TMID – Capítulo 3 – Encontro com o primeiro aldeão, não isso não conta



Não estranhem as falas da Ema(orc) em certo ponto, é assim mesmo.


“Sa- Salve me!!”

Eu claramente ouvi uma voz. Em algum lugar perto daquela colina rochosa.

“Sim com prazer!!!” (Makoto)

Com uma resposta alegre eu corri. Minha tensão já havia desaparecido! Eu senti que poderia usar habilidades uma após a outra.

Eu vejo, eu posso claramente ver. Eu tenho uma visão incrível. Eu definitivamente não preciso de óculos, eu, no entanto já retirei minhas lentes, é somente pela aparência!

O que eu vi me assustou um pouco, mas isso não vai parar as minhas pernas.

Tem duas coisas ali, uma parecia ser um porco e a outra um cachorro com duas cabeças. Ah, bem, é muito melhor que a solidão.

Em jogos existem porcos que podem voar no céu e também um cachorro infernal com três cabeças.

Só que agora eles estão no mundo real, nesta situação eu nem ligo! Eu sou um super-humano aqui, algum problema com isso?!

Enquanto eu corro eu vejo, aquele que quer ser salvo é o porco. É o que você chamaria de orc?

Aquele que está atacando é o cão de duas cabeças. Uma luta entre monstros?

Quem eu deveria me aliar é obvio. Aquele que levantou a voz! Graças a você eu encontrei seres vivos afinal!!!

O lado de lá já parece ter notado minha presença. Ambos estão cautelosos sobre aquele que está chutando nuvens de poeira(eu).

Eu estou grato, com isso o orc-kun(talvez) vai ficar a salvo. No entanto só se eu derrotar o cão.

“O que é você, bastardo! Você vai ficar no meu caminho?!” (Cão de duas cabeças)

O cão de duas cabeças uivou e as palavras saíram ao mesmo tempo.

“Olá! Eu sou um humano, Makoto!! Prazer em conhece-lo!”

Ele entrou no meu raio de ataque.

Estando seguro disso, eu usei o momento da minha corrida e pulei, de frente para o cão eu mirei um chute voador nele.

“Deryaaaaaa!!!” (Makoto)

Foi um ataque que eu usei no momento para ganhar iniciativa e abrir a distância.

“Wa, é muito rápido!!” (cachorro)

Aquelas foram as últimas palavras do cachorro.

No meio das duas cabeças, meu chute conectou.

Estava tudo bem até isso, mas…

Somente com isso, eu passei por dentro dele.

Hai?

Meu oponente era um mamono certo? Não, não importa se era um mamono.

Mesmo se eu corresse com toda a minha força, um acerto usando todo o meu momento…

Não importa o quanto, isto não é estranho demais?!
“E, Ehmmmm.” (Makoto)

Dentro de mim eu estava em pânico, mas eu consegui aterrissar.

Timidamente eu me viro.

“Ah, bem, eu fiz isso.” (Makoto)

Foi um espetáculo medonho.

O corpo superior do cão de duas cabeças estava espalhado pelos arredores, enquanto a metade de baixo estava no chão. Estava num nível em que você não saberia o que no mundo teria feito isso.

Me desculpa, me desculpa, me desculpa.

E pensar que tal coisa aconteceria, eu nunca nem mesmo seria capaz de imaginar algo assim. É verdade sabia?

Era como se um caminhão tivesse passado por cima.

Eu desvio meus olhos.

Fui eu quem fiz isso, mas eu não podia aguentar.

Meus olhos se encontram com o do orc-kun

Comparado a vez em que ele estava com o cachorro, eu podia ver que os olhos dele tinham muito mais medo neles.

Estranhamente, a aparência dela que supostamente era para parecer feia não me deu nenhum tipo de desgosto, deve ser por causa daquele inseto, digo, Deusa. Nunca existira uma experiência maior sobre não julgar alguém a partir da aparência depois de tudo. Dizendo que eu não sou bonito, que eu sou inútil, não ferra comigo.

Em vários sentidos, eu fiz besteira?

Mas de qualquer jeito eu sou capaz de comunicar, eu deveria falar com ele.

Ah~ uma conversa. Que ato incrível.

Eu fiz uma coisa um tanto quanto indesculpável com aquele cachorro. Por favor descanse em paz.

Eu junto ambas as minhas mãos e rezo pela felicidade dele no próximo mundo. Da próxima vez que nós nos encontrarmos, talvez seremos capazes de conversar melhor.

