TLK – Capítulo 7 – Superbia


Parte 1: Para o Supremo Lorde Demônio

Quando comparado com a raça humana, a vida de um Demônio é horrivelmente longa.

Seus tempos igualam à eternidade, e envelhecer pela passagem de tempo é um conceito estranho à eles.
O formato da alma deles, o formato da vontade deles, e o formato dos desejos deles é o que resolve o ser deles, e sementes deste jeito resoluto de ser são os maiores fatores que influenciam este absurdamente grande Mundo Demônio.
Ao mesmo tempo, no que Demônios continuam à utilizar suas vidas inacabáveis para imergirem em seus desejos, o poder deles pode crescer sem limite em vista… assim que eles viram Lordes Demônio, eles tem força o suficiente para corromper os próprios Céus que seriam uma vez seu inimigo natural.

A primeira coisa que entrou meus olhos no momento que eu despertei, era um homem sem vigor numa vestimenta desajeitada. Seu cabelo cortado sem classe caiu sobre suas roupas sujas manchadas com poeira. Apoiando o corpo dele estava uma cadeira rangendo de cor desbotada.
Sem vida, energia ou vontade, mas o que ele realmente tinha era uma vasta quantia de poder.

Até para meus sentidos imaturos, eu podia sentir isso preenchendo o mundo, simplesmente profundo e escuro, como se fosse o ar, uma magia natural e quieta.

… O Rei da Depravação.

Sobrevivência do mais apto. Num mundo onde Lordes Demônio elegantemente competiam um com outro, lá existia um que não interfere, e apenas por estar ali, ele havia subido os ranques até Lorde Demônio. Um poderoso Demônio.
Sem fazer qualquer sangue fluir, um lamentável Demônio que havia sido deixado para trás pelo fluxo de tempo.

Leigie, o 『Depravado』.

Não era certo que ele podia conceder poder para aqueles que desejassem isso.
Mas o inverso também permaneceu verdadeiro.
Mesmo se ele tivesse poder, não era certo se ele podia colocá-lo para uso prático, e como Preguiça, não era nem certo se ele podia usar isso mesmo.

O Lorde Demônio que perseguiu 『Acedia』 olhou para mim. Sem dizer nada, sem pensar nada.
Não, enquanto seus olhos estavam direcionados em minha direção, talvez ele nem estivesse olhando para mim.
Seu olhar vazio e transitório não tinha significado, e tudo de que eu estava certo era de que os pensamentos que habitavam aqueles olhos eram aqueles que alguém como eu não seria possivelmente capaz de compreender.

Talvez… minha origem foi um milagre.

Como um jogo, ele tentou usar o poder que ele havia colocado suas mãos pela primeira vez, e por uma razão tão simples quanto essa, eu nasci.

Claro, eu só percebi isso depois que muito tempo havia se passado… Depois, sem sentido, e nunca nem uma vez sendo ordenado desde meu nascimento, eu continuei à sugar a Mana que o Demônio chamado Leigie emitiu inconscientemente. Depois eu ganhei minha própria auto-percepção, e até meus próprios desejos.

Mesmo depois de me ver começar a me mover sem suas ordens, Leigie não disse nada.
A razão pela minha existência, a razão pelo meu nascimento eram coisas que eu não conseguia entender.
Não era nem a vontade do Lorde Demônio. Seu objetivo era apenas usar seu poder, e ele não tinha nem tido qualquer interesse pelo resultado.

Eu simplesmente olhei para meu mestre.

Aliviando sua vontade de Preguiça,
Olhando para a lamentável legião do Lorde Demônio que não tinha um único seguidor,
Que nem comia comida, que simplesmente se movia para frente e para trás entre uma cadeira esquálida que ele arbitrariamente pegou em algum lugar e uma cama mofada. Eu olhei para a forma do meu lorde.
Ainda assim, quaisquer e todos tipos de Heróis, Sábios, Demônios, Anjos e até Lordes Demônio não atiçam o interesse dele quando eles vieram por ele. Olhando para o jeito de vida dele…

“… Hm… então é assim como um 『Governante』 deve ser…”

Ainda agora, eu consigo lembrar disso claramente.
Isso foi, aquelas foram as primeiras palavras que eu alguma vez vocalizei.

Que inútil. Que sem sentido.
Sem qualquer objetivo, a longa vida de nada dele meramente se acumulou em si, e mudou num poder massivo.
Apenas que horrendo, que insuportável.

Esse era o Desejo que eu governava.
E assim, eu ganhei o Pecado Original da 『Superbia』.
A forma deplorável do meu criador e a forma do número crescente de desafiantes que encontraram derrota pela mão dele, haviam à muito superado qualquer comédia.

E ao mesmo tempo, eu contive um intenso ciúme.

Seu poder massivo que cresceu em proporção ao fluxo de tempo nunca fui nem polido com qualquer forma de treino, mas as outras sementes… os outros Lordes Demônio eram simplesmente espantados com força esmagadora.

Esse poder sozinho era adequado ao meu criador, e ao mesmo tempo, se eu pudesse 『Sobre-Governar』 isso, eu imaginei se eu me tornaria verdadeiramente o ser supremo, capaz de ficar acima não apenas de pessoas, mas de tudo em existência.

Isso é o que eu pensei.
Isso é o que eu não podia deixar de pensar.

Não há ranques entre poder.

Mas até na minha principalmente estagnante cabeça, eu senti isso. O poder dele mais alto e mais nobre que todos.

No ritmo em que eu estava indo, eu sabia que eu nunca superaria isso.

Eu ganhei vida como um Demônio. Tendo gasto um tempo de vida maior do que eu poderia imaginar, o ser que alcançou o nível de Lorde Demônio era, estilo de vida de lado, forte demais.

Eu posso 『Sobre-Governar』. Aqueles gestos desajeitados, personalidade, e um jeito indigno de um governante supremo, era fácil o suficiente para pensar neles como abaixo de mim.
Mas eu não podia ganhar. Não era num nível onde boa afinidade ou qualquer coisa importasse, mas uma diferença em vida, experiência e até existência.
Sobre-Governar pode aumentar habilidade de batalha, e trazer poder suficiente para virar a diferença entre os Ranques Demônio 『General』 e 『Lorde』. É uma skill superior, mas até isso não era o suficiente.
Eu entendi por instinto. A diferença insuperável era simplesmente tão grande, que eu não podia deixar de entender por instinto.

… Ainda não.

Mesmo enquanto me assistindo olhar para ele por cima, o Lorde da Preguiça não disse nada. É sempre silencioso.

“… Hm. Mas se meu mestre é assim, então pessoas irão começar a me ver como o mesmo.”
“… Entendo.”

O Rei Preguiçoso soltou uma voz entediada debaixo das cobertas. Ele não demonstra a variação de tom de emoção.
Seus olhos olham para cima em mim, mas mesmo agora, ele não contém a menor vontade.

Eu declaro. É tudo pelo meu próprio bem.
Era também como um juramento. Para poder esculpir minha existência no mundo.

“Nomina e virtualmente, eu farei o Pai no Supremo Lorde Demônio.”
“… Não quero.”
“… Hm, eu terei você virando um, Rei Preguiçoso. De todo o resto, por… meu bem.”
“… Entendo.”

Apenas faça o que você quiser.
Sem soltar sua voz, o Rei Preguiçoso disse aquelas palavras, antes dele afundar nas suas cobertas com movimentos letárgicos. (NT: Ele mexeu a boca sem soltar som, temos uma palavra para isso?)

Eu estava sempre observando. Desde quando eu não tinha qualquer percepção decente.
Era a reação evidente dele.

Mas que seja.
… Como um começo, vamos subjugar esta região.
Eu suprimi todos os Demônios tolos que julgaram, esnobaram e ignoraram meu Mestre como inofensivo, tudo para fazer esta vasta terra no mausoléu do meu exaltado mestre.

E pela hora que eu Sobre-Governar tudo, talvez eu terei me tornado uma existência que supera até os Lordes Demônio deste inferno.


Parte 2: Ao Menos Deixe Isso Supremo

O Mundo Demônio.
Onde os fortes são respeitados mais do que qualquer coisa, Demônios trabalham para realizar seus desejos, e Lordes lutam e roubam sobre os recursos limitados.

