TYN – Capítulo 136 – Lanche Noturno



E um tempos depois daquilo…

Eu escuto uma batida alta na porta do meu quarto.

“Un…” (Criança)

Raphtalia veio, junto com outras escravas fêmeas.

“Qual o problema?” (Naofumi)

“Bem…” (Criança)

Raphtalia ignora minhas palavras, e faz um rosto como se estivesse pedindo um favor.

Ela está me pedindo para fazer uma inferência baseada na situação? Isso é impossível para mim.

“Ela molhou a cama?” (Naofumi)

“Você está enganado. Por favor diga ao Naofumi-sama decentemente.” (Raphtalia)

“Un… bem…” (Criança)

Gu… (NT: Não acho que seja óbvio, mas é barriga roncando)

As outras escravas fêmeas estão todas olhando para o chão com uma expressão embaraçada.

“… Eu entendi. Maioria das crianças irão provavelmente pedir a mesma coisa, certo? Por favor junte todo mundo e espere aqui.” (Naofumi)

“Obrigada.” (Raphtalia)

Eu vou para a cozinha do lado de fora, e começo preparações para cozinhar.

Sério, essas crianças ficam com fome muito rápido.

Eu olho pelos monstros juntados durante caçadas, e arbitrariamente enfio alguns em palitos.

É um saco lidar com monstros menores, então eu irei só fritar eles inteiros.

Com toda essa culinária, meu tempo livre está rapidamente desaparecendo.

O dia seguinte.

“Então agora, todos vocês até tiveram espaço para um lanche noturno, mas eu preciso declarar uma coisa. Aqueles que não trabalham, não comem. Meu estoque de ingredientes está caindo rapidamente. Para repor ele, vocês todos precisaram fazer algumas caçadas. Basicamente, se você é capaz de derrotar monstros, eu posso estar disposto à cozinhar eles para você. Vocês entenderam isso?” (Naofumi)

“Hai!” (Crianças)

… Elas estão sendo surpreendentemente honestas.

Até Kiel, que tinha antes mostrado animosidade contra mim está respondendo com entusiasmo.

Eu estou suspeitando um pouco, mas enquanto elas estiveram motivadas, eu acho que tudo irá dar certo.

“Eu irei fazer o jantar de hoje com o que nós temos, mas essa será a última refeição de graça de vocês. Não se esqueçam disso.” (Naofumi)

“… Hai~” (Crianças)

Noite passada foi bem agitada. Não importa o quanto eu fizesse, elas continuavam pedindo por mais.

O que é pior, elas todas pareciam genuinamente com fome.

Eu tenho o sentimento que eu ficarei preso na cozinha pelo resto da minha vida.

O que eu sou? Uma mãe?

Eu só planejei olhar sobre o crescimento delas, e eventualmente ajudar elas à caçar. Isso era tudo que era suposto acontecer, mas…

“Obrigado pela comida!” (Crianças)

“De nada, agora vão caçar até de noite.” (Naofumi)

“Pode deixar~!” (Crianças)

Elas parecem muito mais entusiasmadas que ontem, enquanto elas sobem na carruagem da Firo.

… Eu espero que elas peguem ao menos 20 levels até a hora delas voltarem.

“A culinária do Herói é realmente gostosa. Eu devo tentar meu melhor também.” (Soldado)

Os soldados do castelo também estão achando motivação na minha culinária. Bem, essas pessoas já estão fazendo trabalhos importantes, então eu irei deixar passar.

Eu… começo a preparar para o jantar. Eu estou gastando meu tempo aqui?

Eu uso o resto do meu tempo para ajudar os soldados com o trabalho deles.

Há outra coisa importante necessária para procurar ingredientes.

E para isso, eu estou tendo o Escudo fazer herbicida em grande quantidade.

Se um problema acontecer, então eu posso lidar com isso imediatamente.

E para esse propósito também, eu preciso aumentar os levels dos escravos.

