TMID – Capítulo de ponto de vista, se encontrando com a mamono, Ema



O deserto que é chamado de o fim do mundo.

É exatamente aqui onde nós estamos vivendo.

Ele tem um ambiente confuso e nós não podemos nem mesmo viver propriamente nesse vasto chão.

Mas mesmo com isso, os orcs do planalto vivem em uma área relativamente abençoada. Por cultivar e caçar nós de algum jeito somos capazes de sobreviver.

Sendo honesta, eu quero viver em um lugar melhor.

Mas mover as vilas possui riscos demais.

Mesmo agora, um grande número de guerreiros fortes saiu pra procurar uma boa terra, mas no escopo em que somos capazes de nos mover, terá um lugar melhor que esse aqui?

Eu tenho dúvidas do futuro, mas os dias continuam passando.

Esta é a nossa vida cotidiana.

Ainda assim, alguns anos atrás a situação mudou.

De longe nas montanhas do Oeste, um dragão que se chamava Shen demandou por sacrifícios.

É claro, nós não podíamos aceitar desse jeito.

Nós tentamos nos opor.

Os guerreiros pegaram suas espadas e os magos seguraram seus cajados.

Orcs do planalto se destacam tanto na espada quanto na magia. É embaraçoso dizer, mas nós somos uma raça bem forte.

Nós sobrevivemos ao interior desta área desolada, nós temos um pouco de orgulho nós mesmos.

Mas o Dragão Superior, que mesmo entre os dragões é considerado o mais forte.

Na base de Shen que está localizada longe, as unidades de exploradores foram incapazes de chegar lá.

O que nós poderíamos fazer era interceptar, nós pensamos que poderíamos ao menos fazer isso, que a outra parte iria desistir.

Mas as ações de Shen foram envolver a vila inteira com a nevoa que ele governava.

Aquela nevoa, não apenas tirava nossa visão dos arredores, mas diminuía nossa força física também.

Até mesmo nossa plantação cresceria pobremente.

De alguma forma a nevoa cobria nossa vila.

Não tinha como ficar pior.

As espadas e magia não podiam se livrar dela.

O balanço tinha sido quebrado.

O importante balanço que deixava que nós vivêssemos nesta área desolada.

É claro, nós não perecemos imediatamente.

Mas todos sabiam que isso não estava muito longe de acontecer.

Depois disso nós tentamos várias coisas, mas no fim nós não conseguimos resolver a situação e tivemos que aceitar as demandas de Shen.

A cada meio ano uma garota seria enviada como sacrifício.

Até mesmo isso era meramente uma forma de perecer lentamente.

Era uma escolha humilhante.

Libertados da nevoa, nós tivemos que adorar Shen como uma divindade.

Os dias que nós tivemos que usar -sama para alguém que só trouxe sofrimento para nossa vida começaram.

Lentamente as garotas do vilarejo diminuíram.

Eu, a vila do chefe da vila, não era uma exceção.

No fim esse momento chegou.

A vila tinha um sentimento próximo ao de desespero que encharcava o ar.

Como as coisas chegaram a este ponto?

Parando pra pensar.

Várias vezes, uma raça raramente vista que tinha pele azul nos oferecia ajuda, mas por alguma razão meu pai nem mesmo ouvia as palavras deles.

Eu acho que ele disse que ela se chamava a Raça demoníaca.

Eu só falei com eles um pouco, mas eles passavam um sentimento de gentileza.

Nós estamos sendo encurralados a esse ponto, deveria estar tudo bem pedir ajuda a eles. Ou pelo menos era isso que eu achava.

As decisões dessa vila são feitas pelo pai e por outras pessoas influentes. Então não era algo que eu, uma mulher poderia intervir, então eu nunca falei disso.

Pensando que daqui a não muito tempo eu vou morrer, como minhas últimas palavras eu decidi contar minha opinião pra ele.

——–

Na noite anterior de eu partir, isso aconteceu.

“Pai, eu tenho uma coisa que eu quero te perguntar.” (Ema)

“Ema, huh. O que foi?” (Chefe)

“Quando eu for, eu quero que você ouça a raça demoníaca e o que eles têm a dizer. Eu não sei o que eles querem da gente, mas desse jeito a vila vai desaparecer.”

