TMID – Capítulo 6 – Incertamente, a primeira luta é contra um chefe



Presas que iriam facilmente esmagar um ser humano estavam vindo bem na frente dos meus olhos.

Porque eu tenho um corpo super-humano eu posso para-las. Venha pra cima e tente.

O caralho que eu diria isso! Não há nada neste mundo mais inacreditável que eu!!

Esta é uma coisa decidida, não, uma realidade não seria exagero!

Em pânico eu pulo pra trás dele.

O dragão, sem se importar que errou a mordida começa a ir pra perto de mim novamente. Outro ataque de mordida!

Uma cobra voando no meio do ar, agora que eu penso sobre isso é bem difícil prever seus movimentos?!

“O que?!” (Shen)

Virando meu corpo eu pulo para os lados.

Salvo! Eu ainda estou a salvo.

Eu não deixo o dragão sair da minha visão. Vendo o tamanho da boca gigante que pode facilmente me engolir, eu sou capaz de algum jeito determinar o tamanho da cabeça dele.

Eu tento imaginar o quão grande é o seu corpo inteiro.

O que, então é varias vezes maior que um trem bala huh. Eu não tenho certeza do seu comprimento, entretanto.

Eu vou morrer!!

Que virada estupida de eventos, supervisor!! Hey inseto, venha cá inseto!!

Você certamente deveria ter uma arma legendaria ou uma ferramenta lendária de bobeira ai?!

A nevoa finalmente desceu aqui pra baixo.

Eu não posso ver claramente os meus arredores nem mesmo as minhas próprias mãos.

Eu não consigo ver nem o local em que eu estou pisando.

Tem um dragão enorme tão perto de mim e ainda assim eu não posso nem ver a sua figura.

Além disso, se o dragão se mover, a névoa deveria ondular com ele. Mas a névoa continua calma, ficando no mesmo lugar.

Aquele criando a névoa é certamente este dragão Shen huh. Não é justo.

No topo de tudo, sua presença.

Para não ser nem mesmo capaz de senti-la é muito estranho. Esta névoa não é normal afinal.

Desvantagem, está é uma incrível situação desvantajosa.

Arrepios correm pelo meu pescoço.

Eu corro naquele momento e então viro minha cabeça pra olhar para trás.

Uma boca gigante estava lá.

“É justo que eu não possa sentir a presença dele a este ponto?!” (Makoto)

Eu não tenho espaço para retornar golpes.

Quando você está lutando contra um oponente que possui um corpo gigante, a primeira coisa que se deve fazer é pensar nas aberturas dos ataques e o tempo de conseguir um golpe. É estabelecido que você deve desviar e defender cada golpe do oponente. Provavelmente.

De qualquer forma, a conclusão que eu cheguei dos meus jogos de ação e de luta é que nestes momentos eu só tenho que me acalmar. Neste tipo de situação eu não posso defender levianamente.

Mas eu não posso ver o corpo dele e ele ainda é capaz de aparecer atrás de mim e me engolir. Neste caso eu não posso nem ao menos contra-atacar! Que jogo com um método de merda!

Como lutar contra o chefe final em um jogo de luta que você acabou de comprar.

Se eu desviar do ataque então a cabeça viria logo em frente pra me morder. É por isso que eu não posso usar esse momento pra acertar o corpo dele. E eu nem ao menos sei se tem garras ai também.

O que eu deveria fazer?! O que eu deveria fazer?!

3 cartas azuis começam a flutuar dentro da minha cabeça. Bem, não estamos bem calmos? Vamos ver.

  1. Você deveria apenas desviar com espirito e então conseguir acertar!

O primeiro parece impossível. Meu sexto sentido diz que eu não posso atacar nesta situação.

Segunda. Chame o Zhuge Liang.

Terceira. Diminuir a força do meu ataque e depender da velocidade para acertar o local inteiro. De qualquer forma eu jogo bolas de fogo por todo o local para localizar o inimigo. E quando eu confirmar o local, eu vou atirar uma flecha de fogo.

Sim, é isso. É, a terceira opção parece viável.

Mas do tipo, com a minha cabeça, este é o limite.

Eu só tenho que fazer isso. Numa distância de quase zero, eu não acho que eu vou durar muito. Se eu entrar em pânico, eu vou ser caçado.

~Shen POV~

O encobrindo na nevoa, eu farei meu oponente consciente de meus ataques e então vou arrasta-lo para o ‘Asora’ e mata-lo.

Eu sou, no rank dos dragões, um dos mais superiores. Eu sou chamado de ‘invencível.’

Mas a razão de eu ser invencível é por causa do meu poder ‘Asora’.

