TER – Capítulo 135 – Versus: Soldados de Pedra Mágica



— Então esse era Zerais? Ele com certeza é do tipo desprezível.

— Eu não posso aceitar o fato de que ele conseguiu fugir.

— Não consigo compreender a extensão com que ele menospreza o valor das vidas dos cidadãos…

— Que terrível ele é!

— Nós temos que lidar com essas coisas primeiro se quisermos caçar aquele babaca, entenderam?

— Certo.

A equipe de estrelas parecia muito irritada com Zerais, mas todos assentiram com o fato de que o Alquimista já tinha escapado com sucesso.

Não poderíamos ir atrás dele porque não fazíamos ideia de onde ele estava. Além disso, nós ainda precisávamos cuidar dos Soldados de Pedra Mágica antes que eles causassem mais danos. Se tivéssemos sorte, poderíamos até ser capazes de conseguir uma ou duas pistas ao investigar a Guilda dos Alquimistas mais tarde.

Mesmo assim, derrota-los seria por si só uma conquista. Não sabíamos dizer quais habilidades eles tinham, mas nossos inimigos pareciam capazes de anular qualquer tipo de ataque a distância, independente de ser baseado em força ou magia. Eles não pareciam usar qualquer tipo de barreira ou coisa parecida, então eu realmente não tinha ideia de que diabos estava acontecendo.

Colbert tentou lançar outras artes marciais de longe nas coisas, mas seus ataques se provaram inúteis mais uma vez.

— Bom, projéteis não funcionam, então parece que temos que contar com o bom e velho combate a curta distância. Eu sou muito mais resistente que vocês, então me ofereço para ir primeiro.

Gamud avançou enquanto fazia uma declaração cujo conteúdo parecia muito lógico. O anão completamente armado era a imagem de um tanque. Eu não podia imagina-lo caindo com tanta facilidade, sobretudo se ele tivesse alguns aprimoramentos aplicados a seus atributos.

— Parece um bom plano.

Amanda assentiu com a cabeça.

— Então aqui vou eu!

O mestre da Guilda disparou contra os Soldados de Pedra Mágica com um enorme sorriso em seu rosto.

Ele alcançou um dos Golems em um piscar de olhos e logo desferiu seu martelo contra ele. Sua velocidade era incrível, especialmente para alguém vestindo uma armadura completa de placas.

— Hah, essas coisas reagem devagar demais!

O anão logo balançou seu martelo sem usar qualquer tipo de técnica ou habilidade e realizou um único golpe poderoso. Apesar de escolher não aplicar qualquer tipo de habilidade, o ataque ainda parecia forte o bastante para esmagar a cabeça do alvo e despedaça-la.

Mas isso não aconteceu.

O barulho que o martelo criou não foi o de um esmagamento, mas sim o de um guincho.

— Nuoooooowaaahhhhh!!

A arma parecida com um malho acabou sendo forçada a parar antes que ela fizesse contato com o Golem inimigo. Gamud saiu voando com quatro feitiços em suas costas. Por sorte, Phillip conseguiu os bloquear antes que causassem qualquer mal a seu alvo.

— Você está bem Mestre da Guilda?

— Ugh… que merda acabou de acontecer?

Gamud parecia bem confuso, o que, para ser justo, fazia sentido, considerando o quão longe ele foi atirado. O contra-ataque que ele levou foi incrivelmente poderoso, a prova era a enorme mossa em sua armadura de orichalcum.

Era um pouco triste para ele, mas ainda conseguimos descobrir algo com isso. Sendo mais específico, Forrund parecia ter descoberto algo.

— Reflexão.

— Ó, isso parece muito provável agora que você mencionou.

Amanda confirmou o murmúrio do outro Aventureiro rank A com um tom esclarecido e inteligente.

— Acho que há um feitiço do luar que faz algo parecido com isso. Eu vi alguém usando ele antes.

— O mesmo.

Ao que parecia, Magia do Luar era uma ramificação da magia que se especializava em refletir e invalidar ataques inimigos. Os Soldados de Pedra Mágica já tinham demonstrado que eram capazes de todos os tipos de magias raras, dessa forma, parecia bem provável que eles fossem capazes de usar Magia do Luar também. O comportamento específico dos Golems parecia demonstrar uma reflexão contra ataques a curta distância e invalidação de ataques de longa distância.

Puta merda, esse negócio é bem raro. Droga, nem Forrund nem Amanda viram isso mais do que uma vez, apesar de suas longas carreiras.

— Pode ser melhor para nós tentarmos eliminar os que estão na retaguarda antes de atacarmos o que está na frente.

— Concordo.

Tentamos seguir a sugestão de Amanda, mas não deu certo.

Colbert e Phillip foram ambos lançados para trás no momento que tentaram enfrentar um dos Golems mais atrás. Em outras palavras, todas as cinco unidades eram capazes de usar Magia do Luar.

