Sevens – Capítulo 11 – A Habilidade de Lyle



A Habilidade de Lyle

 

Após terminar nossas preparações para nos aventurarmos fora da cidade, nós fomos em direção a guilda.

Geralmente é procedimento padrão informar a guilda toda vez que você planeja sair. É claro, há uma razão.

É para a guilda ficar de olho aonde os aventureiros estão e o que eles estão fazendo. Ao mesmo tempo em casos onde alguém não volte muito depois do período designado, eles tomam ação baseado na suposição de que algo aconteceu com você.

Nós nos encontramos com a Zelphy-san, mas ao invés de suas roupas normais fáceis de se mover, ela estava usando uma armadura de couro.

Ela carregava uma espada e um escudo com os quais ela parecia acostumada  e com base na aparência ela parecia com uma Cavaleira.

“Bem a tempo, ou talvez um pouco cedo… bem, que seja.”

Zelphy-san nos elogiou e nos acompanhou até o segundo andar da guilda. Nós preenchemos um formulário em branco e o levamos até a mesa de recepção.

A pessoa responsável no nosso balcão era o Hawkins-san

“… Aceito. Tenham certeza de voltar na hora. Se houver alguma mudança nos seus planos… bem, isso provavelmente não vai acontecer, mas se vocês se atrasarem demais a guilda pode acabar enviando um grupo de busca para vocês.”

Hawkins parecia preocupado, mas nós tínhamos a Zelphy-san nos acompanhando estava fora de questão nós agirmos com negligência através da nossa paz de espirito, mas ainda assim, nós tínhamos uma orientadora conosco.

Nós provavelmente não vamos nos enfiar em uma situação séria.

“Hoje, eu vou apenas fazê-los compreenderem o fluxo das coisas. Fazer cês dois voltarem vivos está escrito no meu contrato.”

“Aventureiros devem sempre aderirem a contratos, não é?”

Enquanto eu disse, ela assentiu.

Aventureiros eram uma coisa, mas essa tendência era forte entre mercenários. Digo, ter alguém que quebra contratos cria um enorme problema de confiança.

Por isso a Zelphy-san nos ensinou a confirmar cuidadosamente os conteúdos nos nossos pedidos.

“É algo importante como humanos. Não quebrem suas promessas, crianças.”

Enquanto ela disse isso, Hawkins-san soltou um suspiro.

“Bem, é problemático para nós porque há uma boa quantidade de pessoas que falham em cumprir isso. Agora então, por favor tentem o seu melhor. Como aventureiros para alguém viver nessa profissão, tem que ser com caça de monstros, certo?”

“Então estamos indo.”

Com essas palavras, nós partirmos da guilda.

 

 

 

 

Fora de Daliem.

Nós saímos das muralhas que tinham cerca de quatro metros de altura e caminhamos pela estrada.

Nós tivemos certeza de não ficar no caminho das carroças e mercadores indo e vindo, e nós ocasionalmente trocamos cumprimentos com aqueles pelos quais nós passamos.

“Vocês têm mais que o bastante de medicinas, certo?”

“Sim.”

Enquanto eu assenti, Zelphy chamou um viajante levemente sujo na estrada.

“O que aconteceu? Você acabou bem enlameado aqui.”

Quando perguntado, o viajante explicou suas circunstâncias.

“Sei lá, cara. Eu saí do caminho um pouco pra fazer meus negócios, e um slime foi e me atacou. Eu fui capaz de bloquear com meu robe, mas eu acabei um pouco queimado.”

Um slime é um tipo de monstro que existe como um núcleo e um líquido dentro de uma membrana transparente. Ele salta em coisas vivas e as predam dissolvendo-as em seu líquido.

Mas ele não possui muita inteligência, então se você se aproximar dele, ele ataca, mas se não, ele não faz nada.

Eles aparecem em massa, e eles são um tipo de monstro problemático que traz danos a mercadores, cavalos que puxam as carroças de viajantes, e por aí vai.

