SRVF – Volume 1 – Capítulo 40



*Primeira Princesa, Maria Kudan.*
Os resultados do exame do segundo ano foram publicados e
as colocações dos estudantes mudaram em relação a última vez. Também, tiveram alguns que dispararam ou desceram de seu ranque original, havendo alguns alunos com resultados extraordinários, em particular, os que conseguiram ficar do primeiro ao quarto lugar. E, claro, um desses quatro era eu mesma, Maria Kudan.

Como uma pessoa abençoada com excelentes notas, habilidade atlética e beleza, sou uma das poucas “elites”  da sociedade, embora, a vida possa ser um pouco chata às vezes. Simplesmente não havia estímulo o bastante no meu dia-a-dia.

De qualquer forma, porque eu não queria mais ficar na escola, decidi voltar para casa na capital. Se fosse para algum lugar não queria ir para casa, mas todos iriam gritar comigo se eu decidisse fazer uma viagem.

Oh vida! Oh, céus! Acho que ficarei entediada nesse verão também. — Eu  não queria voltar para casa, na verdade, gostaria de ir visitar o território Helan. Lá seria muito mais interessante. De fato, suas instalações comerciais da Capital estavam prosperando, mas não havia algo que desejasse comprar no momento e definitivamente não era assim que queria passar minhas férias de verão.
De qualquer forma, enquanto passava os meus dias entediada, fui convocada por minha mãe. Segundo ela, haveria uma reunião de princesas de países vizinhos aqui e eu deveria estar como representante do nosso.

Não quero participar de uma coisa dessas, quero ir para o novo resort de verão do território Helan! — Então chegou o dia e uma festa do chá foi realizada nos jardins do Palácio. Ao redor da mesa, havia cerca de dez meninas tomando chá enquanto conversavam, inclusive eu.

Vejam! Alguém acabou de contar uma história chata, então agora todos nós podemos fingir rir, “ Ohhoho ~”. — Meu estômago estava torcendo em desgosto com tudo aquilo e era apenas o começo.

Espero que tudo termine logo… — E no meio do nosso torneio de “Ohhoho ~”, alguém com um rosto apareceu diante de nós.

— Prazer em conhecê-las, meu nome é Lahsa Kudan. Perdoem-me por interrompê-las em seu divertimento.

— Oh, Lahsa. — Levantei-me para cumprimentá-lo. Ao contrário de Arc, Lahsa era o meu irmãozinho fofo.

— Estava prestes a ir para o território Helan, então vim aqui para dar minhas saudações a Ane-sama antes de partir.

— Eh? Você vai para Helan!?

Eu quero ir também… Não tem como eu  permitir que ele me deixe neste buraco do inferno! Não quero ficar presa aqui com todas essas princesas!

Ceder aos meus desejos, partir para o território Helan enquanto abandonava meus deveres como princesa deste país. Seria uma missão difícil, mas não significava que era impossível.

— Lahsa, você pode esperar um pouco? Eu quero ir também. — Secretamente sussurrei no ouvido de meu irmão.

— Está tudo bem mesmo? — Lahsa disse com um tom preocupado.

— Sim, não tem problema ~ .

— Ow! Meu estômago! Como dói!

Dei uma joelhada no seu estômago em um ângulo que os outros não poderiam ver. Ele caiu no chão de joelhos se apoiando com uma mão, enquanto a outra esfregava sua barriga.

— Você está bem!? — As filhas da realeza dos outros países que estavam apenas curtindo o chá há alguns instantes, correram até nós preocupadas.

Bem, depois do gemido que Lahsa deu era apenas natural que estivessem assim.

— Nee-san… — Lahsa olhou para mim com os olhos revirados, mas bem, vamos esquecer os detalhes.

— Você está bem? Sua dor crônica de estômago está lhe afligindo outra vez? Nós dois sabemos que você teve más evacuações ultimamente, então deveria se cuidar mais.

Eu disse isso em uma voz alta o suficiente para o resto das princesas ouvirem, dizendo-lhes que meu irmão estaria tendo um problema de constipação. — Você deve estar pensando, “Por acaso não sente vergonha de fazer isso?”, absolutamente não! Faria o que quisesse e quantas vezes fossem necessárias!

— Não, meu estômago está bem, mas- Owowowowow! Esqueça, acho que preciso de alguém para chamar um médico.

— Eu posso te dar os primeiros socorros enquanto todo mundo procura por um.

— Obrigado, mas até que o médico venha, não pense que você será capaz de fazer muito.

— Aqui, vou fazer uma verificação rápida, ok? Então, vamos tocar seu estômago um pouco… Ah, não, eu acho que você esticou alguma coisa. É provavelmente excesso de gases.

Talvez seja porque elas tinham bebido chá demais enquanto escutavam histórias chatas que algumas encheram o estômago e começaram a deixar escapar sons de nojo. — O que quer que faça, Lahsa, não peide!

— Maria-sama, entendemos o seu constrangimento por causa de seu problema familiar. Se quiser se ausentar para cuidar de seu irmão, fique a vontade.

— Não tem como eu fazer uma coisa dessas! — Precisei manter minha imagem acima de tudo, não podia sair na primeira chance que tivesse.

Que desculpa desesperada, dizendo a todo mundo que meu irmão está constipado. Se alguém descobrisse que eu realmente lhe dei uma joelhada, como princesa deste país, nuvens negras pairariam sobre mim pelo resto da minha vida. Isso tem que funcionar, não importa como!

