Sevens – Capítulo 6 – Daliem


Daliem

Assim como o mascate sugeriu, nós pegamos uma carruagem de uma cidade para a capital.

A estrada estava bem mantida e os pares de carruagens eram puxados por um total de seis cavalos. O passeio não era ruim, mas a carona todo o caminho até a Capital custou um bom dinheiro pelo que parece.

Uma soma de cinco moedas de prata por parte.

Com eu e a Novem juntos era um total igual a uma moeda de ouro inteira.

Eu me sentei e observei o cenário enquanto olhava para fora da carruagem.

Talvez ela estivesse cansada, mas a Novem estava em sono profundo. Ela estava apoiada em mim respirando pacificamente.

(Ela esteve se forçando?)

Eu posso ser inútil sozinho, mas foi pela Novem estar comigo que eu pude chegar todo o caminho até aqui. Senão, eu teria provavelmente chegado lá eventualmente, mas em algum momento pelo caminho eu teria acabado a pé.

Nunca tendo acampado antes, viajar sozinho estava completamente fora de questão de acordo com meus ancestrais. Eu tinha a vaga noção de que eu ficaria bem, mas parece que todos eles se incomodaram com a ingenuidade do meu processo de pensamento.

Até a Sétima Geração, meu avô, não ficou do meu lado nessa.

Para não acabar acordando a Novem, eu mantive meus olhos ao lado de fora.

E enquanto eu fazia isso, eu ouvi a voz do Segundo.

Hoje é seu dia dele de cuidar de mim, aparentemente.

Eu não sei o critério enquanto em viagem, o primeiro e o segundo, e ocasionalmente o quarto começariam uma conversa comigo.

Havia o problema da minha Mana, então ter os dois falando de uma vez era cansativo. Por esse motivo, eles falavam comigo sozinhos.

『Vocês com certeza conseguiram algumas coisas conveniente nesses dias. Nós não tínhamos esse sistema de pareamento na minha época. 』

Em uma voz baixa, eu respondi.

“É assim que era?”

『É porque isso foi a quase duzentos anos atrás. Ferramentas Mágicas, não é? Nós nunca tivemos nada tão conveniente. 』

Ferramentas mágicas foram construídas para substituir gemas. Elas eram uma maneira muito mais simples de conceder skills a pessoas. Entretanto, talvez por as gemas serem as mais fortes dos dois, era impossível alguém usar múltiplas Ferramentas Mágicas de uma vez.

Era sempre ou uma ou duas.

Mas há um problema com minha mana, então no momento eu não posso usar uma Ferramenta Mágica. As Skills dos Ancestrais inclusas, o meu atual está carregando uma considerável carga.

E a maioria delas são skills que eu nem posso usar.

Ou deveria dizer… A skill da Sétima Geração era demais para mim, por conta própria lidar, então eu não podia usá-la. A do segundo era uma que interagia com e afetava outras skills.

Sobre a Primeira Geração, por ele não me reconhecer, ele não queria me deixar usá-la.

As outras Skills eram similares. Dizendo que meu corpo não conseguiria lidar com elas, eles se recusaram a dar permissão para mim usá-las.

(Eu estou em um estado que não posso usar nenhuma delas, não estou?)

“Mas mesmo eles fornecendo lugar para ficar durante a viagem, cinco pratas é tão caro assim?”

Aparentemente meu senso de dinheiro é claramente pior do que pensei. Quinta Geração em diante, para viver suas vidas como Nobres completos haviam abandonado seu senso de dinheiro de camponeses.

Isso ficou aparente quando eu estava escolhendo uma arma.

Quinto em diante disseram que as mais caras durariam um tempo exponencialmente maior, e que tinha uma boa taxa de custo-benefício enquanto eles recomendavam uma espada de alto preço.

Mas levando o dinheiro que eu tinha em mãos em consideração, isso se provou impossível. Enquanto eu era capaz de pagar, isso dificultaria as viagens seguintes então o Segundo e Terceiro vetaram a decisão.

