TYN – Capítulo 108 – Acusações Falsas, De Novo



Não tão induzidor de raiva como eu esperei, o boneco de vudu que eu preparei ficou sem ser usado.

Só que ainda estou meio irritado.

Acusações falsas, de novo.

Os outros heróis parecem ter todos embarcados no navio. Eu fui informado pela Sombra enquanto o navio partia.

Eu estou pensando sobre o futuro enquanto observo o sol se pondo sobre o mar.

Primeiro de tudo, o que são todas as coisas que eu preciso perguntar à rainha quando nós voltarmos para a cidade do castelo?

Depois, eu preciso ir até o lugar do Oyaji para preparar para a próxima onda. Nesse tópico, eu devo pedir à rainha pelos materiais?

Se tiver tempo, não seria ruim ir caçar demônios nós mesmos para os materiais.

Depois disso, tem também aquela coisa sobre completamente mexer no meu escudo.

Tem um limite para quantos materiais de reforço eu consigo pegar na ilha.

De noite, eu vou para o deck depois de terminar de pescar.

Eu observo o mar e sinto o vento da noite.

… Eu achei Firo se exercitando ao nadar depois da sua refeição.

Só quão obcecada você está com natação neste momento?

Eu vou fingir que eu não vi nada.

“Hm?” (Naofumi)

Eu vejo Motoyasu num canto do deck… e eu também descubro Rishia ali.

Flertando de novo? Isso me lembra, Rishia também estava incluída no ranking de garotas bonitas do Motoyasu.

Só quanto você quer fazer um harém?

Você sequer sabe o que Itsuki iria dizer?

Por hora, eu vou avisar ele um pouco.

“Hey. Motoyasu, porque você não para de flertar aqui-” (Naofumi)

“Ah! Se não é Naofumi! Eu te imploro!” (Motoyasu)

Motoyasu parece ter uma feição pálida e empurra Rishia para mim pelos ombros dela.

“O que deu em você?” (Naofumi)

“Não tem problema! Eu deixo isso com você!” (Motoyasu)

O que aconteceu? Para pensar que o mulherengo iria confiar algo para mim… quando eu olho para Rishia, ela parece surpresa.

Por algum motivo… os olhos dela estão inchados e vermelhos.

Rishia estava provavelmente sentada num canto chorando e chorando.

“O q- o que aconteceu!?” (Naofumi)

“En-então com isso eu terminei!” (Motoyasu)

“Espere! Certamente você não… não num navio…” (Naofumi)

Você caiu tão baixo ao ponto de cometer um crime?

Como ela não obedeceu você disse “Está tudo bem isso só vai doer no começo…” e estuprou Rishia?

De fato parece um modus operandi do Motoyasu. Esse cara parece que ele iria roubar o amante de outra pessoa sem fazer drama.

E assim, isso leva para ela estando tão nervosa e chorando.

Que terrível vagabundo. Eu nunca irei deixar você escapar.

“Nã-não é isso!” (Motoyasu)

“Então prove isso.” (Naofumi)

“Mo-Motoyasu-sama não é responsável…” (Rishia)

Rishia murmurou numa voz rouca.

Droga, eu só estava pensando demais?

Como esperado, nem Motoyasu é podre até esse ponto.

“Então o que aconteceu?” (Naofumi)

“Há certas circunstâncias. Mas eu não sou bom lidando com isso. Logo eu confiarei isso à você!” (Motoyasu)

Depois de dizer isso enquanto ria, Motoyasu escapou de volta para sua cabine enquanto tremia depois de um longo suspiro.

Essa é a primeira vez que eu vi uma expressão dessas no Motoyasu.

Ou talvez, aquele cara é do tipo que não é bom lidando com mulheres?

Foi por causa do tipo que é a Rishia? A sorte daquele cara parece meio fraca.

“O que aconteceu~?” (Firo)

Firo notou a situação e perguntou depois de voltar para o deck.

“Por favor não se preocupe sobre isso.” (Rishia)

“Eu temo que eu não possa fazer isso, eu me sinto desconfortável pensando que você possa ter sido estuprada pelo Motoyasu.” (Naofumi)

“Não… eu só não conseguia aguentar mais isso.” (Rishia)

“Você não conseguia mais lidar com Motoyasu?” (Naofumi)

“Nã-não é isso!” (Rishia)

Apesar de ainda cheia de lágrimas, por um momento ela pareceu levemente brava. Ela recuperou um pouco de vigor?

“Motoyasu-sama tentou me animar no começo também… como eu pensei, eu não acho que eu deva falar sobre isso.” (Rishia)

“Não diga algo assim… você me ajudou uma vez antes, eu sou grato.” (Naofumi)

Foi Rishia que me ensinou sobre o minério que Itsuki usa.

Se Rishia está com problemas, eu quero cooperar o máximo possível.

“Não… sério, por favor não se preocupe.” (Rishia)

Depois de dizer isso, Rishia escapou saindo.

