Sevens – Capítulo 1 – Prólogo


Prólogo

Aquela que eu enfrentei no quintal da mansão é minha irmã.

Uma existência perfeita.

Se alguém por aí é completamente amado por deus, provavelmente seria alguém como ela.

(Porque as coisas chegaram a isso)

Eu prendo a respiração, e agarro o sabre que eu carregava em um braço com minhas duas mãos. A ponta dele estava sacudindo.

Não era apenas fadiga. A emoção de medo também estava aparente na lâmina.

“Hah, hah…”

O Sabre nas minhas mãos é real. O florete da minha irmã é real também. Para nós enfrentarmos seriamente um ao outro com armas, eu nunca teria pensado nisso como algo são.

[NR: DigimonKhaos; florete: espada de esgrima]
Entretanto, quem propôs esse duelo foi, indubitavelmente, ela.

Vestindo um vestido, ela diz enquanto me olha sem interesse.

“Você ainda vai continuar com isso, onii-sama?”

Apesar de ela me chamar por onii-sama agora, ela normalmente nem mesmo chama meu nome. ‘Você’, ‘aquela coisa’ e outras frases parecidas é como ela normalmente se refere a mim.

Mas ninguém por perto nunca acha problemas com isso.

Ela vestiu um vestido cor de marfim e sapatos vermelhos. Mesmo com nós dois trocando golpes, diferente de mim, ela não estava nem suando.

Como se ela estivesse indo para algum local formal, a veste dela estava bem arrumada. O florete que minha irmã tinha em suas mãos é um artigo feito por um artesão habilidoso.

Ele era adornado com ornamentos, e o cabo tinha embutido um orbe amarelo. A gema que não podia mais ser feito na era atual era uma feramente especial que traz habilidades especiais.

O florete em que ela havia sido inserida era um item mágico, uma arma chamada de Espada Mágica. Era um bem raro que não podia ser comprado mesmo com centenas de moedas de ouro.

Com a espada em mão e como uma incompatibilidade com sua aparência, a figura erguida da minha irmã estava em desordem.

Esse ano, em que ela completa treze anos. Um fluído, cabelo dourado balança em sua cabeça. Sua figura, desapropriadamente a sua idade, bem voluptuosa.

Seus olhos azuis me encaram friamente.

Calafrios correm pela minha espinha.

Assustador. Eu queria correr. Mas não podia.

“Ainda não. Ainda não terminamos!”

Eu contive meu medo a força e avancei.

Eu tinha fé em minhas habilidades de espada bem treinadas. Eu estava confiante de não perder nem mesmo para adultos.

A Família Walt… para suceder nossa nobre casa, eu recebi treinamento severo desde tenra idade. Eu tinha confiança em minha lâmina.

Mas…

“Hah, você com certeza é lerdo.”

No passado, eu também era um prodígio. Uma criança maravilha. Eles sempre me banhavam com elogios. Para responder as expectativas dos meus pais e família, eu desesperadamente empenhei todo meu esforço.

Mas esse esforço, diante da minha irmã dois anos mais nova que eu, foi inútil.

Obviamente, minha irmã era uma garota. Como esgrima foi pensado como algo desnecessário para ela, ela não tocou nisso durante os anos. A ela foi apenas ensinado o básico, e tudo que ela deveria saber é como segurar e balançar uma espada.

Ainda assim, eu não pude vencer contra ela.

“Wha!”

Nós colidimos por uma quantidade desconhecida de tempo, meu corpo estava coberto em numerosos cortes rasos. Mesmo quando eu a atacava, ela desviava facilmente com movimentos mínimos.

Ao mesmo tempo, sua lâmina de florete como um chicote vinha em meu rosto, braços e estomago.

“Agorinha, eu poderia ter dado três feridas fatais Lyle.”

O nome da garota que disse meu nome com um sorriso em seu rosto era Celes Walt.

Se alguma vez já houve alguém amado pelos céus, qualquer um pensaria que é a irmã diante de mim. O único que verdadeiramente a odiava era eu.

Tendo meu ataque desviado, minhas pernas se curvaram, e eu caí sobre a grama.

Meu cabelo azul também estava grudado em mim, mas eu não me importei. Quando eu tentei me levantar, eu vi aqueles sapatos vindo em minha direção.

“Guh!”

O bloqueei com meus braços, mas não pude impedir o momento. Meu corpo flutuou um pouco antes de eu rolar pelo chão mais uma vez.