“…”

Meu pai estava em silencio.

“Eu já aceitei o fato de que eu vou ser um sacrifício, mas….”

“… Você está assustada?”

Ele disse de uma maneira que parecia como se ele quisesse me salvar, eu não sei se teve um significado diferente nisso, mas ele me perguntou se eu estava assustada.

Eu silenciosamente balanço a cabeça horizontalmente.

“Se a vila desaparecer, eu e cada garota que foi sacrificada teria morrido em vão. Eu não quero morrer, eu estou morrendo pelo futuro dos orcs do planalto. Pelo menos, é assim que eu quero que seja.”

“…”

“Por favor.”

“Ema… eu entendo. Se mesmo quando você se tornar um sacrifício, ele demandar por outro, então nós aceitaremos a aliança com a raça demoníaca.”

“Obrigado pai.”

Eu estou feliz.

Com isso, eu posso me tornar o último sacrifício.

Se nós obtermos a cooperação com a raça demoníaca, a relação com Shen talvez possa melhorar.

Mesmo que eu tenha confrontado meu próprio pai, algum lugar dentro de mim eu sinto uma coisa brilhante enquanto eu ando pelo deserto.

——–

Escolhendo um caminho com boa vista, quando um monstro hostil aparece, eu tomo a iniciativa de usar magia para implodir eles. Com isso eu fui capaz de chegar até aqui.

Desde que eu tome a iniciativa, a maioria dos monstros, mesmo comigo sozinha, eu seria capaz de lidar com eles.

No tempo do primeiro sacrifício um guerreiro acompanhou ela para a montanha divina onde o Deus da montanha Shen estava, mas agora elas têm que passar por um número de pontos por si mesmo até chegar lá

Não tinham mãos o bastante então nós não tínhamos outra escolha.

É por isso que a garota escolhida para o sacrifício teria que gastar meio ano estudando magia.

Aquelas que eram mais habilidosas com a espada eram ensinadas a usar armas.

Sem nem dizer que eu estive praticando desde o dia em que eu me lembro, então eu me senti um pouco feliz.

Era uma coisa pequena, mas eu lembro a diversão que eu tive no ultimo meio ano, meu rosto inconscientemente esboça um sorriso.

Agora eu me preparei.

Levantando meu rosto, tinham rochas irregulares e um terreno com várias protuberâncias em uma grande área.

Este é o último ponto difícil.

Desde que a visão nesta área era ruim, um ataque surpresa era uma possibilidade.

Eu tenho que sair desta área o mais rápido possível, pois esse é um local com diversos perigos.

No entanto, se eu passar deste lugar, eu alcançarei a caverna que leva diretamente para a montanha divina.

Tudo bem!

Eu dei o meu primeiro passo na área rochosa.

◇◆◇◆◇◆◇◆

“Por favor, alguém por favor me ajude!!!”

Nem mesmo eu entendi para quem eu estava pedindo por ajuda.

Meu cajado tinha sido jogado da minha mão e quebrado.

Agora ele não é útil afinal.

Eu, que não tinha uma única arma nas mãos, estava agora encarando uma besta demoníaca.

Um cachorro gigante.

Mas ele tinha duas cabeças.

Uma besta com pelo azul profundo que eu conhecia.

“Um liz, o que ele está fazendo aqui?

Liz.

Esse é o nome do cachorro de duas cabeças que está na minha frente.

É uma besta demoníaca temível que com sua forma astuta de caçar sua presa em grupos era estranho encontrar um sozinho, neste sentido poderia ser dito que era uma sorte.

Poderia ser dito, mas…

Desde que eu não posso derrota-lo, é uma sorte sem sentido.

Suspostamente um liz não era pra estar nestas áreas, certo?

“Gurururururu” *Grrrrrr

Isso é mau, ele está vindo.

Minha respiração está começando a abaixar.

Não, morrer sendo sacrificada é uma coisa, mas ser a caça de um Liz!

Não brinca comigo!

“Alguém me ajuda!!!!”

Eu gritei do fundo do meu coração.

Eu vejo o liz cruelmente colocando sua força nas pernas traseiras e levemente encolher seu corpo.