“… O que foi isso?” (Naofumi)

No fim, só exemplos desagradáveis do que pode ter acontecido ficaram.

Manhã seguinte.

Eu estava lendo um livro na cabine enquanto questionava a atitude da Rishia na noite passada.

“Eu estou preocupado no fim das contas.” (Naofumi)

Por algum motivo… tem algo que por todos os direitos eu não posso ignorar, mas meu coração está barulhento.

Esse sentimento parece aquela vez que Melty foi atacada pelo guarda e quando eu fui falsamente acusado pela Bitch.

Um tenho um sentimento muito ruim sobre isso.

“Tem algo errado?” (Raphtalia)

“Só um pouco. Eu não consigo relaxar então eu irei só investigar algo um pouco.” (Naofumi)

“Entendo…” (Raphtalia)

Eu saio do quarto enquanto Raphtalia continua fazendo flexões.

Que raios pode ter acontecido? Eu não consigo entender isso sozinho.

Eu sinto um pouco de ansiedade enquanto tento escutar a cabine do Itsuki.

Por algum motivo, vozes felizes podem ser escutadas.

Eu estou pensando realmente demais?

“Ah…” (Rishia)

Então eu vejo Rishia, que por algum motivo está encarando invejosamente a cabine.

Quando ela me notou, ela fugiu.

… Qual o problema? Sério.

Eu posso ser capaz de descobrir as circunstâncias por perguntar ao Motoyasu.

Com esse pensamento eu bato na porta da cabine do Motoyasu.

“Sim~” (Mulher 1)

Mulher 1 abre a porta.

Um sorriso incrível que eu nunca vi antes foi mostrado para mim.

Essa garota… ela pode fazer um rosto desses? …

Isso é um ato para ficar junta com Bitch e Mulher 2? Francamente, isso me deixa doente.

Para ter a habilidade de fazer um rosto desses quando ela habitualmente tem uma expressão morta.

Mulheres são assustadoras.

“… Ah, é você! Se é só você, então eu posso remover a máscara!” (Mulher 1)

Depois de alguns segundos, a expressão facial dela caiu tremendamente, soltando sua raiva por fingir para mim.

Eu absolutamente não consigo entender porque ela estaria com raiva.

“Motoyasu está aqui?” (Naofumi)

“Tem um motivo por que eu deva dizer para você?” (Bitch)

“Heey. Motoyasu-” (Naofumi)

“Não me ignore!” (Bitch)

“É, é!” (Mulher 2)

Mulher 2 está tirando vantagem da oportunidade. Eu finjo que Bitch não está no meu campo de visão e ignoro ela.

Eu preferiria não ter vindo aqui devido ao trauma de antes.

Essa pessoa não me importa.

“O que há com você Naofumi, todo mundo aqui parece te odiar.” (Motoyasu)

Motoyasu fala comigo enquanto é sanduichado em uma situação estilo harém entre Bitch e Mulher 2. (NT: As duas estão do lado dele, provavelmente se apertando nele)

Que pose irritante.

Seria impossível perguntar sobre essa posição sem ser sarcástico.

“Algo assim não importa. Eu só quero perguntar sobre algo.” (Naofumi)

“… O que é?” (Motoyasu)

“O assunto da noite passada. Algo sobre confiar em mim antes de você sair.” (Naofumi)

“… Eu entendo. Contudo, depois disso eu irei deixar tudo para você.” (Motoyasu)

“Deixar isso para outros… bem, tá bom. Eu estou agindo por curiosidade. Eu irei aceitar o risco que vem junto com isso.” (Naofumi)

Tem uma ideia se formando na minha mente, enquanto aquele cara Motoyasu sai da cabine com uma expressão pálida enquanto dizia para suas seguidoras para ficar.

Quando nós andamos até o deck, ele ainda está me olhando com um rosto pálido.

“Sobre a situação da Rishia-chan.” (Motoyasu)

“É.” (Naofumi)

Eu não consigo pegar a razão pela qual Rishia estava chorando por perguntar para ela.

Então eu irei perguntar ao Motoyasu sobre as circunstâncias, já que eu acho que ele é gentil com mulheres.

“Para dizer a verdade-” (Motoyasu)

A situação foi explicada do ponto de vista do Motoyasu…

Depois de ouvir a história do Motoyasu, e percebendo que minha intuição estava certa, teve um calombo na minha garganta enquanto raiva surgia.

“Itsuki———-!” (Naofumi)

Eu forçadamente chutei aberta a porta do quarto do Itsuki.

A porta abriu com um grande bang, e todo mundo dentro me encarou simultaneamente.

“O q-o que é!?” (Itsuki)

“Herói do Escudo seu bastardo! O que você quer!” (Armadura)

“O que eu quero? Pergunte para vocês mesmos! Seus lixos!” (Naofumi)

Devido à minha voz alta, o navio inteiro parecia barulhento.