“Que desagradável.”

“Sim, de fato… e pensar que isso era nosso filho, é lamentável demais.”

O local em que caí é onde estavam minha mãe e pai.

Nós estávamos cercados por uma maioria de retentores, mas nem mesmo um deles direcionou algum encorajamento para mim.

(Pai… mãe… por quê…)

Eu queria chorar. Eu suportei a dor para me levantar, e me vire para achar a Celes sorrindo e esperando por mim.

“Qual o problema? Isso é tudo que você tem Lyle?”

Ela propositalmente usou meu nome para me provocar.

“Ora ora. Mesmo quando a Celes apenas aprendeu o mínimo básico de esgrima.”

“Realmente deveria ser a Celes a suceder a casa Walt.”

As palavras dos meus pais eram direcionadas as minhas costas.

Mesmo sendo eles a dizerem coisas assim, eles antes eram bons comigo. O sabre que eu tenho em mãos foi um item preparado para mim a muito tempo atrás.

『Lyle, você também é um homem da Casa Walt. Apenas as melhores armas servem para a sua mão.』
『Combina com você, Lyle. Como esperado do nosso filho.』

Depois disso, meus pais passaram a mimar minha irmã Celes. Foi mais ou menos naquela época que eles perderam interesse em alguém como eu.

Isso não é algo limitado a essa família.

Os retentores, que sempre me trataram de maneira apropriada ao futuro chefe da casa, começaram a tratar a Celes como Lorde deles.

Eles falavam mal de mim por trás das minhas costas, e continuavam dizendo que eu não servia para suceder.

Até os meus dez anos, a casa, e a população esteve expectante esperando que eu assumisse.

Mas agora era diferente. Essa era a realidade.

“Com isso, Celes é a sucessora.”
“Ora ora, mesmo que eles não fizessem algo assim, tudo precisaríamos fazer é botar o garoto para fora.”

“Mesmo não tendo como ele jamais vencer conta a Celes-sama. Que tolo.”

Era tão mortificante que lágrimas começaram a sair.

(O que exatamente eu já fiz. Por que eu tenho que ser tão odiado!?)

Mesmo a Celes era minha irmã. Não é como eu a tivesse odiado. Eu tratei ela como um irmão deveria.

A Celes achou algo para odiar nisso?

“Ora, você vai chorar? Você é verdadeiramente feio de se ver.”

Ela começa a rir para si. Ela parece realmente estar se divertindo.

“Por que você está fazendo isso!? O que eu já fiz a você!?”

Quando eu levantei minha voz, a expressão da Celes mudou de sorridente para inexpressiva.

“… Que alto. Não importa para você. Realmente não me importa se você está aqui ou não. Mas já que você se tornou um incômodo, eu vou te colocar para fora daqui.”

“O-oque você quer dizer…”

Ela levanta a mão esquerda em minha direção, a aponta com seu dedo.

(Ela pretende usar mágica!?)

Olhando para trás, eu vejo meus pais e o resto da casa percebeu as ações dela e saíram do caminho.

Eles deram a aprovação para o ataque dela.

“Merda! Parede de Gelo!”

Uma parede de gelo se manifesta na minha frente.

É uma magia do atributo água, e sua propriedade é ‘Escudo’. Para ser elogiado… para fazer meus pais olharem para mim, eu me perdi em treinamentos.

Não era apenas a espada. Magia, montaria, e até conhecimentos… mas em frente a existência diante de mim, nada disso tinha valor.

“Bola de fogo.”

Mostrando sua superioridade, Celes começa o canto de sua magia após eu ter terminado meus preparativos.

Em contraste a mim, era um feitiço do atributo fogo, e seu nível estava entre o básico do básico. Também era um bem fácil que meramente produzia uma bola de fogo.

A parede de gelo que eu havia criado foi sendo lascada pelo fogo facilmente.

Não foi apenas um tiro.

Da ponta dos dedos da Celes, ela disparou várias centenas de repetições do mesmo feitiço. A saída de todo e cada um para a bem alto, e enquanto minha magia supostamente deveria triunfar sobre isso pelos atributos, eu não pude nem vencer contra os feitiços de nível elementar da Celes.

“Kuh, Mão da Terra!”

Do chão ao meu redor, quatro braços feitos de terra cresceram. Cada um deles obedeciam minha vontade para ataca-la.

