TYN – Capítulo 132 – Conhecidos



Eu coloco uma capa e começo a andar pela cidade. (NT: Não estilo a do Batman, aquelas com gorros que tampam a cara e tal)

Como esperado, os danos são bem severos. Os efeitos da Tartaruga Espiritual ainda são claramente visíveis.

Há também sinais claros de dano pelo ataque desenfreado dos familiares.

Enquanto estou andando, eu chego numa loja familiar.

Bom, esse prédio ainda está de pé.

Não há realmente qualquer dano visível. O prédio parece estar conduzindo negócios como de costume.

Eu entro na loja… a loja do Oyaji.

“Bem vindo.” (Oyaji)

“Estou feliz de ver que você está seguro.” (Naofumi)

“Essa voz… rapaz, é você?” (Oyaji)

Eu tiro o capuz da capa e cumprimento o oyaji.

Por sorte, ele não tem nenhuma ferida visível.

“Por que você está usando uma capa tão suspeita?” (Oyaji)

“Eu não quero me destacar.” (Naofumi)

“Bem, você se tornou bem famoso, guri.” (Oyaji)

Yep, esse é meu problema principal neste momento.

Eu não sou como Itsuki. Quando pessoas chamam meu nome em elogio, isso me dá frio na espinha.

Eu não acho que popularidade é ruim em geral, mas ter pessoas deste país me elogiando não me faz sentir bem nem um pouco.

E neste momento, eu tenho coisas demais para fazer. Eu não posso perder meu tempo lidando com essas pessoas.

“Bem, eu acho que ter pessoas amontoadas em volta de você iria ficar irritante depois de um tempo.” (Oyaji)

“Pelo visto, essa loja não foi realmente afetada.” (Naofumi)

“Basicamente. Eu fui capaz de espantar todos os monstros que vieram para cá.” (Oyaji)

“Bom trabalho nisso.” (Naofumi)

“Eu vi aquilo. Você ficou no pescoço daquele monstro e de repente começou a sangrar, mas então uma grande coisa saiu do chão e matou ele.” (Oyaji)

“Você viu aquilo?” (Naofumi)

Eu acho que é um belo feito ser capaz de focar naquilo enquanto se está cercado por monstros.

Eu imagino só o quão forte o Oyaji é.

Eu não realmente tô afim de descobrir também.

“Eu estava no campo de batalha, então eu fui capaz de testemunhar ele: seu poder.” (Oyaji)

“Entendo. Oyaji, qual level você está?” (Naofumi)

“Eu já desisti de ser um aventureiro faz tempo. Por favor não se meta mais nisso.” (Oyaji)

Minha questão foi negada. Sério, qual é o level dele?

Ele ao menos fez um Aumento de Classe uma vez, e ele está num level onde ele pode lutar como igual com os Familiares da Tartaruga Espiritual.

… Ao menos 70, provavelmente.

“Você passou por muita coisa desde que você primeiro veio aqui. Quando eu primeiramente te vi, eu não podia acreditar que você iria ser capaz de mudar o mundo.” (Oyaji)

“Eu era da mesma opinião.” (Naofumi)

Eu casualmente converso com esse Oyaji. Ele realmente fez bastante por mim.

O Oyaji olha em volta de mim intensamente.

“É só você, hoje?” (Naofumi)

“É.” (Naofumi)

“O que aconteceu?” (Oyaji)

“Raphtalia está atualmente trabalhando num emprego diferente, e Rishia foi caçar com Firo.” (Naofumi)

“E quanto a você, garoto?” (Oyaji)

“A cidade está meio danificada, então o castelo colocou toda sua força de trabalho em ajudar à reconstruir. Por causa disso, produção de armas reais foram ordenadas à parar.” (Naofumi)

“Eu acho que eles não tem escolha…” (Oyaji)

“Yep.” (Naofumi)

Eu não posso pedir para ele me fazer nada neste momento. Por hora, eu acho que devo pegar conselhos dele.

Eu provavelmente irei precisar de algo mais tarde. Eu terei que pensar sobre isso.