Itsuki e Armadura gelaram momentaneamente devido à minha atitude opressiva.

Itsuki foi o primeiro à se recuperar e levantou sua voz em raiva também.

“É por isso que eu perguntei o que diabos aconteceu!” (Itsuki)

“Você seriamente não entende ainda!?” (Naofumi)

Isso é perigoso, se eu manter esse ressentimento queimando no meu coração, então o Escudo da Ira irá aparecer.

Se Ren vier, ele iria num surto.

“Eu não sei que suspeitas você tem, Herói do Escudo!” (Armadura)

Armadura tentou me segurar.

Então eu evitei o braço do Armadura e apliquei uma técnica de prender juntas.

[As regras de uma arma lendária, é proibido ter uma arma além da arma exclusiva]

Bashin Bashin Eu recebi dor por todo meu braço, mas eu ignorei isso.

Eu sou proibido até de fazer um ataque de prender juntas?

Só que arremessar era okay, qual é a diferença?

“Ouch! Owowow!” (Armadura)

“Eu vim aqui para falar com o Itsuki. Não fique no meu caminho, seu fracote!” (Naofumi)

Eu joguei longe Armadura e encarei Itsuki.

Eu não senti raiva assim faz um bom tempo.

Já que eu acalmei bastante graças à Raphtalia.

Eu não pretendo suprimir ela agora.

“Você… para alguém que tem um hábito de clamar por justiça, você sabe de nada!” (Naofumi) (NT: Inocente!)

“O que você está…” (Itsuki)

Enquanto olhava com raiva para Itsuki, eu vi que Rishia correu em direção da comoção e está olhando no quarto.

“Seriamente, a razão que eu acho que você está tão bravo, é aquela coisa?” (Itsuki)

“Então você sabe.” (Naofumi)

“Ela é a errada.” (Itsuki)

“Não fique brincando!” (Naofumi)

A história que eu ouvi do Motoyasu é-

O motivo que Rishia está lamentando daquele jeito.

No último dia de ativação, Rishia terminou de comprar para o dia e voltou para seus companheiros.

“Rishia-san. Foi você?” (Itsuki)

“Eh? Do que você está falando?” (Rishia)

Depois que Rishia voltou, ela inclinou seu pescoço para a pergunta desapontada do Itsuki.

“Não adianta fingir que você não sabe. Foi você que quebrou meu acessório.” (Itsuki)

Depois de dizer isso, Itsuki trouxe seu amado bracelete que estava cruelmente quebrado.

“Eh? E-eu não tenho ideia. O que é isso?” (Rishia)

“Para pensar que você iria dizer uma mentira assim… há evidência.” (Itsuki)

Depois de dizer isso, Itsuki direciona seu olhar para seus outros companheiros.

“Sim, todos nós vimos isso. Rishia quebrou o bracelete que Itsuki-sama amava e escondeu ele.” (Armadura)

“Isso mesmo.” (Zé Ninguém)

“Eu vi isso.” (Zé Ninguém 2)

“Ehh!? Nã-não é isso! Eu não fiz nada… eu realmente não sabia!” (Rishia)

Rishia implorou desesperadamente.

Contudo, Itsuki não acreditou nisso.

“Então eu não acredito nas testemunhas também? … Não tem o que fazer. Eu pretendia te perdoar se você se desculpasse… Rishia-san, por favor deixe o grupo a partir de hoje.

“S-sem chance! Eu realmente não sabia de nada!” (Rishia)

Naquele momento, Rishia viu que Armadura estava rindo levemente.

Contudo, Rishia naquele momento estava pendurada no Itsuki e implorava para não ser jogada embora.

“Eu te imploro! Por favor! Me deixe ficar perto do Itsuki-sama!” (Rishia)

Os olhos do Itsuki viraram em volta e pareciam estar tormentados com um pequeno senso de culpa.

“Não é bom certo permitir isso aqui, Itsuki-sama!” (Armadura)

“Há suspeita que Rishia vazou informação para os outros Heróis.” (Zé Ninguém)

Armadura argumentou com seu companheiro defendendo ele.

“É lamentável, mas… adeus.” (Itsuki)

“Itsuki-sama!? Eu realmente, realmente te imploro! Por favor reconsidere, eu irei fazer qualquer coisa!” (Rishia)

Para a imploração cheia de lágrimas da Rishia, Itsuki virou suas costas e não respondeu.

“Quanto tempo você vai provocar o dó do Itsuki-sama! Sua mentirosa! Você não tem as qualificações para se aproximar do Itsuki-sama!” (Armadura)

Os companheiros do Itsuki forçadamente expulsaram Rishia.

Depois disso, mesmo que ela quisesse se aproximar até um pouco… os resultados eram o mesmo.

Isso foi por cima o conteúdo da história do Motoyasu sobre Rishia.


Tradução: Thyros




Fontes
Cores