SRVF – Volume 5 – Capítulo 14



Tendo lembrado do convite de Zeni Geba para visitar sua companhia de ferreiros, decidi então fazer uma visita. Esta era a segunda maior empresa do ramo, logo depois da companhia do Cérebro de Ferro, sendo no entanto, a que mais gerava lucros. Dava para sentir a determinação e o talento dele.

O exterior do edifício era completamente diferente dos que o rodeavam. A sede se encontrava próxima ao bairro nobre e sua arquitetura não perdia para qualquer mansão encontrada na região, refletindo a política comercial de Zeni Geba.

— Já faz algum tempo desde que ficamos sozinhos, não é?

Como Iris disse algo surpreendentemente sugestivo, acabei tropeçando ao descer da carruagem, só não indo ao chão graças ao meu treinamento diário. Bem, na verdade eu não fazia nenhum treinamento anti-queda, então provavelmente havia sido sorte? Também não lembro ter feito boas ações para merecer isso… então só podia ter sido coincidência.

Hoje era o dia de folga dela e como Lahsa parecia muito ocupado recentemente, decidi sairmos juntos. Por incrível que pareça, o Príncipe Arc não tentou convidá-la para alguma coisa, o que era estranho, já que seria impossível ele não estar ciente dos dias de folga de Iris… Será que ele teve alguma emergência?

— De alguma forma não se parece muito com uma ferraria, não é?

A companhia tinha algumas filiais mas o prédio em frente aos nossos olhos, a sede principal, foi como Iris disse, bem diferente de qualquer ferraria que conhecíamos. Se alguém dissesse que se tratava de uma joalheria, eu acreditaria. O lugar certamente possuía alguma fuligem ao fundo, mas a entrada e a aparência externa não eram menos do que belas.

— Oya, se não é o Grande Dançarino. E a pessoa ao seu lado também parece uma verdadeira dançarina, uma mulher bonita e animada.

Quando entramos na loja, encontramos Zeni Geba no balcão, fazendo trabalhos administrativos. Como seu apelido sugeria, este homem aparentava ser bom em contar dinheiro. Seu cabelo estava escovado fazendo-o parecer um intelectual de 30 anos, e estava me olhando exatamente como havia feito durante a reunião.

Entregando o trabalho para os funcionários, ele veio nos receber. — “Que pessoa legal”.

— Quão afortunado. Reparei que muitos clientes estavam chegando hoje, mas esse é um dos mais importantes até agora.

— Bem, no entanto, nós não somos clientes.

Naquele dia, Zeni Geba mencionou que me mostraria algo interessante, por esse motivo decidi vir. Foi exatamente isso que falei para Iris.

— Para mim, os clientes são todos aqueles que me trarão lucros no futuro. Contanto que seja possível, você me dará uma boa inspiração, então para mim, você é um cliente.

— Compreendo… Mas, hoje, acho que nós seremos os que estarão ganhando. Você disse que iria me mostrar algo interessante.

— Sim, tenho algo preparado. Ou melhor, é um projeto em que tenho trabalhado por um bom tempo e queria mostrar isso para você.

Sentia que ele sorria de maneira orgulhosa para mim. Uma pessoa como ele, afirmando com tamanha confiança, a impressão que tive era que pudesse ter boas expectativas sobre aquilo que ele iria me mostrar. Falando sobre expectativas, havia alguns itens bastante raros em nosso caminho. Parecia que Iris tinha bastante interesse nesse campo, com seus olhos analisando cada uma das mercadorias em exposição, de um modo um pouco diferente de pessoas normais; eles estavam brilhando. Eu me perguntava se ela tinha encontrado algo valioso.

Nós fomos guiados para a sala de convidados e até nos serviram chá de alta qualidade. Todas essas comodidades não seriam encontradas em uma ferraria normal. Você poderia até chamar de milagre caso chá fosse servido.

— Parece que você tem muitos clientes que são nobres. Todas essas instalações foram criadas para recebê-los?

