TYN – Capítulo 129 – Posição Social



“Você pode me dar alguma terra?” (Naofumi)

“Terra? Isso provavelmente não terá problemas, mas você pode explicar suas razões? Eu pensei que Iwatani fosse indiferente indiferente com o estado desse mundo.” (Rainha)

“Eu entendo que eu estou pedindo um pouco demais.” (Naofumi)

Ficar na mesma cidade que o exército é algo que eu gostaria de evitar…

A Rainha provavelmente entende isso.

“Quando nós estávamos dentro da Tartaruga Espiritual, eu notei algo. Para ser franco, o exército desse mundo é fraco. Se eu não fizer nada sobre isso, nós não seremos capazes de reduzir casualidades durante a onda.” (Naofumi)

“Seu bastar–” (Líder de País)

Quem falou foi um comandante oficial, mas os soldados em volta dele restringiram ele.

Eu sabia que isso iria acontecer. É por isso que eu queria permanecer quieto.

“Iwatani fez uma análise racional, vamos ouvir ele.” (Rainha)

“Nós também temos testemunhos de alguns soldados. De acordo com eles, as companheiras do Escudo tinham força sobre-humana e agiram magnificamente. Comparado com isso, nós…” (Outro Líder)

Os outros líderes abaixam suas cabeças e dizem nada.

Eu trabalhei com vários ramos militares, incluindo os lutadores, magos e assassinos. Essa é minha análise deles até agora.

“Eu irei conceder que o se o exército não estivesse lá, nós teríamos sido destruídos pela tartaruga. Mas é exatamente por isso.” (Naofumi)

“Muu…” (Líder de País)

O comandante que falou soltou um som de derrota e se sentou novamente.

Essas pessoas são irritantes por causa do orgulho delas, contudo elas podem ser bem fáceis de se lidar.

“Quando eu disse que eles eram fracos, eu estou falando sobre o poder de ataque do exército como inteiro. Como nós não estabelecemos a conexão exata entre a Tartaruga e a onda, então tem uma possibilidade que inimigos ainda mais fortes irão se manifestar enquanto a onda progride. É por isso que eu quero aumentar a força de luta para combater esses desastres. Eu também precisarei de algum dinheiro, mas isso é secundário. Por hora, eu gostaria de pedir por alguma terra para armar uma base.” (Naofumi)

“Eu vejo aonde Iwatani quer chegar. Nós também ainda temos que lhe recompensar por seus esforços, então eu acho que essa será uma boa oportunidade.” (Rainha)

“Então meu país pode–!” (Algum Líder)

“Não, meu país irá–!” (Outro Líder)

“Eu me desculpo, mas eu já decidi na localização. Eu entendo o que todos vocês estão tentando dizer e eu sou grato, mas eu preciso pedir que vocês se segurem por hora.” (Naofumi)

Será problemático construir uma base num país que eu não sei nada sobre.

E vocês acabaram de ter suas cidades destruídas pela Tartaruga. Seu povo ainda está sofrendo.

Essa não é a hora para vocês darem embora seu dinheiro, terra ou mão de obra.

“Alguém por favor arrume um mapa.” (Naofumi)

A Rainha pega um mapa da Sombra e espalha ele sobre a mesa.

“… Eu irei preferir que fosse perto da Cidade do Castelo, mas que localização Iwatani deseja?” (Rainha)

“Aqui.” (Naofumi)

Sem hesitação, eu aponto para uma área perto do porto que nós fomos visitar para ir para Cal Mira. Ela fica na costa.

“…!” (Raphtalia)

Raphtalia tem uma expressão chocada, mas ela não fala nada.

