TER – Capítulo 123 – Luzerio


Berros e gritos irromperam do exterior do prédio enquanto a Detecção de Presença trabalhava e me informava de uma série de inimigos.

Merda. Parecia que Bluke não era o único que se transformou.

— Bluke! Bluke, me responda! Qual o problema Bluke!?

— Se aproximar, péssima ideia.

— Blu-ugh!

Rhodas ignorou o aviso de Fran e tentou se aproximar de seu filho, apenas para ser recebido com um chute, apesar do fato de Urushi ainda estar segurando o recém-transformado Humano Maligno.

— Sir Rhodas! Você está bem?

— Não-não se preocupe. Eu estou bem.

Rhodas encarou sem expressão em um misto de choque e dor assim que Dannan o ajudou a se levantar.

Naturalmente, seu olhar não fez nada para deter nem diminuir a transformação de Bluke. Os olhos do segundo filho estavam completamente negros; suas pupilas quase pareciam ter desaparecido por completo. Sua pele começou a sofrer um processo similar; cada parte dela foi manchada de um preto tão escuro quanto a noite e seus músculos incharam até chegarem ao ponto da anormalidade. Tudo sobre ele mudou, salvo as características de seu rosto. Um resultado sinistro e chocante.

Eu senti vontade de abatê-lo na mesma hora, mas me segurei. O pai dele estava observando e não desejávamos que o Lorde de Barbola ficasse ofendido conosco.

Além disso, devia existir alguma forma de fazê-lo voltar ao normal. Bluke sabia muito sobre assuntos que desejávamos adquirir mais conhecimento, então fazê-lo recobrar a sanidade poderia nos permitir adquirir uma quantidade decente de informação útil.

— Guruuuuaaaaaahhh!

Ele continuou a lutar contra sua captura. Parecia que ele tinha perdido todo o senso de raciocínio e estava pouco disposto a ser detido.

Muito bem, por enquanto, nós devemos tentar fazê-lo beber um pouco mais da Água de Recuperação para ver se algo acontece.

E… nada.

Tudo bem. E se usarmos Antimaldição?

E… mais uma vez, nada.

Nossos testes nos levaram a perceber que ele não estava sobre influência de um estado anormal.

Ambos os estados Insano e Fora de Controle eram considerados como condições padrões dele, e assim, não fomos capazes de nos livrar de nenhuma das duas. Em outras palavras, nós passaríamos por sérios apuros para fazê-lo voltar ao normal ou lidar com ele de forma tranquila.

“Vejamos se podemos fazê-lo parar de se mover.”

— Nn. Urushi, vamos.

Woof.

— Raio Atordoador.

— Groooogaaaaa!

Bluke tentou se levantar no momento que Urushi o soltou, mas o Raio Atordoador o infligiu com paralisia. E assim, ele mais uma vez estava no chão. Ele ainda estava consciente, mas não era mais capaz de se mover.

“Muito bem Urushi, prenda ele de novo. Faça ele ficar aí até falarmos o contrário.”

Woof.

“Vamos tomar conta de tudo que está acontecendo no jardim Fran.”

— Nn.

Fran disparou pelo corredor e saltou por uma das janelas que ficava de frente para o jardim da mansão, quebrando-a no processo.

“Parece que todos que foram detidos acabaram se transformando.”

Todas as dezenas de homens que estavam em custódia conseguiram se livrar de suas amarras como resultado de suas “evoluções”. Havia muito pouco deles em relação ao número de Guardas, mas eles ainda pareciam ter a vantagem devido a disparidade de seus altos Status.

— E agora? Capturar todos?

“Eh… nah. Vamos só matar todos. Prender cada um deles acabaria sendo uma completa dor de cabeça. Além disso, eles são todos criminosos, então eles provavelmente seriam sentenciados a morte mesmo se descobríssemos uma forma de fazê-los voltar ao normal.”

Quer dizer, isso é o que acontece a qualquer um que participe de um golpe de Estado falho.