— Sim, correto. Acredito que o tempo de julgar uma batalha pela força do inimigo já está ultrapassado. Uma das razões pelas quais estamos prosperando é porque destruímos este conceito antigo.

“Se você tem tempo para se preocupar com a aparência da loja, deveria estar polindo suas habilidades!”, parecia haver muitos ferreiros teimosos que diriam algo assim e consideravam isso uma heresia. No entanto, levando em consideração como os negócios estavam indo bem, penso que poderia haver mais de um caminho certo nesse ramo.

— Os dias em que as pessoas precisam usar armas são limitados. A maioria dos nobres prefere a aparência ao invés das partes boas ou ruins da espada. Há também alguns que acham vergonhoso andar em lojas sujas, então nossa loja atende a essas necessidades. Bem, nós não temos nenhum produto que não esteja à altura de nossa marca, embora.

Senti que as coisas sobre as quais ele falava faziam sentido. Também havia muita gente querendo uma loja assim, então foi uma boa experiência ser capaz de ouvir a opinião de um Senpai, mas… era um pouco diferente do tipo de trabalho que queria fazer.

Eu queria fazer algo que valesse a pena ser chamado de “a coisa real”. Mesmo que fosse cara, desejava fazer algo que pudesse ser transmitido geração após geração. Mesmo que as espadas não tivessem adornos ou enfeites brilhantes, queria lidar com a coisa certa para a pessoa certa. Me pergunto se isso fazia de mim parte dos ferreiros com visão ultrapassada.

— Parece que o Grande Dançarino não gostou desse caminho.

— Isso ficou claro no meu rosto?

— Não, mas sou bom em perceber o humor do meu cliente. Parece que sua companheira também não gosta da ideia. Embora, pensei que seria muito popular para as mulheres…

“Iris também não está satisfeita? Mesmo que ela estivesse olhando para os produtos de forma tão apaixonada? Zeni Geba certamente é um grande homem de negócios, sendo esperto nesse sentido.” 

— Não, acho que gosto mais das espadas do Kururi.

“Eu realmente amo essa parte honesta dela, mas fico envergonhado de ouvir isso pessoalmente. Como esperado de você, Iris-san!” 

— Sim, em termos de qualidade, penso que o Grande Dançarino está, sem dúvida, acima de mim. Entre as Dez Excelências, creio que sou o último. No entanto, as pessoas têm um senso diferente de valores e há mais deles dizendo que minhas espadas são as melhores. Eu posso apenas fazer o meu negócio com pessoas assim. Por isso, você não precisa se sentir culpado, Grande Dançarino.

Parecia que os meus sentimentos estavam sendo completamente lidos. No entanto, ele era uma pessoa de bom temperamento. Normalmente, seria natural que alguém ficasse um pouco chateado se sua habilidade fosse duvidada.

— Você vê, eu não tenho um coração tão mole a ponto de ser ferido por cada coisa que ouço, mas a razão pela qual consegui subir tão alto também é porque não gosto de perder. Não importa quanto dinheiro eu ganhe, também sinto vontade de olhar de cima como um ferreiro. Mas também é um fato que já posso ver meu limite .

— Algo assim…

— Existe. No entanto, também não acho que seja impossível atravessá-lo se alguém usar a cabeça. A coisa rara… que eu queria lhe mostrar é a resposta para isso. — O rosto de Zeni Geba estava animado durante todo o caminho. Seu segredo, a coisa rara que ele queria me mostrar… — Daqui em diante, entraremos na área secreta que ainda não é conhecida pelo público.

Fomos guiados até as profundezas da loja.

“Achei que era uma grande loja, mas exatamente quantas portas nós cruzamos até agora?”

Chegamos a um lugar que, de relance, parecia uma ferraria normal. Eu não podia ver nada que valesse a pena chamar de segredo.