“Entendo… essa terra era o local da primeira onda. Ela encarou pesadas casualidades e foi agora abandonada. Tudo bem com você por isso?” (Rainha)

“Eu planejo começar do zero de qualquer jeito. Em vez de ser perto do Castelo, eu acho que seria melhor escolher uma localização que se encaixa nas minhas preferências.” (Naofumi)

“Eu entendo. Mas para você ser o dono de uma terra dessas, eu preciso lhe presentear com algum tipo de nobreza.” (Rainha)

“Eu planejo voltar para meu mundo depois disso. Eu não acho que eu precise de um título permanente ou algo assim.” (Naofumi)

“Eu devo lhe presentear esta terra junto com o título de Conde.” (Rainha)

“Hey…” (Naofumi)

Se eu fosse me tornar um conde, então eu terei que lidar com coisas problemáticas como disputas de terra e herança.

Se isso fosse uma light novel, não teria eu que trabalhar minha subida desde knight?

Eu sei sobre a hierarquia de títulos de um mangá que eu li um tempo atrás.

Apesar que aquele mangá foi baseado em tempos recentes em vez de tempos medievais. (NT: Nem ideia de qual mangá)

Duque, Marques, Conde, Visconde, Barão.

Esses são conhecidos como os 5 ranks da nobreza, e quanto mais alto você sobe, maior prestígio você recebe.

Títulos podem ser baseados tanto em Família quanto Direitos de propriedade de terra. No meu mundo… na Europa, nobreza era decidida pela quantia de terras que alguém tinha o direito de controlar…

Eu acho.

Isso deu nascimento à várias conquistas por terras e vários nobres diferentes subindo.

E muitas pessoas controlavam mais que dez mil acres de terra. (NT: Isso dá 40.469km²)

Mas eu não se se isso se aplica aqui também.

“Iwatani pode ter uma criança no futuro próximo, então nós precisamos nos preparar para isso.” (Rainha)

“Nem ferrando.” (Naofumi)

As intenções dela estão sendo reveladas bem casualmente.

Você realmente quer tanto assim que eu me case com Melty?

“Tanto faz. Se isso é completamente necessário, eu irei pegar o título de conde.” (Naofumi)

“Por favor espere um momento, há vários rituais que nós precisamos ir por cima para outorgar o título em você.” (Rainha)

“Isso soa como um saco.” (Naofumi)

“Contudo, você realmente nos ajudou dessa vez. Eu gostaria que você recebesse propriamente o título como uma recompensa por seus esforços.” (Rainha)

Eu acho que se um herói derrota um monstro daquele calibre, então simplesmente dar algum dinheiro não é o suficiente.

Ele de fato matou muita gente.

“E eu estou excitada para ver as mudanças que ocorrerão pelo país. Se o Escudo que é louvado pelos demi-humanos fosse se tornar um nobre na dominadamente humana Melromarc… eu já te disse isso antes, certo? Sobre a pessoa capaz desse país.” (Rainha)

“Hm?” (Naofumi)

Agora que eu penso sobre isso, quando o reino de terro do Lixo acabou eu ouvi algo sobre isso. Que uma pessoa capaz desse país morreu na onda. Ele tinha ajudado facilitar as relações humanos|demi-humanos.

A humana-tanuki Raphtalia viveu numa província fortemente populada por demi-humanos.

Entendo, a terra que eu estou pedindo era antes dessa pessoa?

“A terra que Iwatani pediu pertenceu à essa pessoa. Ele era bem popular e confiado pelo povo.” (Rainha)

… A Rainha parece estar lendo minha mente.

Os vários líderes estão escutando a conversa intensamente.

“Isso irá criar um monte de boatos, sejam eles bons ou ruins. Certo, eu deixarei a terra para você.” (Rainha)

“Não espere muito.” (Naofumi)

“Então agora, por favor venha para a sala do trono para a cerimônia.” (Rainha)

“Entendido.” (Naofumi)

Nós somos levados para a sala do trono.

A Rainha me dá uma espada cerimonial.

À não ser que eu tenha a intenção de equipar ela, o sistema não me dará um aviso, então provavelmente não tem problema.

Não será bonito se ela for atirada das minhas mãos.

Antes de alcançar o trono, eu recebo algumas instruções da Sombra.