Usando minha névoa como intermediara, eu sou capaz de arrastar qualquer coisa que minha nevoa encobriu para um mundo que eu criei.

Naquele mundo eu sou capaz de limitar magia e eu posso dobrar as leis da física.

Para mim perder neste lugar é impossível. O eu dentro do Asora não é meu corpo real afinal.

No momento em que eu arrastei ele pra cá, eu somente poderia desistir depois de tudo. Naquela situação eu posso atacar ele de forma unilateral.

No passado nunca houveram eventos em que eu não fui capaz de eliminar meu inimigo no Asora.

E eu planejo fazer isso com o tolo que destruiu meu portão.

Antes da nevoa chegar eu mordo duas vezes, no momento que ela chegar eu só preciso usar ela como intermediaria e leva-lo para o Asora, com isso deve ser o fim.

No entanto.

Eu não pude arrasta-lo.

Não importa o quanto eu tentasse, eu senti como se eu estivesse forçadamente tentando colocar algo grande dentro de um buraco pequeno.

A porta que eu fiz era pequena demais?

Então eu só tenho que caçar ele dentro da névoa.

Eu tentei atacar ele por trás.

Mas de alguma forma ele foi capaz de me detectar e desviar.

Que hyumano incrivelmente problemático, mas com isso eu não posso somente mata-lo.

Eu tenho que checar por que eu não sou capaz de arrasta-lo para o Asora.

Como ele é capaz de desviar de mim dentro da névoa que supostamente suprime todos os sentidos. Isso é só uma coincidência?

Se isso continuar, minha invencibilidade vai acabar.

Se quem o instigou a fazer isso foi outro dragão superior então eu tenho que certamente resolver isso.

Eu tenho somente dormido nesta extremidade do mundo então eu, de nenhuma negatividade que eu tenha provocado.

Se for só porque ele inveja o meu titulo de invencibilidade então eu não irei perdoa-lo, não importa qual seja o inimigo eu vou abater ele.

Eu inspecionei o estado do hyumano. No meu lado, eu posso vê-lo claramente.

Isso é uma bola de fogo? Ele está jogando ela pra lá e pra cá.

Muito ruim para ele, eu tenho uma resistência elemental. Naquele nível eu posso facilmente aguentar.

Esta decisão foi errada.

Eu começo a circundar minha presa enquanto tenho cuidado. É claro que eu estava lendo a trajetória das brids e desviando delas, mas.

Uma delas me pegou.

Ela acertou meu corpo.

Não machucou nem um pouco, mas a nevoa ao meu redor clareou um pouco. Meu corpo escamado estava visível agora.

Foi uma velocidade que poderia ser dita que só levou um instante.

O hyumano, concentrando seu poder magico, criou imediatamente uma anormalmente condensada brid. E precisamente apontou ela pro meu corpo.

Eu tentei me dobrar e desviar, mas.

Eu não consegui. Em apenas um instante ela veio pra mim como se fosse uma flecha e ‘perfurou’ meu corpo.

No meu corpo que é resistente a fogo, a mesma brid que eu não deveria sentir essa quantidade de calor e era a brid do mesmo hyumano, mas.

Ela me perfurou com uma velocidade inacreditável e então explodiu.

Um tremendo calor e dor.

“Agyaaaaa!!!!” (Shen)

Sem notar que o tiro tinha clareado a maior parte da nevoa ao redor.

Eu, pela primeira vez na minha vida, fiz a coisa chamada gritar.

Meu corpo, o que houve com o meu corpo?!

Não notando minha própria situação, eu naquele momento rapidamente chequei o local em que eu havia recebido o ataque.

A parte que recebeu o ataque atroz tinha sido meio queimada e meio arrancada.

O interior do meu coração que tinha ficado branco de espanto rapidamente foi preenchido com raiva.

Com olhos sedentos por sangue eu procuro aquele hyumano!

Isso não é uma presa mais. Ele não é uma presa que eu deveria caçar, ele é um inimigo mortal que eu devo destruir!

Mas neste momento eu não deveria ficar ansioso sobre a minha ferida.

Eu não deveria ter perdido ele de vista.

Procurando por ele, eu finalmente o encontro em meu campo de visão!

Ele estava em um ponto cego próximo meu.

O que é isso, o que é isso, o que é esta coisa!!

“Ataque de Mão Desesperançoso!” (Makoto)

Dizendo algo que eu não podia entender bem, ele leva seu punho até minha bochecha.

Sentindo como se um martelo tivesse me acertado, os interiores da minha cabeça se sentiram como se estrelas estivessem girando. Esta não é a força física de um hyumano! É como um ogro ou um gigante, ou talvez até mesmo mais forte que isso?!