“Que chato.”

Celes sorriu enquanto usou o florete em sua mão para cortar todos eles. Um florete é, essencialmente, uma arma especializada em perfurar. Com ele, ela usou magia para facilmente cortá-los.

“Disparos de Rochas.”

Para vencer com versatilidade, eu ativei minha próxima magia. Rochas dispararam do chão como bolas de canhão e partiram o gramado.

Mas eu não tive tempo para pensar em nada disso.

“Escudo.”

Sem uma mudança em expressão, ela o invocou com um sorriso. Uma simples parede feita de pura mana bloqueou completamente meu Disparo de Rochas.

Ela não era algo no nível da Celes, mas eu havia disparado várias dúzias de tiros. Ainda assim, nenhum tirou passou.

(Eu não tenho mana sobrando. Eu vou ter que acabar isso aqui…)

Mesmo eu podia entender que eu não tinha prospectos de vitória. Mas eu tive que lutar com ela não importa o quê.

Se não, eu seria expulso de casa sem ter feito nada.

O que começou tudo isso foi, como imaginado, as palavras da Cels.

『Ei, Pai. Esse ano, o onii-sama faz quinze anos e se torna um adulto. Já não é hora para ter uma partida para determinar o futuro chefe da Casa Walt?』

Normalmente, os homens seriam os sucessores.

Mas meus pais disseram que ela estava certa. Eles reconheceram nossa partida.

『O perdedor vai sair de casa. Isso está bom para você, certo onii-sama?』

Ela me odiava, ou talvez apenas me achasse desagradável. Dessa forma, minha luta com a Celes começou.

Originalmente, não era algo que deveria ter acontecido.

Fazer uma garota suceder uma casa não era algo que jamais tenha acontecido. Mas naqueles casos, haviam certas circunstâncias, tais como os princípios básicos da família.

A casa Walt teve um herdeiro masculino por gerações. Desde o fundador de primeira geração, uma linha direta de homens tem passado a família para a outra.

É uma casa com duzentos anos de história.

Ainda assim, papai e mamãe obedeceram às palavras da Celes e ela teve uma partida comigo, o filho mais velho, aprovada.

“Celes, nunca, para alguém como você…!”

Enquanto eu avançava, eu atacava a Celes com toda a minha força. Atacando minha irmã, que tinha a aparência de uma frágil garota, eu cortava com força total.

Da perspectiva de terceiros, eu seria o culpado aqui. Mas em algum lugar no meu coração, eu entendi. Minhas centenas, meus milhares, minhas centenas de milhares de balanços de prática estavam nesse golpe.

O ataque com todo poder por trás dele, a partiria em dois se a atingisse.

… Se ele atingisse, quero dizer.

Foi bom que eu consegui me aproximar. O ataque foi o mais forte que eu consegui realizar no momento.

Mas meu golpe nunca a alcançou.

Virando metade do corpo para esquivar meu corte vertical, ela balançou o florete para enviar um ataque para mim. Como se para me atormentar, ela continuou a diferir cortes leves no meu corpo.

Nesse ritmo, isso nunca vai acabar.

“Ainda não!”

Enquanto minha espada desviada se enfiava no chão, eu soltei minha mão esquerda dela e a balancei com a direita. Somando com o primeiro golpe de espada, eu tracei um V no ar.

Vendo isso, os olhos da Celes se alargam.

Esse era meu último recurso.

É uma habilidade que eu pratiquei em segredo, mas ainda assim, não a alcançou. A lâmina cortou próximo ao vestido dela.

(Ela pôde reagir até a isso?)

Era meu trunfo especial, mas os reflexos da Celes excederam isso. Entretanto, se você contar o corte no vestido dela, parece que funcionou.

(Alcançou. Minha espada alcançou a Celes!)

Olhando de fora, a visão de um irmão ficando irritado com a irmãzinha deve ser repulsiva. Mas como meu oponente é a Celes, não há sentido nisso.

Apenas ver o belo rosto dela distorcido de dor por um breve momento, fez tudo isso valer a pena. Nós dois demos um passo para trás, e enquanto sem fôlego, eu ergo os cantos dos meus lábios.

Essa é a maior resistência que eu poderia oferecer. Nesse momento, isso é tudo que eu podia fazer.

“Qual o problema, Celes?”