— Hmm… Princesa Irina, acredito que seria bom se você não se preocupasse tanto. Minha irmã é apenas esse tipo de pessoa.

Lahsa espremeu sua opinião, seu traidor! Como pôde!?

— O que você está dizendo!? Você não é irmão de Maria-sama!? Não se envergonha de retribuir a preocupação de sua estimada irmã com ingratidão!? — A Princesa Irina disse a ele com uma voz irritada.

O Lahsa então começou a coçar a cabeça enquanto fazia uma cara perturbada. — Eu sinto muito, sei que você não merece a ira da Princesa Irina.

— Trouxemos um médico! — Alguém chamou enquanto trazia um médico que logo correu para cá.

Elei foi imediatamente ao trabalho, verificando o abdômen e o pescoço. Eu não sabia o que ele estava fazendo, mas não me importava já que ele não seria capaz de encontrar a causa mesmo. Se o médico não descobrir nada, Lahsa seria levado para descansar um pouco em seu quarto. Então, depois que eu saisse com ele, porque estava “preocupada”, nós escaparíamos para o território Helan.

Antes disso, porém, vou informar ao vovô que iria ficar junto ao Lahsa para cuidar de sua condição física e que isso provavelmente iria demorar até que as outras princesas voltem para casa. — Perfeito!

— Hmm, não consigo descobrir o que está errado. Por enquanto, ele deveria ir descansar um pouco em seu quarto, mas se você está preocupada, posso fazer um exame mais detalhado. Assim estaria de vosso agrado, Maria-sama? — Um diagnóstico perfeito. Eu deveria ir e pedir ao pai para aumentar seu salário mais tarde.

— Sim, a dor diminuiu um pouco, mas por enquanto, acho que vou descansar em meu quarto.

— Eu vou cuidar de você, para ter certeza de que está bem.

Missão completa. Agora só precisamos pular da janela e então podemos passar o resto do nosso verão no resort do território Helan!!!
Lahsa, suspirou parecendo ter se entregado, suspirou. Agora que chegamos até aqui essa atitude não era boa. Enquanto pensava sobre isso, olhei para meu irmãozinho.

— Por favor, espere um momento! — A Princesa Irina de repente nos parou enquanto levantava a voz. 

E agora?

— Deixe-me ir cuidar dele também, estou um pouco preocupada com seu irmão.

Ugh, que intrometida.

—  Não, não queremos incomodá-la. Todos, por favor, continuem a aproveitar a festa do chá, mesmo depois de partirmos.

—  Não posso permitir isso. Não há como eu simplesmente abandonar uma pessoa que teve um mal-estar bem na minha frente . Só me fará ainda mais preocupada deixá-la sozinha, Maria-sama.

— Sim…

 

◇◇◇

 

Após concordar, nós três fomos para o quarto do Lahsa e ele deitou na cama. Irina, que estava aqui para cuidar dele, puxou uma cadeira e sentou-se.

Seja corajoso, Lahsa. Seja amigável, mas o que devo fazer nesta situação!? Não acredito que chegamos a isso! Eu deveria estar saindo agora!

— Na verdade, notei as intenções de Maria-sama há muito tempo.

— Hã? 

A princesa Irina de repente começou a falar com um olhar manso no rosto.

— Ele está fingindo, certo? Não há realmente ferido, há?

Ehhh!? — Meu rosto ficou paralisado com a pergunta que ela fez.

— Não… Ele realmente está doente, ohohohohoho ~.

— Eu não vou te culpar ou qualquer coisa, apenas descobri o que estava tentando fazer desde o início.

— O que? Mesmo?

— Realmente, você fez tudo isso porque estava entediada, certo? Você parecia que queria ir a algum lugar.

— Então, por que você fez isso naquela hora ?

Porque muitos problemas apareceriam se eu dissesse meus verdadeiros sentimentos naquele momento, certo? Tenho certeza de que você sentiu o mesmo quando começou toda essa comoção.

— Irina-sama…

— Maria-sama…

— Vamos escapar juntas!

— Mas para onde iríamos?

— Na verdade, há um lugar famoso por suas fontes termais, o território Helan. Eles acabaram de abrir seu novo resort de verão e acho que seria muito divertido ir lá.

— Isso soa legal, eu quero ir também, mas você tem um jeito de sair daqui?

— Nós podemos sair pela janela, é claro, tudo que você precisa para descer é uma corda.

— Hehehe, isso é um pouco emocionante, não é?

Nós duas rimos por um tempo. Eu me perguntava quanto tempo fazia desde a última vez que havia me sentido assim. Aquele era um sentimento divertido e na verdade, poderia ser a primeira vez que conhecia alguém que me entendeu. Essa era a sensação que estava tendo agora. 

— Hmm… Então podemos sair então? Eu deveria ter partido já a um bom tempo. — Lahsa disse de repente, quebrando todo o clima.

 


Tradutor: Rudeus Greyrat | Revisor: Ma-chan


Se você gostou deste capítulo, CLIQUE AQUI, solucione o Captcha e aguarde

por 5 segundos, assim estará apoiando o tradutor e a equipe de revisores!


 

Nota: Na Light Novel, essa história ganhou uma continuação onde o Lahsa, Arc, Maria e Irina chegariam até o território Helan para conhecer as fontes termais e as outras instalações que o Kururi criou. Infelizmente não tenho a RAW para traduzir, então deixarei a todos com uma ima cena do mangá e usem a imaginação para saber o resto ( ͡° ͜ʖ ͡°)



Fontes
Cores