Pra esse ser o meu fim, por qual motivo eu…!

Eh?

As orelhas do liz se levantaram,

Soltando a força que ele colocou no corpo ambas as cabeças do Luz olham pra mesma direção.

O que?

O que está acontecendo?

O liz foi atraído por algo e eu segui ele.

O que é isso, parece que uma nuvem de poeira está sendo criada?

“O que? Uma raça que eu nunca vi antes?”

“Gurururororo!!!”

Liz deu um rugido poderoso naquela direção.

Ele está obviamente mais preocupado com aquele que está passando do que comigo.

Do mesmo jeito que nós orcs, a sombra estava correndo em duas pernas em velocidades que pareciam impossíveis.

Mas em?

Isso não é rápido demais?

Em uma respiração ele diminuiu a distância entre a gente e sua aparência estava clara.

“ASFHDSKJHFS!!”

“Gururuo?”

Se aproximando com um grito que eu não conseguia entender bem, ele deu um chute voador no liz.

Uma disputa física com o Liz?!

Ele é um guerreiro?

Ele vai ser repelido ou ele vai causar algum dano? De qualquer jeito, com isso a força dele será dominada.

Mas ele deve ter confiança na força dele, pois ele vai desafiar um liz para uma disputa física.

“De jeito nenhum…”

Eu sussurrei lentamente.

Demorei um tempo para perceber que fui eu quem disse aquilo.

Aquilo era rápido, mas era apenas chute voador.

Aquilo não estava usando nenhuma magia e provavelmente não estava usando nenhum tipo de equipamento especial.

Não apenas isso, eu podia sentir que os movimentos daquilo eram atrapalhados.

AINDA ASSIM.

Aquilo despedaçou o corpo do liz quando o acertou.

Mesmo que eu tenha visto com meus próprios olhos, minha mente ainda não aceitava aquilo como realidade.

Quando aquela coisa aterrissou, ela suavemente levantou e se virou.

Eu estou convulsionando, eu definitivamente estou morta agora.

Com apenas um ataque?

O liz agora era uma massa de pelo duro e músculos… aquilo o matou?

“BJASDLKJSA”

Ele está dizendo alguma coisa.

Virando os olhos para um lado, juntando as mãos, fechando os olhos, ele fez tantos gestes incompreensíveis.

Nossas linguagens provavelmente são incompatíveis.

Na vez que ele gritou eu não pude entender depois de tudo.

No entanto eu acho que ele seja macho.

Levando em conta a voz e a psique.

Com todo o meu conhecimento eu tento pensar no que ele é.

Um rosto sem pelos que parecia macio.

Vestimenta simples feita de um material que eu nunca vi.

Mas as técnicas de tecer utilizadas para fazer ela, eram claramente de alto nível.

Ele não tinha garras nem presas e também não tem nenhuma cauda.

Tal tipo de criatura.

Poderia ser um guerreiro que veio do lado de fora que fizemos contato algumas vezes. O tão falado hyumano?

De qualquer jeito, eles são a raça hyumana, ou foi o que eu ouvi.

Dissecando o corpo dos inimigos que eles derrotaram, oprimindo as pessoas que correram e perderam a vontade de lutar, parece que eles são uma raça brutal.

Agora que eu penso nisso, tinha uma raça perigosa que confrontou a raça demoníaca.

Poderiam ser os hyumanos?

!!!!

Nossos olhos se encontram!

Sem nenhum cuidado ele estava se aproximando de mim.

Mesmo que nós dois estejamos desarmados, só de ver aquele espetáculo, não tem como eu pensar que nós estamos no mesmo nível.

“Ah… Prazer em te conhecer.”

“Hiii! Ele falou?!”

Sem nem pensar eu deixo uma voz patética escapar.

Mas eu não estou errada.

Somente um minuto atrás eu não era capaz de entender nem uma palavra, entretanto do nada ele disse palavras que eu podia entender. Ele começou a falar na minha língua.

Não tem como eu não ficar chocada.

Em um olhar ele pode ver que eu era uma orc do planalto e mudou a linguagem que ele falava?

Hyumano, assustador.

“Eu não sou estranho. Eu sou gentil e legal. Você me entende?