Os status dos Golems não pareciam ser tão altos, mas as propriedades de seus feitiços os tornavam incrivelmente difíceis de se enfrentar.

— Então, alguém aqui sabe como lidar com isto?

— Pois é.

— Bem, não deve ser tão fácil para eles continuarem refletindo e invalidando nossos ataques, então eles devem mostrar alguma abertura se continuarmos os atacando. Vamos tentar usar alguns golpes mais fracos, do tipo que não vão machucar muito quando refletido.

— Entendo. Isso parece muito promissor.

Phillip imediatamente deu sequência à estratégia. Ele estava vestindo uma incrível armadura pesada e parecia lidar com quantos golpes fracos ele quisesse.

E assim, o experimento começou. Ele lançou uma sequência de estocadas leves nos Golems, apenas para descobrir que alguns ataques acabariam atingindo o alvo. O problema era que os Soldados de Pedra Mágica eram bastante resistentes, então eles não receberam danos notáveis.

Qualquer ataque que fosse forte o bastante para derrubar os Golems resultaria em pelo menos alguns ossos quebrados se refletido. E, é claro, isso se aplicava a Colbert e Gamud, assim como a Phillip.

Decidimos que poderíamos nos juntar a luta também. Não correremos qualquer risco, contanto que eu mantenha nossas barreiras mágicas no máximo enquanto Fran golpeia sem força os Soldados de Pedra Mágica várias vezes.

Nós imaginamos que o feitiço de reflexão poderia não se ativar se nossos ataques fossem fracos demais, então Fran acabou usando o máximo de força que podia enquanto garantia que estava dentro dos limites defensivos da Barreira Mágica.

E assim, com essa condição em mente, nós logo atacamos o inimigo mais próximo da retaguarda, ao mesmo tempo que ignoramos todos os seus contra-ataques.

O ato nos levou a ouvir uma série de sons de campainha acompanhados por um sonoro estalo.

Acho que isso significa que o atingimos. Espere… o quê?

— Huh?

A sensação familiar de absorver uma Pedra Mágica me percorreu enquanto o Soldado de Pedra Mágica que atingimos caiu sem força.

Óóóóó, entendi. Essas coisas são literalmente soldados feitos de Pedras Mágicas, o que significa que eu poderia apenas absorve-los como eu faria com qualquer outra Pedra Mágica. É assim que é a vida no modo fácil? Bem, de qualquer forma, parecia que eu era o predador natural dos Soldados de Pedra Mágica.

— Uoa. O que você acabou de fazer Senhorita Fran?

— Você o obliterou por completo em apenas um golpe? Droga.

— Que tipo de ação você realizou?

Ó, porcaria. Eles me viram absorvendo o Soldado de Pedra Mágica. Merda, preciso inventar uma desculpa. Eu realmente não quero contar a todos que essa é uma de minhas habilidades. Eu não queria Forrund se interessando por mim, então, é… acho que podemos apenas dizer que foi uma habilidade, mas não tenho certeza de como isso vai se desenrolar…

— Vamos lá pessoal, perguntar aos outros sobre suas habilidades é falta de educação.

— Bem, é verdade, mas…

— Tudo o que importa é que Fran tem uma forma de acabar com essas coisas com relativa facilidade.

— Acho que você está certa…

Por sorte, Amanda conseguiu nos salvar.

— Nesse caso, acho que será melhor para nós fornecermos assistência a Senhorita Fran enquanto ela os elimina.

— Sim.

— Entendido.

Não levou muito tempo para nos livrarmos dos Golems restantes. A tarefa foi feita com rapidez porque as pessoas nos ajudando eram ridiculamente fortes. Eles atraíram a atenção dos Soldados de Pedra Mágica com facilidade enquanto eu os absorvia.

Só levamos três minutos para exterminar os cinco Soldados de Pedra Mágica. Cada um gerou cerca de trezentos Pontos de Pedra Mágica, então acabei obtendo aproximadamente mil e quinhentos no total. Eu até coloquei minhas mãos na Magia de Gelo, Magia de Lava e Magia do Luar como um bônus adicional.

Puxa, isso correu tão bem. Eu senti como se estivesse trabalhando em algum tipo de emprego super bem pago.

Ganhar todos esses Pontos de Pedra Mágica fez maravilhas para minha habilidade Autoevolução. As coisas estavam melhorando.

 

Autoevolução Rank 11
Pontos de Pedra Mágica 4.486/6.600
Memória 100
Pontos de Evolução Restantes 2

 

Cada Golem rendendo trezentos pontos indicava que eles tinham o valor aproximado de Feras Demoníacas rank B.

— Tudo bem. Isso encerra tudo. É melhor seguirmos com a investigação do interior da Guilda dos Alquimistas.

— Boa ideia. Ainda pode haver algo lá.


Tradutor:




Fontes
Cores