“Entendo. Aqui, usa isso.”

Ao viajante que nos mostrou seu robe queimado e braços avermelhados, Zelphy-san jogou um pouco de medicinas. Era do tipo barata, mas eu me pergunto se está tudo bem em se separar delas tão facilmente.

“Desculpa por isso. Em questão de distância, é cerca de dois quilômetros estrada abaixo, e dessa direção eles estão em um matagal a direita. Eu imagino que hajam um bom bocado na área?”

Após receber a informação, Zelphy-san acenou sua mão e se separou do aventureiro.

“O que foi isso agora a pouco?”

“Povo que tá acostumado a viajar entende nossas circunstâncias, garotos. Então como compensação, ele me pagou com informação. Eu aposto que há alguns que mentem, mas é uma estrada que eles mesmo usam, então eles dão um bom bocado de informação para um aventureiro que saiu para caçar monstros.”

Então ele não teria simplesmente dado a informação de graça? Eu pensei isso, mas a Zelphy-san deu um largo sorriso.

“Lyle, lembre-se disso. Humanos trabalham mais quando há uma recompensa. A quantidade de informação que você recebe é o mesmo.”

“É… assim? É para o próprio lucro deles, não é?”

Do meu ponto de vista, eu não entendo porque eles têm que ser mesquinhos com informação mesmo quando isso os beneficia.

“É claro, há alguns que pensam dessa forma também. Mas assim como em tudo, isso não vale pra todo mundo. Você tem que estudar mais sobre o mundo.”

Com isso, nós começamos a ir em direção ao lugar que nos foi indicado.

Eu tinha o sabre reserva que eu comprei em minha posse também, então eu não estava preocupado sobre o meu equipamento. E também, o oponente de hoje era um slime.

Se eles tivessem o passo-a-passo necessário, era um oponente que até um civil conseguiria despachar.

“Oh? Bem na hora certa. Vocês dois, estão vendo aqueles aventureiros ali? Observem eles enquanto caminham.”

Mesmo que o oponente deles seja um slime, os movimentos incompatíveis deles mostrava que eles não tinham coordenação.

“Esses homens são novatos?”

Diante da questão da Novem, Zelphy ofereceu uma leve correção.

“Novatos eles são. O equipamento deles não é bom. Mas não é raro ter problemas com um slime. Mesmo que quando é bem divulgado que desde que eles tenham uma arma, qualquer um possa vencer um…”

Diante disso, A Primeira Geração se enfiou na conversa.

『Eu só cuidei deles com galhos caídos pelos cantos, todavia. Se eu trouxesse as pedras mágicas na pele e núcleo deles, o velhote na guilda me dava doces. Antes quando eu era pequeno, era assim que eu conseguia meus petiscos, sabe? Bem, é provavelmente impossível pra uma criança frágil como você.』

Parecia que ele estava tentando me provocar, mas tudo que eu pensei foi…

(Você estava sendo enganado, sabia, Primeira Geração.)

Eu achei um pouco lamentável. Provavelmente porque ele era pequeno demais para perceber, eles certamente fizeram bom uso dele.

(E espera, derrotando monstros tão novo; exatamente o quão selvagem você era?)

Mas incapaz de se conter, o Segundo deu uma alta risada enquanto ele pavoneava por causa do fato.

Logo quando eu tinha decidido manter isso para mim mesmo, parece que minha bondade não teve significado.

『Gyahahaha! Doce em troca de materiais de monstros, você diz? Exatamente o quanto eles estavam arrancando de você? Ah, meu estômago está começando a doer~.』
『O-o quê!?』
『Até na minha época, eram vários cobres. Você poderia ter bolsas cheias de doces com isso.』

A Segunda Geração verdadeiramente parecia estar se divertindo enquanto ele zombava o primeiro.

(Exatamente o que aconteceu entre esses dois?)