“Como a loja está indo?” (Naofumi)

“Uma calamidade dessa escala acabou de acontecer. Todo mundo está correndo para comprar armas.” (Oyaji)

“Então os negócios estão bombando.” (Naofumi)

“É, mas… para pessoas sem nenhuma paixão por armas só ir e comprar elas num pânico… parece meio triste.” (Oyaji)

Não tem o que fazer. A cidade foi quase destruída. Não é surpreendente que pessoas sem habilidade estão correndo para obter armamentos.

É provavelmente daquele jeito. Em preparação para o apocalipse, pessoas estão freneticamente procurando por armas e armaduras para aumentar suas chances de sobrevivência.

Pelo que eu vi, ainda não teve pilhagem. Eles parecem estar indo numa direção positiva.

“Isso é tudo que você precisava hoje?” (Oyaji)

“Ah, sobre isso…” (Naofumi)

Eu estou debatendo se pergunto ou não para ele sobre armar os novos escravos.

A rainha já aprovou minha proposta, então eu posso provavelmente conseguir alguns equipamentos de segunda mão do exército, mas pegar qualquer coisa além disso será logisticamente difícil num tempo de crise.

Esses itens são meio importantes. Eu não quero arriscar isso em bens de segunda mão.

Tem também o problema de upgrades e manutenção. Bem, primeiro eu devo dizer para o Oyaji a situação.

“Eu recebi um pouco de terra da Rainha, eu estou planejando começar um negócio lá.” (Naofumi)

O Oyaji será muito útil em prover equipamentos, e várias outras tarefas. Eu irei tentar recrutar ele.

“Então, que relação isso tem comigo?” (Oyaji)

“Eu vim te recrutar.” (Naofumi)

Quando começando uma nova cidade, bens de ferro são essenciais.

Além do que, eu já tenho certeza da habilidade dele. Eu posso colocar minhas esperanças no equipamento dele.

“Eu tinha meio que imaginado. Mas eu tenho essa loja.” (Oyaji)

“Eu sei. Eu não irei forçar você nem nada. Talvez… eu possa enviar alguém para você para pedir para ser seu discípulo.” (Naofumi)

“Ah, então é desse jeito… eu entendi, garoto… apesar das minhas habilidades não serem tão boas assim, eu irei tentar treinar qualquer um que você enviar para mim.” (Oyaji)

Okay, eu consegui alguma aprovação.

Se tiver um escravo habilidoso, talvez ou possa mandar ele para aprender sob o Oyaji.

Depois disso, eu só terei que comprar o equipamento. Eu não planejo fazer o Oyaji ensinar de graça também.

“Não seja tão modesto. Eu tenho confiança na sua habilidade.” (Naofumi)

“Ha, eu estou trabalhando meu máximo para atender suas expectativas.” (Oyaji)

“Próximo é… ah, certo, você tem alguma informação sobre os outros vendedores?” (Naofumi)

“Ah, verdade. A loja de magia caiu, não é?” (Oyaji)

Então aquela grande loja de magia caiu… era na rua principal da Cidade do Castelo. Era também no lado da cidade de onde a Tartaruga atacou.

“Os funcionários ficaram bem?” (Naofumi)

“Sim, a dona escapou sem um arranhão. O problema é que a loja se foi agora. Ela está atualmente tomando refúgio na Vila Ryuuto.” (Oyaji)

“Entendo…” (Naofumi)

“A farmácia ficou bem ocupada.” (Oyaji)

“Tiveram até que alguns feridos no desastre, então aquele negócio está vívido também.” (Naofumi)

“Alguma coisa desse jeito. Mas a loja de roupas parece estar perdendo clientela.” (Oyaji)

Fumu… então ninguém que eu conhecia morreu.

Eu não tenho que ir pela cidade inteira para investigar.

“Bem, eu estou começando um negócio, então por favor dê meus cumprimentos aos outros vendedores. O lugar é…” (Naofumi)

Eu conto ao Oyaji sobre minha terra. Eu também falo sobre a vila que será centralizada nisso.

Neste momento, o Herói do Escudo é popular. Pode ter algumas pessoas dispostas à entrar nesse trem.

Seria melhor se eu pudesse ter algumas pessoas que eu confie no meio deles.

A vila não é excepcionalmente longe da Cidade do Castelo de qualquer jeito.