Agora então.

Uma conversa certo? Finalmente eu serei capaz de conversar com alguém.

Sentindo uma estranha antecipação, meu coração bate mais rápido.

Quietamente eu olho nos olhos do orc enquanto eu fico de frente pra ele.

“Ah~ prazer em te conhecer.” (makoto)

“Hiiii!!! Ele falouuuuu!” (Orc)

Hein?

???????

O que? Eu falhei logo de cara?!

Não não, é o meu primeiro encontro em três dias, sabia? Nunca que eu irei desistir. Impossível.

“Eu não sou uma pessoa estranha, eu sou gentil e amável. Você entende as minhas palavras?” (Makoto)

O orc-kun(talvez) balança a cabeça pra cima e pra baixo e logo depois da esquerda pra direita.

Eu não entendi o que isso significa. Talvez um gesto que só exista neste mundo?

Ele também anda em duas pernas então é bem próximo a um ser humano.

Não espera, vendo o porquinho-san de pé, talvez porque ele se assemelhe muito a um ser humano eu inconscientemente o encurralei demais.

“Uma pessoa que matou um “Liz” com um ataque não pode ser uma boa pessoa!” (Orc)

Oh, entendo. Eu concordo com isso. Aquilo foi realmente inacreditável depois de tudo. Eu também penso assim.

Ele parece estar murmurando várias coisas, mas é inesperadamente um cara composto. Dizendo “Aquela… aquela forma de fazer” ou algo do tipo.

“Okay eu entendi. Eu sou forte, eu sou mais forte que você!” (Makoto)

“Hiiii!!!” (Orc)

O porquinho ficou assustado e curvou o corpo.

Que tipo de imagem é essa? Dizendo ‘Ele falou?!’ e agora ficando assustado. Para acalma-lo eu tento vários gestos.

Ooh, isto é surreal.

Bem, neste tipo de situação eu pensei que ele deveria estar dizendo ‘Eu tomei interesse por você’ ou algo desse jeito, mas talvez eu esteja jogando muitos jogos.

Eu entendo, isto é algo mais apropriado para o tipo besta. Uma coisa que seria mais apropriada para o topo de um cachorro.

Um porco não é uma besta?

Algo similar a isso seria um goblin huh. Isso é provavelmente uma garota? Mas eu sinto que um Oni combinaria com a imagem dela também.

Eu acho que u tenho jogado demais, mas eu ainda assim procuro informação dentro deles porque a existência que só deveria existir nos jogos, mamono, está na minha frente.

“Bem, somente se acalme. É verdade que eu sou forte, mas também é verdade que eu vim te ajudar, sabia” (Makoto)

Levantando ambos os braços eu apelo ao fato de eu não ser perigoso.

Yeah. Ao invez de dizer ‘Eu sou mais forte que você’ seria melhor me aproximar como se eu não tivesse vindo aqui machucar ela.

De qualquer forma, intimidação não é uma parte de minha personalidade afinal.

“Você foi aquela que gritou ‘Salve-me~!’ Então eu vim aqui e te salvei, Eu sou seu aliado certo?”

Orc-kun(Talvez) levantou a cabeça e me encarou. Parece q            ue a tremedeira dela se acalmou um pouco.

Bom bom, parece que eu ganhei uma boa impressão. Do jeito que isto está indo…

“Ve-verdade?” (Orc)

Ainda assustada ela me encarou e olhou nos meus olhos, eu acenei para ela.

A cautela na expressão dela diminuiu e então voltou para medo.

O que há com isso?!” (Maktoto)

Em um local sem ninguém eu fiz um tsukkomi. (Nota: Tsuki significa responder (de forma rude), mas também significa estapear a pessoa enquanto responde ela.)

Nada bom. E pensar que a comunicação seria tão complicada.

Eu não tenho nem dinheiro nem coisas que eu possa oferecer.

I-irá isto se tornar uma falha? De jeito nenhum, eu não posso desistir!

“Por que um humano écapazdefalarcomigo?! Poderia ser, você éumhyuamnoquepossuidomar?! (Orc)

Domador?

O que é isso?

Se você me pergunta por que eu posso falar com ela é por causa daquela Deusa inseto.

Eu vejo, um humano normal, não, mesmo que não seja normal um humano não deveria falar com um mamono~

Que poder você me deu hein!

Pessoas irão me entender mal com isso!