— Não há segredo no local, mas sim, no que estamos fazendo, eu e três outros discípulos meus. Aquela espada ali, você não tem uma sensação estranha quando a vê?

Havia uma espada terminada pendurada na parede. “O que está diferente? Ah, é isso…”

— Há poder mágico fluindo nela? — Íris e eu percebemos ao mesmo tempo. Havia magia fluindo dentro daquela espada.

— Sim, exatamente. Como esperado de nobres, vocês conhecem bem o fluxo da magia. Querem saber o por quê? Por que existe uma jóia mágica inserida nela.

— Uma jóia mágica em uma espada?

Eu não sabia muito sobre jóias mágicas, mas entendia que elas eram descartáveis. Inserindo algo assim em uma espada? Certamente era algo que nunca tinha ouvido falar.

— Eu percebi meus limites mais rápido do que qualquer outra pessoa. Agora, quando olho para trás, isso provavelmente foi a melhor que já fiz. Com minha habilidade é impossível superar o Coração de Ferro ou os outros membros, mas isso apenas se andarmos pelo mesmo caminho.

— Pelo que está dizendo, uma espada com magia fluindo nela é assim tão forte?

— Sim, é tão forte.

Ele pegou a espada que estava pendurada na parede e outra normal. A qualidade da normal parecia melhor, mas quando ele bateu uma com a outra, a que se estilhaçou foi a… normal. Mesmo que fosse melhor em termos de qualidade.

— Este é o poder de uma espada com magia fluindo nela. Você poderia dizer qual era melhor em termos de qualidade, certo? Mas como pode ver, este é o resultado.

— …Como eu digo isso… É incrível! É realmente incrível! Não apenas nos negócios, você também parece ser um gênio em ferraria.

Eu estava sinceramente surpreso. Em pensar que algo assim existia, a imaginação de Zeni Geba estava em um nível completamente diferente.

— Mas, tudo bem mostrar para nós? Você nem sequer comercializou ainda.

— Eu não me importo. Claro, você é livre para tentar fazer isso quando voltar. No entanto, acho que não conseguirá criar algo digno de vender.

— Existe algum tipo de segredo para isso?

— Claro. Existe a necessidade de criar um circuito mágico dentro do ferro, mas essa é a parte difícil. Você vai entender se experimentar. Quando isso for comercializado e estiver no mercado, provavelmente haverá muitos ferreiros que chegarão a esse caminho. Mesmo neste campo, alguém vai me superar, especialmente alguém como você. No entanto, eu não ligo, esse é o meu limite, afinal. O importante é que meu nome seja deixado na história como a pessoa que criou essa espada mágica e isso é tudo que me interessa.

“Entendo, deixando seu nome como o inventor…” — Certamente, ele não seria capaz de tirar o melhor proveito de uma espada como essa e, portanto, se ele tentasse rapidamente comercializá-la, isso poderia não ser uma boa ideia. Se houvesse uma espada regular e surpreendente que fosse tão boa quanto esta, ela não seria levada a sério. Somente depois que ultrapassasse a melhor espada atualmente disponível, traria algum significado e assim, como eu não conseguiria entrar nesse campo por um tempo, ele sentiu que estava tudo bem em me mostrar.

— Esta é a melhor espada que você poderia fazer no momento? — Eu olhei para a espada mágica que destruiu a outra.

— Não é a melhor de todas as espadas, mas, em primeiro lugar, é tão difícil torná-las utilizáveis no processo, que esta acabou sendo considerada muito boa.

Ele estalou os dedos e depois de algum tempo, um jovem empregado entrou com outra espada. Questionei-me se era um dos discípulos que sabia como criar a espada mágica.

— Essa é a que meu discípulo fez. Magia está fluindo nela, mas…

Ele nos mostrou balançando a lâmina. Depois de alguns balanços, a espada trincou. Houve uma enorme diferença entre esta e a que mostrou anteriormente. Se trincou apenas em fazer alguns balanços, não poderia ser usada de maneira prática.