Sem qualquer debate, é tudo desprezível.

Ganância
Luxúria
Ira
Gula
Inveja
Orgulho
E… Preguiça.

Eu tenho apenas um objetivo.

Enquanto treinando, Sobre-Governando e sofrendo, eu entendi isso claramente.

O território aumenta. A magia que eu visto aumenta. Minha Árvore de Orgulho avança.
Como se moendo raízes de grama, uma tarefa simples.
Demônios claro, assim como Assassinos Celestiais, e ocasionalmente guerreiros tolos que vem do mundo externo para subjugar um Lorde Demônio.
Tudo se rendeu à mim. Ao meu poder. Ao poder do meu mestre.

Minhas habilidades básicas eram altas desde o começo.
Não tinha como aquele feito pelo Lorde da Preguiça, que é basicamente apenas uma massa de poder, poder ser fraco.
E eu repetidamente treinei.
Eu forjei meu próprio poder. Poder físico, magia, sabedoria, liderança. Para eliminar a chance de um em um milhão de provar derrota por causa de alguma razão tola.

Esse era meu primeiro objetivo, e o fator primário que aumentou meu poder com Orgulho na base.
Os desejos de outros Lordes são frágeis quando comparado com a Preguiça do meu lorde.

Como uma flecha voando, o tempo passou.

Eventualmente, um castelo foi feito.
Em volta da casa pequena demais para ser chamada de casa em que meu Mestre viveu, muralhas se estenderam por milhas.
A torre construída no centro perfurou até os céus.
Nomeado o Castelo das Sombras, o quarto do Lorde da Preguiça com uma largura esmagadora e majestade que superou os castelos de qualquer tipo de Lorde Demônio.
O castelo do meu Mestre. Eu não estou satisfeito. Se ele é o homem que ficará acima de mim mesmo que seja temporariamente, um castelo desta extensão não é suficiente.

Demônios se juntaram.
Os Demônios que se renderam, os Demônios que eu forcei à rendição.
Eu guiei plebe inútil, e coloquei um exército em ordem. Soldados supremos que superariam exércitos de qualquer Lorde Demônio.

No que tempo passou, ele veio à ser famoso.
A Legião Mais Forte do Leigie da Preguiça.

Mesmo que eu não forçasse eles à se sujeitar pessoalmente, Demônios tolos que abaixaram suas cabeças para nós se juntaram.
Seus números aumentaram, e o exército cresceu. Primeira Brigada, Segunda Brigada, Terceira Brigada.
Mas não importa que Demônio viesse, nenhum deles podiam sequer alcançar meus pés.

Fracos. Fracos demais.
Mesmo se eu 『Sobre-Governasse』 eles, eles haviam se Sobre-Governado, e eles eram todos fracos demais para virar um inimigo para mim.

Sem perder e absoluto.
Eu não tenho derrotas, e assim, meu mestre nunca enfrentou derrota também.
Quanto mais eu derrotei, mais eu subi, mais os anos se passaram, mais forte meu poder se tornou.

A força de um Demônio de Orgulho é proporcional à sua experiência de batalha.

Força é a prova de ter superado. Aqueles que você já derrotou uma vez, você nunca perderá de novo.
Quanto mais você aprende, quanto mais você entende, mais distante a vitória parece.
Quanto mais os anos passam, mais longe a derrota se torna. Não importa quanto desejo eles acumulem, eu não caí o suficiente para perder para qualquer Demônio jovem. Eu acumulei confiança absoluta em mim mesmo.

… Mas ao mesmo tempo, isso significa que eu estou concedendo tempo para o Lorde da Preguiça.

Eventualmente, o Grande Maou veio, buscando nossa rendição.
Diferente da diferença definitiva entre Demônio e Lorde Demônio, o Grande Maou é simplesmente um título dado ao Lorde Demônio em posse do maior território.
Mas o fato que ele lidera tais grandes forças dentre este Mundo Demônio significa que ele tem desejos tão grandes como essa extensão.

Eu encontrei ele. Meu Lorde não teve que sair.
O Pecado que este Rei governava era Orgulho. Um Demônio como eu com Sobre-Governamento como sua fundação.
E ao mesmo tempo, seu objetivo era subjugar o Mundo Demônio. Colocando o Mundo Demônio guerreante em ordem, e guiando ele, ele tomaria o mundo acima, e até os Céus. Um homem com grande ambição indigna de seu nível de poder.

Depois de ver ele com meus próprios olhos, eu conclui. Ele não era nada especial.
No ponto em que eu encontrei ele, eu 『Sobre-Governei』 aquele Rei. Significando que ele não era páreo para Leigie da Preguiça.
Parece que faz um longo tempo desde que ele primeiro veio à ser, mas o Rei era tolo, e ele nem alcançou meu nível. No fim, ele era apenas um Lorde Demônio que era levemente competente.

Se eu fizer ele se render, a posição do meu Mestre subirá?
Era uma noção inútil. Para um Lorde Demônio deste nível, não há nem qualquer valor em aniquilar ele.
Como um Lorde Demônio de Orgulho, se eu fizer ele se sujeitar, seu nível de poder cairá. Não há nem qualquer uso em colocar ele neste exército…

O estado depravado do meu Mestre simplesmente continuou à se aprofundar.
A autoridade dele não cresceu nem de longe, mas o poder dele sozinho continuou à crescer, e essa forma era verdadeiramente digna de um Lorde de todos Demônios.

Eu pergunto à ele Questões.

Ele sempre retorna sua resposta usual.
Não importa quantos anos se passem, nunca mudou daquela palavra. (NT: Como em inglês diz duas palavras, me parece óbvio que é o famosos “Entendo” no lugar de I see)

O Grande Maou requiriu uma audiência com meu Mestre.

E depois que eles se encontraram, ele perdeu seu poder, e o assento de Maou mudou.
Era uma diferença grande demais entre ele e um caro Lorde Demônio. A vontade do ser transcendente que meramente ficava por aí como uma rocha era incompreensível para aqueles ao redor dele.

O Grande Maou mudou. Mudou de novo e de novo.

No fim, o Mundo Demônio nunca mostrou sinais de uma unificação.
Lordes Demônio nascem, e Lordes Demônio morrem.
Os nomes de Heróis famosos mudam, no que eles continuamente tentam e invadem o Mundo Demônio.
Uma invasão de larga escala lançada pelo Céu. Uma grande maioria dos Demônios morreram.

… Mas o Castelo das Sombras continuou à dormir.

Meu mestre continua à viver em seu sono. Nunca se movendo, e com isso, seu poder continuou à crescer. Para uma altura que nenhum Demônio ou Lorde Demônio algum dia alcançarão.
Ao mesmo tempo, aquele nascido dele, meu poder continua à subir. Sem ser capaz de realizar o longo aguardado desejo do meu Orgulho.

O Lorde da Preguiça que não pode ser arranhado nem um pouco.
O Boneco nascido da skill dele é inigualável.

Sobre meses e anos, os bonecos que ele fez para matar tempo se espalharam através do Mundo Demônio inteiro. Sem saber o nome do mestre deles, aqueles Bonecos simplesmente se moveram através de campos de batalha estrangeiros.

Leigie, o Depravado eventualmente veio à ser conhecido como Leigie dos 『Bonecos de Massacre』.
Pelos méritos do corpo original dele.

Um clã de Demônios em serviço ao meu Mestre brotou. Eu não consigo compreender eles. Mas deixe ser assim.
Para meu mestre, ter um clã assim não é ruim. Não, é natural para haver um.

Inspetores da Ordem Negra começam à ser despachados.
Deixe que seja. Observe meu Mestre como vocês bem quiserem. No fim, pessoas com seu nível inferior de poder não serão capazes de arranhar Leigie, o Depravado.

Subordinados morrem. Eles morrem um após o outro, e nosso pessoal continua à mudar.
Por uma pequena fração de negligência, o homem que era minha mão direita morreu. Um tolo. Não pode haver negligência no campo de batalha.
Mesmo sem idade avançada, há muitas casualidades entre Demônios com o instinto natural por batalha.