“Ah, gezz!! Eu, domador? Errado! Eu estou perdido! Eu te salvei! E fim!” (Makoto)

Por agora vamos ser diretos.

Eu direi a ela coisas que estão certas.

“??”(Orc)

Um, ela está pensando. Ela está tremendo, mas comparando a antes está melhor. Eu já cobri uma boa distância entre nós, então eu gostaria que você parasse de fazer isso, no entanto.

Além disso, eu estou bem assustado sabia?

Em uma situação onde eu estou vendo um porco de pé em duas pernas, tentar entendimento mutuo me comove.

Vagar neste lugar por três dias não foi para nada.

“??”(Orc)

Eu espero silenciosamente. E sobre a reação do outro lado? A presença de conversa é zero agora.

“Eu entendi.” (Orc)

SIM!
Eu consegui! Obrigado! Arigatou! ShieShie!

Boa, esta é uma conversa que é como uma conversa. E além disso, com boa vontade. Isto é algo para se ficar feliz sobre.

“Nãonão, eu só estou feliz que você está bem. De qualquer forma, a seu vilarejo é perto daqui?” (Makoto)

Eu vou mudar minha forma de me referir para ‘kimi’(você). Dizer ‘omae omae’ (Nota: ‘você’ de uma forma rude) é um pouco indelicado, ou pelo menos é o que eu penso.)

Mesmo que seja um vilarejo ou até mesmo uma casa.

Qualquer coisa está bem, eu só quero dormir em um local que tenha um teto.

Mas tristemente ela balança a cabeça horizontalmente.

“Poderia ser que você está perdida?” (Makoto)

Ela mais uma vez balança a cabeça horizontalmente sem vigor.

“Eu…pra te falar a verdade, eu estou perdido já fazem três dias. Você sabe onde eu posso achar pessoas por aqui?” (Makoto)

Mais uma vez ela balança a cabeça.

Oh Deus. A minha situação está mudando? Isto é um evento certo? Não é?

“Não há nenhum vilarejo hyumano aqui. Isto é chamado de ‘o fim do mundo’, uma terra infértil e desolada.”

Fim do mundo?

Isto… eu ouvi não faz muito tempo.

… Hey!

Aquele inseto, poderia ser que ela realmente me jogou nos confins do mundo?!

Não era apenas uma forma de falar? Você iria normalmente tão longe?!

Eu sinto malicia. Uma malicia realmente precisa!

Honestamente você duvidaria desse tanto de abuso.

Eh?

Pode ser chamado de confins do mundo, mas tem na verdade uma cidade gigante ali na esquina?

Muuuuito inocentte!!! É mais inocente que a gentileza do Tsuki-sama! (Nota: Inocente é escrito como amai no JP. Isso significa doce. Ele está chamando o Tsuki-sama de doce e não de inocente)

De jeito nenhum, definitivamente não há como ser isso.

Eu já entendi a personalidade daquele inseto. Ela não admite nada que não seja bonito. A primeira coisa deve ser que a aparência seja okay.

Muito provavelmente os outros dois são realmente bonitos. Para terem agradado aquele inseto odiador de homens, para ter dado poder e benções a eles, eles devem ser realmente muito bonitos certo?!

“Eu estou no meu caminho para me sacrificar para Shen-sama o Deus da montanha.” (Orc)

Enquanto meu ódio estava correndo solto pela deusa cuja a forma eu jamais havia visto, ela continuou a conversa.

Yaay uma bandeira de evento~.

Eu ainda nem cheguei em um vilarejo ou em uma cidade, mas eu já encontrei um evento que cheira à uma batalha de chefe intermediario~

Eu vou ter um sangramento nasal~

Enquanto lagrimas caiam ela me contou sua triste realidade.

Ouvindo ela eu entendi que ela era uma orc das terras altas que vivia no planalto, parece ser uma tribo orc de nível alto.

No entanto pela aparência não parece ser isso.

Uma vez a cada meio ano, o dono da montanha chamado Deus da Montanha solicita uma jovem fêmea para ser sacrificada.

Se eles não cumprirem isso, uma densa névoa cobre a vilarejo e as plantações não crescem propriamente.

Está é uma incrível orc das terras altas. Para não estar roubando e sim caçando e plantando. Você tem um sustento apropriado.

Eles são praticamente humanos. Tirando a aparência.