Boku? (Nota: forma japonesa de referir a si mesmo)

Como esperado, ele é um homem.

Eu certamente entendi o que ele disse.

Eu movo minha cabeça pra cima e pra baixo.

Se pra ele isso significa as mesmas coisas que eu sei, eu não pude pensar naquele momento.

Mas, eu senti que algo estava errado…

??! E- eu sou gentil e legal?!

O que eu estou fazendo?!

Rapidamente eu balanço a cabeça da esquerda para a direita.

“De jeito nenhum alguém que matou um liz em um ataque pode ser ‘gentil e legal’!” (Ema)

Eu pude sentir meu corpo tremer novamente.

Está certo.

Este cara, que tipo de coisa sem sentido ele está dizendo?

“Oh entendo. Eu sou forte! Mais forte que você!”

“HIIIIII !!!!” (Ema)

Eu sabiaaaa!

Encolhendo meu corpo, eu tremo.

Sem negar, ele de repente vem com uma ameaça.

Ele não fez nada depois disso, mas eu sinto que ele está me intimidando.

Quando eu dei uma olhada na abertura entre as minhas mãos.

Ele levantou as mãos e olhou minha aparência assustada com uma expressão confusa.

O que é você?!

Não importa o quanto eu tente ficar calma, o medo dentro de mim sempre me vence.

“Bem, se acalme…”

Pareceu que ele estava falando aquilo para si mesmo.

Dizendo aquilo, ele continuou a conversa comigo.

Conversando com ele eu percebi que ele era uma pessoa inesperadamente compreensiva.

Como eu digo isso… uma boa pessoa.

No meio da conversa eu perguntei se ele possua um poder único chamado de Domador, mas parece que ele não tem.

A propósito, domador é um poder único que raramente aparece entre a raça humana e a demoníaca. Eles podem comunicar com bestas demoníacas e mamono, e algumas vezes controlar eles.

Depois de ouvir aquilo ele disse “Você também está perdida?

Quando eu chamei ele de hyumano ele não negou, então eu acho que ele é um hyumano.

Mas, o que é isso sobre ‘também’? Ele se perdeu andando sozinho nesta terra desolada?

Não, isso é impossível.

Que tipo de coisa absurda ocorreu pra isso acontecer?

E ele não parece saber que esta é a borda do mundo.

O que é isso? Que pessoa misteriosa.

Quando eu disse a ele que eu era um sacrifício da vila e que estava a caminho da montanha divina, ele fez uma face delicada e se preocupou sobre mim, ele perguntou sobre a situação da vila e como nós vivíamos normalmente, este tipo de coisa.

Como esperado, eu acho que ele não é uma má pessoa.

Ele é um hyumano estranho.

Ele se introduziu como Makoto, alguém de 17 anos como eu, e ele me escoltou para o último local de descanso, o ‘campo da purificação corporal’.

Como meu benfeitor, eu decidi chamar ele de Makoto-sama

Ele então me chamou de Ema-san. Eu me senti lisonjeada.

Está tudo bem não me chamar usando honoríficos, mas talvez ele não tenha esse tipo de costume?

A partir do momento em que ele começou a me escoltar, a jornada progrediu mais tranquila.

Não haviam ataques surpresa, somente algumas raças que estavam olhando pra gente.

Eles pareciam cautelosos com o Makoto-sama e não chegavam perto.

Eu estou realmente grata.

Eu me senti aliviada no meu coração pois agora eu posso fazer minha tarefa como sacrifício.

A entrada da caverna estava visível.

“Makoto-sama, você pode por favor me esperar aqui um pouco? Eu tenho que explicar a presença do Makoto-sama para as pessoas da floresta.” (Ema)

“Entendo.” (Makoto)

Eu disse ao Makoto-sama para me esperar um pouco enquanto eu entrava na caverna primeiro.

Ele obedientemente concordou e parou.

————

“Ema-sama, eu estou feliz que você chegou em segurança.”

“Obrigada. Tem uma pessoa que salvou minha vida no caminho. Não tem nenhum problema se ele vier descansar, certo?” (Ema)

“Ooh! Um salvador?! Eu entendi, então, aquela pessoa é?”