Lordes Demônio famosos por suas forças eram lidados por outros Lordes Demônio, e os fracos sobem os ranques até Senhoria. (NT: Não consigo manter Lorde aqui, mas fazer o que…)

Tudo que prospera deve apodrecer.

Inimigos e aliados, um após o outro, rostos continuam à mudar. Informação sobre vários Demônios e Lordes enchem a biblioteca, e uma segunda, e uma terceira biblioteca são construídas.
Uma maioria deles são aqueles que eu Sobre-Governei muito tempo atrás, documentos desnecessários.

Uma vez por ano, o símbolo cravado na parede preenche o quarto, e cobre os corredores.

Eu provo o sabor de ser uma pedra.
Tudo que não muda é a existência de meu Mestre, e a lua azul pálida do Mundo Demônio.

Ainda assim, eu não sou páreo. Eu não consigo ver o fim.

Eu selecionei Demônios de Preguiça, e lancei ataques.
A maioria deles eram Demônios normais. Eles não eram nada para se falar sobre. Eles não usaram quaisquer skills dignas de notar.

Não importa quantas décadas, séculos, milênios se passam, outro Lorde Demônio da Preguiça não ascenderá.
Eles estão descansando em algum lugar sob a terra em algum lugar como Leigie, o Depravado estava?
Ou poderia ser que Demônios de Preguiça simplesmente não estão alcançando o status de Lorde Demônio?
Isso é deixado desconhecido.

Montes de corpos, rios de sangue.
Se tornou problemático até contar o número de corpos Demônios que eu acumulei, mas o impacto que eu senti quando eu vi Leigie da Preguiça nunca diminui, não importa quanto de uma eternidade se passe.
Inferioridade. Esse é o maior inimigo de um Demônio da 『Superbia』.

Ainda mais meses se passam.
Informação se acumula. Eu me pulo. Eu repilo sementes inimigas. (NT: O verbo é polir, a culpa não é minha se fica pulo)
Pela hora que eu percebi, havia muita presa lá fora, mas ninguém para ser meu inimigo.

Enquanto não ter alguém para eu Sobre-Governar, o poder do Orgulho não crescerá. Orgulho sem suas fundações é próximo de inutilidade.

Eu havia alcançado o pico. Eu masterizei minhas skills, levei meu corpo ao limite, e afiei minha magia, mas minha Árvore de Orgulho parou um passo antes de alcançar o Nível Lorde Demônio.
Minha maior e final parede. A parede conhecida como Leigie.

… Mas isso acaba hoje.

A eliminação de Medea não contou como um aquecimento, quem dirá uma prática.
No fim, ela é apenas uma Invidia, capaz de nada além de imitar outros.
Tentar imitas a skill de meu Mestre era pura estupidez. Para uma Skill de Preguiça com baixo poder ofensivo, ela quase não tem qualquer poder quando um Demônio de Ganância ou Inveja toma e usa ela.
Eu suspiro. Minha alma e meu equipamento subiram para o topo de classe. Até a experiência embaçada de combate dos cantos da minha mente certamente se acumularam em um lugar de que eu não sei sobre.

Eu abro a porta.
Porque ela era frequentemente queimada por aquela garota subordinada da Kanon, o frequentemente trocado quarto havia sido renovado. Ele dava um leve cheiro pervertido.

Enquanto eu sabia disto com antecedência, enquanto ele deve já ter sentido minha presença, Pai não ergue uma solta palavra, ou se mexe um único centímetro.

Ele dormiu como se ele estivesse morto.

Você com certeza caiu… Leigie, o Depravado.

Você usou uma skill apenas para ajudar uma única mísera maid.
Além de pessoalmente ir em batalha, você recebeu um arranhão dos tipos de Zebul.
Ainda mais, você se deixou ser corrompido.
Seus atos recentes foram miseráveis demais para meu Mestre.

… Não, talvez seja a hora para você.

Realmente faz um longo tempo. Um estupidamente longo.
E Pai deveria ter experienciado um tempo ainda mais longo vivo. Mesmo se eu acumular toda minha experiência, eu não consigo prever ele.
Neste momento, quantos estão lá fora que conhecem o mesmo Mundo Demônio que você?

A magia que eu sinto do corpo dele é imensa.
Mesmo se você agrupasse junto todos os Lordes Demônio comuns, eles não serão páreos. Mas eu tenho um entendimento definitivo.

… Leigie, o Depravado está enfraquecendo.
Uma visão rara nos milhares, dezenas de milhares de anos que eu gastei com ele.

Ele foi contra a 『Acedia』 que ele governa.

Tudo isso é… como esperado.

Quanto mais um 『Preguiça』 gasta em preguiça, mais poderoso ele fica. Contrariamente, quanto mais eles decidirem se mover por sua própria vontade, mais o poder deles cairá.

Eu fico ao lado da cama. No rosto de meu mestre, com seus olhos fechados como se ele estivesse morto, eu vejo nada além de niilidade.
Eu pego a mão mole dele. Em seus dedos ossudos em que eu não consigo sentir nem o T de Treinamento, sua pele branca transparente como um corpo tinha veias azuis claras de sangue percorrendo-a.

“Pai… fazem muitos anos, não é.”
“…”

Leigie não dá uma resposta. Mas eu consigo dizer.
Pai não está dormindo neste momento. Para o Lorde da Preguiça, ele estando acordado ou dormindo, tudo é apenas um sonho efêmero.
E assim, eu continuei.

Era realmente nossa primeira conversa num longo tempo.

Você caiu, num jeito apropriado para eu lhe chamar de desapontamento. Apesar que Leigie-sama provavelmente não está interessado na razão.
No primeiro lugar, isto era algo que era inevitável desde o momento que eu nasci aqui, à muito, muito tempo atrás.
Pai é um homem afiado. Enquanto ele governa Preguiça, ele também tem uma parte nele além disso.
Essa é a diferença clara entre ele e os outros Demônios de Preguiça, e essa é provavelmente a razão principal para Leigie da Preguiça ter sido capaz de viver perpetuamente.

Eu tenho muito que eu quero dizer, mas eu não preciso de palavras.

De como eu aumentei os seguidores dele, e fiz deles o maior poder no exército do Grande Lorde Demônio.
De como ele estragou incontáveis assassinatos do Céu, e teve aqueles assassinos caírem em Demonidade.
De como, enquanto ainda dormindo, ele repeliu um ataque lançado por uma dúzia de Heróis Humanos.
De como a filha do ex-Grande Maou, aquela garotinha que nem possuía quaisquer desejos, Kanon, ascendeu para ser a Grande Maou.

De como eu juntei dezenas de milhares de mortes, e sendo separado do fluxo de tempo.
De como nem um único Lorde Demônio de quando eu fui criado ainda permanece.
De como amigos, companheiros, inimigos morreram, novos foram nascidos, somente para morrerem também.
Sem emoção, e ignorância da passagem de tempo, pai era o perfeito Rei Depravado por natureza.
E tendo sido nascido do Lorde Demônio Supremo, eu não posso ser nada além do mais forte Lorde Demônio eu mesmo.

Ao lado do meu pai, eu fico em um joelho, e abaixo minha cabeça.
Isto é determinação. Hoje, eu me tornarei um Lorde Demônio, e nunca provarei derrota pelo resto da minha vida. Não, mesmo que eu seja derrotado…

… O ajoelhamento é desnecessário.

Mas esta é a única compensação que eu posso dar ao meu pai como o Kaiser Orgulhoso, Heard Lauder.

“Você fez o suficiente. Me deixe trazer um fim à isto. Enquanto isto pode soar arrogante, eu verei pelo seu fim pessoalmente.”
“… Entendo.”

… Então ao menos permaneça Supremo até você cair, Leigie, o Depravado.


Parte 3: Que Apropriado Para o Fim do Espetáculo

Skills de Preguiça exibem poderes que cobrem uma larga quantia de terreno. (NT: Sentido de versatilidade)
Mas ao mesmo tempo, também é dito que é extremamente difícil de adquirir o pecado.
Em primeiro lugar, enquanto eles possam realizar seu Pecado sem lutar, as skills que eles adquirem são por muito pouco sequer aptas para batalha.