— Entendido.

Fran acelerou com o Pulo Aéreo e usou a força resultante para partir ao meio um dos Humanos Malignos. Eu lancei uma Magia do Vento e derrubei um segundo quando ela aterrissou.

Os homens capturados eram bandidos desde o início, então eles eram bem mais fortes do que Bluke. A evolução transformou cada um deles em um Nível de Ameaça E.

Mesmo assim, eles ainda estavam longe do que poderíamos chamar de desafio; levamos apenas três minutos para acabar com todos eles. Eu estava honestamente decepcionado com os resultados. Na realidade, eles eram bem fortes. Eu esperava ser capaz de absorver suas Pedras Mágicas e obter alguns pontos. Eu também estava muito interessado em todas as habilidades que eles possuíam, mas descobrimos que eles não tinham nenhuma Pedra Mágica. Ah, bem, eu acho que não há o que fazer.

Os Guardas terminaram caindo de bunda no chão com a exaustão no momento em que viram o último Humano Maligno ser derrotado.

Nós sabíamos que eles estavam cansados, porém, teríamos que aborrecê-los um pouco mais. Dessa forma, Fran se aproximou de um homem cuja armadura parecia ser mais chamativa do que o resto do grupo, a pessoa que presumíamos ser o líder dos Guardas.

— Hey.

— Si-sim? O que você precisa?

O líder imediatamente ficou tenso e endireitou suas costas assim que ele percebeu que Fran queria falar com ele. Me parecia que ele estava sentindo um misto de respeito e terror com a força de Fran.

— Todas as pessoas na mansão foram encontradas?

— Sim senhora. As outras únicas pessoas que encontramos dentro foram as senhoritas que estão ali.

Seguindo a linha de visão do líder, encontramos um grupo de jovens garotas, no momento agrupadas e tremendo de medo. Uma rápida Avaliação nelas nos informou que não havia nada de errado com qualquer uma das garotas em relação a anormalidades de Status.

— Zerais, Alquimista. Rynford, velhote. Ambos não estão aqui?

— Eu não vi sinal de nenhum dos dois.

Eu assumi que as tropas conseguiram prender esses dois, mas, aparentemente, esse não era o caso. Nós seguimos em frente e inspecionamos os rostos de todos os Humanos Malignos que matamos só para ter certeza, mas não conseguimos encontrar nenhum dos dois.

Em outras palavras, Bluke não era, na realidade, o responsável por trás de tudo isto. O verdadeiro culpado deve ter descoberto sobre nossas ações e escapou. Além disso, ele até conseguiu retalhar. Todas essas transformações de Humanos Malignos seguiram um horário predeterminado? Ou isso foi feito através de algum tipo de dispositivo de controle remoto? Eu não poderia dizer qual dos dois era o responsável, mas eu podia ao menos dizer que ambos seriam irritantes para se lidar.

Hmm… e agora? Nós poderíamos fazer Urushi farejar o local para rastrear o culpado. Nós também poderíamos procurar na mansão e ver se alguma pista poderia ser encontrada.

“Mestre.”

“Yeah? O que foi?”

“Ali.”

Fran apontou para a área atrás das escravas que salvamos. Então, nós vimos o guarda do portão, ainda amarrado exatamente como antes.

Espere. Ele não se transformou? Quê?

Ele estava afetado com a condição negativa de Status “Coração Agitado do Mal”. Diferente dos outros homens, ele não tinha aquela coisa de Enfurecido aplicado a ele. Hmmmm… eu acho que isso significa que toda essa situação é baseada na quantidade de água infundida com magia que a pessoa bebe, é isso? Nesse caso, nós estávamos com sorte, já que os habitantes da cidade que estavam com a anormalidade de Status não se transformariam.

Mesmo assim, não poderíamos apenas deixar essa situação seguir esse caminho.

