TER – Capítulo 118 – O segundo dia



Fran e eu começamos a deixar tudo pronto para amanhã após vermos Urushi seguir seu caminho.

Eu estava planejando guardar os mais picantes para apresentá-los no segundo dia, mas todo o estresse acabou me superando, e eu acidentalmente os coloquei a venda com os outros dois sabores. Em outras palavras, eu tinha que apresentar um sabor completamente novo para ter certeza que tudo seguisse de acordo com o plano.

— Mestre. Pensei em um novo prato de curry.

“Oh? Parece interessante. De que tipo?”

— Combinação dos melhores pratos do Mestre. Curry de sushi.

“Nada mal. O nome consegue ser bem atrativo.”

No entanto, eu realmente não poderia falar nada sobre o sabor. A combinação parecia tão estranha que eu nem mesmo poderia imaginá-lo. Além disso, havia o fato de que o conceito em si não parecia ser tão aplicável no caso particular do pão de curry.

Mas, deixando isso de lado, eu mesmo tive uma ideia muito boa.

O que eu precisava fazer era uma versão superpicante que transcendia o reino dos superpicantes, um sabor picante que iria muito mais além. Naturalmente, um sabor tão potente assim precisaria de um nome bem sólido. Em considerei algumas opções como Tempero da Morte e Tempero do Ogro, mas, no fim das contas, eu escolhi o Tempero do Dragão. Dragões eram considerados as criaturas mais poderosas de todo o mundo, e a ideia era que esse tempero seguiria esse mesmo conceito. Eu também estava pensando em criar um slogan com o tema Dragão. Eu podia imaginar a cena de nós o vendendo enquanto dizíamos: “Comer isso te fará cuspir fogo, exatamente como um Dragão!”

O pão de curry Tempero do Dragão teve uma pequena alteração em três partes diferentes do processo de cozimento. Primeiro era o recheio. A maioria dos meus outros curries era feito no estilo japonês. Eles também só usavam um único tipo de carne. O Tempero do Dragão, por outro lado, era um curry de carne suína e bovina que seguia o estilo da carne moída indiana. A massa que eu estava usando para empaná-lo tinha um pouco de tempero escuro em sua mistura, e, como resultado, tinha uma cor com um brilho muito mais escuro. A mudança final foi a forma em que ele foi frito; eu misturei bastante banha de porco dentro do óleo, assim eu poderia destacar o sabor do curry.

Eu então parti para uma repetição de nosso sabor mais suave. A ideia era remover um pouco do tempero, acrescentar um pouco de queijo para no fim criar uma fornada de pão de curry de queijo.

A propósito, eu melhorei a receita ainda mais ao pegar todas as migalhas de pão que guardei com todos os processos de fritura desses últimos dias. A ideia era mistura-los na massa do pão de curry de queijo. Eu imaginei que as crianças adorariam a textura ainda mais.

Eu não poderia fazer muito de nenhuma das duas novas variações, mas eu estimava que eu poderia intensificar a produção para nos conseguir ao menos duas mil porções de cada um. Aliás, a ideia era chamá-los de produtos limitados. Nós os venderíamos a 20 Gorudo a unidade, com um limite de quatro de cada tipo por cliente. Eu estava quase certo de que nossa estratégia iria fazê-los ser vendidos. O impulso de comprar algo escasso teria um efeito nas pessoas, independente de que mundo elas residissem.

— Como esperado do Mestre.

“Eu vou trabalhar nos dois novos produtos que acabei de apresentar. Fran, você foca na fritura do que já estiver preparado.”

— Nn.

Os dois tipos adicionais que conseguimos criar acabaram nos deixando com um total de cinco variações de produtos diferentes.

Com isso em mente, nós dois silenciosamente trabalhamos até o relógio marcar meia-noite. Foi só então que eu finalmente terminei uma enorme fornada de pão de curry e os preparei para serem fritos.

“Whew. Com isso metade está terminado.”

— Bom trabalho.

“Obrigado. Espere, o que é isso?”

