SRVF – Volume 5 – Capítulo 8



Alguns dias se passaram desde que fizemos nosso passeio pela cidade. Durante todo esse tempo, tenho carregado a jóia mágica comigo e começo a achar que estou me acostumando ao senso de vaidade que os nobres possuem ao usar esse tipo de acessório.

O Lahsa tem me tratado tão bem ao ponto que, quase nunca me sinto entediado ultimamente, no entanto, estou sozinho hoje. Apesar de ser muito jovem, ele já era bastante atarefado, precisando ir à Galeria de Arte Real da capital para negócios oficiais hoje. Sua programação seria lidar com pessoas gananciosas, enquanto ouviria alguns espetáculos musicais. 

Eu também queria ir, entretanto, ele me disse para não o acompanhar. Ao que parecia, a programação de não seria exclusivamente artística, mas se eu quisesse, poderíamos aproveitar os espetáculos juntos mais tarde. 

E assim, hoje tenho todo o tempo do mundo. Antes de partir, o Lahsa me disse que poderia fazer o que quisesse no Palácio, mas eu não sabia até onde se estenderia essa liberdade, embora tenha certeza de que sair andando por aí nu estaria fora de questão…

A Iris estava ocupada trabalhando e, mesmo se eu quisesse vê-la, não fazia idéia de onde ficava o seu local de trabalho, afinal ele era secreto.

“As coisas que posso fazer sozinho são muito limitadas.” — A única opção que me restava era ir ver o Príncipe, mas, mesmo que nos encontrássemos, não consigo pensar em qualquer coisa para fazer junto daquele cara.

Em tempos como esses, eu costumava forjar alguma coisa na academia. Isso já havia se tornado um hábito tão natural quanto acordar e lavar o rosto, mas provavelmente não haveria um lugar assim no Palácio Real, já que não era algo essencial ao seu funcionamento… 

— Com licença, eu gostaria de me encontrar com a mãe da Eliza. — Eu disse isso para uma atendente.

Ela sempre prepara as coisas que peço dentro de 3 minutos. Tratava-se de uma misteriosa senhora capaz de usar a “Porta para qualquer canto”, que inclusive chegou a me surpreender no primeiro dia em que cheguei ao Palácio. 

— Como o senhor desejar, no entanto, essa pessoa é realmente imprevisível, por tanto, não tenho como garantir que possamos encontrá-la. 

“Que tipo de criatura ela é!?” — Eu meio que acabei imaginando uma mulher doida e descontrolada.

— O Rei, Tsukimi-sama e a irmã mais velha de Lahsa-sama, Maria-sama, essas três pessoas são chamadas de “Andarilhos”, sumindo antes mesmo que você possa perceber. Para tanto, sua bela arte de desaparecer pode ser considerada um talento em si. 

— Andarilhos…. 

Hmmm, em pensar que três pessoas tão importantes como eles fazem algo assim … eu podia sentir as dificuldades enfrentadas por aqueles que os cercavam.  — “Espere, o Rei!? Você não deveria estar fazendo isso!!!” 

— Se é assim, então acho que vou apenas passear pelo Palácio sozinho … A propósito, qual era mesmo o seu nome?

— Supatifila. Achei que Kururi-sama não se importaria de lembrar-se do meu nome e como tal, não me apresentei. Peço humildemente o vosso perdão. 

— Não, não é algo que você precise se desculpar. Mais importante ainda, Supatifila-san, pode descansar hoje, vou apenas caminhar por aí. 

— Eu não posso fazer isso, foi-me dito pelo príncipe Lahsa para ser útil ao senhor. 

— Você já me foi útil, além disso, ele te pediu para ouvir minhas ordens, certo? Então, estou pedindo que você descanse por hoje. 

— Se for esse o caso… Então eu posso comprar “Lovey-dovey Cafe Volume 2 Storm Arc”  sem nenhuma restrição. Hoje é a data de lançamento e eu queria ir. — Dizendo isso, Supatifila-san desapareceu.