Eu preencho meu corpo com poder. O fato que Leigie havia facilmente destruído o Rei da Gula só serviu para aumentar meu poder mais ainda.

As pernas apoiando a larga cama coberta com um dossel quebraram.
No momento que a cama balançou pela sua perda de balanço, eu solto um grito renderizante no que eu finco em frente.
Meu punho acerta a cabeça de Leigie oh tão facilmente. O som de estralo de algo se quebrando soa.
O impacto joga longe os pilares apoiando o dossel, e o corpo de Leigie é enviado voando como um pedaço de papel.

Um som trovoante.

O prédio inteiro treme grandemente. Como se o Castelo das Sombras estivesse chorando.
A barreira extra forte anti-Lize é quebrada facilmente, e até a parede em si é destruída.
Ainda mais, não é só uma ou duas paredes.
No buraco aberto, eu vejo escuridão inobstruída. Ao redor do quarto do Leigie, não há outros quartos pessoais.

Eu mexo nos remanescentes da cama com meus pés.
Minha condição está perfeita. Não há nada me obstruindo de realizar meu Orgulho. O poder inflando de todo meu corpo é a compilação de toda minha própria pesquisa, assim como a história acumulada que eu gastei com meu Mestre.

Eu tomo um fôlego profundo, e exalo ele.

Eu não posso dar tempo para Preguiça.

Eu chutei o chão. Minha velocidade instantaneamente alcançou seu clímax.

Velocidade mais rápida que qualquer um.
Força mais forte que qualquer um.

… Para poder voar mais alto que qualquer um.

Tal é o Pecado Original da Superbia.

Armas são desnecessárias. Meu corpo em si é perfeição.
Imagens passam pela minha visão na velocidade do som.
Não levou nem um segundo para eu alcançar Leigie que estava esparramado no chão à alguma distância.
Com meu momento, eu chuto a cabeça dele. Não há resistência. Ele esquivou. Não, ele desapareceu.
A Skill de Teleportação possuída pela Preguiça. Uma skill que permite ele se transferir para qualquer lugar dentro de seu próprio território.

Sua presença está atrás de mim. Antes que eu sequer sentisse isso, meu corpo se moveu.
Era um chute alto carregando adiante todo meu momento. A ponta do meu pé colide com a cabeça de Leigie.
Eu entendo. Meus pensamentos entendem. Quantos anos, milênios, megaannum. Como um resultado do meus serviço à ele, ler os movimentos incompreensíveis do Rei Preguiçoso se tornou possível para mim. (NT: Mega annum = milhão de anos, nem sabia que tinha como falar isso assim)

A teoria ilegível por trás das ações dele, era conhecida apenas por mim.
Minha força física quebrou o teto, e um largo buraco foi aberto. Blocos tão grandes quanto minha cabeça começaram à cair.

Meu corco ficou pesado. É uma skill para converter os Desejos de um Demônio em peso, e prender eles. Uma Skill de Preguiça.
Eu já conheço ela. Eu ativo 『Sobre-Governar』, e passo por ela sem problema.

O que é assustador é a tenacidade dele, a vitalidade dele.
Eu devo ter entregue dano o suficiente que não seria estranho se um Lorde Demônio normal tivesse sido morto, mas a VIT que deixa ele ativar uma skill sem problema é a característica de Preguiça.

Então eu só tenho que atingir ele com um poder ainda maior diretamente.

“… Isso dói…”

Uma lenta voz vaza do buraco que foi aberto.
Eu concentro meu poder.

Entrar numa batalha de longo alcance com ele é tolice. Eu perfuro o chão com meus pés, e concentro poder no meu núcleo.

“Aqui vou eu.”

Com meu salto, a barreira quebra, e o chão cede abaixo de mim.
Eu carrego meu corpo com poder explosivo, e pulo através do buraco no teto.
O que entra em meus olhos é a forma de Leigie enterrado numa montanha de escombros. Ele solta lágrimas, no que ele segura sua cabeça. Suas feridas já se curaram.
Me vendo quase instantaneamente diminuindo a distância entre nós, ele direciona uma expressão surpresa. Como sempre, intenção assassina, sede de sangue ou qualquer coisa que pudesse ser chamada de espírito de luta é completamente ausente nele.

“HaaAAAAAAAH!”
“Ku…”

Grito. Rugido.
Usando todo o poder no meu corpo, eu solto um golpe.
A expressão de Leigie se distorceu pela primeira vez. Ao mesmo tempo, uma parede invisível apareceu ao redor do corpo dele.

Uma Skill de Preguiça para erguer uma barreira aumentadora de defesa.
Inútil. Eu já conheço essa.

No que meu punho atinge ela, sem oferecer qualquer resistência, a barreira quebra como vidro.
Enquanto eu já tenha Sobre-Governado isso antes, utilizar uma barreira é o ápice da piada.
Meu coração circula calor pelo meu corpo.

Antes que meu punho pudesse tocar o queixo do Leigie, sua figura sumiu.
Que Skill problemática. Mas um Preguiça ambulante é uma contradição.
Seu uso disso é um dos fatores levando à Preguiça dele diminuindo.

“… Eu fiz algo à você?”

Não há necessidade de perguntar. Não tem como nossas conversas baterem.
Eu balanço minha mão para cima na voz que veio do meu lado.
Leigie usou seu braço para proteger contra ela.
Eu ouso os ossos dele rangendo.
Entre as Skills de Preguiça, há uma para completamente desligar suas reações já lentas à dor. A expressão de Leigie não parece mais dolorida.
E mesmo se eu de fato ferir ele, com a vitalidade do Leigie-sama, ele curará isso num instante.

“Pai, por favor descanse logo.”
“… É.”

Com olhos que passavam ‘que diabos este cara está falando’, ele acenou.
Ele não está ouvindo. Nós não podemos comunicar.
Com esta base instável, chutar seria difícil. Nos meus punhos fechados, eu usei uma Skill fortalecedora de corpo antes de jogá-los lá.

Leigie preparou seus braços para levar isso.
Não há teoria de batalha por trás de Leigie da Preguiça. Suas técnicas de ataque são risivelmente simples.

Isso é… supressão por puro poder.

Um poder forte o suficiente para rasgar um Lorde Demônio normal… uma massa de Alma.
Nela, técnica ordinária não tem sentido, ele não tem pensamentos de utilizar tal técnica.

Com todo golpe, os braços de Leigie soltam sons pressagiosos.

Eu estou empurrando ele para trás.

Mas não há qualquer angústia no rosto dele, e enquanto eu posso ser capaz de fazer ele usar seu poder com golpes deste nível, não é o suficiente para lidar um golpe decisivo.
Ele é duro demais. Mas eu sabia disso desde o início.

O fato que eu estava empurrando para trás o Lorde da Preguiça serviu para fortalecer meu 『Sobre-Governo』 ainda mais. Poder flui das profundezas do meu corpo.
E finalmente, meu chute quebra a guarda dele, e Leigie é enviado voando através da última camada de teto.

Um céu vermelho-sangue, e a estrutura preta do Castelo das Sombras… a fortaleza se expandiu até onde minha visão permitia.
Uma vez por dia, eu tiro para olhar por cima dela do topo da torre. Nós não estamos tão altos quanto a torre, mas a vista daqui de cima não é de se caçoar.
Eu sempre senti um senso de resignação ao fato que este espetáculo iria ruir um dia.

Os soldados mantendo guarda apressadamente vieram correndo até mim ao ter o teto sendo penetrado.

“O-o que aconteceu, Heard-sama?”
“Não há necessidade para seus tipos ligarem. Retorne ao seu posto.”
“S-sim. Entendido, senhor!”

É tudo uma conversa trivial.
Eu calmamente olho pela fortaleza, no que eu avanço até o Leigie caindo.

“Pai, você não acha isso lindo?”
“… É.”

Sem nem dar uma olhada nos seus arredores, os motivos por trás das respostas dele são algo que eu nunca entenderei.
Então isto é apenas auto-satisfação.

Seus olhos suspeitos, suas pupilas impuras, pretas olham para mim.
Olhos sem emoção. Os olhos de um peixe morto.
Eu endureço a palma da minha mão para criar uma lâmina com ela.