A propósito, por alguma razão eu sinto como se bandeiras estivessem sendo colocadas uma após a outra. (Bandeiras são como eventos em jogos que você avança até certo ponto

Pelas várias linhas de explicação e a situação, vocês já deveriam saber que tipo de bandeira é esta, certo pessoal?

Uma bandeira de batalha? Nãonão é um pouco diferente.

Um senso de otimismo? OU talvez um doce veneno chamado esperança?

Okay, vamos arrumar os fatos.

  • Eu fui jogado em outro mundo.
  • Eu segui um grito e ajudei uma garota(Orc) de um mamono
  • E então, a primeira garota que eu encontro neste mundo me diz que vai ser sacrificada.
  • E então eu vou e acabo com esta conversa sobre sacrifico (ainda não).
  • É uma baaaaaaandeira de he.ro.i.na!!!?!”?!”?!? (Porque é um espetáculo horrível, nós decidimos não retratar a reação de nosso protagonista).

E agora tente fazer o ‘ainda não’!

Ela seriamente levantaria!

Impossível, definitivamente impossível.

É claro, eu não sou do tipo que julgaria uma garota por sua aparência. Ela é normal e a impressão dela é bem leve.

Mas, mas se eu sair com alguém, eu gostaria que fosse um humano(Parecer)!

Isto é luxuria?!

Nãonãonãonão, isto é chamado de sofismo.

Eu também tenho experiência como um humano normal, eu não vou grudar minha cabeça em coisas como preconceito ou preconcepção.

Certamente desta garota orc, eu posso sentir um odor ruim que eu conheço. Pior, eu posso sentir o doce cheiro do que pareciam ser flores vindo dela.

Como uma senpai que você meio que admira?

Ha!!

Errado! Não é deste jeito!

Ouça bem, na minha ‘experiência’ existem brechas ‘obvias’ nas morais também.

Um glamour na questão de não parecer natural, pessoas em que seu corpo parou de crescer prematuramente, a garota que representa os elfos, a raça besta com orelhas de animais e armadura feita de pele.

Espíritos que tem forma humanoide, a raça demônio que pode ter a pele azul ou preta ou então algumas vezes verde. Dependendo da aparência até um robô está bem!

Um orc.

Mas um orc é impossível.

Isto é discriminação?!

Calado!! Se a base da forma não é humana então eu não quero! Esta parte eu não volto atrás! Eu não volto atrás!

Colocando todas as minhas experiências no mundo dos sonhos dos homens, eu lamentavelmente, verdadeiramente lamentavelmente não tenho uma garota orc como alvo de conquista.

O quê, experiência? É claro que é nos jogos! Isso é ruim?!

De qualquer jeito, você entendeu. Ela se tornar um alvo de conquista, isso nunca vai acontecer.

“Então é por isso que, me desculpe.” (Makoto)

Eu me desculpei pra garota antes da hora. Este tipo de coisa é melhor, deixar as coisas claras o mais rápido que você puder.

“Eh, sobre o que você está falando?” (Orc)

Droga. Eu confundi meus conflitos dentro do meu coração com a conversa de verdade. Isto foi uma mancada.

“Bem~ não é nada~ (Makoto)

A garota estava confusa, mas isso foi apenas por apenas um curto momento, enquanto ela rapidamente sorri pra mim novamente (Talvez? Eu não sei) para mim.

“De qualquer jeito, se está bem pra você, por favor me deixe compensa-lo, makoto-sama.” (Orc)

Wow, ela lembrou meu nome após minha entrada. Yeah, eu irei esquecer que depois disso ela disse ‘Ele falou?!’

Que dama com boas maneiras. Como é lamentável. Mais que uma garota humana eu gostaria que ela fosse uma garota cachorra ou uma gatinha~

“Un, eu sou Makoto. A propósito, eu tenho dezessete anos de idade. Prazer em conhece-la.” (Makoto)

“Eu sou Ema. Também tenho dezessete anos de idade.” (Ema)

E pensar que a idade dela também está de acordo!  Realmente foi somente a raça dela que faz a bandeira virar somente uma bandeira de batalha.

A propósito, o ‘não case’ que aquele inseto me disse, não esta nem mais na minha cabeça,

Tsuki-sama de disse que eu podia fazer qualquer coisa afinal~

“Bem na frente daqui, tem o último ponto do ‘campo da purificação corporal’ para chegar no Deus da montanha. Por favor descanse o seu corpo que está cansado das viagens lá.” (Ema)

Este é um local pra dar uma descansada? Ela realmente é uma boa garota.