『Eu acho que está no lado barato. Você tem uma viagem segura até a capital, e você garantiu abrigo por apenas cinco pratas, sabe? Se fosse eu, eu estaria deleitado. Apesar deles provavelmente terem uma larga gama de clientes com os quais eles podem colher lucros. 』

Da posição de um camponês, cinco pratas é uma quantia pesada.

Mas por eles prometerem viagens seguras, há um bom bocado que usam o sistema.

『Você com certeza vive em uma era conveniente.』

Após dizer isso, a Segunda Geração permaneceu em silêncio. Eu peguei a joia em minhas mãos, e a olhei. O cristal azul era um tesouro passado pela Casa Walt por Gerações.

Está tudo bem algo assim estar em minhas mãos no momento?

(Eu espero que isso não se torne um problema.)¹

Enquanto eu pensava nisso, a Novem se mexeu um pouco. Eu enfiei a joia embutida a um colar de volta para baixo da minha camisa.

Mas a Novem não acordou.

“Ainda assim, pelos próximos cinco dias nós vamos apenas viajar assim…”

Ao nosso redor, guardas montados a cavalos cercavam a carruagem. Olhando para eles os outros clientes pareciam aliviados.

Entretanto, de acordo com as palavras dos meus predecessores, o nível de habilidade das escoltas não era lá muito alto. Que na época deles os guardas eram muito mais habilidosos. Uma competição de bazófia de 『Minha geração era incrível』se desdobrou. ².

Como a Novem, eu optei por dormir.

 

 

 

 

 

 

 

 

O entardecer do quinto dia.

Tendo chegado ao destino das carruagens pareadas, a capital imperial, nós decidimos procurar por uma pousada, por já estar escurecendo.

Seria um saco uma vez que a noite caísse, e mais que nada a fadiga havia se acumulado no meu corpo durante esses cinco dias de viagem. O ambiente desconhecido era simplesmente tão difícil assim para mim.

Nós deveríamos descansar um pouco… foi o que os Ancestrais propuseram. Pelo bem da Novem.

“Lyle-sama, você está certo? É meio que um alojamento caro dessa vez.”

Em frente aos nossos olhos estava uma pousada que, diferente dos outros estava equipado com banheiras nos quartos privados.

Sua aparência externa era apropriado a cidade capital do Reino Bahnseim 【Centralle】 excessivamente extravagante.

O ar ao redor dela era completamente diferente dos vilarejos e cidadezinhas pelas quais nós passamos.

“Vamos pegar leve por hoje, pelo menos. É importante curar a fadiga acumulada de uma longa viagem (E se eu não o fizer, os ancestrais vão ficar barulhentos, não vão?).”

Principalmente o Primeiro e o Quarto. Eles parecem bastante atenciosos com ela.

Se você está se perguntando o que exatamente a Casa Forxuz da Novem fez por eles para eles estarem tão gratos…

O Primeiro recebeu assistência extensiva quando ele estava reclamando e cultivando os assentamentos abandonados no seu novo território, ao Segundo foi concedido seus conhecimentos de como gerenciar a terra, e eles ajudaram ele a procurar sua esposa.³

Quando a Terceira Geração estava confusa com sua própria elevação de status eles ofereceram uma mão também, aparentemente.

E após o Terceiro morrer em batalha, o Quarto teve status repentinamente empurrado a ele em tenra idade e por causa dos esforços de seu pai, a Casa obteve status de Barão sob ele.

Nesse momento foi aparentemente a Casa Forxuz que o suportou das sombras.

Sumarizando!

(Meu lar, a Casa Walt, nunca teria se desenvolvido tanto assim se os Forxuzes não estivessem lá… ainda assim, por fazê-los uma casa vassala nós fomos incapazes de pagar aquelas dívidas.)

Isso não é nada diretamente relacionado a Novem, mas eles são sentimentos aos quais eu tenho que tirar meu chapéu.

É claro, essa linha de pensamento mudou grandemente da Quinta Geração em diante.

