sadina)

Sadina murmura distraída.

“Naofumi-chan pode não perceber, mas alguém que se torna o escravo de um Herói tem uma taxa de experiência inaturalmente boa, e também tem o crescimento do status. Para o ponto onde oponentes não dedicados não são páreos para nós.” (Sadina)

“Quão bom é isso?” (Naofumi)

“Na minha experiência, devia ter levado vários anos para alcançar o mesmo level. Por favor mantenha isso em mente.” (Sadina)

Entendo, se tornar um escravo para um Herói pode te dar bom ganho de experiência.

Isso me lembra, Fohl também disse algo parecido.

Ainda mais, tem a influência da correção de crescimento.

“Então, pegar um bom level é possível devido à influência do Naofumi-sama?” (Raphtalia)

“Isso mesmo. Onee-san fez vários resets de level e garante isso.” (Sadina)

“Agora que você mencionou isso, Mestra também disse algo parecido. Sobre upar rapidamente.” (Raphtalia)

De algum jeito parece que a coisa da correção do Herói tem alguma influência em companheiros.

Só que eu senti pouco disso.

“É por isso que Onee-san também se tornou muito forte.” (Sadina)

“Você não poderia possivelmente estar indo leve comigo como oponente?” (Raphtalia)

“Eu não poderia fazer algo como ir leve com você. Raphtalia-chan se tornou muito forte. Onee-san teria sido derrotada.” (Sadina)

Nós terminamos de conversar assim e retornamos para nossas respectivas casas para dormir.

A propósito, Gaelion curtia beber o licor que ele ganhou da Sadina.


Tradução: Thyros



Fontes
Cores