“Entendi, entendi. Todo mundo estava preocupado com você de qualquer jeito, meu garoto. Algumas pessoas podem estar dispostas à ir com você.” (Oyaji)

“Eu tenho um débito para essas pessoas, então eu darei à elas algum tratamento privilegiado. Oyaji, se você algum dia ter a vontade de se mudar, você pode vir à qualquer hora.” (Naofumi)

“Entendi, entendi.” (Oyaji)

E com isso, o Oyaji casualmente evitou o tópico. Contudo seu olhar parece estar sério.

“Você tem mais alguma coisa para pedir, não tem?” (Oyaji)

“Você pode ver?” (Naofumi)

“Garoto, toda vez que você vem aqui, você vem com uma montanha de pedidos.” (Oyaji)

“Entendo…” (Naofumi)

Eu não realmente quero mostrar isso. Eu tiro a capa e mostro para ele minha armadura.

O Oyaji dá um um olhar de entendimento.

“Foi uma batalha intensa. Ela segurou bem.” (Naofumi)

A Armadura Bárbara está num estado terrível. Sua defesa também caiu consideravelmente.

Sua função de reparo autônomo nem ativou. Eu imaginei se era por estar além de reparos, então eu levei ela para o Oyaji.

“O Pedaço do Núcleo não está muito danificado, mas… todo o resto é um caso perdido.” (Oyaji)

“Você pode arrumar isso?” (Naofumi)

“Hmm… não é que não possa ser reparada, mas… isso depende dos materiais. Isso também vai custar um pouco.” (Oyaji)

“É assim então?” (Naofumi)

“Você vai fazer um pedido? Eu consegui alguns materiais raros daquele Monstro por pouco custo.” (Oyaji)

Eles tem mais daquelas partes que eles podem lidar.

Parece que uma larga quantidade desses materiais foram colocados de lado para mim, mas a tartaruga ainda tem materiais demais para a cidade se livrar de todos eles.

“Eu estou com excesso desses materiais. Se você pagar um pouco de dinheiro, eu posso fazer um monte de coisas para você.” (Oyaji)

“Isso está tudo bem com você?” (Naofumi)

“Não se preocupe, se é um pedido de você, eu definitivamente irei fazer ele. Eu também quero experimentar com materiais desconhecidos.” (Oyaji)

“…” (Naofumi)

A generosidade desse homem para mim… parece sem fim.

O nível de habilidade dele é também um nível que eu posso respeitar. Para ser honesto, eu realmente quero que ele venha trabalhar na minha vila.

Neste momento eu só estou começando. Quando eu terminar de montar a vila, eu irei convidar ele de novo.

“Bem, num sentido de prioridades, eu acho que a armadura vem primeiro… depois disso vem fazer um escudo. Você não irá necessariamente perder nenhum dinheiro nesse.” (Oyaji)

“É, se o pior acontecer, eu posso só copiar ele e revender o original.” (Naofumi)

“Então você realmente entende isso. Bem, por favor deixe sua armadura aqui.” (Oyaji)

“Entendido.” (Naofumi)

Eu tiro minha ruína-de-armadura e entrego ela para o Oyaji.

“Pelo pedaço do núcleo, eu acho que você deve manter ele.” (Oyaji)

“Não tem problema isso?” (Naofumi)

“Eu irei colocar o núcleo nela mais tarde. Você pode pagar por ela nesse ponto no tempo.” (Oyaji)

“Obrigado.” (Naofumi)

“Garoto, o que você planeja fazer enquanto espera pela sua armadura?” (Oyaji)

“Eu acho que eu irei emprestar uma de segunda mão do castelo. Ou talvez eu irei vestir a Fantasia.” (Naofumi)

Aquela fantasia de fato tem algumas funções úteis inclusas. Se apenas a aparência pudesse ser mudada…

Rishia parece estar formando uma estranha afinidade por ela, mas… isso não é problema meu. (NT: Eu jurava que ao todo ele tinha 3 fantasias, sendo pelo menos 1 de Firo depois do… incidente)

“De qualquer jeito, eu deixarei isso com você.” (Naofumi)

“Pode deixar!” (Oyaji)

Minhas negociações com o Oyaji estão completas. Eu coloco a capa de volta e deixo a loja.


Tradução: Thyros




Fontes
Cores