Fran terminou toda a fritura que ela ficou responsável um pouco mais cedo, então ela seguiu cozinhando um pouco de algo em uma panela.

Curry de sushi. Completo.

Fran normalmente prestaria atenção em quão tedioso o trabalho era, mas hoje, toda a sua relutância foi completamente reprimida por sua curiosidade. A panela ao lado dela não parecia algo que poderia ser chamado de curry. Ela substituiu um dos ingredientes por um caldo suspeito e fez o conteúdo da panela ficar mais parecido com uma sopa do que com curry. Além da citada fornada de sopa parecida com curry, havia alguns pedaços de sushi de atum que fizemos no navio.

— Coloquei molho no sushi. Coma.

“Entendo.”

Fran imediatamente começou a me pressionar para consumir a criação dela.

— Experimentar?

“Cla-claro…”

Eu vou admitir que o prato era um pouco esquisito e desagradável. Contudo, Fran era a criadora, e assim, eu não tinha nenhuma escolha além de comê-lo. Fim. Ponto final.

Assim, eu fiz um Doppelganger, peguei um pedaço de sushi e o mergulhei dentro da panela de curry. Mais uma vez, eu não poderia deixar de notar que ele não parecia delicioso. Ver um pedaço de atum sufocado por molho amarelo não fez nada além de reduzir meu apetite.

Mas isso não importa! Não tem jeito de um homem de verdade recuar em uma situação como esta!

— Aqui vou eu.

— Nn.

Chomp, chomp, chomp…

Huh? Isso é esquisito. Isso não tinha um sabor nenhum pouco ruim. Na verdade, eu diria que era muito bom. Por alguma razão estranha, os temperos do curry conseguiram destacar o sabor do atum. O arroz do sushi avinagrado parecia ter funcionado muito bem com esta combinação maluca.

Ou melhor, eu acho que isto fazia sentido. A Culinária de Fran estava no máximo, e ela até tinha um título para isso. Ela poderia ser até melhor do que eu se ela se dedicasse. Não é preciso dizer que a preparação deste prato mostrou exatamente isso.

Infelizmente, eu ainda não pensava que essa coisa que ela acabou fazendo poderia mesmo ser considerada como pão de curry, porém, ela parecia satisfeita com o resultado, então estava tudo bem. Após confirmar minha aprovação, ela limpou o resto do sushi antes de voltar para a estalagem com bom humor.

Eu, por outro lado, não tinha escolha além de voltar ao trabalho. Mesmo assim, eu acabei de obter uma porção da culinária de Fran, algo que muito provavelmente teria uma raridade lendária. Assim, eu estava tão animado quanto poderia, e pronto para fritar a noite toda.


A primeira coisa que fizemos no dia seguinte foi apresentar alguns documentos para a Guilda dos Chefs, assim poderíamos ter nossas novas mercadorias aprovadas. Nós escrevemos todos os ingredientes nos documentos que entregamos, então eles nos deram uma aprovação imediata após uma rápida prova dos produtos.

Nosso segundo dia foi muito melhor do que o primeiro. Novidades sobre nossos produtos se espalharam de boca em boca durante a noite. Como resultado, nós acabamos ficando com uma fila permanente de cerca de duzentas pessoas. Nossas duas novas adições estavam indo tão bem quanto antecipamos, e, como imaginado, a versão de queijo foi especialmente popular entre as crianças.

Além disso, havia o fato de que ainda não tínhamos experimentado nenhum tipo de problema.

Falando de problemas, O Prato do Nobre conseguiu se beneficiar muito com o incidente do primeiro dia. Rumores sobre sua benevolência se espalharam pela cidade, e, como resultado, eles acabaram se tornando muito mais populares do que eram no dia anterior. Eu escutei que eles também contrataram alguns Aventureiros como guardas em resposta as ocorrências de ontem.

Eu pensei que isso era estranho, então eu acabei avaliando as pessoas que estavam espalhando os já mencionados rumores.

