SRVF – Volume 1 – Capítulo 32




Hoje eu trouxe alguns peixes secos comigo. Sendo ensinado em pessoa pela Neko-sensei, pensei que seria bom lhe trazer alguma coisa.

Os peixes haviam sido um presente dado à mim por Vaine quea Aparentemente pegou uma boa quantidade deles em um rio próximo à escola, então estava tentando se livrar do excesso.

Quando vi a montanha que ele estava me dando fiquei chocado. Embora o Vaine se mostrava um pouco preocupado se eu iria simplesmente jogá-los fora, como eu poderia? Eles pareciam deliciosos!

Como esperado da “temporada de pesca”, cada um destes estava incrível e o Vaine se deu até mesmo ao trabalho de defumar, dando-lhes um sabor distinto.

Depois que comecei a comer um, não conseguia mais parar. Lembrando do sabor que se espalhava pela minha boca e também de sua textura crocante, acreditei que ele tinha criado algo irresistível, que qualquer um sentiria vontade de experimentar. O que quero dizer com isso é que a Neko-sensei iria gostar, então trouxe um pouco para ela e, com dois peixes secos na mão, eu estava de pé na porta da sala de aula. Este foi o local o qual a Sensei me disse para vir e, depois de bater uma vez, acabei entrando.

Na sala, procurei por ela, mas não a achei em lugar algum. Em vez disso, havia uma bela dama sentada na única cadeira da sala. Com o cotovelo apoiado braço da cadeira, sua a mão servia de repouso para aquela linda face e, embora eu tivesse acabado de entrar, ela não se mexeu nem um pouco ao me ver.

Nossos olhares se encontraram. Apesar de que seja apenas a minha primeira impressão sobre ela, não poderia deixar de pensar em como era bonita. Sua presença estava combinava nenhum pouco com o ambiente em que estávamos, mas foi exatamente isso o que me atraiu.

Seu corpo era tão sedutor, seus braços delgados e longos, as pernas não eram exceção, ambas exibindo sua pele, nada menos que a perfeição à primeira vista.

Colocando distância entre nós, não pude deixar de sentir embaraço por algum motivo e também meu coração disparou por algum motivo.

— Bem-vindo. — Sua bela voz ressoou na sala silenciosa.

O quarto em si estava tingido de vermelho pelo sol poente, ficando mais escuro com o tempo. De alguma forma a atmosfera da sala tinha uma sensação erótica.

— Ah sim. Como vai?

— Oh? Por que tão respeitoso? Você nunca é assim normalmente.

— Desculpe, por algum motivo estou um pouco nervoso.

— Nufufu, bem, você é jovem afinal.

A dama levou as mãos aos lábios, sua figura acompanhada de seu sorriso suave foi absolutamente graciosa. No entanto, se podia sentir de forma nítida o apelo sexual adulto que dela emanava, fazendo meu coração palpitar. Foi a primeira vez que conheci alguém como ela. Isso é exatamente o que um homem chamaria de “o charme de uma mulher madura”.

— Hmm? O que você tem aí na sua mão?

Ao ouvir sua pergunta, eu rapidamente escondi o peixe em minhas costas.

— Ah, não é nada.

Por alguma razão, era muito vergonhoso estar segurando isso agora.

— Bem, você vai ficar na entrada para sempre então? Por que não entra, Kururi-chan?

— Eh?! Você sabe meu nome?!

No momento em que ela chamou meu nome, meu coração trêmulo pareceu que iria parar. Me senti muito feliz sabendo que alguém tão bonita como ela me conhecia.

— Claro que eu sei, você não me reconhece?

— Sinto muito, nunca esqueceria alguém tão linda quanto você, mas no momento, não posso dizer que sim.

— Nufufu, que terrível. Para não lembrar de mim, vou ter que castigá-lo mais tarde.

— Por favor, não me provoque. Então, qual seu nome?

Em resposta à minha pergunta, a senhorita inclinou a cabeça. Após pensar um pouco, assentiu e disse.

— Hmm, você realmente não sabe?

— Não, eu realmente não sei.

Tentei recordar com cada grama do meu ser, mas não obtive êxito. —  Seria impossível esquecer uma belezinha dessas!? Não, não seria!

— Mesmo? Que inesperado, você realmente não sabe… Uau-nyaa, lá vamos nós, nyaa!

