SRVF – Volume 1 – Capítulo 30



— Kururi! — Atrás da escola, fui chamado por uma voz agradável, enquanto estava a caminho da estufa.

Ao me virar, Iris estava acenando para mim.

— Aonde vai?

— Ah, só estou indo para a aula de Herbologia.

— Que legal, eu estava interessada nessa disciplina, mas não a peguei. Posso te acompanhar?

— Claro, vamos indo.

— Vamos!

Andar sozinho com a Iris em um lugar pouco movimentado me deixava meio nervoso.

— Está preocupado com alguma coisa?

— Ah, uhm… não, não é nada.

Só espero que o príncipe não veja isso. — De acordo com o Rail, recentemente o Arc andava seguindo a Iris. Nosso príncipe de coração puro poderia ter sido um bom companheiro, caso os sentimentos fossem mútuos, mas, como era apenas platônico, ele acabou se tornando um mero stalker.

Quem sabe ela esteja em um lugar isolado como esse, porque percebeu que estava sendo seguida, então veio até aqui, tentando manter alguma distância dele. — Hmmm, será que vai ficar tudo bem se o primeiro amor do Príncipe, terminar em fracasso…? Me dá azia só de pensar nisso.

— Kururi, você já decidiu as suas disciplinas opcionais?

Enquanto pensava na saúde mental do Príncipe, Iris me fez uma pergunta.

— Herbologia, Ciência Médica, Criação de Animais e Contabilidade. Mas ainda tenho que me registrar oficialmente em algumas delas.

— Isso é incrível, sinto até um pouco de inveja da sua determinação. Escolhi as disciplinas de Direito, Geologia e Biologia, mas ainda não decidi qual deveria ser a última. E o prazo está quase acabando também…

Considerando a grade que ela havia escolhido, o mais recomendável seria que pegar outra disciplina científica, mas a escolha final deveria ser dela. Mesmo que, pessoalmente, desejasse que a Iris fizesse amizade com pessoas normais, que compartilhassem interesses em comum, eu não tinha o direito de falar. Afinal, apesar de que não fosse intencional, o meu ciclo social estava repleto de gente anormal e com interesses variados.

— Chegamos.

Depois de nos desinfetarmos na área de esterilização, entramos na estufa. Lá dentro, havia uma pessoa que murmurava algo enquanto trabalhava. Era apenas o Toto.

— Bem-vindo Kururi e, a propósito, quem é a invasora com você?

Apesar de ter saudado quando entramos, aparentemente, não gostou muito da presença da Iris. Bem, ele não gosta de seres humanos no geral e, inclusive, estava vestindo sua capa repelente de pessoas.

— Não seja tão frio, Toto. Essa aqui é a Iris e você não precisa ser tão cauteloso, ela é uma boa pessoa.

— Serei o único a decidir isso.

Toto se afastou um pouco de nós, enquanto dava uma boa olhada nela.

 

 

— Como ouviu, o nome desse cara é Toto e não se importe com sua atitude, ele é assim com todo mundo

— Fiz algo que o tenha desagradado? — disse Iris.

— Não se preocupe com isso. De qualquer forma, o Toto e eu temos trabalho a fazer, então sinta-se livre para olhar o que quiser, mas não toque em nada. Algumas das ervas aqui são realmente perigosas e, mesmo se parecer seguro, caso fique interessada em alguma, não deixe de perguntar antes.

— Tá, entendi.

Depois de convencê-lo a tirar sua capa, Toto relatou o progresso até agora.

— As ervas de beleza que pediu estão indo bem, mas ainda preciso conduzir mais experiências.

Ele então me mostrou uma erva branca, cujo suas folhas pareciam estar cobertas de gel.

— Foi difícil cultivar uma erva com as várias exigências que você me dava, tornando a pele macia, removendo manchas e antienvelhecimento. Nenhuma delas parece satisfazer todos os requisitos, mas consegui fazer uma capaz de remover manchas na pele.

— É assim mesmo? Então posso supor que não há efeitos colaterais?

— Não há, ou melhor, o único problema é que funciona bem até demais. Quando alguém usá-la, as manchas em sua pele clareiam, mas ficam tão pálidas quanto um fantasma.

— O que aconteceu com a pessoa em que você experimentou!?

— Oh, não se preocupe, não perguntei a ela ainda. Fufufu.

É COM ISSO QUE ESTOU PREOCUPADO! QUEM FOI O POBRE COITADO QUE VOCÊ TESTOU ISSO???

— Pare, você está levando seus experimentos longe demais. De qualquer forma, pensou em alguma técnica de integração? Por exemplo, usar a água da fonte termal não apenas para se banhar, mas, também, para beber?

