SRVF – Volume 2 – Capítulo 2



Logo após chegar em casa, uma pessoa pulou da porta da frente, correndo na minha direção aos prantos, enquanto gritava, “Kururi ~!”, foi Tou-chan, Toral Helan. Eu tomei minha decisão em um instante. Não me entenda mal, não tinha humor algum para um “reencontro emocionante”, nem havia sentido em passar pelo problema de processar a situação, muito menos lágrimas em meu rosto. Assim como quando Nobi***-kun voltou da escola, ou se eu me tornasse um gato azul gigante de Dora***mon. 

Ei! Quem diabos tem apenas duas cabeças de altura!? [1]

— Muito tempo sem vê-lo, Otou-sama[1].

—Kururi-chan está de volta em casa e em segurança! Tou-chan está muito feliz em vê-lo!

No momento em que nós reunimos, ele me abraçou irritantemente, no entanto, de alguma forma eu conseguia suportar isso. Ainda me abraçando, ele me levantou e começou a esfregar minhas costas. 

Ei, não faça isso com o nariz escorrendo, todo mundo está olhando! — Assim que ficou satisfeito, meu Pai enfim acalmou-se, então aproveitei a oportunidade para apresentar as duas pessoas que havia trazido comigo.

— Esses dois são Vaine e Iris. Eles são meus amigos da escola e os convidei para passar suas férias de verão em nossa casa.

— Fico feliz em recebê-los! — Meu pai então recebeu os dois de braços abertos. 

Honestamente, eu estava preocupado que eles não fossem bem recebidos, mas parecia que minhas aflições eram infundadas.

Com uma risada “Hohoho ~”, ele se aproximou voltando seus olhos para Vaine. Eu me senti irritado pela forma como o encarou, com ár de todo poderoso e imponente, provavelmente querendo apagar sua primeira impressão de um Dora***mon. Em seguido seu olhar seguiu rudemente em direção a Iris. 

— Oh meu ~, mas o que temos aqui? preciso dizer isso, você é muito bonita! Sua relação com meu Kururi-chan por acaso é assim? — Papai sorriu enquanto fazia um gesto com as mãos.

O que há com esse pai? Eu o conheço há anos e ainda não encontrei um único ponto decente nele! 

— Não, não — Iris sorriu com timidez e negou.

Antes que ele pudesse piorar sua imagem, eu o puxei para trás e sussurrei.

— Pai, tente fazer o seu melhor para não ser rude, especialmente com ela. Há uma boa chance de que essa garota se torne a futura rainha.

— O QUÊ!?

 

 

— A propósito, o outro é na verdade o filho do Comandante dos Cavaleiro do Reino.

— EHH!?

Meu Pai ficou chocado, virou seu rosto para Iris e antes de se virar novamente, deu uma espiada em Vaine, se mostrando em choque uma segunda vez. Talvez, seu estômago tenha começado a doer já que ele se agachou enquanto o segurava.

—  Tou-san, o senhor está bem!?

—  Kururi, Tou-chan pode não ser capaz de suportar mais isso. Recentemente tenho tido fortes dores no estômago devido ao estresse, eu vou morrer se tiver que continuar assim.

—  O senhor está exagerando, mas se realmente precisa de ajuda, não me importo de trabalhar agora que voltei.

—  Por favor, faça isso, tenho minhas mãos cheias como estão. Estou no meu limite, então eu realmente apreciaria se você cuidasse de tudo, meu filho.

— Tudo…?

— Tudo… bem, já completei a maior parte do trabalho, então não deveria haver muito sobrando… eu acho.

Apesar do tom de meu pai, aceitei. É uma oportunidade muito boa de ter o domínio exclusivo sobre o território, embora eie pareceu ter entendido mal minhas intenções e chorou de gratidão em resposta.

Desde o tempo que saí, uma pilha de problemas surgiu em ascensão no Território Helan, mas não importava, ainda havia muito desenvolvimento a ser feito antes de atingir meu ideal.