Não conseguiríamos nenhuma ajuda do Lorde neste momento. Ele ainda estava em um estado de choque como resultado de seu filho se transformando em um tipo de monstro inumano diante de seus próprios olhos. Assim, decidimos que seria melhor falarmos com Dannan.

— Entendido?

— Certamente. Eu vejo que você estava dizendo a verdade, e a situação está parecendo ainda pior do que foi antecipada.

Não sabíamos quantas pessoas estavam em perigo de se tornarem Humanos Malignos, mas as chances de serem mais do que dez ou vinte eram altas. Ademais, era muito provável que eles acabassem se transformando em locais com muitas pessoas, como áreas públicas, o que, por sua vez, levaria a problemas seríssimos.

— Reúna as tropas.

— Isso eu farei. A situação é mesmo uma emergência, e, portanto, nós também temos motivos para mobilizar os Cavaleiros.

Nós informamos Dannan dos detalhes de como diferenciar aqueles que poderiam se transformar e aqueles que não carregavam essa ameaça.

— Entendo, então temos que usar Avaliação e ficar atentos com aqueles que carregam a condição Enfurecido.

— Nn.

— Eu entendi. Devemos enviar depressa um pedido para a Guilda dos Aventureiros para garantir vários indivíduos capazes de usar essa habilidade. Infelizmente, não seremos capazes de contratar muitos deles. É importante para nós que esses eventos permaneçam fora do conhecimento do público.

Yeahhhh, Rhodas pode acabar tendo que abdicar se tudo isso terminar sendo revelado. Parecia que, considerando a situação mais ideal, ele queria punir Bluke e Waint em um local isolado, encontrar e curar todos afetados pelas condições anormais de Status em segredo, e, por fim, capturar ambos Zerais e Rynford.

— Você se importaria em continuar nos emprestando sua força?

— Não me incomodo. Vou perseguir o Alquimista. Zerais.

— Por favor, e obrigado. Iremos garantir que você receba uma recompensa adequada.

— Entendido. Vou primeiro investigar ao redor da mansão. Procurando por pistas.

— Por favor, faça isso. Eu suspeito que há várias salas secretas, considerando a escala da propriedade. Fique atenta com suas potenciais existências.

— Nn.

Nós retiramos Urushi de sua tarefa de prender Bluke, e, ao invés disso, amarramos o homem superapertado antes de dizer aos Guardas para manter um olho nele. Precisaríamos do focinho de nosso Lobo, portanto, não poderíamos deixá-lo de babá do filho do Lorde para sempre.

“Muito bem garoto, vamos precisar que você fareje o local até encontrar traços do cheiro de Zerais. Ache tudo o que você puder, seja o laboratório dele ou uma passagem secreta.”

Woof!

Urushi começou a vagar pela mansão enquanto colocava seu faro aguçado para trabalhar. Após perambular pelo local sem destino por um tempo, ele finalmente acabou decidindo descer para o porão do prédio. Eu tinha algumas suspeitas sobre a seção subterrânea da mansão, e isso acabou se provando justificado.

O Lobo Negro nos levou para uma porta.

Woof, latido, woof!

— Não posso sentir ninguém lá dentro.

“Mas eu acho que este é o lugar em que o cheiro dele está mais forte, é isso?”

Woof!

Fran abriu a porta para encontrar uma instalação que só poderia ser descrita como um laboratório. Isso me lembrou muito do de Jean1.

Eu não poderia fazer nada além de desejar pegar todas ferramentas deixadas no local para mim. A maioria poderia ser usada por nós, e o resto poderia ser vendido por uma boa quantia no mercado. No entanto, infelizmente, eu não poderia pegar nenhuma delas. As circunstâncias atuais diziam que tudo aqui agora pertencia ao Lorde, e assim, pegar os itens para nós seria considerado roubo. Ah, bem, de qualquer forma, não tínhamos tempo para recolher tudo, considerando que estávamos no momento perseguindo Zerais.