Ela era uma pessoa bastante competente, mas quem imaginaria que por dentro teria esse tipo de interesse? Parece que realmente não podemos julgar um livro pela capa, não é mesmo? Ou melhor, ela desapareceu tão rápido que comecei a suspeitar que os outros a consideravam uma “Andarilha” também… 

Deixando o quarto em que estava, comecei a andar por um corredor tão vasto, que quase me fazia esquecer que estava dentro de um edifício. Andado um pouco mais, acabei chegando a um pátio tão grande, que nada podia ser visto à distância.

Caminhando para a área onde o sol estava brilhando, pude ver a cidade abaixo. Como o palácio era alto, e eu estava no 4º andar, a vista foi impressionante. Não deveria haver jeito de o som chegar tão longe, mas quando olhei para a parte animada da cidade, tive a impressão de ouvir o barulho das pessoas. 

— A vista daqui é maravilhosa, não é mesmo, jovem? — Antes que eu percebesse, um homem de boa aparência e cabelos loiros, estava em pé atrás de mim.

Era o velho estranho que conheci no salão de banho no outro dia. Somos camaradas que deslizaram pelo chão por 50 metros até batermos nossas cabeças contra a parede. Eu sinceramente gostaria de nunca mais encontrá-lo, mas nossos destinos se cruzaram novamente em um lugar inesperado. 

— Sim, a vista da cidade é magnífica. 

— É um dos meus lugares favoritos. Hoje, é um dia perfeito, mas em dias de chuva ou dias de neve, a vista é algo pelo qual se pode guardar expectativas. 

— Entendo. 

“Velho, você vem aqui em dias chuvosos e de neve? Me pergunto se ele está realmente fazendo o seu trabalho…” — Certamente, pelo que ouvi no banho, ele parecia ser alguém importante que lidava com os afazeres do Palácio. 

— Ainda não foi colocado em prática, mas a cidade foi construída de forma a habilmente protegê-la contra invasores. Na verdade, eu também fui o responsável por solicitar isso, então o progresso está sendo realizado agora.  

Por um bom tempo, ele continuou a me dizer os detalhes do sistema de segurança e os planos que estavam sendo colocados em prática, a fim de combater eventuais invasores. — “O velho talvez seja um famoso ministro? Não me parece mais que esteja responsável apenas pelos afazeres do Palácio.”

 — Está tudo bem em me dizer isso? Parece ser algo realmente importante. 

— Não importa, eu ainda não revelei meu trunfo e, além disso, você também faz parte da nobreza deste país, sendo aquele que cuidará do território Helan. Não consigo pensar em nenhum mal vindo de lhe contar tudo isso. 

— Mas você nunca sabe. Eu poderia ser apenas um idiota que, inconscientemente, sairia espalhando essas informações ao redor. 

— Se for assim, então eu seria o mais idiota por revelar tais assuntos. Bem, de toda forma, falei abertamente estes segredos porque não acho que você seja um idiota. Mas não se preocupe, não há qualquer razão por trás de minhas ações, apenas senti vontade falar sobre isso. 

— Hmm. 

O discurso de construção da cidade do velho era bastante lógico e eu me diverti ouvindo. Tinha certeza de que ele era uma pessoa inteligente, mas, sempre que me lembrava do incidente no banho, não conseguia negar que talvez esse cara fosse estúpido. Não, definitivamente ele era. 

— Bem, vamos parar com as fofocas, na verdade, tenho algo muito mais importante a discutir com você, jovem.

“Uma conversa muito mais importante… Mais importante do que os assuntos militares da capital …? Não sou realmente bem informado, então não consigo imaginar o que poderia ser.” — Não deixando que ele sentisse minha rigidez, esperei que falasse. 

— Aconteceu bem recentemente, mas… tem uma garota bonita no Palácio. 

— …………… — Fiquei sem palavras.