— Até meu discípulo levou três anos para fazer isso. É tão difícil que não há ninguém além de mim que possa fazer uma que seja utilizável.

— Três anos…

Pensar que demorou ainda mais do que o tempo que passei treinando com o meu professor e este era o melhor resultado dos discípulos.

— Você tem feito isso por 3 anos também?

— Estou fazendo isso há cerca de 4 anos. Depois que comecei a formar uma ideia em minha mente, mostrei os planos aos meus discípulos. Foi depois de 3 anos que consegui fazer algo útil e tenho trabalhado para aumentar a qualidade agora. Se eu for capaz de fazer uma espada com um circuito mágico e usar todas as minhas habilidades nela, posso subir ao topo de uma só vez, não acha?

Concordo, essa era uma técnica incrível. Eu também fiquei animado e queria tentar fazer uma o mais rápido possível. Quem imaginaria que algo tão incrível assim pudesse existir? Eu gostaria de ter vindo mais cedo, mas não posso ficar me lamentando agora, em vez disso, deveria estar agradecido por ter tomado conhecimento disso.

— Você vai me superar um dia, mas irei assumir a liderança nesses poucos anos. É claro que meus discípulos também podem vir a liderar.

— Hmm, posso me retirar agora?

— Ah, você deve estar querendo começar a fazer uma imediatamente.

— Iris, desculpe. Eu gostaria de voltar agora, está tudo bem para você?

Eu sentia muito por ela já que fui aquele que a trouxe e, em seguida, estaria saindo para a minha própria conveniência. Felizmente, a doce Iris permitiu isso com um sorriso.

— Eu realmente adoro esse seu lado animado, Kururi. Posso assistir enquanto você faz essa espada mágica?

— Claro!

Nos apressamos em sair e no caminho de volta, comprei algumas jóias mágicas da loja que o Lahsa me apresentou. Uma jóia mágica que aumentava a rigidez. Normalmente ela seria usada para se proteger de ferimentos, mas eu iria usá-la para aumentar a robustez de uma espada.

Depois de voltar para o Palácio foi que pensei, “Será que há até mesmo uma ferraria aqui?”, e assim, quando perguntei a Supatifila-san, ela respondeu que existia uma. “Há uma? Isso é surpreendente.”

— Não me diga que… Kururi-sama está indo TRABALHAR!!?

— O que há com essa super-reação inesperada…?

— Kururi-sama estará trabalhando enquanto Iris-sama está tendo um dia de folga!!?

— Você não precisa reafirmar isso. Além disso, não me compare com Iris.

Em comparação com Iris, a maior parte da raça humana seria considerada preguiçosa.

 

 

◇◇◇

 

 

A ferraria do Palácio era desnecessariamente grande e limpa. — “Ela não é muito usada, não é?”.

Acendi a fornalha e depois de terminar a manutenção de todas as ferramentas, quando o local estava começando a esquentar, comecei a processar o ferro e a jóia mágica. A magia contida nas gemas mágicas entrava facilmente no corpo de uma pessoa, mas parecia haver uma característica nelas que dificultava a inserção em objetos inanimados e — o ferro entre todas as coisas — foi inesperadamente o mais incompatível. No entanto, existia um metal raro que deixaria a magia fluir facilmente, mas a necessidade de usá-lo era bem incômoda.

Esse metal raro era realmente frágil, dificultando o processamento e, acima de tudo, enferrujaria facilmente, sendo famoso por ser um belo pedaço de sucata. Se alguém fosse comprá-lo, seria com uma quantia muito baixa de dinheiro. Para fazer isso, precisei misturar dois tipos de ferros; este com a magia fluindo nele como o núcleo e o de qualidade melhor na camada externa.

Essa mistura parecia ser uma tarefa muito difícil de realizar, pois levou três anos para o Zeni Geba concluir. Agora, veríamos quanto tempo isso iria me levar, embora deveria ser feito com paciência, pois eu tinha certeza de que poderia completá-lo um dia também.