Você está brincando comigo!? Todos os propagadores do rumor eram malditos delinquentes; todos eles tinham Level 1 da habilidade Intimidação. Não havia chances de pessoas como eles dedicarem seu tempo livre para elogiar alguém.

Isto era suspeito demais. Urushi provavelmente seria capaz de nos fornecer mais detalhes assim que ele voltasse. Eu ficaria muito feliz de nada acontecesse, mas ter informação só por precaução seria muito útil.

E, mais uma vez, eu nos agourei. O momento que o pensamento cruzou minha mente foi o momento em que algo aconteceu. Parecia que alguém tentou cortar a fila, e assim, ele acabou discutindo com alguns outros clientes.

Fran e Colbert se apressaram para resolver a situação. Contudo, parecia que tudo já tinha sido resolvido antes de eles chegaram. Uma das pessoas na fila era um Aventureiro. Esse Aventureiro rapidamente imobilizou o homem que tentou furar a fila.

Algo no homem indisciplinado parecia errado. Ele continuou a gritar o que parecia ser insensatez apesar de ser fisicamente reprimido. Quase parecia que o homem estava chapado.

Avaliá-lo me devolveu o resultado de que ele estava sofrendo de uma condição de Status anormal. Especificamente, ele estava sendo atormentado com o “Coração Agitado do Mal”. Que merda isso deveria significar? Isso tem alguma diferença com uma pessoa simplesmente ruim?

Nós logo invocamos Revigorar e recuperamos o estado mental do homem para seu comportamento usual. Ele não xingou nem nada do tipo depois disso.

— Obrigado por o vigiar e esperar até que chegássemos aqui.

— Sem problemas. Obrigado por todo o trabalho que você desempenha mantendo a paz.

— Muito bem, você. Se levante e caminhe. Puxa, eu não posso acreditar em quantas pessoas estão agindo assim hoje. Parece que eu estou escoltando frequentadores de festivais turbulentos o dia inteiro.

Esse cara de agora foi apenas um de muitos bêbados enlouquecidos? Quer dizer, as pessoas no Japão também acabariam ficando muito rebeldes durante festivais. Com frequência, eles terminariam brigando e cometendo pequenos furtos e outros pequenos delitos. O fenômeno era descrito como ceder à tentação do diabo, e eu não via nenhuma razão para isto não acontecer aqui neste mundo também.

Houve apenas duas coisas interessantes depois da investida inicial do homem. A primeira foi nós sendo hostilizados por outro homem deste tipo. A segunda foi quando um grupo de homens com expressões sérias se juntou a fila. Quer dizer, eles não tentaram incomodar os outros clientes nem nada do tipo, então eu imaginei que eles eram apenas Aventureiros ou Mercenários. O único problema era que eles eram tão sombrios que os ver faria com que todos os outros se sentissem perturbados. Eles não eram mesmo nosso único grupo de clientes esquisitos, e não era como se pudéssemos mandá-los embora só porque seus rostos pareciam um pouco intimidadores à primeira vista.

Descobrimos que a razão para eles virem foi porque eles ouviram rumores da nossa variação Tempero do Dragão. Os Aventureiros começaram a falar sobre isso, e se tornou uma alegação pública que apenas um homem de verdade poderia apreciar seu sabor. Assim, muitos Aventureiros vieram para a barraca com o objetivo de vivenciar um tipo de provação.

— Parece que eu posso ter exagerado só um pouco.

Pelo amor de Deus Colbert, isto é culpa sua!?

Aparentemente, ele alegou ter desmaiado como resultado do intenso sabor, e assim, incitou todos esses nossos clientes que queriam provar sua masculinidade.

Yeah, no fim, decidimos apenas fingir que eles eram clientes regulares. Eles certamente se destacavam, mas não causaram nenhum mal, e até serviam como um meio de intimidação para potenciais agressores, portanto, que mal isso faria? Por que não, certo?

Em outras palavras, o número de problemas reais que acabou aparecendo antes de finalmente voltarmos para a Guilda dos Chefs acabou sendo dois.