Já que eles haviam se associado um com o outro por muitos anos, eles estavam sob a impressão de que a dívida já havia sido paga. É só que do Primeiro ao Quarto possuíam dívidas diretas e pessoais, então eles não estavam satisfeitos com isso.

(E espera, após serem tão próximos, para nós não termos relações de sangue…)

Eu aposto que houve um bocado de circunstancias, mas de qualquer maneira, as profundamente conectadas Casas de Walt e Forxuz nunca se conectaram através de sangue.

Normalmente após tanto tempo, não seria estranho haver um casamento ou dois jogados por aí.

(O que vocês ao menos estavam fazendo… minha Casa… não, meus ancestrais.)

Pelo o que eu ouvi no salão de encontros, eu sinto que algo vital não estava certo em algum lugar.

Pelo que ouvi pelos boatos a Primeira Geração foi supostamente aquele que cortou e abriu o caminho para a terra selvagem, e fundou sua família lá. Ainda assim, na realidade ele é alguém que parece que seria frequentemente confundido por bárbaro que usa peles de animais.

“Obrigado por me acompanhar tão longe. Bem então, vamos?”

“Sim.”

Nós entramos na pousada, e achamos um balcão próximo a porta.

Ele era bem mantido, e o salão era iluminado por uma Ferramenta Mágica parecida com uma pedra mágica.

O atendente atrás do balcão nos deu as boas vindas cordialmente.

“ Vocês irão ficar à noite? ”

“Sim.”

Até a recepção deles era educada.

Eu serei capaz de ter algum descanso pela primeira vez em tempos. Isso foi o que eu pensei.

 

 

 

 

 

 

 

 

『Zero pontos.』

Enquanto eu dormia em uma cama macia pela primeira vez em um longo tempo, eu fui chamado até o salão de encontros.

Mas não havia ninguém lá além da Primeira Geração.

Ele me deu uma nota no momento que nos encontramos, e eu não estou realmente certo sobre como responder após me ter sido dado um zero. Então…

“É assim?… Já posso voltar?”

『Por que você tem um senso de competição tão baixo!? Você é tão bem comportado que chega a ser tedioso!』

Mas não importa que resposta eu ofereça ele vai ficar nervoso, não vai?

Enquanto eu penso nisso, eu decido ouvir o que o Primeiro tem a dizer.

“E então, o que é? Eu quero conseguir algum descanso em preparação para amanhã.”

『Eu sei! Mas tem algo que eu queria lhe dizer não importa o que.』

Ele parecia sério, mas ele pode meramente repetir as mesmas acusações de monstro que antes.

Eu fiz uma face de desagrado, mas seus olhos eram honestos. E honestamente, para mim… Ele começou a falar sobre a criação do Reino.

『Eu nasci mais ou menos na época em que o Reino tinha cinquenta anos de existência. Naquela época ainda haviam sobreviventes do violento tumulto interno que o resultou.』

“… Hah, e?”

『No lugar onde eu morava, havia um soldado da época em que a Facção Real e a Facção Nobre começou a brigar entre si, entende. Aqueles velhotes frequentemente diziam isso… Eles frequentemente se perguntavam por que exatamente eles apenas lutavam como eram mandados na época. 』

Eu relembrei a história do reino que se estendia por trezentos anos. Como parte do meu treinamento eu também estudei história, e lá eu aprendi como o país veio a existir.

Na época, a Monarquia estava agindo de maneira bem corrupta e os nobres locais não podiam mais suportar isso, então eles criaram algumas revoltas. O que eles tiraram disso foi o 【Reino Bahnseim】.

“Isso não foi pelas chamas terem se acalmado?”

『Eu também acho isso. Mas, veja aqueles cães velhos disseram que era como se eles estivessem vivendo em um sonho. Ao mesmo tempo, havia essa exaltada beldade na Facção Real. 』

Eu acho que deveria ser uma mulher bem bonita.

Bem, a opinião atual no assunto é que figuras como essa são em grande parte um produto de estórias, e é precisamente pelos tempos e situações mudarem que guerras acontecem.

Foi uma revolta que aconteceu porque era inevitável, ou assim me foi ensinado.