Embora as cidades pareçam ter florescido a partir de minhas inovações, a prosperidade abrupta do território veio com seu próprio conjunto de problemas que precisavam ser resolvidos. No entanto, o pai não foi capaz de resolvê-los, levando a muita insatisfação entre a população.

Supostamente, tanto meu pai quanto os cidadãos, esperavam que eu assumisse uma vez que retornasse. Ou pelo menos, algo assim.

— Entendido, o senhor pode entrar nas fontes termais e relaxar um pouco, Tou-san. Deixe todo o resto para mim.

—  Kururi, Tou-chan está indo para o resort de verão, então lhe dou permissão para usar a mansão como quiser.

Aparentemente, o pai parecia estar com dores no estômago há um bom tempo, então ele já havia completado seus preparativos para sair de férias assim que eu voltasse. Até mesmo uma carruagem com antecedência.

Quão excitado ele estava em fugir? Se ele tiver deixado algum trabalho mal feito, vou mandá-lo fazer tudo outra vez! — Mais trabalho para mim. Não havia o que fazer, todos esses problemas surgiram devido às minhas ações e se colhe o que planta.

O Território Helan deveria ser um lugar calmo, mas com os desenvolvimentos recentes, isso mudou. Claro, meu pai teria sido sobrecarregado quando de repente governando um território que era completamente diferente do que estava acostumado. E eu sou tão inexperiente quanto ele para governar, mas vou trabalhar mais do que meu pai para acalmar a ansiedade das pessoas em relação ao futuro.

Bem, já havia sido decidido que eu seria o único a corrigir esses problemas, então minha única escolha era começar de imediato.

— Iris, eu já garanti a você um emprego para o verão, mas ainda não decidi onde irá trabalhar. Vou te dizer mais tarde, mas por enquanto, escolha um quarto a seu gosto e desfaça as malas.

— OK.

Depois que ela concordou comigo em encontrar um quarto, decidimos que seria melhor se organizássemos nossa bagagem. 

—  E você, Vaine? O que você quer fazer?

—  Não se preocupe, não precisa pensar onde me colocar. Deixe qualquer coisa que envolva trabalho pesado para mim.

— Isso seria uma grande ajuda, obrigado.

Eu imediatamente ganhei dois subordinados capazes. É muito reconfortante saber que dessa vez não iria fazer tudo sozinho.

 

 

◇◇◇

 


Aos criados que trabalhavam na mansão, perguntei sobre os problemas que enfrentávamos no momento. Pelo que escutei, a população estava solicitando ajuda através de cartas que chegavam quase diariamente, então me recomendaram começar a lê-las. Esse parece ser o sistema que sempre usaram para reclamações, mas, como nunca ouvi nada sobre isso de meu pai antes, então eles deviam ter começado a usá-lo recentemente.

Das cartas que me deram, peguei a que tinha a data mais antiga e li. Havia várias coisas escritas lá, mas se eu fosse resumir, seus pontos principais giravam em torno de como o recente boom econômico no território causou uma enxurrada de novos imigrantes, inflando a população drasticamente e causando problemas como:

  • Não havia casas suficientes para todas as pessoas, estávamos acima da capacidade.
  • A maioria dos imigrantes viviam na miséria em seus antigos territórios, então todos eram muito pobres.
  • Com todos os novos habitantes se instalando nos arredores das cidades, a segurança pública se deteriorou.

Alguns dos problemas parecem ter brotado por causa da incompetência DAQUELE CARA. Nem todos esses foram problemas que eu causei. — O desenvolvimento do território em si era algo para se alegrar, mas se eu quisesse e viver de maneira estável no futuro, precisava trabalhar duro agora.
Depois de ler as cartas, acabei percebendo quantos problemas nossos residentes tinham. No mínimo, conseguiríamos dar alguns empregos aos imigrantes como servos aqui na mansão, mas pelo que via, a área onde poderíamos empregar a maioria das pessoas de imediato seria na indústria de serviços.