Eu logo olhei na direção do terceiro filho do Lorde assim que chegamos. Ele estava cercado por seus “amigos” como de costume, mas Urushi não estava à vista. Meu palpite era que o Lobo estava observando de longe.

— Parece que nos saímos muito bem hojeeee.

— A vitória está a nosso alcance.

O nobre veio para a Guilda com mais do que apenas os membros de sua equipe. Ele também trouxe alguns Guardas, e até o Mercador responsável por reabastecer seus estoques. Desta vez, ele até tinha algumas pessoas adicionais que pareciam nobres, o que eu imaginei que era bastante natural vendo como ele era o filho de um Lorde. Todos eles tinham aparências arrogantes e convencidas. Não havia a menor chance de alguém como eles se prostrarem diante de um mero plebeu, mesmo se o citado plebeu fosse um cliente.

Eu queria observar o grupo procurando evidências, mas, no fim, fui interrompido assim que alguém se aproximou de Fran e começou a conversar com ela.

— Boa noite.

— Nn. Noite.

— Eu sou o dono da Mesa do Dragão. Meu nome é Fermus.

O homem que se nomeou como Fermus tinha longos cabelos ondulados e um par de olhos finos e grandes. Ele tinha cerca de um metro e oitenta de altura. Apesar do fato de que ele estava usando roupas que cobriam todo o seu corpo, eu podia dizer com apenas um olhar que ele possuía músculos parecidos com aço; seus longos braços e pernas eram tão desenvolvidos quanto poderiam ser.

Seu rosto era decorado com um sorriso gentil, um que eu estava certo que roubaria os corações de muitas mulheres. Até as rugas do homem pareciam aumentar seu charme. Sua aparência realmente não combinava com sua idade. Eu não poderia afastar a impressão de que ele estava no meio de seus quarenta anos.

Eu fiz o mesmo de ontem e mais uma vez fiz uma rápida análise nele, verificando de novo que os números que vi antes estavam corretos. Ele realmente tinha sessenta anos e era um humano puro-sangue. Que diabos de creme antienvelhecimento ele usa!?

— Nn. Fran.

— Sabe, eu recentemente tive a oportunidade de experimentar o pão de curry de seu estabelecimento.

Oh? Ele está tentando começar uma briga, ou…

— Eu tenho que dizer, comer isso me afligiu com uma emoção muito interessante. Experimentar algo tão único me deixou comovido, seu sabor era um que eu nunca tinha imaginado. Acredito que eles comentaram que esse prato foi criado por seu mestre, correto?

— Nn. Criação do Mestre.

— E que criação magnífica ela é. Por favor, transmita a seu mestre que eu fiquei incrivelmente impressionado com o trabalho dele.

Ser elogiado por um Chef tão incrível quanto o homem diante de mim me deu uma descarga de dopamina1.

“Me faça um favor e diga a ele que eu estou encantado ao ouvir suas palavras.”

— Nn. Mestre feliz.

— Por favor, visite o meu estabelecimento com seu mestre no futuro. Isso conclui meus negócios, então eu devo me retirar por ora. Eu realmente espero ver vocês lá.

Fermus fez como disse e partiu na mesma hora. Suas ações foram copiadas por alguns outros Chefs, cada um deles se aproximou em fila para elogiarem a forma única e deliciosa de nosso produto. Eu não poderia evitar de sentir o impulso de sorrir. Cada um deles estava oferecendo elogios honestos.

Isso, contudo, logo foi interrompido assim que o terceiro filho do Lorde se aproximou de nós. Todos os outros Chefs se afastaram no momento que o viram começar a se mover em nossa direção.

— Ugh, eu não gosto desse cara.

— Todos os lucros dele vêm de suas conexões.

— Ele definitivamente fez algo para se fazer parecer uma boa pessoa.

— Essa pessoa tem muitos rumores a seu redor, então tome cuidado, entendido?

Os Chefs começaram a falar mal dele enquanto se afastavam. Parecia que ele não era alguém que você poderia chamar de apreciado.