Entretanto, houve um tempo em que uma única bela mulher controlou as políticas como ela bem entendeu.

Mas mesmo se uma beldade como essa estivesse lá, nenhum país decente deixaria suas políticas serem manipuladas dessa forma.

Foi pelo núcleo do país já estar corrupto na época.

“Se for sobre aquela bela mulher, eu acho que eu ouvi sobre ela antes. Mas isso não foi apenas uma das muitas desculpas que começaram isso?”

『Isso está errado. Eles realmente existem, sabe. Devo chamá-los de momentos decisivos da história? Em momentos como esse, os monstros aparecem. Aqueles caras são muito mais assustadores e maliciosos dos que algum monstro que você acha nas florestas. 』

Imóvel com uma expressão séria, ele continuou a falar.

『Vocês podem achar que é alguma fofoca inútil, mas foi realmente uma época caótica. Meus avós até disseram que houveram muitos acontecimentos estranhos naquela era. Eles mesmos não conseguiam acreditar. E aquele que causou isso tudo foi… 』

“… Um monstro?”

『Exato! Uma Beldade Suprema que arruinou o país! Um general equivalente a um exército de milhares! Um Mago poderoso o bastante para erguer ilhas! Aqueles caras todos aparecem em momentos decisivos da história. Sua irmã é um monstro desses. E pensar que um monstro nasceria da minha própria linhagem. 』

“N-não pode ser.”

Enquanto eu expressava meu ceticismo, o Primeiro falou.

『Então você acha que eu enganaria meu adorável filho? Mesmo se você fosse podre você é o homem que se tornaria o próximo Chefe. Você deveria ter sido tratado apropriadamente. Se você não gosta de algo, então dar a ordem para mudar isso é normal para sua laia. E também o fato de que você recebeu tratamento mínimo é sua própria fortuna. 』4

“Fortuna?”

『Exato. Você sabe que estava em uma situação em que não seria estranho se você morresse, não é? Mas do que te chutar pra fora por eles não gostarem de você, seria mais fácil para eles te matarem e fingir que foi uma doença. 』

Ter isso dito a mim foi um grande choque. Eu realmente estava em um ambiente onde minhas necessidades foram minimizadas. É claro, era um onde eu nunca era reconhecido.

Após me ser dito o fato de que eu não fui morto começou a soar estranho pela primeira vez. Até para a Celes, que me tratava como uma figura odiada.

『Finalmente começando a entender? Você nunca pensou que era estranho antes, não é? De onde veio charme que cobriu seus olhos? Um monstro grande o bastante para distorcer seu ambiente. Você tem sorte de ter sobrevivido. Isso pode ter sido o quanto os seus pais te amavam, e resistiram aquele monstro. 』

Um monstro que até alterava o ambiente… Essa era a Celes, a Primeira Geração concluiu.

『Esses caras não têm nada como senso comum, e pode ter sido simplesmente por um capricho que você foi jogado fora. Não tem como eu entender os sentimentos de um monstro. Mas eles realmente existem. 』

Os ‘monstros da história’ do Primeiro.

Eu fui levemente engolido por suas palavras. Minha experiência com a Celes não é algo do qual eu possa simplesmente ignorar rindo.

“Então… a Celes é realmente a causa disso tudo? Eu não estava errado?

『Não tenho ideia sobre isso. Mas pelo que eu sei você é um pirralho ignorante ao mundo que causa problemas aos descendentes do velhote. Um verdadeiro pirralho mimado. E eu também não conheço aquela garota conhecida como Celes. Eu só fui capaz de começar a falar assim quando sua Skill se manifestou aqui. 』

“S-sério?”

As coisas as quais me faltavam respostas continuavam a se multiplicar, e eu não podia fazer nada além de ficar calado.  Então, a Primeira Geração falou.

『Ei, ocê, o que você planeja fazer daqui em diante?』

“Eh? Bem… Eu vou virar um aventureiro, não?”