Não tínhamos mão de obra suficiente para administrá-la e era provável que havia pessoas confiáveis entre as que vieram para cá. Nós também precisávamos de agricultores, então eu iria tentar recrutar gente para trabalhar nos campos.

Havia também o problema das moradias. Precisávamos construir o suficiente para todos viverem e isso iria custar muito dinheiro, mas esse investimento seria recuperado através de impostos já que a terra era minha afinal.

O trabalho de construção também precisará de trabalhadores, então acho que vou conseguir resolver o problema de emprego mais rápido do que pensava. — Agora não era o momento para ficar preocupado, precisava agir, por isso fui imediatamente para a sala do tesouro e dei uma espiada lá dentro.

O território está rico e o lucro que recebemos  é todo meu! — Aquele que estava no comando do tesouro tinha o direito de o utilizar como quisesse e não havia o que fazer já que os cidadãos do meu domínio estavam em apuros.

Depois de me animar olhando para todo aquele dinheiro e me desculpar mental com meu pai, estendi minha mão para o dinheiro…

— Kururi, há um visitante para você.

Fechando a porta da tesouraria, saí para me encontrar com Vaine, que esperava com o visitante do lado de fora.

— Tem sido um longo tempo, Kururi-sama.

— LOTSON-SAN! — Em surpresa, eu ergui a minha voz para o visitante inesperado e corri.

Quão nostálgico, ele parecia tão galante quanto em minhas memórias.

— Ouvi dizer que o senhor retornou, então decidi fazer uma visita.

— Estou feliz que você veio. É bom te ver.

— Eu não poderia concordar mais, mas infelizmente teremos que comemorar depois, já que temos assuntos urgentes em mãos. Desde o início das reformas no resort de verão, comecei a criar relatórios gerenciais sobre o projeto que incluíam documentos contábeis, o número de visitantes que recebemos, seus comentários, solicitações e o número de pessoas que atualmente empregamos.

— Preparado como sempre. Estou impressionado, não há ninguém no território que possa substituí-lo, Lotson-san.

— Claro, farei o melhor para servi-lo, Kururi-sama.

Enquanto admirava o trabalho de Lotson-san, decidi que deveria usar essa oportunidade para obter seu aconselhamento.

— Aqui, entre.

Lotson-san estava carregando os documentos citados quando fiz o meu convite. Depois de trazê-lo à sala do tesouro, retomei nossa conversa.

— Agora que estou encarregado desses fundos, acho que precisarei da sua ajuda para administrá-lo. Estou em uma situação terrível, onde preciso construir uma grande quantidade de casas para os nossos novos moradores, simples o suficiente para que não sobrecarreguem o nosso orçamento. Como você pode ver, isso é tudo o que podemos pagar, sem mencionar que também precisamos contratar trabalhadores para construir tudo, mas antes de fazer isso, quero ouvir sua opinião primeiro.

— Para já ter transferido os ativos para o senhor… posso dizer sinceramente que todos que moram no território ficarão felizes com essa decisão. Se realmente deseja minha opinião, acredito que este é o momento em que deveríamos ser generosos com os fundos. Não posso deixar de sentir que a maioria dessas queixas foram feitas por causa da insatisfação dos residentes em relação ao atual chefe e sua inexperiência.

— Concordo. É natural que eu use os fundos para as pessoas, se sou eu quem as governa.

— O único problema é que o senhor estará vendendo as casas construídas mais baratas do que valem. Mesmo depois de coletar o pagamento, seus fundos atuais serão divididos. Tomando este caminho certamente irá diminuir a insatisfação das pessoas, mas o senhor ficará sem dinheiro. Se o atual chefe era apenas um pouco mais sábio em administrar a região, então … me desculpe, por favor, me perdoe, eu falei demais.

— Está tudo bem, não se preocupe com isso. Um senhor que cuida do seu povo, certo? Vamos com esse plano. Primeiro, precisamos de mão de obra e muito disso se vamos continuar com o plano.

— Deixe o encontro e a contratação de pessoas para mim.