“Me pergunto que tipo de cara estou fazendo agora …”

— Eu não notei muito no começo, mas depois de olhar para ela algumas vezes, pensei, “eu gostaria de uma menina tão bonita se tornasse a noiva do meu filho”. Um amor parental está surgindo dentro de mim. 

— Velho, não estávamos tendo uma conversa realmente louvável agora a pouco? O que aconteceu de repente? Há uma linda garota no Palácio? Não acha que já passou da idade para se apaixonar assim? 

— Não me entenda mal, eu já dediquei meu coração à minha esposa, então jamais me apaixonaria por outra mulher. Apenas acho que seria um desperdício deixar uma garota tão bonita escapar e, como qualquer pai que ama ao seu filho, eu gostaria que ele encontrasse a felicidade. Sendo assim, se aquela garota estiver bem com isso, quero que ela se case com meu garoto. 

— Haaa… me sinto idiota por ficar tão tenso. Velho, a cada 10 segundos eu vejo alguma mulher bonita pelo Palácio, então, o que essa tem de especial? 

— A cada 10 segundos!? Isso me deixa com um pouco de ciúmes… Hmm, talvez por ter me tornado tão acostumado com o estilo de vida aqui, meus olhos pararam de enxergar tais belezas. Recentemente, apenas em dias de sorte consigo ver uma linda garota. 

“Eu não quero saber … não tenho o menor interesse em seus gostos, velho.” 

— Mas veja, depois de ter visto essa garota por algumas vezes, sinto que meu coração jovem ressuscitou. Que minhas folhas murchas estão novamente começando a brilhar, verdes. E assim, também ouvi dizer que meu filho é um completo incapaz neste campo, então achei que seria bom se eu pudesse ser útil para ele nisso.  

Eu podia sentir o quanto o velho amava seu filho. — “Mas, MAS, por que está me dizendo isso? Somos apenas camaradas que lavaram as costas uns dos outros… Wow, nós já chegamos ao ponto de lavar as costas um do outro… acho que não posso mais te considerar um completo desconhecido.” 

— Seu filho, quantos anos ele tem? Além disso, quantos você acha que essa linda garota possui? 

— Ambos são provavelmente da mesma idade que você, jovem. Seria reconfortante se pudesse ajudar. 

— Bem, se for só um pouco, não me importo. Casos de amor são complicados, você não se importaria se algo desse errado, certo, velho? 

— Eu não me importaria. Se algo der errado, tudo que preciso fazer é correr o mais rápido possível. Tenho bastante confiança em minha capacidade de fugir, sabe? 

“Está realmente tudo bem, meu velho? Isso está realmente bem, meu velho?” — Eu nunca fui bom com esse negócio de fugir, sabe? Isso não combinava comigo. 

— Muito bem, vou te guiar até a garota, mas você não deve se lembrar do caminho que tomaremos a partir de agora, jovem. Ou melhor, não há problema em lembrar, mas você não deve revelá-lo a ninguém, caso contrário, ficarei bravo. 

Eu pensei, “por que passar por esse caminho se você pode acabar ficando com raiva?”, mas decidi simplesmente acenar com a cabeça e seguir junto.

Depois disso, atravessamos uma rota complexa e subimos duas escadas. Embora não tivesse idéia de onde estávamos, eu tinha certeza do fato de que havíamos subido dois andares.

“Hmm? Não é este suposto ser o andar secreto? Onde apenas pessoas importantes poderiam entrar …?” 

— Hmm, isso não é ruim, velho? 

— Se nos descobrirem, provavelmente teremos de ouvir um sermão, jovem. 

— Mesmo se você ficar bem, eu posso ter uma punição muito mais severa, sabe!? 

— Não se preocupe, simplesmente caminhe com confiança e ninguém perceberá que você é um esquisitão. 

“Eu não sou um esquisitão, VOCÊ que é!

— Uh-oh, pare. Depois dessa curva, a garota estará lá.

 — Ehh, já!? 