『Errado! Em uma época em que o país pode ser engolido em barafunda, e você sabe que isso vai acontecer qual é o seu curso de ação, é a minha questão! A vida da Novem-chan está em suas mãos também! Se você agir de maneira pobre, eu vou te dar umas bofetadas, entende isso?』5

Hoje, eu aprendi que haviam muitas coisas as quais eu não estava dando a devida importância.

Eu pensei que tudo daria certo de um jeito ou de outro, mas agora eu tenho uma existência chamada Novem junto comigo. Você pode dizer que ela me seguiu arbitrariamente e por conta própria, mas abandonar ela não é uma opção possível.

“E-eu est…”

『… Ocê precisa pensar mais de si mesmo. Só te olhar já me irrita.』

Dizendo isso, a Primeira Geração partiu pro seu quarto. Ele abriu a porta, e a bateu atrás dele com toda sua força. Tendo sido deixado no Salão de encontros eu pensei por um tempo sobre o que exatamente eu deveria fazer.

 

 

 

 

 

“Está à vista, Lyle-sama!”

Completamente de pé no carrinho de carga do vagão, a Novem gritou enquanto apontava para a cidade de Daliem que havia ficado a vista.

Talvez porque nossa longa viagem finalmente estar chegando a um fim, a expressão da Novem estava brilhante. Meu ânimo também ficou mais leve.

Eu planejo me esforçar como um aventureiro em Daliem pelo momento. Significando que nossas viagens entrarão em uma pausa temporária.

“Certamente. Ela não parece um lugar ruim.” Ela não parecia estar transbordando com pessoas como a Capital Imperial. E eu não vou dizer que era barulhenta, mas era uma cidade vivaz.

Daliem… Como Zell me disse, era uma cidade com energia para impulsionar seu desenvolvimento.

Eu olho ao perfil ao meu lado do rosto feliz da Novem enquanto eu penso.

(Exatamente… o que eu deveria estar fazendo…)

Eu tenho pensado nisso desde ontem, mas eu não pude encontrar nenhum tipo de resposta. Mesmo que eu quisesse consultar alguém parece que é a vez da Primeira Geração ficar de olho em mim, então mesmo que eu chame, não há resposta.

Ele deve estar se sentindo bem irritado, me observando.

“A guilda dos aventureiros em Daliem é bem grande eu ouvi. Existe uma abundância de trabalhos a se encontrar, e é dito ser o lugar perfeito para um iniciante começar.”

“Onde você ouviu algo assim?”

“Quando nós estávamos fora fazendo compras na capital. Era onde nós ficaríamos por um tempo, então estava curiosa em saber que tipo de lugar era.”

Enquanto a Novem dizia isso, eu ouvi uma voz da Jóia.

『… Que boa criança. Ela é mais do que você merece. Comparado a isso, você nem tentou coletar informação… che!』

Eu ouvi ele estalar a língua.

“… Novem, eu te causei uma boa quantidade de problemas. E-eu também vou trabalhar duro daqui em diante.”

Eu senti minha própria inutilidade, enquanto oferecia minha gratidão a ela.

“Não se preocupe com isso. Eu estou fazendo isso porque eu quero. Lyle-sama vamos trabalhar duro juntos.” 6

“Y-yeah!”

Então, dessa vez, a voz veio do dono da carruagem, um jovem mascate…

“Che!”

『Che!』

… Ele estalou a língua. A primeira Geração também.


Tradução: Batata Yacon   |   Edição: Ana Paula



Notas:

1.  Você está pedindo mesmo né?

2.  Bazófia: vaidade exacerbada e infundada; vanglória, presunção. (Nesse caso é com está dizendo que eles estavam fazendo uma competição de quem se gaba mais.)

3.  Reclamar no sentido de reivindicar posse ou autoria de algo.

4.  Fortuna no sentido de sorte e não de riquezas.

5.  Barafunda: situação em que não há controle ou ordem, na qual um grupo de pessoas produz tumulto, balbúrdia, pandemônio.
Mistura desordenada de coisas diversas; mixórdia, baralhada, bagunça.

6.  … Que boa criança. Ela é mais do que você merece.

 

Contribua com a Novel Mania!