— …

Depois de lançar um feitiço, a gigantesca bola de pelos que chamamos de Neko-sensei apareceu com um * Boom *. Sem sequer olhar no espelho, eu já sabia que meu rosto mostrava sinais de alegria, tristeza e raiva, etc. Minha mente estava vazia enquanto meu coração, que latejava momentos atrás, tinha acabado de morrer.

Não irei pensar. Não terei pensamentos. Não havia mais nada dentro de mim. A paz do mundo seria interrompida se eu o fizesse e tudo que conseguia captar, eram aquelas lembranças felizes que agora estavam se afastando.

— Estou aqui, gata selvagem. — Rompendo o silêncio, a porta se abriu. — Por que está com a cara de um homem morto, Kururi Helan?

Embora parecesse que Arc tenha dito algo atrás de mim, tudo entrou por um ouvido e saiu pelo outro.

— Bem, hoje eu vou mostrar mais da minha pesquisa mágica, nyaa. Arc-chan, Kururi-chan já testemunhou minha transformação, nyaa, mas não acho que vou conseguir fazer isso de novo porque estou cansada, nyaa.

— Você, o que viu?

— …Nada, nada mesmo.

Sério.

— Agora vamos retomar nosso trabalho a partir de onde paramos, nyaa. Nyão precisa se esforçar demais, já que vocês só conseguiam transformar a mão antes e só fica mais difícil daqui em diante, nyaa. Todos os anos alguns alunos desistem depois de transformar a mão por causa do nyaumento da dificuldade, nyaa.

— …Entendido. — De alguma forma, consegui reunir as forças necessárias para responder.

Arc imediatamente começou a praticar, mas parecia que ele iria ficar emperrado de novo. * Fu ~ * Decidi que seria melhor começar depois que me sentasse e acalmasse minha mente já que fiquei um tanto cansado pelo que havia acabado de acontecer. Não tinha certeza se viria a fazer algum progresso hoje.

— Antes que eu esqueça, aqui, trouxe para você. — Entreguei os peixes secos para a Neko-sensei.

— Peixe seco. nyaa? Eu não odeio eles, mas… não posso dizer que são meus favoritos.

Sim, meu mal, sinto muito por lhe trazer guloseimas para gatos.

Depois que os recebeu, a Sensei começou a tirar uma soneca em um canto da sala de aula que estava banhada no por-do-sol.

Bem, acho que devo começar a praticar. — Para começar, vou repetir os passos que consegui da última vez. Primeiro, tentei transformar minha mão em uma pata como a Neko-sensei já que antes obtive sucesso várias vezes. Meus dedos foram se transformando um a um até que, após um choque, toda a tenção que eu sentia desapareceu.

— Nyanyanya!? Isso é incrível, nyaa! É delicioso, nyaa!!!

Virando-me para a voz excitada, vi que a Neko-sensei decidiu comer os peixes enquanto deitada.

— Kururi-chan, você fez isso, nyaa?

— Infelizmente não, eu os recebi do Vaine. Ele os pegou e

defumou sozinho.

— Uau, Vaine-chan fez esses, nyaa? Isso é inesperado, nyaa.

Certo, bati minhas mãos contra meu rosto para me concentrar na transformação. Neko-sensei também disse que a dificuldade aumentaria a partir de agora, então precisei me focar.

— Ele foi capaz de pegá-los, mesmo que se movessem, nyaa? Vaine-chan acabou de realizar um feito maior que magia, nyaa.

Tentei desesperadamente me transformar, embora, com certeza se estivesse usando o poder mágico para mudar todo o meu corpo de uma só vez, seria bem mais difícil do que apenas minha mão. No momento em que tentei mudar uma parte de meu corpo, o feitiço desfazia em todos os outros lugares e eu acabava retornando ao normal.

— É tão bom, nyaa! Não consigo parar, nyaa, é tão delicioso, nyaa! Cheira maravilhoso, nyaa, e o sabor é perfeito, nyaa!

Eu podia sentir o feitiço funcionando, mas ao mesmo tempo não conseguia. Embora seja difícil, minha auto confiança dizia que conseguiria fazer até o fim do dia.

— Nyanyanya, é bom demais, nyaa! Eu preciso de mais, nyaa! Eu não posso viver sem isso, nyaa!

QUER CALAR A BOCA!!? — Se soubesse que ela ficaria assim, eu não teria trazido o peixe seco. O Príncipe Arc também parecia estar de mal humor, ou era apenas eu? Não, não… eu devia estar me concentrando agora.