“Eu acho que terei que ignorar tudo isso…”

— Nn.

Mesmo assim, não havia muita coisa de valor disponível. Quero dizer, havia algumas poções e matérias-primas usadas, mas todos os materiais poderiam ser encontrados com facilidade em qualquer loja.

Eu tentei olhar alguns documentos que estavam no local, mas não fui capaz de entender quase nada de seus conteúdos. Eu fui, entretanto, capaz de discernir que nenhum deles continha qualquer informação que poderia nos ajudar a encontrar o homem. Eu estava me sentindo um pouco deprimido, mas, por sorte, Urushi ainda não tinha terminado seu trabalho.

Ele se sentou na frente de uma estante de livros e começou a arranhar a parede.

Espere, não me diga que eles tinham até uma rota secreta de fuga instalada? Sério? Eu me movi para perto de Urushi e comecei a dar a parede uma boa encarada, mas não podia ver nenhuma rachadura nem nada do tipo.

Eu bati na suposta parede secreta e várias outras com a Telecinésia só para comparar os sons. Com toda certeza, a que estava na minha frente soava muito mais oca do que o resto.

Hmm… mas como o mecanismo oculto funciona? Quer dizer, essa estante de livros parecia supersuspeita, especialmente se você pensasse em todos os estereótipos que vinham a mente neste tipo de situação. Deve ser um dos livros… mas também pode ser a parede. Talvez exista um lugar para se pressionar? Puxa, pensar sobre tudo isto está começando a parecer divertido.

— Mestre? Encontrou algo?

“Hmm, bem, eu tenho certeza que há uma passagem secreta aqui, mas não consigo descobrir como abri-la. Oh, verdade, você deve tentar descobrir o segredo também Fran. Isso é muito diverti-”

— Assim?

De repente, a sala foi preenchida por um alto baque assim que Fran deu a parede um chute cheio de força.

A parede cedeu ao golpe dela e revelou a passagem secreta, apesar de estar coberta por uma camada de magia de proteção.

“Umm… Fran?”

— Mais uma vez.

Ela deu sequência ao chute frontal usando um chute giratório e aplicou tanta força que fez toda a sala começar a tremer. A parede foi incapaz de sustentar a força do ataque e acabou caindo, revelando uma escadaria.

“Bom… se funcionou, não podemos reclamar, eu acho.”

— Nn? Vamos.

Woof.

Urushi começou a nos guiar pela escada e nos levou para dentro de um enorme túnel de terra. Era com certeza uma rota de fuga, e, naturalmente, não havia nenhum tipo de armadilha preparado.

—Alguém ali.

“Yeah, eu posso sentir sua sede de sangue emanando por todo o caminho até aqui.”

Detecção de Crise entrou em ação e nos avisou que quem quer que estivéssemos a ponto de enfrentar não era um simples fracote.

“Vamos garantir que estamos prontos para entrar em uma batalha.”

— Nn.

“Urushi, você vai ficar escondido garoto.”

Woof.

Com cautela, nós avançamos por cerca de cinco minutos antes de finalmente chegarmos em uma área com quase vinte metros de espaço em todas as direções. No meio do salão estava o indivíduo sedento por sangue.

Era um homem, um com um sorriso que parecia gentil, a cena, por algum motivo estranho, me deixou bem irritado.

— Sabe, eu estava mesmo me perguntando que tipo de pessoa iria descobrir nossa pequena rota de fuga. Nunca em minha vida eu imaginaria que seria uma mera garotinha.

— Subordinado de Zerais?

— Como é? Você realmente acha que alguém tão foda quanto eu serviria aquele merdinha com aparência sombria, sua vadia?