É bem barato, mas é como se ela tivesse me fazendo o guarda-costas dela até nós chegarmos no ‘campo da purificação corporal’. Bem, se for como antes eu não acho que nós teremos problemas. Se uma rocha cair e posso repeli-la também.

“O-obrigado Ema.” (Makoto)

Eu aceito o convite dela e começo a andar em direção ao tal Deus da montanha.

Estranhamente, quanto mais eu falo com ela, mais eu entendo a forma dela de falar.

Aquele inseto deve ter me dado um poder que me permite entender a linguagem de uma raça quanto mais eu falo com ela. Como sintonizar como os pensamentos deles.

Bem, eu não tenho problemas com isso.

Enquanto converso com ela eu continuo minhas viagens.

Ela me contou sobre como o vilarejo dela está lentamente perdendo suas jovens garotas. Ela me contou histórias sobre os festivais que a vilarejo dela fazia nos tempos de paz.

Se duas garotas forem ser sacrificadas todos os anos, no futuro a vilarejo pereceria. Era um cálculo simples. Até uma criança sabia disso.

Do começo, a Ema que era um sacrifício estava indo para seu local de morte.

Ela falar de forma triste de vez em quando não é nenhuma surpresa.

Eu somente respondi ela e a segui, mas eu ainda tinha um grande número de perguntas.

Eu pensarei cuidadosamente sobre elas mais tarde.

Quando eu alcançar o último ponto de descanso o que eu deveria fazer?

Se eu for lá e derrotar o chefe intermediário a bandeira iria seriamente levantar certo?

Ela é uma boa garota, mas… ela é realmente uma boa garota, mas!

Ela tem uma boa personalidade, a idade dela é próxima também. Ela também é a filha do chefe do vilarejo então pode parecer que eu sou um oportunista.

Muu~ realmente, por que você não é humana Ema?

Poderia ser que você é uma linda princesa que foi amaldiçoada?

A civilização humana está muito longe daqui então não tem chance.

“Ah, este é o local.” (Ema)

Ema-san aponta para uma caverna. Realmente parece que foi feita artificialmente. O estado da entrada e também do caminho para ela. Tem sinais claros de que mãos trabalharam nisso.

“UM, Makoto-sama. Eu sinto muito, mas você poderia esperar aqui um pouco? Eu tenho que ir explicar para as pessoas que estão protegendo este lugar sobre o Makoto-sama primeiro.” (Makoto)

“Entendo.” (Makoto)

É bem plausível. Se eu de repente entrasse com ela eu poderia ser atacado.

Eu entendo a disposição de Ema um pouco.

De jeito nenhum que ela traria um exército para me atacar.

Mesmo se isso acontecesse, eu claramente posso ver a entrada daqui, então eu seria capaz de escapar.

Confirmando que a figura da Ema havia desaparecido dentro da caverna, eu começo a pensar sobre o futuro.

Do jeito que as coisas estão, Ema-san irá morrer. Ela é um sacrifício afinal.

Aquela garota é uma orc realmente boa. Além disso, ela foi a primeira pessoa com que eu conversei.

Pode ser um pouco diferente, mas ela é uma companheira.

Se possível eu queria salvar ela, mas a bandeira é severa. E a força de meu inimigo é desconhecida.

Se eu pensar sobre tudo que tem acontecido, não seria estranho encontrar uma experiência de algo como um último chefe.

Este é um jogo totalmente masoquista.

No entanto, não é um jogo, mas sim realidade então deve ser óbvio que seria difícil.

Se eu for capaz de conseguir informação com sucesso dentro da caverna.

Cedo na manhã eu irei escapar, derrotar o ‘Deus’ e como resultado eu salvarei a garota.

Está tudo bem se eu desaparecer após isso.

Se eu prometer a ela que o vilarejo será salvo, ela obviamente teria que retornar para lá.

O chefe que Ema-san chama de Shen-sama, se for eu, eu devo ser capaz de falar com ele. Devem ter outras formas de resolver isso sem ser lutando.

Eu vejo Ema-san balançando a mão na entrada da caverna. Ela está sorrindo. Ela deve ter sucedido nas negociações.

Vendo a aparência dela eu penso um pouco, fazer um ato heroico que aquela Deusa disse que eu não era necessário.


Tradutor:Michael | Revisor:BravoEd



Fontes
Cores