— Meu nome é Waint. Eu venho do estabelecimento O Prato do Nobre, e como os outros, eu também tive a oportunidade de experimentar o pão de curry.

— Nn.

— É um prato muito espetacular. Ele tem um sabor inovador e contém uma série de sabores intensos.

— Nn.

— Eu desejo sorte a nós dois nesta competição daqui para frente.

Provavelmente, tudo o que saiu de sua boca foi uma mentira. Aliás, o homem começou a limpar suas mãos logo após apertar a mão de Fran.

— Que quantidade absurda de esforço isso deve ter tomado. Eu nunca esperaria que você não apenas se obrigaria a trocar um aperto de mãos, mas também elogiaria uma Mulher-Fera nojenta.

— Não se aflija. Essa não é uma tarefa tão difícil de completar se você pensar nisso como um ato de bom humor.

Esses filhos da puta começaram a me criticar no momento que pensaram que eu não estava escutando! Quer saber? Tudo bem. Se vocês acham que suas mãos estão tão sujas, eu vou resolver o seu probleminha cortando elas foram. Dessa forma, vocês nunca terão que se preocupar em sujar suas mãos de novo.

Merda! Onde diabos está Urushi? Ele provavelmente deve ter encontrado algum tipo de evidência. Eu juro que vou usar qualquer coisa que ele encontrou para usar contra este pedaço de merda convencido na primeira oportunidade possível!

Eu não posso fazer nada por enquanto, mas mantenha essa sua cabeça polida, seu pedaço de merda! Porque eu vou transformá-la em um troféu!

Nós, ou melhor, eu voltei para a cozinha que alugamos com meu humor tão ácido quanto poderia ficar. Diferente de mim, Fran realmente não parecia se incomodar. Ela estava bastante neutra sobre tudo isso.

— Mestre.

“Yeah, eu sei.”

Fran estava atenta, ela olhou o restaurante que alugamos com seus sentidos ligados no máximo. Do mesmo modo, eu aplaquei minha ira e comecei a focar na tarefa muito mais importante de observar nossos arredores.

Nós sentimos várias pessoas dentro das premissas do antigo restaurante apesar do fato de que éramos os únicos que deveriam ter acesso a esse local. Desta vez, nossos convidados eram completamente indesejados; eles estavam invadindo nossa propriedade enquanto estávamos fora. Eu queria apenas entrar e massacrar todos eles, mas não éramos donos do lugar, então eu não me sentia no direito de quebrar algo ou manchar de sangue toda a carpintaria.

“Vamos nos esgueirar e incapacita-los por ora.”

— Entendido.

Nós ocultamos nossas presenças e silenciosamente nos aproximamos da porta da cozinha. Nós sentimos quatro intrusos no total. Dois estavam na parte da frente do prédio e os outros dois na cozinha.

Nosso primeiro movimento foi invocar Silêncio e colocar a chave na porta. Estranhamente, o trinco ainda estava no mesmo estado que eu deixei na manhã quando partimos. Eles invadiram pela lateral da fachada do restaurante? Ah, bem, não adianta pensar sobre isso agora. Vamos apenas tirar isso deles mais tarde com uma boa surra.

Nós abrimos a porta apenas o bastante para que pudéssemos entrar no prédio. Nenhum dos intrusos parecia estar à vista; eles estavam se escondendo.

Eles estavam tentando nos emboscar? Yeah, isso realmente não vai funcionar, não conosco pelo menos.

“Eu vou cuidar do que está na direita. Você fica com o que está na esquerda.”

“Nn.”

Eu disparei pela sala enquanto expandia o alcance do Silêncio e cobria todo o local. Eu então atingi o homem se escondendo atrás da porta com um raio e o fiz desmaiar com seus lábios batendo violentamente.

Do mesmo modo, Fran também paralisou seu alvo com a magia equivalente a um taser2. Nós prontamente prendemos os dois antes de seguirmos para seus companheiros.