— Mas Lotson-san, você já não está ocupado administrando a vila?

— Pode ser um pouco egoísta da minha parte, mas vou deixar a administração da casa para o meu irmão por enquanto. Ele recebeu o mesmo treinamento que eu, então não acho que vá causar problemas, dessa forma, o senhor não precisará se preocupar com isso.

— Se é seu irmão, então não deve haver problema algum. Ok, Lotson-san, você irá me ajudar aqui. Vou deixar a coleta de mão de obra e os cálculos de quanto eles devem ser pagos a você.

— Entendido, vou começar imediatamente. — Com pressa, Lotson-san voltou pela estrada por onde veio.

Eu tinha certeza que ele iria conseguir.

— Hmm … O que devo fazer agora?
Antes que eu percebesse, Iris estava parada ao meu lado. Parecia que ela estava ouvindo a nossa conversa, mas permaneceu em silêncio até então.

— Vaine e eu estaremos prontos para trabalhar sempre que você precisar de nós, então vamos nos dar bem, ok?

— Ah, sim.

Provavelmente colocarei Vaine junto com os trabalhadores da construção civil, mas onde deveria colocar Iris? Eu prefiro não pô-la em qualquer trabalho pesado.

 — Estou pensando em fazer você classificar documentos e concluir o contrato de trabalho, Iris.

— Essas são as coisas que as pessoas precisam assinar antes de comprar uma casa?

— Sim, isso. Num futuro próximo, vamos ser inundados com trabalhos assim e é algo bastante complicado, mas se eu deixar isso com você, sei que vou ter um pouco de paz de espírito.

— Entendido, deixe comigo! — Motivada, Iris arregaçou as mangas.

 

 

◇◇◇

 


No dia seguinte, os imigrantes foram reunidos. Havia mais de uma centena e muitos deles eram artesãos. Eu teria que dar um bom aumento a Lotson-san na próxima vez que o visse.
Ontem, espalhamos informações sobre como precisaríamos de trabalhadores e agora eles se reuniram no canteiro de obras. Embora alguns estivessem aqui apenas para ver o que era a comoção, em vez de trabalhar.

Iris começou a recepção assim que pessoas suficientes se reuniam.Minha família era a única salva dessas mudanças sem precedentes no território, mas estávamos recebendo pedidos de novas casas de quase todos os novos imigrantes que se estabeleceram aqui.

Alocação de terras, emissão de direitos de cada indivíduo e assinatura de contratos. A capacidade de processamento de documentos de Iris foi verdadeiramente notável, mas eu teria pedido ao Lotson-san para ajudá-la, se não fosse o surgimento de outros problemas que só ele poderia resolver.

O trabalho de construção real feito por Vaine e nossos cem novos trabalhadores havia finalmente começado, mesmo que devagar. Eu, como o senhor desta região, não estava relaxando, mas tomando medidas. Os cidadãos que viram isso foram inspirados, aparecendo pessoas para se juntarem a nós de forma voluntária e, sempre que uma nova casa era construída, todos aplaudiam alegremente.

Estava quente, suas almas queimavam como o calor do verão em alegria. — Nossas férias de verão duram dois meses e, depois de dedicar um mês inteiro ao trabalho, o problema inicial enfim foi solucionado. Foi realmente desafiador, oh, como eu queria relaxar e aproveitar meu verão em vez de trabalhar durante aquele mês. Sem que soubesse, esse verão seria para sempre lembrado como o “Milagre de Aine”.

Aine era o nome da terra, honrada pelo povo como um lugar onde eles resolveram uma das suas maiores preocupações. Uma história verdadeiramente baseada em agradecimentos. Graças à ajuda que recebi de Lotson-san, Iris e Vaine, consegui reduzir bastante minha carga de trabalho. Podíamos enfim dizer que nossos maiores problemas estavam no passado. Agora era hora de aproveitarmos as verdadeiras férias de verão!

— Lotson-san, além da recompensa, considere isso um bônus por seus esforços.