— Sim, ela está trabalhando, então é difícil puxar conversa. Jovem, que tal se você fingir que esqueceu o caminho e perguntá-la? 

— Depois de chegar até este andar secreto e dizer “Ah, esqueci o caminho”, seria muito suspeito, não acha? Não seria estranho se ela gritasse na mesma hora.

— Hmm… pode ser verdade. Bem, por enquanto, tente espiá-la. Pode ser que você acabe se apaixonando também. 

“Ela é assim tão bonita?” — Cedendo à insistência do velho, dei uma espiada para ver a garota e captei uma linda mulher à vista. Usando o uniforme de empregada exclusivo do Palácio Real, ela estava varrendo o chão graciosamente.

“Hmmm, nossa, que mulher bonita, mas tenho a ligeira impressão de que a conheço… espera, eu realmente, REALMENTE A CONHEÇO!!!” 

“Iris, você entrou para o ranque das mulheres mais bonitas do Palácio! Este velho quer ter você como a noiva de seu filho! CORRA IRIS, CORRA!” — Retirando meu rosto da esquina, encarei o velho novamente.

— E então, ela é incrivelmente fofa, não é? 

— Sim, ela realmente é, mas, velho, preciso te dizer que não. Não ela.

— E o por quê disso? 

— Hmm, sinto muito pelo seu filho, mas não ela. 

— O que você quer dizer, jovem? 

O velho estava com um olhar desapontado, mas devo dizer-lhe a verdade antes que fosse muito  a fundo e se machucasse. 

— O nome daquela garota é Iris e, como você pode ver, ela é realmente linda. Provavelmente há muitos caras interessados nela, mas, acredite em mim quando digo isso, o Príncipe já está afim dela.

— O Príncipe? Qual? 

— O Príncipe Arc. Se alguém fosse competir com aquele prodígio bonito, provavelmente enfrentaria algumas situações difíceis. É muito louvável que você esteja pensando no bem de seu filho, mas, se ele tentar aproximar-se dela, pode acabar saindo machucado. 

— Arc…. Entendo, se for esse o caso, então irei recuar. 

Ele realmente desistiu com bastante facilidade ou, quem sabe, poderia estar desesperadamente tentando esconder o quão decepcionado ficou. Este velho tinha um lado inesperadamente gentil e resoluto.

“Acho que vou ser um pouco mais gentil na próxima vez que nos encontrarmos.” — Assim, nós escapamos do andar secreto e retornamos para onde estávamos antes. 

— Graças a você, jovem, descobri algo muito importante hoje. 

— Não, eu sinto muito por não poder lhe ajudar, velho. 

— Isso não é verdade, agora estou em dívida com você por duas vezes. Da próxima vez que nos encontrarmos, farei questão de lhe retribuir. 

— Tudo bem, não foi problema algum. 

— É assim mesmo? Bem, já que você diz… 

Não é como se eu fosse feliz por receber algo de um velho, de qualquer maneira. 

— Bem, então, até a próxima vez. 

— Certo. Se algo lhe incomodar dentro do Palácio, venha me encontrar a qualquer momento.

Me despedindo dele, retornei ao meu quarto e passei o restante do dia lendo. No final, não pude me encontrar com o Lahsa depois que ele voltou de sua reunião naquele dia.

Antes de dormir, a senhora encarregada de limpar as roupas, disse que havia algo no meu bolso e me o entregou a mim. Era um relógio de bolso feito de prata, com a marca de uma águia na frente. Eu senti como se  tivesse visto em algum lugar antes, mas por que essa coisa estava no meu bolso? Nem era meu em primeiro lugar. 

Guardando o relógio na gaveta, decidi que já havia sido o bastante para um dia.

 


Tradutor: Rudeus Greyrat | Revisor: Asura


Se você gostou deste capítulo, CLIQUE AQUI, solucione o Captcha e aguarde

por 5 segundos, assim estará apoiando o tradutor e a equipe de revisores!



Fontes
Cores