“Me ouça calmamente. Ei nunca vi eles antes, mas ele é provavelmente um hyumano.” (Ema)

“Hyumano?!”

“É. Parece que ele está perdido e eu não entendi muito bem as circunstancias dele, mas o que eu tenho certeza é que ele correu até mim quando eu estava em perigo e derrotou o liz com um ataque. De qualquer forma eu quero dar boas-vindas a ele antes de partir.” (Ema)

“Um hyumano então. Eu nunca vi nenhum antes, mas eu ouvi que eles são brutais e extremamente gananciosos, e acima de tudo, eles são excepcionalmente cruéis.”

“Eu já conversei com o Makoto-sama, sobre ele não há tal coisa. Por favor.” (Ema)

Persistindo no meu pedido, eles aceitaram o que eu disse.

Eles provavelmente ouviram o meu pedido porque eu era um sacrifício.

Eu tenho que ser grata a isso.

Da entrada eu aceno para o Makoto-sama como um sinal.

Mesmo que eu esteja interessada nele não tem sentido.

Eu vou morrer logo.

Mas.

O Makoto-sama que de repente apareceu, que é um completo mistério. Eu não podia parar a curiosidade que estava lentamente crescendo dentro de mim.

◇◆◇◆◇◆◇◆

Naquela noite na caverna com o Makoto-sama, para mim foi uma diversão que eu não tinha fazia tempo, foi a melhor noite.

Eu gostava de atender outras pessoas.

Mesmo se fosse um convidado que veio de outra vila, como para a celebração de um amigo.

Nestas horas, se eu tivesse que dizer qual eu era, eu sou do tipo que recebe hospitalidade dos outros. Tiveram várias ocasiões que eu estava em uma posição especial. Eu iria normalmente gostar destas vezes mais que o normal

Falando do Makoto-sama, ele está realmente interessado na magia que eu usei. Parece que ele não conseguia aguentar mais e então ele me perguntou,

“Ema-san. Aquilo é magia, certo?” (Makoto)

“É-e. Está é uma magia que nós normalmente usamos nas nossas vidas cotidianas. Hyumanos chamam de feitiçaria, entretanto.” (Ema)

Eu ouvi que hyumanos chamam magia de feitiçaria. Eu estava um pouco surpresa por ele ter chamado de magia.

Naquele momento, ele me perguntou se ele poderia usar magia também.

Quando eu respondi que, “Mesmo que eu pareça assim, eu sou na verdade uma das usuárias de magia mais proeminentes da minha vila.” Os olhos dele começaram a brilhar.

EU sou na verdade a mais forte, mas eu tentei ser um pouco humilde.

Então o Makoto-sama me pediu para que eu ensinasse magia a ele.

Ummm…

EU não acredito.

Enquanto estava nessa terra desolada, sem nenhuma arma, e além disso sem saber magia.

Bem, com a força física dele é possível, mas…

Ele também disse que não comia faziam 3 dias. Enquanto estava relutante, ele comeu as reservas de comida na nossa caverna.

Bem, ele me pediu, mas desde que ele não sabia nem mesmo da existência da magia, com baixas expectativas eu ensino a ele a aria da magia que eu estou usando como forma de agradecimento. Eu expliquei a ele um pouco sobre o que era energia mágica.

Quando eu fiz aquilo, mesmo se fosse magia básica, com somente uma tentativa da aria, ele foi capaz der conjurar ela com sucesso.

Querendo saber o quão forte esta pessoa era, eu peguei um item que estava guardado e era capaz de identificar níveis e o resultado foi… ele era nível 1.

Não existe ninguém nível 1 com essa força.

Eu pensei que ele fosse nível 100 ou 300 no mínimo.

A maioria daqueles da raça demoníaca estão ao redor do nível 300.

Ele é uma pessoa realmente misteriosa.

Ele é um gênio?

Das pessoas que excediam em talento, elas normalmente tinham uma atmosfera que fazia ser difícil se aproximar delas, mas desta pessoa eu não conseguia sentir isso.

No fim, depois de prometer a ele que eu iria dar as arias que eu sabia pra ele mais tarde, o dia chegou perto do fim.

De noite eu peguei um pedaço de couro para usar como papel e escrevi como maluca, cada aria que eu conhecia.