Os outros dois invasores foram cumprimentados por destinos semelhantes. Todos os quatro eram razoavelmente fortes. Até o mais fraco deles estava no Level 20. Eles provavelmente não seriam capazes de derrotar Fran se ela fosse apenas outra Aventureira Rank D. Eles não aprenderam com o que aconteceu da última vez? Espere, essas pessoas estavam mesmo conectadas com o outro grupo que nos atacou?

Nós alinhamos os quatro agressores e começamos nossos usuais processos de interrogatório. Para ser específico, nós começamos com a pessoa de Level mais alto, aquele que parecia ser o líder.

— Acordado?

— O qu-que em nome… me desamarre!

— Talvez. Depende das respostas. Aqui, por quê?

— Que merda? Como se eu soubesse! Você acha que pode se livrar com isto garota!?

E assim, dez minutos se passaram.

Todos os quatro homens estavam agora sentados com suas pernas dobradas sob suas coxas e seus traseiros apoiados em seus calcanhares. Apenas um olhar em seus rostos revelaria que eles eram agora apenas sombras de suas formas originais. Que visão magnífica.

— Resumo. Me atacaram para impedir a participação no Rei da Culinária?

— Si-sim Senhora.

Nós não estamos sendo atacados com bastante frequência? Por favor, vocês não podem parar logo com isso? Isso não é nem ameaçador, é apenas irritante.

Perguntar sobre a pessoa por trás de tudo isto acabou nos fornecendo um nome que ainda não conhecíamos.

— Homem por trás disto. Chamado Rynford?

— Sim Senhora.

Aparentemente, este tal de Rynford era algum velhote que estava junto de alguns subordinados na mansão que identificamos alguns dias atrás. Os homens aqui foram contratados por ele.

Então, por que Rynford estava tentando causar problemas para nós? Ele estava tentando ajudar o terceiro filho do Lorde a aumentar suas chances de vitória? Ou talvez isso fosse algo relacionado com aquele assunto do Alquimista que aconteceu há alguns dias? Ou talvez este Rynford trabalhava para o Alquimista? Mas se for esse o caso, então por que ele tentou nos atrapalhar?

Nós precisávamos de mais informação. Neste ritmo, parecia mesmo que teríamos que invadir a mansão…

“Parece que teremos que esperar por Urushi.”

— Nn.


Tradutor: Zé   |   Revisor: Heaven



Notas

[1] A dopamina (DA) é um neurotransmissor monoaminérgico, da família das catecolaminas e das feniletilaminas que desempenha vários papéis importantes no cérebro e no corpo. O cérebro contém várias vias dopaminérgicas, uma delas desempenha um papel importante no sistema de comportamento motivado a recompensa. A maioria das recompensas aumentam o nível de dopamina no cérebro, e muitas drogas viciantes aumentam a atividade neuronal da dopamina. A dopamina também está envolvida no controle de movimentos, aprendizado, humor, emoções, cognição e memória.

[2] Uma arma de eletrochoque é um dispositivo não-letal capaz de emitir uma descarga elétrica de alta tensão e baixa amperagem com o objetivo de provocar dor e afastar um agressor. Possuem aspectos e formas variadas podendo ter tanto o formato de um item corriqueiro, como um isqueiro ou um celular, até uma lanterna ou uma pistola. Diversas opções caseiras são feitas a partir de capacitores eletrolíticos, especialmente de tântalo. Desde 1993 a empresa Taser International fabrica e vende diversos modelos de uma arma de eletrochoque com características próprias. As Tasers conseguem produzir uma frequência específica conhecida como “Onda T”, cuja aplicação sobre o corpo de um ser vivo provoca uma interferência no sistema nervoso capaz de contrair ou distender a musculatura decorrendo daí a paralisação do alvo, sem, no entanto, afetar os movimentos involuntários (coração, pulmões), popularizando seu uso entre as polícias de diversos países. Elas possuem a capacidade de disparar dois eletrodos no formato de arpões, os quais ficam conectados ao equipamento por meio de fios por onde fluem as ondas T.



Fontes
Cores