— Hmm… não, ainda não chegamos a esse estágio.

— Entendo, bem, estou ansioso para o seu próximo.

— Oh, na verdade, tenho algo mais que você pode querer dar uma olhad-

— Kururi! — Nossa conversa foi interrompida pela Iris.

Toto pareceu um pouco irritado com isso.

— É disso que eu estou falando, por que essa intrusa está aqui?

— Não diga isso. Sim, o que houve Iris?

Ela estava à uma pequena distância de nós.

— Aqui! Por aqui! O que há com esta Videira¹ prateada!? É enorme!

Videira prateada? O que é isso?

— Ei, Toto, o que é aquilo?

— Ah, estou cultivando algo que a Neko-sensei solicitou. Ela não queria algo pequeno, então foi um pouco problemático, mas, como o pagamento era bom, persisti até produzir isso. Acho que ela disse, “As pequenas não me satisfazem mais, nyaa. Quero que você faça uma grande, nyaa. O nome da planta que eu quero é chamada de Erva-de-Gato², nyaa”.

NEKO-SENSEI… O QUE DIABOS ESTÁ PEDINDO AOS ALUNOS PAR FAZEREM!?

Iris veio correndo alegremente até nós.

— Ei, como você a fez ficar tão grande!? Isso é incrível!

Seus olhos estavam brilhando, dando a sensação de uma donzela inocente.

— Não foi nada de especial, é simplesmente o resultado dos cruzamentos que fiz.

— Isso definitivamente não é simples! Ser capaz de criar algo que cresce de uma maneira específica. Incrível!

Parecia que o clima ruim entre os dois estava se dissipando, embora não podia deixar de sentir que isso se dava mais por esforços dela do que qualquer outra coisa. Iris estava o elogiando honestamente, mas acredito que também estivesse interessada no segredo para cultivar vegetais desse tamanho.

— Toto-san, você seria capaz de fazer o mesmo com legumes?

— Claro, nada é impossível para um gênio como eu.

— Vo-você poderia… Por favor, poderia… ME ENSINAR A FAZER ISSO?

Com um puxão, Íris se aproximou do Toto e encarou-o bem de perto. Sentindo-se desconfortável, ele me pediu ajuda com os olhos.

— Iris, por enquanto, acalme-se. Toto, tudo bem se nos contar?

— Embora não me importe, não é como se pudesse te mostrar agora. É possível, mas preciso de algum tempo para pesquisar primeiro. Kururi, se importaria de adiar nosso plano para investigar algo assim?

— Sem problema.

Não parecia que ela suportaria esperar mais, ou, pelo menos, era o que se podia dizer através do brilho nos olhos dela. — Acho que não temos escolha, já que está tão interessada.

— Fuu~, é difícil ser um gênio.

Toto com certeza estava orgulhoso de seu talento. Me deixou feliz saber que ele não parecia mais odiar a Iris agora. Aliás, isso poderia ser um bom investimento para o futuro, então eu tentaria aprender também.

— Por hoje, vamos apenas iniciar, porque não posso estar ensinando o tempo todo e ainda preciso mostrar ao Kururi algum progresso com a minha pesquisa.

— Obrigada! — Iris agarrou as mãos de Toto e o agradeceu.

Ele me pediu ajuda com os olhos novamente.

— Acalme-se Iris, estamos apenas começando, então não há como terminar em apenas um dia.

— Sim, claro e, por sinal, Toto-san, você também está classe de Herbologia?

— É óbvio.

— Então eu deveria vir assistir também!

Esse foi provavelmente o sorriso mais alegre que ela tinha dado hoje, ao conversar sobre ervas enquanto pulava para cima e para baixo. Um pouco depois que se acalmou, voltou a olhar por aí.

— Ela é incrível, certo?

— Bem, acho que não seja uma mulher tão ruim.

Mas que olhar é esse … não me diga, ele se apaixonou pela Iris!? Que amor confuso, certamente haverá problemas no futuro se for bem-sucedido, especialmente com relação a um certo príncipe ciumento. Me pergunto, como seria a árvore genealógica deles?

— De qualquer forma, o que eu estava tentando te dizer era que tenho essa erva que pode lhe interessar.

— Oh, então você tinha algo?

— Um pouco, eu acho. Aqui, siga-me. — Ele me levou até um espaço isolado dentro da estufa.

A área em que entramos estava quente e úmida, provavelmente mantido com o uso de magia.