Eu pensei que se o meu conhecimento ficasse com o meu benfeitor Makoto-sama então isso seria algo para ficar feliz.

Na noite que todos já estavam dormindo, eu fui ao quarto e silenciosamente deixei a papel lá e fui dormir.

Na última noite ele viveu harmoniosamente como o único diferente em um local cheio de orcs do planalto.

Eu podia sentir o alerta dos guerreiros e de todos os outros.

———-

No próximo dia.

Eu que tinha dormido tarde fui para a sala de visitas esperando ver a figura do meu benfeitor.

Mas, eu não pude acha-lo.

Eu não podia ver a figura do Makoto-sama em lugar algum.

Ele ainda está dormindo?

Logo será o café da manhã.

Ainda tem tempo antes que eu tenha que ir, mas só um pouco eu ainda quero falar sobre um monte de coisa com o Makoto-sama.

Mesmo que eu tenha checado dentro, no local que ele era pra estar supostamente dormindo, ele não estava lá.

É por isso que eu fui na entrada e perguntei a um dos guardas lá.

“Bom dia.” (Ema)

“Se é sobre ele, ele saiu mais cedo.”
“EEEhh?!” (Ema)

“Eu tenho uma carta dele.”

“Uma carta do Makoto-sama?” (Ema)

Na carta que tinha sido pega tinham certamente letras escritas nela.

E sem dúvida estava em nossa língua.

Somente o que ele é?

Mesmo na nossa vila são poucos os que podem escrever.

Vamos ver.

“Obrigado por ontem. Faz tempo desde da última vez que eu dormi debaixo de um teto. As arias que você deixou do lado do meu travesseiro eu as recebo agradecidamente. Por ter educadamente ensinado um total estranho como eu, eu fiquei realmente emocionado. Pelo bem da Ema-san que foi tão boa comigo, eu quero fazer algo. É o que eu pensei, eu não sei quanto, mas por favor espere pelo menos um dia antes de ir para a montanha divina. Eu vou fazer algo sobre o aquele Shen. Só isso, é possível que eu não seja mais capaz de retornar. Se amanhã, Shen não estiver na montanha divina por favor volte para vila com todos. Por estar comigo em um tempo que eu achei que fosse ficar sozinho eu verdadeiramente te agradeço.

Makoto”

Tal coisa.

Makoto-sama é certamente forte.

Mas nós estamos falando sobre o Dragão Superior Shen, um dragão que fica de pé no topo dos dragões. É difícil esperar alguma coisa.

Não importa que tipo de existência, se você não for um Dragão Superior também ou pelo menos um Espirito Superior, não tem como você ser capaz de lutar no um contra um.

Desafiar ele somente com a magia de baixa qualidade que eu te ensinei.

Isso não seria uma luta, isso seria suicídio.

Eu não tenho certeza se eu vou ser capaz de chegar a tempo, mas ainda assim se eu conseguir eu tenho que convencer ele a desistir.

Eu não sei se Shen sabe sobre nossa relação com ele, mas se ele lutar contra Shen e o Shen souber e tentar destruir nós todos…

EU começo a pensar nessas coisas.

Eu já aceitei minha morte.

É por isso que eu não quero que ninguém morra por causa de mim. Se por tentar me salvar, a vila for destruída então eu não desejo ser salva.

Eu entendi ao ponto de doer que ele está fazendo isso por boa vontade.

Mas ainda.

Essa boa vontade é algo que eu não posso receber.

Eu tenho que me apressar.

Com preparações mínimas eu anuncio que eu estou saindo da caverna.

Naquele lugar.

Makoto-sama estava lá.

Com uma garota que eu não conhecia.

O que?

“Ah… você leu a carta certo? Bem você vê, me desculpa. Eu retornei. Tadaima.” (Makoto)

Ele deve ter inferido que eu estava indo fazer olhando para a minha roupa e expressão.

Confortante, mas ainda assim maldoso com o rosto de alguém que tinha acabado de receber uma punição.

Makoto-sama se desculpou e disse, “Eu estou de volta”, para mim.

◇◆◇◆◇◆◇◆

A mulher que parecia uma hyumana com uma roupa embrulhada ao redor do corpo dela, e para o meu espanto era a Shen-sama!