“Se isso não é o suficiente, então! Punho com as costas da mão!” (Makoto)

Além disso, ele me ataca no mesmo lugar!!

Não foi na mesma proporção que o anterior!

É um poder exorbitante. Não apenas o meu rosto, o meu corpo inteiro foi mandado voando na direção oposta.

Mas uma recompensa veio após todo esse dano!

Como isso eu posso mais uma vez me esgueirar na minha nevoa.

Eu me corrijo. Este hyumano é perigoso, ele claramente não é normal. Não há dúvida que ele está sob a proteção divina de alguém.

Como esperado é um dos dragões superiores? Ele é um hyumano, este tipo de força é somente inacreditável.

Isso significa… um Deus?!

Aquela Deusa que sempre muda?!

Se for isso então não seria impossível, mas esse hyumano tem a aparência de uma pessoa normal.

Ele não parece o tipo de pessoa que iria ganhar a afeição daquela Deusa.

Então quem no mundo. EU não vou recuar por dor, esta é a minha primeira vez recebendo um golpe no rosto. A parte queimada no meu corpo ainda dói.

Apenas o que?!

?!?!?!?!?!

“Por que o local que eu estou…?” (Shen)

Agora, do meu lado direito. Ele estava… ele estava lá.

De jeito nenhum. Não importa o que, dentro da nevoa deveria ser impossível. É verdade que ela ficou mais fina, mas para ele ser capaz disso…

“Agora que chegou a isso eu vou usar minha técnica fatal…” (Makoto)

A mão dele está ficando vermelha. Ele disse uma palavra realmente perigosa. O q-que que ele… está tentando fazer?

“Pulo do sapo SUPERIOR!!” (makoto)

Ele acerta seu punho no meu queixo.

Então.

“Se torne uma ESTREEELAA!!!” (Makoto)

Metade do meu corpo foi mandada voando pelo punho dele. E desse jeito, meu corpo desmoronou na direção oposta.

No meu estado de consciência que eu mal podia sustentar.

Mesmo se eu não tiver perecido ainda, este era um dilema devastador.

Que humilhação.

Eu não vou ligar para os métodos que eu utilizar. Eu entendo isso bem.

No meu estado colapsado, eu fingi perder minha consciência e comecei a procurar pela localização dele dentro da nevoa.

Eu silenciosamente expirei uma nevoa que é usada para miragens.

Mesmo sem Asora, meus poderes não são tão simples.

Minha natureza real é a miragem. Eu posso espiar as memorias de meu alvo e após isso eu sou capaz de reproduzir ilusões que o meu inimigo quer ou não quer ver.

Se eu fizer uma barreira de nevoa profunda e colocando meu poder eu posso fazer a ilusão ainda mais real ao ponto de que não é nada diferente da realidade.

Por alguma razão eu não posso arrasta-lo para o Asora.

Então levando esta situação em conta eu ia prendê-lo dentro da nevoa e ‘deixa-lo’ lá até que ele morra.

Não é nada bom que seja uma ilusão que ele não quer. Eu posso ter problemas se ele resistir.

Mostrar a ele uma ilusão que ele quer, dentro da felicidade ele vai morrer de fome. Hyumano, não importa o quão fortalecido você esteja, com dez dias você definitivamente deve morrer.

Se dez dias não forem o bastante então um mês, eu posso até mesmo fazer isso por um ano.

Com minha nova resolução eu procuro pelo hyumano.

E pensar que eu teria que fingir de morto e que eu teria que escolher uma forma de matar que era como tentar bajular alguém.

Com suas costas eretas, o homem respira.

Mas isso é só ele fingindo. A nevoa ao redor dele me diz que aquele homem não abaixou a guarda dele. Que atitude completa.

E lentamente contornando, ele checa os arredores. E com sem uma pequena quantidade de negligencia, ele ‘sai da nevoa’.

Desta vez com certeza o cuidado dele vai diminuir. É algo normal. Não há dúvida que ele saiu da nevoa, ou é o que ele pensa!

Ele não entoou uma aria!

Agora. O lugar que ele está é um cenário de ‘fora da nevoa’ que eu projetei, mas ele ainda está ‘dentro da nevoa.’

Eu posso fazer isso!

Eu abro meus olhos! E o hyumano pulando em uma única respiração. Como esperado, e pensar que ele pode se mover a tal extensão.

Mas você está atrasado demais.

“Este é o fim.” (Shen)

Com emoções a flor da pele eu crio um espaço quadrangular envolto por uma barreira de nevoa.


Tradutor:Michael| Revisor:BravoEd



Web Analytics
Fontes
Cores