Se eu usasse isso sem cuidado, uma mutação pode acontecer, e eu não tenho ideia do que irá acontecer.

Por hora, eu devo lidar com cuidado as sementes na carruagem.

“Nós voltamos!” (Crianças)

Eles estão todos cobertos de sujeira, mas sorrindo enquanto eles voltam para a vila.

Eles estão ainda mais enérgicos que antes. Em contraste, Rishia parece bem cansada.

Só que Raphtalia e Firo não parecem nem um pouco cansadas.

“Então, vocês caçaram com sucesso hoje?” (Naofumi)

“Sim!” (Criança)

“Claro!” (Criança)

A adaptabilidade de uma criança é algo para ser temido. Depois de dois dias, elas já se estão acostumadas com isso.

Eu tenho o sentimento que Raphtalia levou um tempinho maior para se adaptar.

“Então, eu cozinharei como prometido.” (Naofumi)

“Yaay~!” (Crianças)

As crianças voam até o jantar que eu tinha preparado.

“Então agora, Raphtalia.” (Naofumi)

“O que é?” (Raphtalia)

“Depois de comer, tem algo que eu tenho que fazer… você pode ficar brava.” (Naofumi)

“O-o que você está planejando?” (Raphtalia)

“Uma selva.” (Naofumi)

Parece que ela entendeu o que eu estava tentando dizer.

Raphtalia me encara com olhos duros.

“Você vai plantar aquilo?” (Raphtalia)

“Sim, essa área é cheia de florestas de qualquer jeito, então eu não vejo que diferença isso faz.” (Naofumi)

“Mas ainda…” (Raphtalia)

“O solo por aqui provavelmente precisará de um bocadinho de trabalho. Eu de fato pedi ao slave dealer por um monstro que iria ajudar em cuidar dos campos.” (Naofumi)

“… Eu entendo. Você não tem intenção de mudar de ideia.” (Raphtalia)

“Isso ajuda que você seja tão compreensível.” (Naofumi)

“Se você considerar eficiência, então eu acho que não há escolha.” (Raphtalia)

Eu realmente criei Raphtalia para considerar eficiência sobre todo o resto…

Apesar que ela de fato se importa até que um pouco sobre estética também.

“E eu também completei alguns testes. Eu aprendi a fazer vários tipos de remédios.” (Naofumi)

“Espere um minuto, você está querendo dizer que você planeja em modificar aquela coisa ainda mais?” (Raphtalia)

“Sim, eu planejo transformar isso em algo que irá trazer dinheiro rapidamente.” (Naofumi)

Sim, meu plano também coloca como a prioridade mais alta. Reconstruir a vila só com 8 escravos é impossível. Mesmo que o Slave Dealer consiga achar mais um ou dois escravos.

“Eu planejo modificar ela para fazer ela mais fácil de lidar. Eu também irei observar para ter certeza que nenhum problemas ocorrerão. Só por precaução, eu preparei um estoque de pesticidas. Eu irei continuar isso até nós ganharmos uma corrente contínua de suprimentos de comida.” (Naofumi)

“Sigh… bem, tome cuidado.” (Raphtalia)

“Eu sei.” (Naofumi)

Eu não farei nada que irá me fazer perder dinheiro. Eu só ajo para lucrar.

A coisa que eu estou planejando pode ser capaz de ter utilidade em batalhas também.

Enquanto estou passando sobre esses fatos, eu notei que a refeição que eu fiz havia desaparecido numa velocidade alarmante.

“Obrigado pela comida!!” (Crianças)

“De nada.” (Naofumi)

Eu posso escutar algumas conversas animadas.

Elas só estiveram aqui por alguns dias, mas a maioria delas já estão acostumadas com suas novas vidas.

Eu acho que isso é porque essa é a cidade natal delas, elas são capazes de se ajustar rapidamente.

