TYN – Capítulo 160 – Retorno à Vila



Depois que o jogo do Itsuki acabou, o coliseu continuou apresentando outros eventos mas eu não tive vontade de assistir.

“Eu ouvi que as lojas de armas daqui possuem uma grande variedade. Eu estou indo checar elas.” (Naofumi)

“Devo lhe mostrar os arredores? Sim.” (Slave Dealer)

“É…eu deixarei isso com você.” (Naofumi)

É uma cidade bem entupida. Eu acho que será fácil de se perder.

“Então, você aí, por favor guie ele por aí.” (Slave Dealer)

Um grande homem musculoso levanta sua mão para anunciar sua presença.

Eu sigo ele e chego na maior área de mercado na cidade.

Isso me lembra de um shopping do outro mundo.

“Ora, ora. Se não é o Herói do Escudo.” (Mercador de Acessórios)

“Eu não te conheço.” (Naofumi)

O mercador de acessórios me chama de uma loja perto. Eu ajo ignorando ele.

“Esta é uma das lojas que eu administro. Eu definitivamente gostaria de exibir alguns dos meus produtos.” (Mercador de Acessórios)

Então essa é a loja dele mesmo.

Eu posso ver alguns rubis à venda.

Se eu continuar ignorando ele aqui, eu posso vir a me arrepender mais tarde.

Eu dou um grande suspiro e entro na loja.

“Você tem uma loja bem grande aqui.” (Naofumi)

“Sim, tem alguma coisa em particular que você esteja procurando?” (Mercador de Acessórios)

“Eu estou procurando por armas e armaduras.” (Naofumi)

“Então você irá querer o segundo andar. Você tem certeza que você não tem interesse nos acessórios do primeiro andar?” (Mercador de Acessórios)

Eu escaneio o interior da loja. Gemas brilhantes são exibidas em várias caixas e penduradas por todas paredes. É muito claro.

“Eu não estou interessado.” (Naofumi)

“A propósito, o Herói-sama está usando as técnicas que eu lhe ensinei? Você não pode fazer bons equipamentos se você deixar suas skills enferrujarem.” (Mercador de Acessório)

“Eu uso elas ocasionalmente.” (Naofumi)

Eu fiz alguns acessórios para os escravos dos materiais de monstros.

Maioria deles agora veste itens feitos de ossos de monstros.

O osso faz acessórios bem potentes, dando numerosos efeitos de bônus. Eles também deterioram lentamente. O problema é que eles não dão muitos aumentos de stats.

“Aqui. Apesar que ele pode parecer meio rude.” (Naofumi)

Eu entrego um acessório que eu fiz aleatoriamente no meu tempo livre.

“Wow! Um acessório de osso!?” (Mercador de Acessórios)

“… Tem algo errado?” (Naofumi)

“O que você está dizendo… os materiais usados para fazer ele podem ter sido baratos, mas os bônus dados irão fazer ele vender alto entre aventureiros.” (Mercador de Acessórios)

“É definitivamente barato, mas eu tenho praticado minhas habilidades de design.” (Naofumi)

“Obviamente! A propósito, é verdade que recentemente você adquiriu uma larga quantia de terra?” (Mercador de Acessórios)

“… Se você quer montar uma loja lá, então só apareça.” (Naofumi)

“Eu ainda tenho contratos aqui, sabe!” (Mercador de Acessórios)

Os olhos do mercador de acessórios brilham com uma luz maligna enquanto ele diz isso.

Eu hesito antes de prosseguir. Qualquer um iria.

“De qualquer jeito, se você vier, tenha certeza de não interferir com a reconstrução.” (Naofumi)

“Eu sei… Fufufu…” (Mercador de Acessórios)

Por que é que todos mercadores que eu encontro parecem malignos?

“Como vão as vendas dos acessórios de Miraka?” (Naofumi)

“Eles são bem populares. No fim das contas, uma grande calamidade acabou de acontecer… até cidadãos comuns começaram a treinar para se protegerem.” (Mercador de Acessórios)

Então o lucro dele aumentou.

“Bem, eu estou indo checar a seleção de armas.” (Naofumi)

“Eu espero ansioso pelo nosso próximo encontro.” (Mercador de Acessórios)

“Sim, sim.” (Naofumi)

Me irrita lidar com esse tipo de mercador.

Eu penso enquanto prossigo para o segundo andar.

Armas são mostradas em todo lugar como numa exibição.

Há também vários artigos de roupas.

… Hmm. Há algumas armas familiares, tais como Espada de Ferro de Meteoro e Lança de Ferro de Meteoro. Elas estão à venda por um preço de barganha.

Oh? Também tem armadura de Tartaruga Espiritual aqui.

A variedade aqui não é muito diferente da de Melromarc.

E o preço é exponencialmente maior.

Bem, eu acho que o preço de importados são maiores do que no país original deles. (NT: Exceto aqui no Brasil com carros e alguns outros produtos)

… Eu procuro por escudos, mas eu não vejo muitos que eu não tenha visto na loja do Oyaji.

Bem, há alguns escudos estranhos. Eu acho que eu irei tentar tocar um.

