TER – Capítulo 319 – Mestre e Mare


— A Feroz Lâmina do Dragão é o verdadeiro nome da espada. Sua fama como uma das Espadas Divinas é conhecida em todo o mundo.

— !!!

— Ha, ha. Surpresa?

— Nn!

Fran assentiu com entusiasmo, como não se surpreender? A Avaliação mostrava apenas o nome “Lâmina do Dragão Llinde”, no entanto, isto poderia acontecer porque era um item de tão alto nível que Fran não conseguia detectá-lo. Então, de forma natural, a Avaliação não poderia funcionar com uma espada divina e Mare estava repleta de confiança.

— É verdade. No entanto, devido à falta de habilidade do usuário, o verdadeiro poder desta espada divina não pode ser liberado.

Uma espada divina não era algo que pudesse ser empunhado sem esforço. Devia ser por isso que Mare não podia exercer o verdadeiro poder de Lindwurm.

Mas ainda assim, era tão inacreditável. Quer dizer, era uma espada divina, uma superarma, uma lendária espada que podia destruir um país inteiro e ela estava diante dos meus olhos. Ainda era inacreditável.

Em primeiro lugar, a habilidade não era tão chocante. Bem, comparado a uma espada mágica, ela estava em outro reino se não o mesmo em que imaginava uma espada divina. Ela parecia muito adorável no momento.

— É verdade. Eu fiz o Ferreiro Divino dar uma olhada nisso.

Kuina acrescentou. Suas palavras me lembraram que este país tinha seu Ferreiro Divino, o que significava que esta espada era mesmo divina.

“Sério? Essa é uma daquelas espadas!?”

“Incrível!”

Realmente, este segredo superava o fato de Mare ser uma Princesa. Esta informação afetaria o equilíbrio militar do mundo. Era surpreendente que ela nos dissesse de forma tão casual, achei que isso mostrava o quanto Mare confiava em Fran.

“Se for esse o caso, também temos que ser honestos com você.”

— Hmm? O que é isso? De quem foi essa voz?

Mare e Kuina pareciam chocados ao ouvir minha voz.

— Foi o Mestre que falou agora.

— Mestre? Você quer dizer o seu Mestre? Onde está o seu Mestre agora?

— Ele é invisível? Não consigo sentir a aura dele… que habilidade surpreendente.

— Mestre está aqui.

Imitando Mare, Fran me puxou para fora e me colocou na mesa ao lado de Llinde, depois começou minha apresentação mais uma vez.

— Esta espada é o Mestre.

— A espada é seu Mestre?

— Mestre é uma Arma Inteligente. Uma superespada.

“Prazer em conhecê-las. Como já fui apresentado, meu nome é Mestre. Apenas pensem em mim como uma espada falante.”

— Óóóóó! A espada na minha frente está falando de verdade?

— Incrível!

Mare levantou-se empolgada, enquanto Kuina permanecia calma como sempre, mas ainda demonstrava interesse.

“Bem, como vocês estão?”

— Estou bem! Kuina, isso é incrível! É realmente uma arma inteligente? Ha, ha, ha!

“Bem, eu estou feliz que você esteja impressionada, mas você não está surpresa demais como uma portadora de uma espada divina?”

— O que você quer dizer? Uma arma inteligente é algo que só se vê em um conto de fadas, sabia?

“Sim, sim, mas as espadas divinas não são iguais? Além disso, é uma superarma mítica, apesar das aparências.”

— É verdade que as espadas divinas são muito poderosas. No entanto, enquanto não sabemos a quantidade exata, existem 26 confirmadas em todo o mundo, enquanto isso, uma arma inteligente é algo que ainda nem foi confirmado!

Mesmo se ela dissesse isso, era difícil me gabar por ser “mais raro”, já que as espadas divinas me superavam no desempenho.

— Nn. Mestre é incrível.

— Sim. Até Kuina está chocada.

— Sim. Para ser sincera, estou mais surpresa do que quando conheci a Senhorita Fran.

Seu rosto permaneceu inexpressivo, mas as bochechas de Kuina estavam um pouco vermelhas e ela parecia animada.

— Então, qual é a história por trás do encontro de vocês dois?

— Foi quando eu era uma escrava…

Fran começou a contar como nos conhecemos, e Mare pareceu tocada. Ela usou um lenço que Kuina lhe entregou para enxugar as lágrimas e ranho no rosto.

— Entendo, entendo! O destino reuniu vocês. Funga!

Depois de revelarmos nosso passado, eu também contei a Mare sobre como ficava mais forte absorvendo pedras mágicas, como não conhecia minhas origens e que talvez o Ferreiro Divino pudesse saber mais sobre mim.

— Agora tudo faz sentido! Fiquei me perguntando por que a pedra mágica da Manticora desapareceu.

— Mestre absorveu.

“Exato!”

— Mas então você é mesmo uma arma inteligente. Você pode até ficar mais forte.

— Llinde também cresceu.

— Llinde é capaz de acessar mais de seu poder à medida que fica mais forte. Tecnicamente, sou eu quem cresceu, mas o Mestre está ficando mais forte de verdade. Você é tão poderoso agora, se tornar uma Espada Divina está muito perto.

A espada divina era o objetivo, mas ainda não estava cedo demais? Para isso, precisaríamos aniquilar feras demoníacas várias vezes mais forte que os inimigos de hoje. Contudo, Fran respondeu Mare com confiança:

— É claro. Mestre é a melhor espada. E um dia será a mais forte.

— Ha, ha, ha! Vamos ver quem chegará primeiro lá. Eu exercendo o poder pleno de Linde ou o Mestre ficando mais forte e superando uma espada divina.

— Huh! Serei vencedora.

— Não conte com isso! Um dia, como diz a lenda, Llinde crescerá na forma de um dragão gigante capaz de destruir um castelo inteiro.

Um castelo inteiro? Terá que ser um dragão com cem metros de comprimento. Um dragão da água apenas maior que um navio já estava no nível de ameaça B, imaginei que um dragão com centenas de metros de comprimento deveria estar acima do rank A. A quantidade de energia necessária para invocar esse dragão deveria ser incrível, verdadeiramente digno de seu status como espada divina.

Mas Fran acreditava que eu poderia superar a referida espada. Se era esse o caso, não poderia desistir antes de começar. Iria atender às suas expectativas, este seria o meu novo objetivo!

— Onde Mare obteve Llinde?

— Não foi como você. Nosso encontro não foi muito dramático. Eu estava apenas testando meu próprio poder e explorando restos escavados, quando encontrei uma sala escondida que ainda não havia sido descoberta, esse era o local em que Llinde estava. Depois disso, porque pensei que essa era uma espada especial, pedi ao Ferreiro Divino que a avaliasse e descobri que era uma espada divina.

Sem dúvidas, Mare foi chamada pela espada. Ela podia pensar que foi sorte, mas talvez ela tenha sido escolhida? Kuina parecia concordar, enquanto Mare orgulhosamente relatava sua história a Fran sobre como ela conseguiu a espada divina.


Tradutor:




Fontes
Cores