Elas não estão agindo nem um pouco como escravas… mas eu acho que isso irá fazer elas mentalmente mais fortes mais tarde.

“Então agora, eu tenho algo importante para dizer para todos vocês. Tenham certeza de escutar bem.” (Naofumi)

“O que~?” (Firo)

Firo e os outros escravos inclinam suas cabeças em curiosidade.

É uma vista um pouco divertida.

“Todo mundo me siga um pouco.” (Naofumi)

Eu ando para os campos. Parece que todo mundo está realmente me seguindo.

“Aqui, eu tenho um tipo especial de semente.” (Naofumi)

Os escravos acenam ao mesmo tempo.

“Ela foi criada numa terra muito distante, onde ela causou um bocadinho de um problema.” (Naofumi)

Eu acho que os soldados ouviram sobre isso antes. Eles estão cochichando entre si.

“Mas eu modifiquei ela desde então. Vocês precisaram de um lanche noturno noite passada, certo?” (Naofumi)

“S-sim…” (Kiel)

Kiel é quem responde.

“Por favor entendam que eu não posso gastar todo meu tempo cozinhando para vocês.” (Naofumi)

“Mas… a culinária do Herói do Escudo é deliciosa.” (Kiel)

“É, eu quero comer ela todo dia!” (Criança)

“Se eu estiver preso na cozinha, então eu não posso fazer meu trabalho. Não é que eu nunca irei cozinhar para vocês. Se vocês trabalharem consideravelmente duro, eu posso considerar isso.” (Naofumi)

Não importa o quanto nós progredimos na reconstrução da vila, nós sempre estaremos precisando de comida.

Então eu absolutamente tenho que fazer isso.

Aqueles que não trabalham não comem, mas aqueles que não comem não podem trabalhar.

Se eles conseguirem comida o suficiente para encher seus estômagos, o progresso deles deve melhorar.

“Então agora, para as horas que eu não estiver cozinhando, vocês terão que usar isso para saciar sua fome.” (Naofumi)

Eu derrubei a semente no chão e coloquei alguma água sobre ela.

A planta começa a crescer diante nossos olhos.

A Bioplanta cresce cerca de 3 metros, e começa a dar frutas estilo tomates.

“Isso pode ter outros usos, mas por hora eu estarei enchendo o campo com essa semente. Seus trabalhos serão cuidar dessa planta.” (Naofumi)

“O-o que nós teremos que fazer?” (Kiel)

“Se ela crescer fora da área marcada, vocês terão que cortar ela. Mas por hora, nós ainda não decidimos seus limites, então eu deixarei essa decisão para vocês.” (Naofumi)

“Essa fruta é… comestível?” (Kiel)

“Sim, eu acho que se tornou a especialidade da vila onde eu consegui ela.” (Naofumi)

Ao menos eu vi ela na Cidade do Castelo sendo anunciada assim.

“Você pode comer isso se você ficar com fome. Mas se você ver qualquer problema acontecendo, tenha certeza de contar para um adulto. Isso é tudo.” (Naofumi)

Eu tiro uma das frutas grandes e dou para Firo.

Firo começa a comer ela, mas a expressão dela mostra que isso não é o suficiente para satisfazer ela.

Seguindo a liderança dela, algumas outras crianças começam a tirar as frutas e comê-las.

“Incrível…” (Criança)

“É.” (Criança)

“No começo eu pensei que a reconstrução da vila seria impossível, mas se for essa pessoa, ele pode ser capaz de fazer isso.” (Criança)

Talvez minha reputação tenha ficado melhor. Ou talvez isso seja minha imaginação.

“Eu disse para vocês que isso é tudo. Vocês estão dispensados.” (Naofumi)

Se a cultivação dessa fruta for um sucesso, nós podemos acabar com nosso problema de suprimento de comida de uma vez.