“Ah, eu posso tentar equipar esse escudo por um segundo?” (Naofumi)

“Vá em frente.” (Vendedor)

Com o consentimento do vendedor, eu levanto o escudo estranho. Cópia de Arma ativou.

Escudo de Espeto, Escudo Frisbee, Escudo de Joia, Escudo de Platina.

Eu copio todas as armas que me são estrahas.

Eu imagino o quão poderosas essas novas aquisições são.

Eu não tive lutando muito ultimamente… meus stats ainda estão afetados pela maldição.

Eu lembro o Oyaji dizendo que os materiais da Tartaruga Espiritual eram difíceis de se trabalhar, mas isso parece ser a verdade.

Nessa grande loja, eu não vejo nenhuma arma feita do material.

“Hm?” (Naofumi)

Eu notei um item marcado como ‘Não está à Venda’.

É uma espada de gume único… com um olhar, eu posso dizer que ela foi feita com partes da Tartaruga Espiritual.

Eu tento avaliar ela.

Espada de Tartaruga Espiritual

Qualidade …

Não adianta. Meu nível de avaliação não é alto o suficiente para conseguir qualquer informação dela.

Mas eu posso ver que ela foi feita bem habilidosamente… está até sendo prevenida de ser vendida.

Talvez isso seja colocado num leilão no futuro próximo.

Então realmente há artesãos habilidosos nesse mundo. Contudo, como eu não tenho dinheiro, isso não realmente me interessa.

Eu irei dizer ao Oyaji sobre isso mais tarde.

E então eu fiquei um pouco mais, então saí.

“Você já voltou?” (Rishia)

No que eu volto, eu vejo Rishia esperando no nosso ponto de encontro com uma expressão deprimida.

“Eu preciso levar os escravos que eu comprei para a vila. Eu não tenho nenhum dinheiro para um hotel para todos eles.” (Naofumi)

Eu poderia só deixar eles no espaço do Mercador de Escravos e pegar eles mais tarde, ou eu podia enviar eles de volta com Firo, mas… eu não quero arriscar Rishia achando Itsuki, então é provavelmente melhor sair mais cedo

Raphtalia está confortando Rishia enquanto transpira profundamente.

“Hey hey hey, por que Raphtalia Onee-chan…” (Firo)

“Quieta, pássaro.” (Naofumi)

Firo encara Raphtalia e entra no Modo Inquisidor, mas eu uso o selo de monstro dela para pará-la.

“Mu…” (Firo)

Firo tenta reclamar, mas eu mantenho ela quieta.

Se as coisas derem errado aqui, Rishia irá desenvolver um trauma mental.

A bandeira de quebra mental dela foi erguida por um tempo, mas eu não quero que ela vá agora.

Depois que Itsuki… for capaz de se ajeitar mais um pouco, eu posso deixar Rishia lidar com ele.

Eu estou um pouco hesitante em deixar eles se encontrarem. Por razões morais.

Rishia parece ter uma imagem fantasiosa do Itsuki.

Eu acho que as personalidades deles irão prevenir eles de se encontrarem.

Isso não irá ajudar a motivação da Rishia nem um pouco.

Mas eu acho que eu irei ao menos perguntar.

“Rishia.” (Naofumi)

“O que é?” (Rishia)

“Você quer se tornar forte para que Itsuki lhe reconheça, certo?” (Naofumi)

“Sim.” (Rishia)

“Então você ainda irá trabalhar para se tornar mais forte daqui em diante?” (Naofumi)

“Sim. Eu ainda tenho um longo caminho para ir. Eu quero ficar forte o suficiente para lutar ao lado do Itsuki-sama.” (Rishia)

E é por isso que eu não posso deixar eles se encontrarem agora.

Pelo bem do Itsuki e pelo bem da Rishia.

Apesar que eu só realmente me importo com a última.

Se eles se encontrarem agora, ambos só irão sofrer.

E então nós todos ficamos quietos e viramos nossas costas para Rishia.

Nós carregamos os novos escravos na carruagem e preparamos para partir.

Há agora três carruagens ligadas na Firo.

E ela está se divertindo mais do que nunca.

O Slave Dealer aparentemente tem negócios em Zeltburg, então ele ficou para trás.

Não há necessidade de nós voltarmos juntos. Ele parece ter tomado um gosto estranho por mim, mas eu não realmente curto a companhia dele.

Eu olho para os escravos na carruagem que eu estou usando. É meio apertado. (NT: Eu odeio como usam direto a palavra ‘quite’ -> isso significa tanto ‘meio’ como ‘bem’; ‘bem apertado’ ou ‘meio apertado’ e tal)

Nós dividimos eles entre as carruagens para fazer a viagem mais fácil, mas Sadina é muito grande… ela sozinha leva muito do espaço da carruagem.

“Hey, você é muito grande. Você poderia possivelmente chegar lá sozinha pelo mar?” (Naofumi)

“Naofumi-sama!?” (Raphtalia)

Raphtalia parece brava.

A reação dela é justificada, contudo Sadina realmente está no caminho.