Armazenado em uma pequena bolsa, era um bônus pequeno, mas generoso, que entreguei a ele.

— Algo assim… não é desperdiçado comigo?

Lotson-san estava falando sério quando disse isso. Ele era um homem firme com suas crenças, eu sei o quanto esse dinheiro faria por e sua família numerosa, ainda assim, tive que obrigá-lo a aceitar.

— Kururi-sama, enquanto o senhor governar este território sei que ele vai estar em paz, mas se o senhor precisar de ajuda, estarei sempre a disposição.

— Oh, eu definitivamente vou.

— Agora, acredito que é hora de me despedir. — Lotson-san ia sair por conta própria novamente. 

Para ver partir aquele homem que tanto me ajudou partir, não pude deixar de pensar que suas costas indo embora pareciam agradáveis.

— Por favor, espere um momento! — Quando estava saindo, Lotson-san foi chamado por Iris.

Seus olhos estavam um pouco… úmidos por algum motivo. Enquanto mordia os lábios, ela espremeu algumas palavras.

— Lotson-san, nos veremos de novo?

Eh!? O que ela disse!? — Por alguma razão, eu podia sentir o suor frio escorrendo pelas minhas costas.

 — Claro, sempre que Kururi-sama ou seus amigos precisarem de mim, virei correndo.

— Isso não é o que eu… não, deixa pra lá. Então, irei te ver de novo algum dia.

— De fato, agora então.

Para Lotson-san, que saíra sem outra palavra, Iris ficou de ombros baixos, olhando para longe.

Isso não era uma cena romântica que estava se formando na minha frente, não é!? O que diabos foi isso!?

— Hmm, Iris. Aqui está sua recompensa por todo seu trabalho duro.

— Obrigada.

Eu pensei que ela estaria pulando de alegria agora, mas não parecia ter interesse nisso. Sem sequer verificar o conteúdo, ela continuou a olhar na direção que Lotson-san havia deixado.

— … Aqui está a parte de Vaine.

— Não, eu não preciso de nenhum pagamento.

“Oh, é mesmo?”, COMO SE EU FOSSE DIZER ALGO ASSIM!!! — Eu realmente queria que ele aceitasse. Graças ao seu trabalho, o problema da falta de moradias no meu território havia sido resolvido em apenas um mês.

— Pegue. Você trabalhou muito duro, afinal de contas, Vaine…

Passei-lhe o pagamento com força.

— De qualquer forma, poderia ser que a Iris…

— Eu não sei. — Vaine enviou instruções através de seu olhar, dizendo-me para ir vê-la. 

Ao me virar na direção dela, a chamei com uma voz um pouco trêmula.

— M-me desculpe, mas…

— Sim? — Iris respondeu sem mover o olhar.

— Há algo de errado?

— Eu … Esta é a primeira vez que me senti assim.

Eh?! Ehh?! EEEEEEEHHHHHH!!!!???

 

 

— Hmm, você pode me dizer que tipo de sentimento é esse?

— Por alguma razão, meu coração está acelerado. É a primeira vez na minha vida que conheço alguém tão atencioso.

Isso é legal, mas você pode por favor não continuar com essas palavras? A julgar pelo seus sintomas… quero dizer, certamente, Lotson-san é um cara legal, mas… Mas, mas… — Com o estado atual de Iris, que tinha coberto seu coração com ambas as mãos, sua expressão atordoada e suas bochechas coradas …

Ei, espere um segundo… Isso não é amor!? Ela realmente se apaixonou por Lotson-san?! Isso está realmente bem!? Lotson-san nem aparece no jogo!!! Ele é um personagem mais secundário do que eu! Você está realmente bem, Iris-san!? Você está!? Oh  humanidade!!!


Tradutor: Rudeus Greyrat | Revisor: Ma-chan


Se você gostou deste capítulo, CLIQUE AQUI, solucione o Captcha e aguarde

por 5 segundos, assim estará apoiando o tradutor e a equipe de revisores!



Fontes
Cores