“Em seguida, eu estarei cortando.”
“… Eu desisto.”
“……”

Tudo disto é algo que eu vi vezes demais.
Essa conduta, enganados pelos gestos desleixados dele, dúzias de Lordes Demônios caíram.

Mas para mim, eu, filho dele, sou o único que entende. Este homem na verdade faz o que precisa quando a hora pede por isso.
Ele não precisa de espírito de luta ou intenção assassina. Apenas para que ele possa vagabundear mais ainda, Leigie usa seu poder.
Logo, ele não fugiu ainda. Mesmo que le pudesse ter saltado bem longe com a teleportação dele por hora.

… É porque ele pensa que fugir de mim aqui não tem sentido.

Deixe que seja assim.
Assim é o que significa ele como o Lorde da Preguiça.

Ele não quer lutar, mas eu sou um saco, então ele tentará e me esmagará.
Seus motivos impuros que definem o Espírito de Luta da maioria dos Demônios é a prova do desejo dele.
O contraste entre ele e o que a maioria pensaria de Preguiça é o que fez muitos Demônios, Lordes Demônios caírem. Eu sempre observei esse aspecto dele em grande detalhe.

Mesmo agora, o poder de Leigie está gradualmente declinando. Ele acumulou reservar enormes, então é difícil de notar, mas enquanto o poder dele pode parecer perto de infinito, é de forma alguma infinito.
Se eu recuar aqui, e desafiar ele novamente assim que minha condição estiver perfeita mais uma vez, eu aposto que eu serei capaz de ganhar uma vantagem ainda maior.

Mas essa escolha é impossível. Sair para ganhar uma vantagem?

Por que eu devo recuar por uma razão mesquinha como essa!?

“… Hm, você não precisa me oferecer esse tratamento. Não tem como eu fosse alguma vez perder independentemente.”
“… É, você é o mais forte.”

O sol flamejante do Mundo Demônio brilhou em nós com sua luz vermelha sangue.
Era uma visão que esteve lá do momento em que eu fui criado, e ao mesmo tempo, é uma cena que Leigie olhou por muito tempo antes disso.

Leigie fala com uma voz incomodada.
Ao mesmo tempo, massas de poder são abaixadas em mim pelo céu.

『Mão do Céu Direita』 e 『Mão do Céu Esquerda』.

Um poder telecinético que trabalha em conjunto com seus braços. É uma skill desprezível usada para pegar itens sem ter que se mover, mas seu poder explosivo é uma ameaça no que ela pode tentar me esmagar.

Mas a massa de poder poder se dispersou. Eu 『Sobre-Governei』 essa skill à muito tempo que se passou. Minhas preparações são perfeitas.
Leigie faz uma carranca óbvia.

“… Isto é um saco.”
“… Hm, eu acho que você só leva a vida fácil demais, Pai.”

É provável que na vida inacabavelmente longa dele, esta é uma das primeiras vezes que ele teve uma de suas Skills anuladas.
Eu sou o oposto. Porque 『Superbia』 é a natureza do orgulho, eu já sei a maioria das skills.
Os oponentes com quem luto frequentemente tentam fazer contramedidas para mim, mas eu sou capaz de esmagar eles todos diretamente.

Pai meramente viveu a vida sem objetivo. Apenas quão inútil de uma verdade.

Em apenas um passo, eu faço contato com ele. Eu pisoteio na cabeça dele. Há resistência, há, mas ele não foi esmagado.
Eu enfio minha mão no ombro dele.
É um sentimento duro, como se eu estivesse cortando através de metal. O nível de dureza fez minha palma ser aquela rangendo desta vez.
Uma sensação molhada e fria. Leigie olhou para mim com olhos desprezíveis, e olhando para seu próprio ombro, ele ergueu um curto grito.

Está funcionando. Eu sou capaz de perfurar a defesa dele.
Eu removo minha mão do buraco no ombro dele, e sacudo fora o sangue na minha mão antes de começar uma série de ataques consecutivos.
Leigie desaparece. Mas minha alma endurecida através de batalha me fez perceber sua próxima localização instantaneamente.

Dez metros atrás. Essa é uma distância que eu posso atravessar quase instantaneamente.
No que eu me viro, eu jogo com minha lâmina de mão.
Ela perfura através dos braços preparados de Leigie, e sangue fresco voa.

Devagar. Devagar demais.
Ele pode provavelmente me seguir com seus olhos. Mas seu corpo que ele raramente move é incapaz de desviar.
Enquanto ele não usar aquela teleportação com alto gasto de energia.

Eu nulifico a 『Mão do Céu』 que ele envia direto até mim.
Para tentar e usar ela depois de vir até este ponto, ele realmente não tem outras skills ofensivas?
Isso parece certo. Skills de um Demônio possuem regras. É impossível se especializar em ambos ofensa e defesa ao mesmo tempo.
E skills de Preguiça são feitas para gastar tempo em Preguiça. Elas são na maioria passivas, e algumas podem ser ativamente chamadas.

Mesmo sem um senso de dor, pensando que era ruim levar ataques consecutivamente, Leigie desaparece de novo.
Eu percebo. Um poder massivo se moveu para o topo da torre.

No topo do prédio mais alto dentro do Castelo das Sombras.

Espalhado no topo do telhado cônico, os olhos de Leigie no que ele olha para mim são sonolentos, significando que ele não estava deixando uma falha em suas defesas.
A distância é algumas centenas de metros. Mas para mim, essa distância é próxima de Zero.
No segundo que eu estava para pular nele, um som estranho de quebra ressoou através da fortaleza.

Um objeto marrom se ergueu.

Muito menos uma expressão, sua cabeça marrom não tem nem olhos, nariz ou boca.
Seu longo e estrito corpo, assim como seus longos membros eram todos feitos de um material estilo poeira, e por muito pouco olhar por seu corpo, é fácil de ver que foi feito para lembrar forma humana.
Não importa quão vasto o Mundo Demônio possa ser, eu duvido que exista um Demônio com esta forma.

Uma Skill para produzir um Boneco que cresce.
A skill que constitui a razão para o título de Leigie ser Slaughterdolls.

『Boneco de Massacre』.

Eu me lembro de mim mesmo quando eu havia acabado de nascer, e franzo.

“… Hm, inútil.”

Não tem como um Boneco recém-nascido feito por um Leigie duramente pressionado ser páreo à mim.

Mesmo se…

Eu olho pelo exército de bonecos sendo construído ao me redor sem quaisquer emoções ou senso de dor.

… seus números superam uma centena.

Eu trago minha mão para baixo no Boneco mais próximo, e divido ele em dois.
Havia alguma resistência, mas eu nem preciso esquivar contra coisas deste nível.
Eu confirmo a substância marrom restante da minha mão.

“… Poeira… não, um Boneco com areia como sua base…”

Ele provavelmente usou os traços de areia que haviam acumulado no topo da fortaleza como a base para criá-los.
Verdadeiramente, para ser capaz de criar este tanto de uma vez é uma ameaça.

Mas para ele usar seu próprio poder para uma skill tão inútil era uma opção que eu pensei que ele não escolheria.
Mesmo se esta skill era tudo que ele tinha sobrando.

Eu olho para o Pai de pé que estava alto nos céus.

“… Pai, isto devia ser seu esforço final…?”

Tendo sido nascido primeiro, não tem como eu perder.
Se você adicionar as características de 『Superbia』, ainda mais então.

Os bonecos de argila correndo até mim são definitivamente rápidos, e seus poderes não são fracos.
Mas é isso. Sem qualquer desejo, e sem experiência.

Mas ainda, esmagar esta quantia será um saco.
Eu fecho meus olhos, e ativo uma skill.

『Pressão Dura』

Uma Skill de Orgulho de classe mais alta.
É uma skill desprezível que força os outros à se ajoelharem. Mas é uma útil por filtrar fora os fracos.
Incapazes de aguentar a pressão, os Bonecos sem limites caem no chão.
Eu piso na cabeça do Boneco mais próximo, e esmago ela.
Que inútil. Ou será que ele pensou que com aqueles números ele seria capaz de me derrotar?

“… Eu subirei num momento, Pai.”