Ela me olha com um rosto inexpressivo, tremendo. Ela deve estar se sentindo humilhada. Quantas vezes eu já vi minha irmã Celes verdadeiramente envergonhada antes?

“… Não diga meu nome, imundice.”

“… Eh?”

Quando eu percebi, ela havia desaparecido da minha vista. A voz dela veio de trás de mim.

Enquanto eu me viro, seu punho entra em vista.

(O-o quê?)

Não houve nenhuma dor. Quando eu percebi, o sabre havia deixado minhas mãos, e eu foi enviado estatelado pelo ar. Dentro na minha vista que parecia ver tudo se movendo em câmera lenta, parece que a Celes era a única se movendo normalmente.

Ela se aproximou e me chutou com aqueles sapatos vermelhos dessa vez.

Eu olho para cima, para ela enquanto eu voo pelo ar e vejo ela se preparando para dispara mágica.

(Isso é ruim, eu vou morrer!)

Eu tentei levantar minhas defesas mágicas imediatamente, mas a magia que a Celes disparou é uma de alta classe. Era uma magia que precisava de uma considerável quantidade de habilidade como mago.

Ela realmente está vindo para me matar.

“Tempestade de fogo.”

Enquanto eu escuto a voz desinteressada dela, eu também faço meu canto.

“Bola d’água!”

Eu espremo meu poder restante, e emprego minha própria magia ao meu redor. Uma tempestade de chamas me engole e tenta meu queimar até a morte.

Eu também ativei mágica, mas eu não sei se isso vai bloquear a dela.

Tudo que eu entendia era que a magia que ela acabou de usar foi disparada em uma tentativa honesta de me matar.

“E-eu sou realmente um incômodo tão grande para você, Celes!?”
Enquanto eu chamo, eu caio no chão. O impacto sacode meu corpo e dor corre por todo ele.

Pareado com a dor que eu estive sentindo até agora, o impacto fez eu me retorcer no chão. E meu sabre caiu ao meu lado.

A ponta perfurou a terra, e seu metal havia se tornado um vermelho escuro devido ao calor.

Se eu o pegasse eu seria definitivamente queimado, mas ainda assim, eu estiquei meu braço.

Eu não estou pensando em nada mais, mas eu simplesmente não quero me separar dele. Para mim, a lâmina em frente aos meus olhos é meu laço final com meus pais.

“A-ah…”

Os arredores me observam. Sem nem mesmo pensar sobre me salvar, eles me olham. Me observando enquanto me arrasto miseravelmente em direção a ele, haviam até aqueles que riram.

A única pessoa a caminhar em minha direção com um sorriso vulgar em seu rosto, Celes.

“Te serve bem. Apesar de eu estar um pouco surpresa que você ainda conseguiu se apegar a vida.”

Dizendo isso, ela quebrou a espada em frente aos meus olhos. Talvez por causa do calo, ou sua própria habilidade, o sabre foi cortado como se não fosse feito de metal, mas sim papel.

Minha mão estendida cai ao chão em vão.

Tudo que ela agarra é grama; eu olho para cima com lágrimas em meus olhos. Usando sua mão esquerda para brincar com seu cabelo, Celes tinha um sorriso completo no rosto.

“Oh, esse era o seu favorito, não? Que triste.”

Ela parecia estar se divertindo enquanto ela alegremente me olhava de cima. Entretanto, ouvindo as palavras dos meus pais, ela se virou.

“Celes, já é o bastante não? Suas roupas foram arruinadas. Que tal nós gastarmos o dia lhe comprando um vestido novo?”
“Isso parece bom, querido.”

Não houve uma única alma para olhar o surrado e queimado eu. Eles já estavam me tratando como se eu não estivesse lá.

“P-por favor esperem! Papai, mamãe!”

Eu forço minha voz e estico minha mão. Mas eles apenas viraram seus olhos para mim uma vez. Ainda assim seus olhos eram como se estivessem olhando para algo imundo.

E assim, eu deixei minha cabeça cair no chão.

Eu deixo minha voz escapar e chorei sem considerações com os arredores.




Eu me pergunto exatamente quanto tempo se passou, mas não deve ter levado muito tempo para mim perder a consciência. Eu lembro de mim mesmo berrando em cima do gramado, mas quando eu percebi eu estava em uma cama.

Bandagens estavam amarradas ao redor do meu corpo, e parecia que eu havia recebido algum tipo de tratamento.

