TER – Capítulo 109 – Desmantelando



Nós imediatamente seguimos para a Guilda dos Aventureiros depois de finalmente voltarmos para a cidade.

Os monstros que caçamos tinham carne mais do que o suficiente, mas nós ainda precisávamos processá-la antes de podermos colocá-la em uso. No fim, nós pegamos emprestada uma sala de desmantelamento da Guilda.

Ela era muito maior do que a que eles tinham em |Aressa|. Ela tinha espaço o bastante para nós desmantelarmos tudo o que tínhamos em mãos e mais um pouco.

(Mestre): “Tudo bem, vamos começar com o Gullinbursti

Eu peguei o Javali Dourado e o tirei do Armazenamento. Nós o guardamos no momento que ele morreu, então seu corpo estava preservado no estado mais fresco possível. Na verdade, ele ainda nem tinha terminado de sangrar. O sangue de Feras Demoníacas era muito útil quando se tratava de itens como remédios e comida, então decidimos colocar todo o sangue do Javali dentro do Armazenamento enquanto o esquartejávamos.

(Fran): “Nn. Presas muito grossas”

(Mestre): “Seu pelo parece valer um pouco de dinheiro também”

Nós realmente queríamos a carne da Fera, mas isso não significava que nós iríamos apenas descartar o resto. As partes de seu corpo pareciam bem valiosas.

Depois de terminarmos com o Javali, nós seguimos para as Apises e os Gullinkambis. Em resumo, nós conseguimos um total de quase uma tonelada de “carne suína”, uma tonelada de “carne bovina”, e trezentos quilos de “frango”. Mesmo assim, nós não poderíamos usar tudo. Carne é carne, mas algumas partes dos corpos dos animais eram mais compatíveis com curry do que outras.

Hmm… eu acho que vou usar a “carne suína” para o suave, a “carne bovina” para o médio e o “frango” para o apimentado.

E assim, nós voltamos para o Conglomerado Luciel depois de terminarmos com todo o desmantelamento. Nós poderíamos acabar perdendo o prazo da Guilda dos Chefs se não comprássemos todos os nossos ingredientes e cuidássemos de nossa documentação imediatamente.

(Mestre): “Nós devemos tentar ver com o Conglomerado se eles sabem onde podemos conseguir algum lugar para cozinhar depois de pegarmos todos os nossos ingredientes”

(Fran): “Nn”

(Mestre): “Ah, é verdade, você quer ir checar o orfanato? Ele fica no caminho”

(Fran): “Orfanato? Não posso comer lá”

(Mestre): “Bem, yeah, mas há mais coisas para fazer além disso”

Aparentemente, a maior parte das barracas não se afastaria muito de sua base de operações. Por exemplo, a barraca da Mesa do Dragão ficaria bem na frente do estabelecimento, e a barraca do orfanato ficaria bem na frente do mesmo. Era bem fácil reabastecer considerando a proximidade com suas associações, além disso, eles poderiam fazer uso de suas marcas para atrair uma enorme multidão de clientes. Eu imaginei que também poderíamos descobrir a localização da barraca do orfanato, já que ele fazia parte de nosso caminho.

Assim, com isso em mente, nós acabamos fazendo uma rápida visita ao orfanato, só para dar uma olhada, mas nós fomos recebidos por um cenário um pouco fora do comum.

(??? A): “Kyaaa!”

(??? B): “Waahhh! Wahhhhh!!”

(??? C): “Ok, quem é o culpado disso? Quem quer que seja, traga seu traseiro até aqui agora mesmo!”

Uma grande comoção estava vindo de dentro dos portões do orfanato. Ou seja, nós fomos recebidos pelos sons de crianças chorando e gritando, e a voz irritada de um homem mal-educado.


Tradutor:



 


Fontes
Cores