Eu coloco poder nas minhas pernas. Eu circulo minha minha magia. Eu entrego um chute forte ao pavimento de pedra.
Proeza física poderosa. Os lamentáveis bonecos de argila prostrados no chão e tudo o resto na terra é deixado para trás de mim, e meu campo de visão instantaneamente ascendeu.

… No passado distante, eu fiz com que eu pudesse voar em qualquer lugar.

Mesmo se o Pai não me der uma mão.

Eu seguro na ponta pontuda da torre, para matar meu momento e enfiar meus pés nas telhas do telhado. (NT: Perdão por ponta pontuda, mas é o que é)
O Leigie largado vem até mim com movimentos rápidos que eu nunca vi antes. Mas até isso ainda é lento demais.
Por aquela hora, minha mão já havia perfurado o peito esquerdo do pai… o coração de um Demônio, o lugar onde o Núcleo de Alma dele fica.
Os olhos de Leigie se distorcem em choque, no que ele olha para seu peito.

“Boa noite, Pai. Por favor deixe o resto comigo.”
“… É…”

Minha mão definitivamente destruiu o coração dele.

Sua Zona Abismal some.
Quando eu removo minha mão, o Lorde da Depravação calmamente caiu no chão.
E como folhas secas, ele começou a cair até o fundo da torre.
Eu Sobre-Governei ele. Mas eu não sinto o menor senso de conquista.
Tendo realizado a peça final do meu 『Orgulho』, meus instintos me disseram que eu havia finalmente alcançado o nível de Lorde Demônio.

Ao menos, por hora, deixe-me oferecer uma oração ao Grande Rei Preguiçoso.
Logo, eu governarei sobre tudo, e oferecerei isso ao meu falecido Mestre.

Não há nada mais apropriado para o fim do espetáculo.


Parte 4: … Que Inútil

Neste mundo, tudo não passa de uma ninharia.
Aquela garotinha Kanon se tornando o Grande Maou deve ser o fim do mundo, e com ela tentando suprimir não apenas os Céus, mas até o Mundo Demônio, esta situação realmente é a pior.
Para mim, que até derrubei meu Mestre Supremo, não há inimigos de mim. É óbvio.

Se é agora, então até Deus pode cair pela minha mão.

Eu fecho a palma da minha mão. Meu poder aumentou.
Minha Árvore de Orgulho que havia estagnado porque eu era incapaz de virar um Lorde Demônio repentinamente experienciou um crescimento assustador.

Percepção alargando. A nova Skill que eu obtive, 『Zona Abismal』 instantaneamente se espalhou para cobrir o Castelo das Sombras que havia perdido seu mestre.
Diferenciando da Acedia que Pai soltava, um poder de Superbia que parecia empurrar para baixo nas pessoas por cima.

Mas nisso, eu não senti exaltação nem nada. Nem mesmo uma sensação de conquista.
Mesmo que não deva ter nada ficando acima de mim mais.

“… Hm, tudo é inútil, entendo.”

Nem um único inimigo para mim existe dentro deste Mundo Demônio.
Mesmo aquela selecionada como o mais poderoso Lorde Demônio, Kanon da Ruína… para mim que conhece ela desde a infância dela, eu duvido que ela possa me rivalizar. Para meu Orgulho, isso era uma predominância esmagadora.

Os Demônios que eu passo olham para mim, e ajoelham no que eles abaixam suas cabeças.
Que povo inútil. Sem nem progredir seus desejos, eles são tolos que se contentam em nada além do que é dado à eles por outros.

Depois de realizar meu orgulho, eu só tinha um lugar para almejar.

Eu vaguei para a Sala do Trono do Lorde. O trono que ninguém nunca sentou antes estava lá silenciosamente.
Metal que era excedentemente raro, mesmo no Mundo Demônio foi habilidosamente trabalhado por artesãos por muitos meses e anos para construir o trono azeviche.
Eu apostarei que ele é limpado regularmente. Naquele espaço sem um sinal de pó, era como se ele estivesse dormindo assim como o pai, o ar estava preenchido com uma atmosfera quieta e tranquila.

Sem vacilar, eu me abaixei no assento em que eu nunca estive sentado antes. O trono era meramente duro, e frio.
Eu não tenho inimigos adequados neste Mundo Demônio. Eu também não tenho o incentivo para ir fazer bullying com aquela garotinha Kanon.
Eu coloco meu cotovelo no descanso de braço, e penso.

“Se não há nada para mim no Mundo Demônio… então eu devo ir invadir o Céu…”

Eu relembro a pequena, odiosa, vanguarda de Deus de asas brancas-puras.
Por natureza, aqueles lá possuem um grande complexo de superioridade contra Demônios. Eu destruirei eles de frente. Isso irá ao menos ajudar à matar algum tempo.
E mesmo nos céus, irá ressoar em todas direções.
Meu nome. E o nome do Grande Rei da Depravação.

A porta é violentamente jogada aberta.
Aquela que entrou era um Demônio de cabelo escarlate pelo nome de Lize Bloodcross. Ao mesmo tempo, como Kanon uma vez foi, ela é a mulher que era a inspetora do Pai.
Seu olhar ardente era como a encarnação de um fogo raivoso, e sua aparência era aquela de uma alma com raiva.
Ela é um Demônio feminino tolo que, de todas as coisas, pediu para um Superbia como eu para preservar as vidas de Deije e Medea, que haviam falhado em suas missões.

“…! Heard Lauder. Qual é o sentido…”
“… Hm, o Pai pereceu.”
“Pereceu!? Leigie da Preguiça!? Apenas o que poderia possivelmente…”

Ela é uma mulher que diz coisas inúteis.
Não tem como o pai ter sido derrotado por uma existência além da minha.

“Eu matei ele. Vá dizer àquela garotinha Kanon. A autoridade do Leigie-sama… será sucedida por mim.”

Eu usei Olhos Malignos.
O corpo de Lize fica rígido.
Entendo, então isto é 『Olho Maligno』. Esta é a primeira vez que estou usando ela, mas que Skill inútil.
Subjugar uma força oponente só tem sentido se é feito somente pela própria mão.

“Você é… um Lorde Demônio!? Gu… Heard Lauder. Poderia ser que por matar seu próprio Lorde…”

Matar o próprio mestre. Esse é o desejo de longa data da Superbia.
Orgulho vira orgulho por sobre-governar tudo superior à ele.

“Você é uma mulher devagar, não é. É isso que eu acabei de lhe contar. Não haverá uma segunda vez. Vá contar à Kanon. Não traga problema para minha mão.”
“… Por que o Leigie-sama… pelo seu tipo…”

Que mulher obstinada.
Eu me levanto, e uso uma Skill.
As Skills que eu obtive ao alcançar Classe Lorde irão definitivamente vir em uso na guerra por vir. Não há nada à ser perdido em treinar elas.

Meus pensamentos aceleram. O mundo para por um momento.
Meu corpo está leve.
Num único passo, eu aproximo dela, seguro ela pelo pescoço, e a ergo.
Não foi até o pescoço dela ter sido estrangulado que Lize demonstrou surpresa pela primeira vez.

“Gu… mah… te…” (NT: Esse último era o final de “solte”)
“Eu lhe disse que não haveria uma segunda vez… Hm, para ser a inspetora chefe neste nível, a qualidade deles com certeza caiu pelos anos.”

Frágil. Frágil demais. Comparado com Leigie-sama, apenas quão frágil é este mundo?
Se eu apenas colocar um pouco de poder, parece que tudo irá quebrar.

O rosto de Lize está tingido de roxo. Suas Chamas da Ira lambem meus braços, mas para mim que até Sobre-Governou as chamas da Kanon, não tinha como isso funcionar.

… Hm, inútil. Não há nem qualquer valor em matar ela.

Com uma mão, eu jogo ela na parede. Eu tive certeza de me segurar. Eu duvido que ela morrerá disso.
Você ainda tem o trabalho crucial de relatar minhas palavras para Kanon.

Tudo está se movendo lentamente.
Esta é uma das Skills de um Lorde Demônio de Orgulho.

『O Único Lorde』

Ela eleva grandemente a velocidade de percepção de alguém, para fazer o mundo seu próprio.
É a terra mais avançada de orgulho que só contém sentido como eu treinei meu corpo até este nível.