— É isso. — Toto apontou para algumas ervas lá dentro. Cada folha tinha o tamanho do meu rosto e se distribuíam sobrepondo uma à outra, por dez vezes, ao longo do caule firme e espesso da planta. Esta era a primeira vez que via uma planta como essa, provavelmente se tratando de uma das novas espécies que ele criava.

— Coloque uma dessas folhas no rosto e vai curar todos os seus problemas de pele durante a noite. Embora as folhas possam reparar o dano celular, elas precisam estar frescas. Depois que as rasgar, você tem talvez dez horas antes que percam seu efeito e morram, mas essa é a quantidade perfeita de tempo se quiser fazer o tratamento enquanto dorme.

UM CREME PARA PELE!? VOCÊ CRIOU UM CREME NATURAL PARA PELE!? TOTO VOCÊ É UM GÉNIO!!!

— Isso é maravilhoso!! Com certeza vai vender, vai vender muito!!!

— Foi o que pensei também!

— Este será o nosso principal produto! Não importa o que aconteça, certifique-se de que esteja pronto até as férias de verão!

— Claro, mas ainda estou desenvolvendo, então não sei quando terminarei.

— Enquanto estamos no assunto, você confirmou algum efeito colateral? Sei que isso afeta a pele, mas como? Quem aplicar, vai ficar com a pele saudável depois?

— Não se preocupe. Meu vizinho havia desenvolvido acne recentemente por causa do estresse, mas depois de usá-lo como cobaia, todas as marcas em seu rosto desapareceram sem qualquer traço.

SEU VIZINHO!? VOCÊ ACABOU DE DIZER QUE ESTAVA FAZENDO EXPERIÊNCIAS COM SEU VIZINHO? ENTÃO ESSA É A VÍTIMA! — Ainda assim, isso era incrível e certamente seria bastante lucrativo.

— Espero melhorar seu efeito em tornar a pele macia e elástica, mas também quero ver se posso fazer com que também deixe uma fragrância com efeitos curativos. O que acha?

Aromaterapia!? Se puder fazer isso, então você realmente é um gênio!!!

— Claro, tente! Não, por favor, faça!

— Ok, pode deixar comigo!

Isso provavelmente se tornaria uma ótima mercadoria no futuro e, por isso, eu não conseguia parar de sorrir, apesar de quando voltei para ver onde a Iris estava, tentei me livrar daquele rosto assustador.

— E ai, se divertiu? — perguntei a ela.

— … Sim e muito! Mas o que vocês dois conversaram? Eu podia ouvir suas vozes, mesmo daqui. Será que não estou realmente incomodado?

— Não, não é nada disso.

— Foi porque desenvolvi uma erva capaz de tornar a sua pele mais bonita. — E, então, Toto soltou a bomba.

— Eh~ então Toto-san e Kururi se preocupam com a pele~ — Ela disse enquanto nos olhava de forma estranha.

Acho que as pessoas normalmente precisariam de um pouco mais de explicação, certo? 

— Vou dizer isso para que não entenda mal, Iris. Estamos desenvolvendo isso para vender no território Helan.

— Ah, então é por isso!

É sempre bom que os mal-entendidos estejam resolvidos.

— Que incrível, realizar uma coisa dessas com apenas vocês dois. Como esperado de membros da nobresa.

Toto não respondeu, provavelmente por não ter gostado da ideia de ser relacionado à nobreza. Embora ela não quisesse dizer algo de ruim com isso.

— Este é o creme de rosto natural que o Toto desenvolveu. Ele pode ser usado para reparar todos os problemas de pele.

Depois, descrevemos a planta e seus usos.

— Incrível! Não tinha ideia de que algo assim existisse.

— Eu não acho que você irá precisar Iris, já que sua pele é bonita o suficiente como está.

— Ehehe, obrigada, mas, mesmo se disser isso, ainda vou querer. Nós, garotas, estamos sempre procurando maneiras de ficarmos mais bonitas, sabe?

Apesar de que a empolgação que estava mostrando fosse diferente de quando conversávamos sobre a Erva-de-Gato, eu ainda achava que ela não precisava do creme. — Iris, você é sempre tão alegre, caseira e carinhosa, que não consigo deixar de pensar que será uma grande esposa um dia.

 


Tradutor: Rudeus Greyrat | Revisor: Heilong-senpai


♥ Se você gostou deste capítulo, CLIQUE AQUI, solucione o Captcha e aguarde ♥

por 5 segundos, assim estará apoiando o tradutor e a equipe de revisores!



1 – A Videira produz as Uvas.  ⤴
2 – A Erva-de-Gato tem fortes efeitos psicoativos em felinos. Em outras palavras, é a maconha dos bichanos ahuahuahu.  ⤴


Fontes
Cores