Segui forjando o ferro que teria magia fluindo através dele como pavio, na sequência, bati um metal de melhor qualidade por cima. A partir de agora… de alguma forma, tudo estava indo muito bem. O forjamento da lâmina foi feito e tudo o que restou foi conectar o corpo da espada. Depois de criar um lugar para inserir a gema mágica e colocá-la, ela estará completa.

“Certamente, é difícil…, mas sinto que fui capaz de colocar cerca de 80% da minha habilidade. Mas, se levar a magia em conta, não há tanta diferença entre isso e as que normalmente faço, não é?”

Não, certamente não era só isso e quando eu a experimentasse, os problemas surgiriam. Finalizar algo que tomou três anos para o Zeni Geba em apenas um dia, certamente não era possível.

— Pode ser apenas uma opinião amadora minha, mas eu acho que essa espada está muito bem-feita. — Iris, que esteve assistindo a todo processo de perto, dissera depois de eu ter completado a espada.

“Haha, você é mesmo uma amadora, claro que não poderia ir tão bem. Eu sou o menor de todos os pintinhos nesse campo. Cheep, cheep. Numa situação em que até a casca da casca não está quebrada. Ahh, entendi, ela está tentando me animar, não é? Mas a Iris que conheço mentiria para fazer alguém se sentir melhor?”

— Eu não acho que esteja tão boa assim. Acabei de colocar minha mão nela e não se parece sequer amador.

— Mesmo? Ela me parece muito boa, embora…

“Você vai me elogiar tanto assim? Certo, saberei quando o usar.” — Ela poderia quebrar em pedaços após o primeiro balanço. Não, era muito provável que iria acontecer e com certeza, até Iris aceitaria isso.

 

 

◇◇◇

 

Não importa quantas vezes balançava, não parecia que iria quebrar. — “Arere? Isso é muito estranho, estou até mesmo começando a suar.”

— Não parece que vai quebrar.

— É mesmo…

“Quero dizer, afinal, quanto mais eu balanço, melhor a magia flui, deixando a lâmina cada vez mais brilhante!? O que está acontecendo!?”

Certo, uma vez que a usasse em combate real, saberia que não era algo que pudesse ser usado ainda. Eu precisava de alguém para testá-la, mas antes disso, não poderia fazer alguém usar um produto inferior. Pensando assim, fiz um pequeno teste. Troquei alguns golpes com Iris, com a espada mágica em mãos enquanto ela usava uma das espadas dos guardas. Eu não podia deixá-la se arriscar a usar um produto tão incompleto, então eu deveria usar a espada mágica.

No final, ela acabou quebrando em pedaços. A espada do guarda, isto é.

“Ah, vou precisar pagar uma compensação por isso. O que há com essa espada? É muito exagerada para uma arma! Estou começando a ficar com medo…”

Quase, quase me pareceu que poderia ser usada na prática. No entanto, eu tinha certeza que a durabilidade não era tão boa. Sim, afinal esta tinha sido a minha primeira espada e não tinha como ser capaz de fazer uma de qualidade boa logo de começo.

Fui visitar o caçador Galdomira-san que conhecemos durante nossa primeira caçada aos monstros. Decidi conceder a ele a espada que fiz, totalmente de graça.

— Oh? Tem certeza? Ou por acaso há alguma história obscura por trás disso?

— Não é algo assim. Por favor, use-a ao máximo e deixe-me saber a sua opinião mais tarde, isso é tudo. Mas tenho certeza de que ela será inutilizável em breve.

— O que? Eu não entendi bem, mas pela aparência, não acho que ela seja ruim. Espadas são bens consumíveis, então eu sou grato por isso e terei certeza de deixar você saber minhas impressões depois de usá-la.

“Provavelmente serão reclamações em vez de impressões, mas estarei aguardando as suas queixas.”