 

Nome: Luzerio Idade: 36 anos
Raça: Humano
Classe: Lanceiro Disfarçado Level: 35/99
Condição: Coração do Mal
HP: 266 MP: 214
Força Física: 131 Resistência: 129
Agilidade: 178 Inteligência: 90
Mágica: 121 Destreza: 130
HABILIDADES
Assassinato Lv5 ⋯ Furtividade Lv4 ⋯ Evasão Lv5 ⋯ Detecção de Presença Lv4 ⋯ Esgrima Lv2 ⋯ Tortura Lv6 ⋯ Movimento Instantâneo Lv5 ⋯ Técnicas com Lança Lv7 ⋯ Habilidades com Lança Lv8 ⋯ Habilidades com Espada Curta Lv3 ⋯ Resistência a Veneno Lv3 ⋯ Resistência a Paralisia Lv6 ⋯ Percepção de Armadilha Lv2 Manipulação de Vigor ⋯ Redução de Dor
TÍTULOS
Assassino em Massa Aquele que Provoca Sofrimento Servo do Deus Maligno
EQUIPAMENTOS
Lança Afiada de Mithril2 Espada Curta da Presa do Macaco Venenoso Armadura de Corpo Inteiro do Couro do Lobo Negro Manopla de Mithril Negro Manto da Furtividade Bracelete de Resistência ao Calor Anel de Fuga

 

Huh, essa é a primeira vez que eu vejo a habilidade Tortura.

 

TORTURA
Nível de Raridade: 3
Aumenta a geração de ideias durante a tortura. Também aumenta a quantidade de dor causada nas vítimas.

 

Os títulos dele mostravam que ele era um pedaço de merda. Ele até parecia ser um Servo do Deus Maligno.

Era um pouco diferente do título de Bluke, que declarava que ele era Escravo do Deus Maligno. Este cara tinha o mesmo título do Kobold que enfrentamos alguns dias atrás3. Eu não poderia dizer qual era a diferença entre um escravo e um servo de Deus, e, infelizmente, a Avaliação, ao contrário do que eu esperava, não foi de muita ajuda. Ela só continuava dizendo que a descrição do título era desconhecida.

— Então, subordinado de Zerrosreed?

— Você está me sacaneando!? Você acha que eu obedeceria aquele cérebro de músculo?

Parece que nós pisamos no calo dele. Estava tão claro quanto o dia que ele conhecia Zerrosreed, mas os dois não pareciam se dar bem.

— O único homem a quem eu serviria seria um Usuário das Artes Malignas como Rynford. E veja bem, diferente daquele retardado do Zerrosreed, eu tenho cérebro, então Rynford confia em mim, sacou?

Huh? Usuário das Artes Malignas? Essa foi a primeira coisa que descobrimos sobre esse velhote. Do jeito que as coisas estavam indo, parecia que ele era o verdadeiro responsável por trás de tudo isto.

Mesmo assim, parecia que este tal de Rynford era mesmo insensível. Ele estava disposto a ordenar que seus subordinados descartassem suas vidas apenas para que ele pudesse conseguir um pouco de tempo.

“Muito bem, vamos prendê-lo e extrair tudo o que ele sabe.”

— Nn.

— Kuhahahahaha! Você realmente quer fazer isso? Tudo bem, poder vir pirralha, eu vou fazer você se arrepender disso.

Luzerio assumiu uma postura com sua lança e se preparou para o combate.


Tradutor: Zé   |   Revisor: Heaven



Notas

[1] Jean é o Necromante que Fran e o Mestre conheceram no capítulo 66 e os ajudou na conquista do Calabouço dos Mortos-Vivos que terminou no capítulo 81.

[2] Mithril é a chamada Prata dos Anões do mundo inventado por J. R. R. Tolkien. Nas obras deste autor, Mithril é um metal mais valioso do que o ouro. É valioso devido à sua raridade, ao seu brilho, ao peso incrivelmente leve e à resistência imensa. A sua cor é azulada.

[3] O Mestre está se referindo ao Kobold que eles enfrentaram no capítulo 108, quando estavam voltando para Barbola depois de caçar as Feras Demoníacas para usar como ingredientes para o pão de curry.



Fontes
Cores