Eu sou suposto de desembainhar a espada e apresentar ela para a Rainha, que depois ela irá tocar ambos meus ombros com ela e presentear um título à mim.

“Herói do Escudo, Iwatani Naofumi, chegou!” (Guarda)

Os Guardas do Castelo estão tocando instrumentos que lembram trompetas.

É alto. É irritante.

Eu confiantemente ando até a Rainha, que está de pé na frente do trono.

Eu tomo uma pose subserviente e abaixo minha cabeça, enquanto desembainho e apresento a espada para a Rainha.

A Rainha pega o cabo, e lentamente bate nos meus dois ombros com ela.

“Herói, por seus esforços valentes, meu país cortesmente outorga em você o Título de Conde.” (Rainha)

E a Rainha devolve a espada para mim.

“Nós esperamos grandes coisas de você.” (Rainha)

Eu retorno a espada à sua bainha e me levanto.

“É assim que é. Deveria ser uma celebração mais grandiosa que isso.” (Rainha)

“Não. Isso seria um saco.” (Naofumi)

“É o que eu pensei que você iria dizer. Contudo, a população precisa de alguma forma de celebração para propagar sua recém adquirida autoridade.” (Rainha)

“Eu entendi.” (Naofumi)

Com isso, eu acho que eu serei incapaz de continuar a andar pelas ruas da Cidade do Castelo.

Aquele é o Herói do Escudo? É, aquela pessoa. Hmm… assim como os boatos dizem, ele parece não prestar.

É o que eu costumava ouvir.

Ah! O Herói do Escudo! Aquele que derrotou aquele Monstro e salvou todos nós!?

Pessoas apontam para mim e gritam. É agora difícil de andar por aí por uma razão diferente.

Não é como e não quisesse ser notado, mas isso é irritante em si mesmo. (NT: Não é bem irritante a palavra, mas eu não sei se temos uma palavra para isso -> pegar nos nervos, nesse sentido)

“Então agora, eu estarei falando para os representantes de outros países por um tempo. Se qualquer coisa acontecer, por favor me permita ajudar.” (Rainha)

Espere, onde Lixo estava durante tudo isso?

… Ah, lá está ele.

Ele está me encarando com uma expressão irritada.

Ele está sob vigilância e é incapaz de se aproximar de mim?

Enquanto eu penso isso… eu noto que ele está usando uma coleira.

“____!” (Lixo)

Toda vez que ele tenta falar, a coleira parece brilhar.

Ela parece se apertar rapidamente. Posso rir?

Eu acho que eu vou rir.

“_______!!” (Lixo)

Ele parece furioso.

Mas o colar cala ele toda vez que ele tenta gritar.

Eu dou um sorriso cínico.

“Naofumi-sama…?” (Raphtalia)

Raphtalia diz num tom sério.

“Quero dizer, como eu posso não rir? Olhe para ele.” (Naofumi)

“De qualquer jeito, eu também tenho um monte de coisas que eu quero falar com você.” (Raphtalia)

“Eu entendo, mas hoje eu estou cansado. Vamos voltar para nossos quartos e descansar.” (Naofumi)

Quando eu acordei hoje, já era depois do meio dia. Os dias estão passando muito rápido.

“Até mais, Lixo do mundo. A situação da sua puta de filha é incerta, e os outros heróis ainda estão para ser achados. Você será para sempre lembrado como o Rei Tolo que levou 3 dos 4 heróis para os seus fins. Bom para você, você será famoso.” (Naofumi)

“________!!!!” (Lixo)

Lixo aponto seu dedo e tento avançar até nós enquanto deixamos a sala do trono.

Mas os soldados cercando ele sucedem em restringir ele.

Ele nem pode mais falar. A Rainha faz um bom trabalho.

Aquele homem é realmente um dos Sete Heróis Estelares? Isso é definitivamente uma mentira.


Tradução: Thyros




Fontes
Cores