“Quem fez… Pai? Não, isso não aconteceria.”

Eu não estou certo se eu deveria estar dizendo isso, mas meu pai nunca me salvaria. Havia a atitude que ele estava quando me deixou, mas mais importante, esse lugar não é dentro da mansão.

Eu olho para cima aos grãos de madeira no teto, e entendo que isso não era dentro da minha própria casa.

Eu me pergunto quem me salvou. Dói me mexer, então eu virei apenas minha cabeça para olhar os arredores.

Eu estava dentro de uma casa de madeira, não, mais como uma cabana. Meus olhos se viram de volta ao teto. Eu havia acordado, mas meu corpo ainda parecia precisar de algum sono.

E também, eu não quero pensar em nada no momento.

(Então eu fui abandonado…)

Tendo sido abandonado pela minha família, o rosto da Celes flutuou na minha mente. O sorriso vulgar dela enquanto me ridicularizava.

Naquele momento…

“…? Quem é?”

Ao meu redor, o som de alguém falando… não mais que a sensação de alguém estar falando algo. Eu fui assaltado por uma sensação estranha.

“Não tem ninguém, né?”

Eu não sinto presenças ao meu redor. Pensando estar enganado, eu fecho meus olhos.

Eu não sei por quem, mas eu fui tratado. Eu vou dormir um pouco, e recuperar minha energia. Meu corpo está pesado, e eu quero fechar meus olhos.

(No momento, eu não quero pensar em nada…)



Isso provavelmente aconteceu um pouco depois de eu fechar meus olhos. Eu ouvi uma voz.

『Oy, oy, isso quer dizer que chegou certo? Finalmente chegou!』

Ao invés de animada, a voz soava violenta. Era alta, e ela ria vigorosamente.

(Q-quem? Poderia ser a pessoa que me salvou?)

Não parece que minha voz o alcançou. E mais, por algum motivo, eu me sinto bem cansado. É como se minha mana estivesse sendo sugada…

『Pai, por favor cale a boca um pouco』

Dessa vez, é a voz cansada de um jovem rapaz.

(Há múltiplas pessoas? Ainda assim, o que há com essa sensação inquieta…)

Eu não consigo expressar minha voz. Meus pensamentos não estão sendo passados a eles.

『Tente entender o que o vovô está tentando dizer, pai. Digo, é nossa primeira conversa. E eu posso sentir que um descendente direto está próximo. Ele definitivamente carrega nosso sangue. 』

Dessa vez, realmente foi uma voz animada.

(Três? Não, talvez tenham mais.)

Mais que uma voz, talvez uma presença. Eu não consigo imaginar que hajam apenas três.

『Eu entendo o que o vovô está dizendo~. Primeiramente, vamos nos acalmar e confirmar. 』

Eu ouvi uma nova. Já que ele disse vovô, é uma família? Mas todas as vozes deles soam jovens, ou pelo menos, elas não parecem envelhecidas.

『Bem, é nossa primeira conversa, sabe. Mas, veja, existem coisas que nós não vamos perceber nesse ritmo, eu acho, entende. 』

(De novo? Com essa, é a quinta voz?)

Outra soou.

『Você é pessimista demais, papai. Mais importante, eu quero saber o que aconteceu com ele. Seria bom se ele percebesse, mas… o que foi, Brod?』

O nome Brod apareceu, me chocando.

Digo, Brod era o nome do meu próprio avô.

(Isso é… isso pode significar que eu estou morto.)

Você está bem com isso? Meus pensamentos berraram, enquanto eu me forçava para ouvir as vozes.

『É meu neto! É o Lyle! Sem dúvidas que é o meu neto!』

Era tão reminiscente da voz do meu avô, me fez querer dar um sorriso amargo. Ele era do tipo que era um pouco mole com seu neto, mas até essas emoções podiam ser sentidas através da voz dele.

Ainda assim, a voz soava um pouco jovem. Não tinha o tom rouco de um homem mais velho.

Qual é o significado disso? Eu pensei, enquanto o silêncio se espalhou por um tempo.

『『『Sério!?』』』

Que grupo barulhento. Todas as vozes deles pareciam chocadas.

(……… exatamente em que tipo de situação eu estou?)

Naquele dia, meu destino começou a se mover.


Tradução: Batata Yacon
Revisão: DigimonKhaos


Contribua com a Novel Mania!