Também pode ser dito que se nós não acabarmos com esse problema, então eu nunca seria capaz de treinar essas crianças para ser lutadores competentes no tempo que nós tivéssemos sobrando.

Eu acho que é hora para eu ver o quão longe o conhecimento que eu trouxe comigo do meu mundo será capaz de me levar.

Então agora… o momento da verdade está conosco.

Na manhã seguinte.

Eu dei instruções para o grupo cuidando da Bioplanta.

“Ow…” (Criança)

Os escravos estão levando algum dano enquanto cuidam dela. Mas essa dor constrói caráter.

Eu checo o level de todo mundo.

Como eu pensei, eles estão todos cerca do level 20. Rishia chegou ao level 27.

O level da Raphtalia está inalterado. Mas a falta de comida foi resolvida.

Tudo está bem no mundo.

Gu…

Eu ouço o estômago de alguém roncando.

“Quando é o café da manhã?” (Criança)

“Hoje eu preparei bentos.” (Naofumi)

Eu fiz caixas de madeira com reforço de aço e carreguei elas na carruagem. A propósito, os conteúdos são sanduíches contendo carne grelhada finamente cortada.

“Nós já estamos saindo?” (Kiel)

Kiel diz isso com rebeldia.

Ele tem feito alguns comentários desses ultimamente.

Perfeito. Hoje é o dia que eu corrijo a atitude dele.

“Você está dizendo isso porque você não respeita minha sinceridade. Só vá com o fluxo e tome uma pausa para o café da manhã. Caso contrário, algo terrível pode acontecer.” (Naofumi)

“Hm?” (Kiel)

“Firo, vá dar uma volta.” (Naofumi)

Se você não comer isso rápido, os monstros selvagens podem levar embora.

Mas Kiel ficou mais forte, ele deve ser capaz de lidar com monstros desse calibre.

Firo provavelmente entendeu. Ela não irá para áreas com dificuldade muito alta.

Com isso, Kiel será capaz de lutar contra o enjoo de movimento que Raphtalia sofreu também.

Assim como o planejado.

O que? Se você se acostumar com isso, isso não é um problema.

Bem, se você expelir a comida bem depois de comer, eu acho que não tem sentido. Se ele aprender a comer enquanto anda nela, será matar dois pássaros com uma pedra só.

“Naofumi-sama… você está indo longe demais.” (Raphtalia)

Raphtalia diz isso enquanto coloca sua cabeça para fora da carruagem.

“Rishia também teve que aprender a se acostumar com isso.” (Naofumi)

“Fue…” (Rishia)

“Mesmo que eu tenha te avisado, você ainda está fazendo esse som. Eu devo comer seu café da manhã para você?” (Naofumi)

“E-eu estou trabalhando nisso, sabe…” (Rishia)

A voz dela é fraca.

Bem, isso provavelmente não será arrumado nenhum momento próximo.

Eu entrego sacos feitos de Bioplanta para os escravos.

“O que é isso?” (Kiel)

“Você irá entender em breve. Então agora, divirtam-se.” (Naofumi)

Eu bato levemente nas costas da Firo, e ela começa a correr.

“Eu estou saindo~!” (Firo)

“Ma!” (Criança)

“Mah-!” (Criança)

“Gyaaaaaaaaaaaaa…” (Criança)

Com um ronco, a carruagem desaparece no horizonte.

“Eu acho que eu devo começar outras preparações.” (Naofumi)

Agora que uma fonte constante de comida foi assegurada, eu posso mover para a próxima fase do meu plano.

“Herói do Escudo?” (Soldado)

“O que é? Nós estamos sem sementes?” (Naofumi)

“Não, não há problemas quanto à isso, mas… e quanto ao nosso café da manhã?” (Soldado)

Seu café da manhã?

Por que já está determinado que eu supostamente devo fazer isso?

“… É, eu já preparei ele.” (Naofumi)

Eu distribuo comida entre os soldados.


Tradução: Thyros




Fontes
Cores