Eu sentando de volta ao trono, e Lize atingindo a parede aconteceram quase simultaneamente.
A sala tremeu grandemente, e cascalhos caem de bem alto.

O Castelo das Sombras é, em si mesmo, o mausoléu do pai.
Eu terei que arrumar e renovar ele. No lugar de uma fortaleza, um esplendido palácio.

Eu também terei que reorganizar o exército.
Nem Medea ou Deije estão mais aqui.

naturalmente, tem também a opção de eu me venturar adiante sozinho.
A razão que as três brigadas existiam era em grande parte porque o pai nunca saiu ele mesmo.

“… O mundo está em minhas mãos, é?”

Apenas quanto valor este mundo contém?
Se eu colocar minhas mãos em tudo dele, eu entenderei isso? Apenas o que o Grande Maou da Superbia de antigamente estava pensando quando ele tentou colocar suas mãos nisso?
Soa para mim como uma noção completamente desprezível, mas então que seja.
Dominar o mundo inteiro, e fazer meu nome conhecido através dele não soa ruim como um objetivo temporário.

“… Heard-sama…”
“Entre.”

Uma batida reservada veio da porta. Eu já reconheci esta existência. A percepção de um Lorde Demônio é bem mais ampla que a de um Demônio normal. Mas mesmo se eu não fosse um Lorde Demônio, eu provavelmente teria notado.
É apenas assim o quão excitada essa presença estava.

Aquela que entrou com um rosto levemente rígido era Hiero.
Um Demônio de Orgulho. A irmã mais nova de Lorna da Luxúria, e uma mulher que persegue orgulho com um caminho diferente do meu.
Talvez porque a porta estava aberta, ou porque um buraco havia sido feito na parede, um ar frio entra.

“… Você destruiu Leigie-sama, não foi.”
“É, Leigie-sama era forte.”
“… Parabéns, sua Excelência Lorde Demônio. Eu, Hiero servirei à você com toda minha força.”
“… Hm, cesse com a baboseira inútil. Que assuntos você tem comigo?”
“Si… sim!”

A expressão dela no que ela se ajoelhou era pálida, e haviam lágrimas surgindo nos olhos dela. Mesmo sem olhar para ela, eu consigo dizer que seus braços e pernas estão tremendo levemente.

Medo… é?

Que Demônio inútil. Mesmo que você guarde reverência para o forte, se você permanecer com medo, você nunca será capaz de Sobre-Governar ele.
Esse é o único tabu entre Orgulho.

“A verdade é… bem…”
“Faça-se breve. Você não terá outra chance.”
“… Medea escapou.”
“… Entendo.”

Eu encaro Hiero. Que mulher inútil.
Para deixar um Demônio de Inveja que estava enfraquecida daquele jeito ao ponto de escapar, apenas quão incorrigível ela é?
Desgraça. Esse é o ato mais imperdoável para mim. Isto não muda mesmo se o outro lado é um Demônio de Orgulho como eu.

Eu fico diante dela.
Eu entendo as cores verdadeiras de medo no rosto dela.
Eu já vi isso incontáveis vezes nos meus longos anos de vida… os olhos de presa no que elas são vistas pelo seu predador.

Uma mulher esperta.
Ela pensa muito melhor que sua irmã.

E ela está provavelmente correta.
Se ela tentasse fugir de sua falha, mesmo se ela fugisse para as maiores profundezas do inferno, eu iria perseguir ela e matá-la.
Matar ela com toda certeza. Cortar ela horrivelmente. Fazer ela se arrepender de ter sido nascida neste mundo.

Mas como ela relatou isso ela mesma, eu irei entregar ela com um único golpe.

“Vamos ouvir suas palavras finais.”

O que retornou dos lábios de Hiero não era um apelo pela vida.
Com uma voz trêmula, ela olhou para mim.

“… Por favor me diga apenas uma coisa. Depois de sobre-governar até Leigie-sama, o que sobrou para você fazer, Heard-sama.”
“… Hm, isso é óbvio, não é? Eu irei…”

… Tomar o mundo em minha mão, e ter o nome do Leigie-sama soando de verdade por ele.

Quando eu estava para dizer isso, Hiero soltou um leve espirro.
Eu franzo minha sobrancelha. Vendo minha expressão, ela apressadamente faz uma desculpa.

“E-eu me desculpo profundamente. É só que… está tão frio…”

Hiero segura seus braços, e não de medo por mim, treme seu corpo.

Está definitivamente frio. Antes de eu ter notado, geada começou à acumular no chão. A temperatura da sala já está bem abaixo do ponto de congelamento.
O buraco na parede é bem longe, e até agora pouco, não deveria estar frio assim.
Esta é claramente uma situação anormal.

“… Estranho. O que está acontecendo?”

Se eu olhar para trás nos meus alguns milhões de anos de existência, eu não acho que algo assim já aconteceu antes.
Diferente de Hiero, como um Lorde Demônio, eu tenho uma Resistência à frio. Este nível não gera problemas.
Mas é desconcertante que eu não sei a causa.

Hiero espirra mais uma vez, e oferece outra desculpa.

“… H-hoje com certeza está frio, não está…”
“… Não seja estúpida, não tem como a temperatura poder cair baixo assim no meio do dia.”

Em primeiro lugar, até Demônios normais devem ter Resistências o suficiente para permitir eles à não ligarem para flutuações em temperatura no nível de fenômeno natural.
Eu checo através de todo lugar dentro da minha Zona.
Mas procurando com uma Skill que eu estava usando pela primeira vez não parecia realmente certo em minhas mãos.
Quanto mais eu tentei olhar, mais amortecidos meus sentidos se tornaram.

Clima Anormal? É definitivamente inverno, mas isto é…

Lize finalmente se levanta da parede esmagada. Seu cabelo fica em seu rosto devido ao sangue fluindo dele, mas eu consigo ver um olhar afiado vindo das brechas nele.

“Head Lauder. Eu não aceitarei isso. Para matar seu lorde…”
“… Hm. Eu nunca tive a intenção de ter você aceitando isso.”

O direito de decidir reside com Kanon apenas.
E mesmo se Kanon não me aceitar, então eu só terei que governar tudo e tudo estará resolvido.
O corpo de Lize está envolto em chama escarlate. A geada no chão instantaneamente evapora, e desaparece no ar.

Isso é uma Skill de Ira de classe mais alta.
『Sopro de Chama』.

Que poder inútil. Para você, que nem se tornou um Lorde Demônio, você não será nem capaz de me arranhar.
Essa é a simples diferença em nossa magia. À não ser que a diferença seja grande o suficiente, você não consegue superar um Sobre-Governo.

Nossos olhos batem. Comparada com Kanon, apenas quão fina é a Ira dela. Diminuitiva. Sua Ira está faltando grandemente em algo chamado peso.

Ao lado da Enfurecida Lize, Hiero tremeu no que ela andou.
Baseado no posicionamento dela, eu pensei que ela ia pedir por ajuda, mas ela apenas começou à se aquecer.

Eu olhei para ela pasma. Lize está igual. Os olhos de Hiero estão arregalados, e ela se agacha. (NT: Squat, para ser preciso)

“… Que diabos você está fazendo?”
“… Uu… está frio…”

A forma dela tremendo no que ela ergueu as palmas de suas mãos para as chamas só podia ser vista como uma piada, dada à situação, mas a indivídua estava meio desesperada.

Mas ainda assim… a temperatura caiu ainda mais baixo do que antes.

Lize não importa mais. Eu posso matar ela num instante, e os ataques dela não podem nem ser comparados com a deteriorada Kanon. Eu posso Sobre-Governar ela.
Mas este frio é perigoso. Isso é o que minha experiência acumulada e afiada estava me dizendo.
No que ela treme, Hiero olha para mim.

“… Heard-sama, você entregou propriamente um golpe finalizador no Leigie-sama?”
“Eu destruí o Núcleo de Alma dele. Ele pereceu sem dúvidas.”

Uma vez que seu coração, o Núcleo de Alma, é destruído, um Demônio não pode continuar à existir.