Exalei com toda minha força e transferi o poder mágico para a imagem em minha mente. Naquele momento, minhas mãos esquerda e direita, transformaram-se em patas ao mesmo tempo. — Hã!? Não é realmente um ótimo resultado!?

— Neko-sensei …

— Outro sucesso, nyaa? Isso é incrível, nyaa. Kururi-chan, você é um gênio, nyaa.

Foi um sucesso, mas ainda assim era muito difícil. Gostaria de saber quantas vezes mais precisaria praticar antes de poder fazer isso normalmente.

— Em seguida, você deve tentar crescer uma cauda, nyaa. Será mais fácil se concentrar primeiro no exterior antes de lentamente transformar o resto do corpo.

— Certo, eu vou tentar.

Dessa vez, imaginei um rabo como o da Neko-sensei.
Reuní poder mágico em torno de minha bunda e tentei manter o que estava em minhas mãos ao mesmo tempo em que fazia isso. E assim, um rabo de gato surgiu perfeitamente.

— Isso é incrível, nyaa, realmente incrível, nyaa! Você deveria continuar transformando seu corpo de forma constante.

Primeiro foi meu pé, depois meus ombros, então desde minhas pernas até as coxas e finalmente meus cotovelos. A transformação foi gradualmente prosseguindo até que finalmente consegui transformar minha cabeça com sucesso, indo tão bem que até me assustei um pouco. — Por que será que fui tão bem-sucedido? Não sei explicar o que fiz.

— Neko-sensei, eu consegui, nyaa!! — Espere… Nyaa!?

— Isso é incrível, nyaa. Esta  é a primeira vez que vi alguém realmente completar além de mim mesma. E aprendê-lo tão rápido também, nyaa.

— Obrigado, nyaa! — EH!? — Sensei, algo está  errado com a minha garganta, nyaa.

— Não há nada de errado, nyaa. Isso é normal, nyaa.

— …Então é assim que é, nyaa.

De alguma forma, meu humor parecia ter piorado um pouco.

— Melhor tentar comprimir a magia, nyaa.

— Comprimir, nyaa? Eu vou dar uma chance, nyaa.

Tentei comprimi-la como dito e, ao mesmo tempo, meu corpo instantaneamente começou a encolher para cerca da metade do seu tamanho. Depois de hesitar um pouco, acabei parando.

— Você pode ficar ainda menor se quiser, nyaa. Então, o que acha, nyaa? Não é incrível, nyaa?

— É incrível, nyaa!

Depois que respondi com uma voz animada, meu poder mágico oscilou um pouco e acabei retornando à minha aparência habitual.

— Ah.

Embora estivesse um pouco aliviado por estar de volta ao normal, tanto em forma, quanto em tamanho.

— Você só precisa praticar em mantê-lo. Por hora, tente ficar assim por duas horas.

— Sim!

Isso é ótimo, eu consegui fazer isso afinal, embora o Príncipe acabou não conseguindo e, obviamente, acabei sendo capturado em seguida para ensiná-lo o truque. No entanto, o respondi que era um segredo já que eu mesmo não sabia como.

Neko-sensei acabou perdendo o interesse pelo meu sucesso passando agora a dar dicas para o Príncipe Arc. Continuamos praticando até a noite, mas no final ele só conseguiu transformar as mãos.

— Isso não é ruim, nyaa, estava  quase, mas não exatamente, nyaa. Você continua cometendo os mesmos erros, Arc-chan, nyaa.

Esse “grupo de estudo” parecia ter se tornado um hábito após o término das aulas da Neko-sensei. Eu estava um pouco preocupado que ele viesse outra vez ao meu quarto, mas, no final, isso não aconteceu. — Que alívio.

Mesmo assim, me pergunto por que consegui fazer isso tão bem? Será porque eu e a Sensei nos tornamos mais próximos hoje? — Ah bem, não quero pensar nisso.

Voltei para o meu quarto e imediatamente adormeci. No final, eu tive pesadelo naquela noite.

— Uwah!!! A bela dama é a Neko-sensei, e Neko-sensei é a bela dama!!! Uwahhhhhh!!!!

 


Tradutor: Rudeus Greyrat | Revisor: Fefe & Ma-chan


♥ Se você gostou deste capítulo, CLIQUE AQUI, solucione o Captcha e aguarde ♥

por 5 segundos, assim estará apoiando o tradutor e a equipe de revisores!



Fontes
Cores