Falando com o Makoto-sama parece que ela se apaixonou por ele e agora está viajando junto com ele.

O que está acontecendo, eu não faço ideia.

O que eu claramente entendi é que…

Nós estávamos saindo do ‘Ponto de Purificação Corporal’, se movendo por todos os pontos de segurança na direção oposta e nos encontrando com os soldados. Significando que agora nós estamos voltando para a vila.

Isto é um sonho?

A Shen que nos tinha oprimido por todos esses anos, na verdade não tinha feito nada.

Quando eu perguntei o que aconteceu com os sacrifícios, Shen-sama disse pra mim que muito provável foi o trabalho de alguém que usou o nome dela para nos enganar.

Uma mulher alta e com um longo cabelo azul.

Esta é a Shen-sama.

Makoto-sama não recuou contra um Dragão Supremo e além disso ele levou o combate para um lado favorável e até mesmo fez um pacto e parecia que agora ele dominava ela.

Lutar contra um Dragão Supremo, conseguir um estado favorável e então formar um pacto?

Eu pensei que ele fosse forte, mas a dimensão do quão forte ele é, é completamente diferente

Vendo Shen-sama provocando o Makoto-sama, ‘dominante’. Eu queria virar minha cabeça em dúvida, mas vendo a forma da Shen-sama eu não posso duvidar.

Acertando a cabeça dele e dizendo pra ele fazer dela a esposa dele, ou, somente um pouco mais e eu teria virado bife de dragão.

Eu senti que eu estava escutando histórias de faz de conta.

Mas ouvindo Shen-sama explicar em detalhes enquanto ria, em algum lugar dentro da minha cabeça eu acabei concordando.

Vendo a Shen-sama beber o valioso saquê como se fosse agua, e o Makoto-sama que diferente da vez que estava na caverna, como o banquete sem se restringir, eu senti como se eu estivesse dentro de um sonho.

Era um banquete, um banquete.

E além disso, era um banquete para comemorar um problema que havia sido resolvido.

E pensar que eu tinha tal futuro.

Os guerreiros bêbados então pediram para os convidados de honra Makoto-sama e Shen-sama para levantar e fingir uma luta pra eles.

Foi um show de habilidades, então não se tornaria uma luta até a morte, mas a intensidade foi inteiramente transmitida. Parece que o Makoto-sama estava se divertindo.

Desta vez foram as garotas que fizeram pedidos, mas ao invés de uma luta elas sugeriram uma dança.

Makoto-sama estava recebendo uma calorosa recepção do meu pai, ele tinha um rosto que não podia esconder a felicidade dele.

Foi a melhor noite de uma vida.

Eu pensei aquilo, mas no próximo dia eles fizeram a melhor noite de uma vida novamente. Eu não posso acreditar nisso.

Quando Makoto-sama deixa o seu assento a celebração diminui um pouco, mas o entusiasmo ainda continuava.

Neste passo vai durar até de manhã.

Sem dúvidas.

Com um sorriso amargo eu observo os arredores e nisso, em um local um pouco reservado, eu vi Shen-sama e o meu pai conversando um com o outro e então eu decidi me aproximar.

Sobre o que eles estão falando?

“E é assim que é. Se você vai contar para todos ou não eu deixo com você.” (Shen)

“Entendo. Então isso significa que o Makoto-sama também tomou ressentimento pelas garotas que foram sacrificadas.”

?!

O que ele disse?!

Vingança? Mas Shen-sama disse que ela não sabia quem tinha usado o nome dela.

O que isso significa?

“Grande mestre não tem o trabalho de dizer esse tipo de coisa.” (Shen)

“Obrigado. Me deixe expressar minha gratidão.”

“Isso não é necessário. No entanto, eu tenho uma sugestão.” (Shen)

“O que poderia ser?”

“Nos confins dessa terra desolada onde todo lugar é perigoso em alguns lugares férteis, já brigaram por eles e esses lugares desapareceram.” (Shen)

“Isso está certo. No passado houveram lutas pelos lugares férteis e nos acabados. Julgando que era inútil, nós decidimos fazer uma vila aqui. Forçados a proteger as terras que nós protegemos, os dias de lutas sem fim contra outras tribos só continuará.”