“Então porque está tão frio… isso está definitivamente relacionado de alguma forma…”

Eu entendo o que ela está tentando dizer.
Deixe que seja.
Com este timing, é impensável que não tenha correlação.
Mas não deve ter Skill de Preguiça para derrubar a temperatura. Ao menos, eu nunca testemunhei uma nos meus muitos anos de vida. Em primeiro lugar, o Desejo de um Demônio pode tomar forma nas Chamas da Ira, mas não há variante que controla gelo.

No momento que eu comecei a franzir, eu senti algo inacreditável acontecer.
Como se um pilar de gelo tivesse sido inserido em minha espinha, um impacto frio correu pelo meu corpo.

“… Minha 『Zona』 foi quebrada, você diz…”
“… Kusu kusu, vê~ É porque você não viu o Leigie-sama até o fim… achoo.”
“… Você, eu estou surpresa que você consegue rir numa hora dessas…”

A atmosfera é repintada.
De um ar pesadamente pressurizado… para um congelado, escuro e depressivo.
Definitivamente não era A familiar 『Acedia』 de meu pai.
Não é Ganância ou Luxúria ou Ira ou Gula ou Inveja ou mesmo Orgulho.

O rosto de Lize se distorce.

“O que… esta presença é…”
“Que Lorde Demônio é este… não, é sequer um Lorde Demônio?”

No instante que eu percebi isso, minhas pernas arbitrariamente começaram à correr até ele.
Minha visão flui com grande velocidade.

Eu não tenho interesse nem em Lize ou Hiero.
Não tem como qualquer interesse crescer diante de existências que eu posso apenas matar à qualquer momento.
Cortinas prateadas foram abaixadas no Castelo das Sombras.
Branca neve acumulada, e largos pilares de gelo que até se estendiam até o teto.

E… a forma suspensa dos vassalos.
Com expressões pálidas de medo, o corpo endurecido do vassalo tremeu.
Frio… ele foi completamente congelado.

“… Hm, isto definitivamente não é natural.”

A magia pairando por aqui é a mesma que quebrou minha Zona.

Preguiça e Ganância e Luxúria e Gula e Orgulho, e até Ira que tinha as chamas correspondentes para lidar com isso, tudo havia sido congelado indiscriminadamente.
Quanto mais e mais perto eu cheguei da massa de poder, mais baixa a temperatura caiu.

No caminho adiante, eu avistei um Demônio familiar, e parei por um momento.
Lorna havia sido congelada com uma expressão pacífica no que ela empurrou um carrinho.
Não havia medo no rosto dela. Sem ser dada o tempo para temer, ela foi congelada instantaneamente.

Que poder assustador.

Esta força rivaliza as chamas da Ira.

Este escopo rivaliza a onda de Gula.

Interessante.
Quão adequado para meu primeiro oponente como um Lorde Demônio.

Eu estou começando a ver o futuro que meu poder contém.
Eu não consigo evitar de ver ele tomando forma.

Hiero já disse isso, mas para um oponente ser capaz de usar skills com esta força, se você ignorar a possibilidade de um invasor de fora, só há um dentro do Castelo das Sombras.
Não… só deve ter um.

A porta que havia sido fechada congelada com gelo azul pálido.
Eu forçosamente rasguei aberta a porta do quarto do Pai.

Era como se todo o tempo no quarto tivesse parado.

Na visão que entrou em meus olhos, eu senti meu próprio coração ficar agitado.

Tudo estava coberto em geada, e a temperatura perfurou até através da minha Resistência à frio. Dentro daquela terra congelada, um único homem sentou numa poltrona com seus joelhos abraçados próximos de seu corpo.
Era definitivamente meu pai, cujo Núcleo de Alma deve ter sido destruído. Está tão quieto que eu não consigo nem dizer se ele está vivo ou morto.
… Eu tento dar um passo à frente, e instintivamente recolho minha perna.
Eu olho para baixo no meu pé, e arregalo meus olhos.

“… O que… é isto…”

Minha perna havia sido completamente congelada.
Eu não tenho sensação nela. Não há nem dor. Como se ela tivesse sido reduzida à substância inorgânica, sua superfície lisa e brilhante pega a luz numa forma duvidosa.
Eu tento colocar a palma da minha mão nela. É extremamente duro, e frio. Uma dor fraca corre pelo meu braço.
Skills do tipo de Resistência normalmente crescem quanto mais você levar dano daquele atributo. Eu tinha uma resistência às chamas da Ira, mas eu só tenho uma de baixo nível para gelo.

Se você perguntar porque… das skills permitidas aos Demônios pelos Sete Pecados Originais, desde o começo, não haviam ataques com atributo de gelo.
Eu inintencionalmente suspirei.

“Pai… para você estar escondendo um trunfo severo assim…”

É um poder que eu nunca antecipei.
Meu suspiro congela no ar, e um som leve ressoa no que ele cai no chão como pequenas esferas de gelo.
Eu dou um passo dentro do quarto. Um mundo prateado próximo do zero absoluto. Sem som, poeira ou nada para existir para corromper o ar puro.
Pela hora que meu pé meio-congelado havia pisado adiante, gelo rapidamente começou à se aproximar por todo meu corpo.
É como eu pensei. A temperatura neste quarto está em outro nível daquela do lado de fora. A área à frente está selada com uma barreira, parece.

“… Mas não há nada mais adequado para aquele que é meu Mestre.”

Isso mesmo. Eu pensei que eu havia ganho tudo tão facilmente. Eu pensei que não tinha como aquilo ser tudo que ele tinha.
Quero dizer, quando parecia que estava acabado, não havia uma única ferida em meu corpo.

O gelo se aproximando para.

Como se tivesse sido lidado por algo como uma barreira.
Meu orgulho sozinho é a única coisa que eu levei comigo neste mundo morto.

Toda vez que eu dou um passo para frente, uma onda de poder queima minha pele.
Seu poder de forma alguma perde para Ira. A zona não permite resistência, e este mundo estagnante congelado não pode ser outro senão o mundo perfeito do Pai.
Um mundo cruel onde nem minha velocidade ou meu poder possuem qualquer sentido.

Se eu não exercer todo meu poder, eu virarei gelo num instante. Assim como os Demônios do lado de fora.

“… Ora, ora… que inútil que eu sou…”

Mas quebrando tudo diretamente está minha Superbia.
Planos são desnecessários diante do meu Orgulho.

Minhas memórias ressurgem.
Sempre sozinho, aquele que ficou acima de mim. Meu criador absoluto.
Não importa quanto as ações e aparência dele eram de Preguiça, isso tudo era irrelevante.
O poder da Preguiça. Só ter isso era o suficiente.

Ah, apenas quão forte, quão belo isso é.
No vasto Mundo Demônio, e até nos céus, não pode existir algo completo assim, belo assim.

E é exatamente por isso que eu tenho significado.

“… Eu superarei isto.”

Eu realmente não sei quando desistir.
Eu não sei por qual teoria ele ainda vive quando seu Núcleo de Alma foi destruído, mas mais uma vez, eu irei lhe afundar nas profundezas de Sheol. (NT: O lugar mais distante do céu no Judaísmo… Mais informações aqui.)

Eu declaro ao meu Mestre, cuja cabeça está abaixada nos joelhos que ele abraçou para ele mesmo.
Seus braços imóveis, que já eram brancos, superaram isso, e eles se tornaram transparentes como gelo.
Geada branca descendeu no cabelo preto tão preto quanto o meu.

Sua forma era tão sem vida, eu quase perdi o interesse em atacar.
A distância era meio metro. Se eu estender minha mão, eu consigo alcançar ele facilmente. Mas a existência passageira dele era uma que parecia que ia quebrar se eu fosse colocar minha mão nela.
Naquele momento, o rosto do pai lentamente subiu.

Como bolas de vidro, seus olhos sem emoção olharam para mim sem qualquer sentido. O brilho neles tinha muito mais cor do que antes, e seus olhos estavam preenchidos com desespero muito mais escuro.
Até para alguém que serviu ele para sempre, era a primeira vez que eu vi aquela expressão.

E a boca do Pai que quase nunca fez qualquer trabalho abriu tão-apenas-levemente, e começou a se mover.


Tradução: Thyros



Fontes
Cores