 

◇◇◇

 


Depois de alguns dias, a resposta que recebi foi, ”É incrível! Essa espada é incrível! Muito incrível!!!”, tal carta estava cheia de “incrível!!”. Ele também perguntou se estaria tudo bem ficar com ela e achei que não tinha problema. Não era como se eu pudesse pedir para devolvê-la depois de tudo. No entanto, devia haver alguma coisa errada, então apenas respondi que não me importava contanto que ele fosse cauteloso quanto a ela.

“…Eu não consigo parar de suar. Isso é estranho, tudo é estranho. Ah, sim, provavelmente é a sorte de principiante. Certamente. Sem dúvida. É isso.” 

Depois disso, recebi notícias de Zeni Geba: “Desde que é você, provavelmente está forjando desde aquele dia, certo? Se importaria de me mostrar os resultados?”

Na verdade, fiquei com medo depois disso e não fiz mais delas.

— Então você só trabalhou um dia… — Murmurou Supatifila-san e isso foi o fim.

Possivelmente eu não seria capaz de criar uma espada tão boa na segunda tentativa e com certeza Zeni Geba apontaria as falhas no meu produto.

— Tudo bem, eu vou fazer mais uma.

— Finalmente. Kururi, você andava meio assustado ultimamente, então fico feliz em te ver de volta.

— Eu estava com medo? Bem, certamente tive pensamentos assim. — Quando eu disse que iria para a ferraria, Supatifila-san quase desmaiou de surpresa.

— Não me diga, você vai trabalhar de novo!!?

“O que diabos ela pensa de mim? Provavelmente deve estar achando que sou algum vagabundo que de alguma forma conseguiu se tornar próximo de seu maravilhoso mestre.”

Me acalmando, tentei fazer minha segunda espada mágica e certamente, foi bem difícil…

“Arere? Isso é estranho… a impressão não é de que eu pude colocar quase toda a minha habilidade nisso. Seria essa uma boa espada mesmo se não tivesse magia fluindo nela!? Se eu considerar que é uma espada mágica, essa não é a melhor espada que criei até agora!?”

Isso provavelmente era um mal-entendido. Eu precisava ouvir a opinião de Zeni Geba sobre isso.

— Uugh…

Suas mãos tremiam e ele até mesmo deixava um gemido vazar. Seu nariz estava pingando, seus pés estavam tremendo e, sem conseguir se controlar, ele disse:

— Incrível… mas, você ainda tem condições de melhorar!

— Ainda preciso melhorar ela, certo?

— Esta espada… posso ficar com ela? Não, vou pagar por isso!

— Ah não, você que me deu a ideia de como fazê-la, então, por favor, aceite. Não é algo que eu possa vender ainda.

— Então isso não é algo que você possa colocar à venda… Uma espada com tamanha robustez, não acho que outra espada como essa exista neste mundo…

Suas mãos tremiam e ele até mesmo deixava um gemido vazar. Seu nariz estava pingando, seus pés estavam tremendo e, sem conseguir se controlar.

“Não há outra como essa? Mas isso não devia ser o caso…
Se é assim, então não é perfeito para o líder dos cavaleiros? Mas ainda não entendi, como eu pude fazer isso tão bem? Honestamente, eu mesmo desconheço meu próprio talento.”

Mais tarde, fiquei sabendo que talento era um tipo de veneno para as outras pessoas. Eu provavelmente não deveria ter mostrado aquela espada para o Zeni Geba, mas o que mais eu poderia fazer? No final, a culpa foi minha por não conseguir acreditar em mim mesmo.

Se tivesse confiado mais em minhas habilidades e não confiado em suas palavras, talvez pudéssemos ter evitado que ele acabasse ficando louco…

 


Tradutor: Rudeus Greyrat | Revisor: Ma-chan


Se você gostou deste capítulo, CLIQUE AQUI, solucione o Captcha e aguarde

por 5 segundos, assim estará apoiando o tradutor e a equipe de revisores!



Fontes
Cores