“Esta pode ser uma escolha inteligente. Bem, você vê. Você não quer viver em um lugar melhor?” (Shen)

“Isso, você está nos dizendo para lutar novamente?”

“Não. Quando eu fiz o pacto com o meu senhor eu coincidentemente achei um bom lote de terra. Não há ninguém vivendo naquele lugar, e sem a minha e a permissão do mestre é impossível entrar lá. O verde é abundante e aos meus olhos é fácil viver naquele lugar. O que acha disso?” (Shen)

“A Shen-sama está nos chamando para a sua terra secreta?”

Uma terra fértil?

Um local seguro?

Terras secretas?

“Chamar ela de terra sagrada me dá arrepios. Asora Akuja. Ah bem, o nome não importa. De agora em diante vocês receberão a proteção de meu mestre e desde que vocês se devotem a ele, eu irei prover a vocês uma terra rica para se viver. É assim que vai ser.” (Shen)

“Mas isso, nós não sabemos quanta terra tem e onde ela está localizada.”

O pai parece estar perdido.

É verdade que isso iria incomoda-lo, para de repente dizer pra abandonarmos a vila.

Mas, uma terra protegida pelo Makoto-sama e pela Shen-sama.

Esse deve ser um lugar incrível.

“Fumu, você tem um ponto. Então, sendo o chefe eu vou te deixar ver uma vez, venha.” (Shen)

————

Como esperado da Shen-sama, ela é rápida, Pai e a Shen-sama foram envolvidas pela nevoa e desapareceram.

Isso significa que eles foram para aquela terra?

Para entrar pelo vento, certamente esse lugar deve ser seguro.

Eu ouço um som de gachigachi de dentes. (Nota: Ranger os dentes)

Era eu.

Um excitante e inspirador.

Ele começou a lentamente acelerar dentro de mim.

Por seguir o Makoto-sama e servir a ele nós ganharíamos uma terra rica e um estilo de vida seguro.

Como posso dizer, era tentador.

É verdade que eu ainda não sei mundo sobre o Makoto-sama, mas ele definitivamente não é uma pessoa ruim.

Uma terra rica, poderia possivelmente ser o tipo de terra que somente com um pouco de arado, as sementes que plantássemos cresceriam?

Se fosse nesse deserto, sem dúvida nenhuma, todos lutariam pela terra com olhos sanguinários.

Esse tipo de lugar que nós podemos viver servindo o Dragão Supremo Shen e o Makoto-sama.

A proposta de Shen era incrivelmente tentadora.

Quando o pai voltar eu devo convencer ele.

Enquanto eu silenciosamente fortaleço a minha determinação, os dois voltam.

A aparência do meu pai parece estranha.

Mas eu tenho que convencer ele.

Sem se importar, ei começo a andar na direção de ambos, e então eu paro.

“Pa-“ (Ema)

“Shen-sama. Eu terei certeza de convencer todos nesta noite. Por favor, nos deixe viver naquela terra!”

“Eh?” (Ema)

“Huh, Ema?”

Eu não conseguia sentir a hesitação que ele tinha momentos atrás. As palavras do pai pedindo pela migração me fizeram deixar uma voz estupefata escapar.

“Fu, parece que a sua filha também concorda. Você pode jurar sua lealdade ao Misumi-sama?” (Shen)

“Ele é salvador da minha filha. De agora em diante ele será o salvador da nossa tribo. Por favor, nos deixe servir abaixo dele!”

“Minha vida foi salva por ele. Poder retribuir é uma benção,” (Ema)

“Fumu. Certo, vamos deixar a parte de convencer o mestre para amanhã, hoje à noite vocês deveriam propriamente colocar ordem naquelas pessoas barulhentas.” (Shen)

“Sim!”

“Entendido!”

No dia seguinte.

Não demorou muito para aceitarem a migração.

Nós decidimos viver uma nova vida na terra do Makoto-sama e da Shen-sama.

Imaginando como a terra abundante é, todos dirigem olhares ao pai.

Eu estava ansiosa para a vida que estava por vir.


Tradutor: Michael | Revisor: BravoEd



Fontes
Cores