Ela é muito grande para caber numa carruagem. Eu podia mandar ela a pé, mas ela seria capaz de competir com as pernas da Firo?

Isso não é possível.

Ter ela indo pelo mar é tão cruel assim?

“Isso parece bom!” (Sadina)

E Sadina alegremente aceita minha proposta.

Eu estava meio brincando, sabe.

“Sério?” (Naofumi)

“Isso é muito mais fácil que andar na terra, e se eu usar as correntes submarinas, isso também será mais rápido.” (Sadina)

“Você será capaz de lidar com os monstros marinhos sozinha?” (Naofumi)

“Não me subestime.” (Sadina)

Eu acho que o level dela era… nos 40s.

Mesmo com um desconto, ela foi meio cara.

“Entendido, então eu irei deixar isso com você.” (Naofumi)

“Hai. Eu não posso esperar para ver todo mundo.” (Sadina)

Ela diz isso enquanto pula no rio sozinha.

Zeltburg é perto do oceano, então ela irá provavelmente chegar lá bem.

“Sadina Neechan é realmente forte, sabe.” (Raphtalia)

Raphtalia parece orgulhosa dos novos escravos da vila que nós encontramos dessa vez.

Não parece que Sadina tinha tantas marcas de abuso quanto os outros.

“Oneechan ajudou a nos proteger.” (Raphtalia)

“Hmm…” (Naofumi)

Isso é por que ela era mais velha?

Os stats dela não são particularmente altas, mas eu acho que ela é habilidosa.

As crianças da vila provavelmente confiaram nela até que bastante.

“… Entendo.” (Fohl)

Fohl observa Sadina enquanto ela desaparece na água.

Ele pode sentir a vontade dela?

Ele coloca um jarro de água próximo a Atla, que está deitada no chão.

“Obrigada, Ani-sama.” (Atla)

“Não se preocupe com isso. Sua saúde está ficando melhor?” (Fohl)

“Sim… a maioria da dor se foi.” (Atla)

“Isso é bom.” (Fohl)

“Naofumi-sama… quando nós iremos sair?” (Atla)

Atla direciona uma questão para mim.

Ela não pode ver, então eu estou um pouco preocupado.

“É, nós iremos partir em breve.” (Naofumi)

“Entendido.” (Atla)

“Eu acho que é melhor se você tomar mais um pouco de remédio.” (Naofumi)

Eu mudo meu escudo para o Escudo de Árvore Sagrada, e entrego todo o remédio de Yggdrasil que eu tenho sobrando para Atla.

Talvez isso melhore a condição dela ainda mais.

“Obrigada…” (Atla)

“Não se preocupe com isso.” (Naofumi)

Eu direciono um olhar esnobe para Fohl.

“Gununu…” (Fohl)

Ele parece sofrer de um conflito.

Bem, eu terei ele trabalhando duro para pagar os custos do remédio.

Isso foi caro, então é melhor ele se preparar para o inferno.

“Naofumi-sama…” (Atla)

Atla segura minha mão.

“Por favor se dê bem com meu irmão.” (Atla)

“Nós não estamos brigando! Certo?” (Fohl)

Fohl se aproxima amigavelmente de mim e coloca seu braço em volta dos meus ombros.

Qual é dessa amizade fingida?

Se você pensa que nós somos amigos, você está errado.

“Você também, Onii-sama. Se dê bem com essa pessoa legal.” (Atla)

“E-eu sei!” (Fohl)

“Isso é bom.” (Atla)

Atla parece cansada.

Ainda que o remédio esteja funcionando, ela ainda está doente.

“Eu estou ficando um pouco cansada.” (Atla)

“Então descanse. Nossa vila é um pouco longe… e o pássaro da nossa carruagem é uma terrível motorista. É melhor descansar agora.” (Naofumi)

“O pássaro da sua carruagem? Ela deve ser… aquela pessoa com uma aura forte como Naofumi-sama.” (Atla)

Atla aponta na direção da Firo.

Apesar dela ser cega, parece que ela pode sentir algumas coisas.

“O que foi, mestre?” (Firo)

“Ah, nossa nova escrava, Atla, é cega, mas ela pôde dizer que você era forte.” (Naofumi)

“Ehehe, Firo foi elogiada.” (Firo)

“Aquela pessoa… é muito energética e… tem um monte de inocência. Eu posso dizer que ela foi criada pela gentileza do Naofumi-sama.” (Atla)

“É!” (Firo)

Firo enche suas bochechas e responde.

Gentileza? Quando eu sequer fui gentil com alguém? O que essa pessoa está dizendo?

Eu irei ignorar isso.

“De qualquer forma, nós temos uma paciente doente aqui, então acelerações repentinas estão banidas.” (Naofumi)

“Hai~” (Firo)

“E Atla, se você está com sono, então vá dormir. Deixe Fohl aguentar a viagem sozinho.” (Naofumi)

“… Ah.” (Atla)

Fohl me encara com olhos rebeldes. Isso não me importa.

A divisão das carruagens está completa. Nós deixamos Zeltburg na escuridão da noite.


Tradução: Thyros




Fontes
Cores