Entre os ancestrais da Casa Walt, a Segunda Geração era destacadamente ordinária. Mas ali definitivamente havia algo profundamente enraizado entre esses dois.

É claro, eu tenho uma ideia geral disso.

『Aquele velhote maldito! Ele tem uma boa surra perando por ele!』
『Eu estou bem certo que ele já está morto.』

A Terceira Geração encerrou, e a conversa acabou ali. Esse não foi o caso no meu lado, todavia.

“… Ei, Lyle, você está ao menos escutando?”

“Lyle-sama?”

“Ah, não… Desculpa.”

Eu dei atenção demais a conversa dos meus ancestrais, e eu acabei esquecendo da Zelphy-san. Com uma atitude cansada, soltei um suspiro.

“Hah, então aí vai de novo. Não importa o quão fraco eles sejam, se você for atingido, vai doer. Também, isso vale ainda mais quando eles estão usando uma arma de curto alcance como uma faca. É por isso que os quadris deles estão curvados em medo. Se eles cercarem ele para atacar, vai ser muito mais eficiente, mas eles estão tão confusos que ele não perceberam isso; esse é outro dos problemas deles.”

Novem olhou para o grupo de três enquanto ela propôs uma pergunta.

“Você tem certeza que você não quer avisar eles?”

“Por quê? Eu sou a orientadora de vocês. Eu já recebi o dinheiro a responsabilidade e a obrigação. Eu não tenho nada com aqueles caras ali. Você vai dizer pra eles, Novem? Se você fizer, eu não vou te parar. É só que…”

“É só que?”

Eu fiquei curioso como o que ela ia dizer.

“Esses três deveriam tomar essa oportunidade para aprender. Aprender dor. Diferente de vocês, eles não perceberam que precisam de alguém pra ensina-los, e os bens deles não foram o bastante para reunir bom equipamento. Tanto mais.”

“… Isso é verdade.”

Novem pareceu satisfeita com essa resposta.

Mas ela virou sua cabeça múltiplas vezes para olhar para os três. Eles pareciam feridos, mas eles seguramente derrotaram o slime.

Enquanto reclamavam sobre a dor, eles coletaram os materiais do slime.

Eu também olhei para eles.

“Você acha que nós fomos frios?”

“Não, bem… um pouco.”

Ao dar uma resposta honesta, Zelphy-san sorriu. ‘Que honesto’, ela disse, enquanto oferecia uma explicação.

“Mesmo se um aventureiro desafiar um monstro e morrer é responsabilidade dele mesmo. Ainda mais se ele avaliarem a própria força de maneira idiota, e forem contra um dos fortes. Idiotas assim que apenas repetem as mesmas coisas mesmo se cê salvar eles. Mesmo se você impedir eles de lutar com os monstros, eles ainda vão ser idiotas.”

Idiotas assim são assustadores, ela disse.

“E também, se continuar só sendo doce cum eles, tem muitos que vão ficar metidos. Especialmente em um trampo de classe baixa como se aventurar não é nada raro.”

(Como se eles fossem dizer para não enfiar seu nariz nos assuntos dos outros?)

“Mesmo que eles não sejam todos assim, não tem como nós darmos uma mão pra todos eles, é o que você está dizendo?”

Enquanto a Novem expressou seu entendimento, Zelphy-san disse ela que ela estava apenas meio correta.

“Salvar eles é fácil. Mas você pode tomar conta deles pra sempre? Mesmo se nós salvássemos eles lá trás, eles só vão continuar exatamente a mesma coisa. Se eles forem de uma disposição um pouco pior, eles podem até se desiludir em pensar que alguém por perto sempre vai salvar eles se algo perigoso acontecer… e assim, quando eles não vão morrer ou nada do tipo, é melhor deixar eles conhecerem a dor.”

Quando ela disse isso, a Segunda Geração aprovou.

『Ao invés de dar pão, ensine a eles como cultivar o trigo. Verdade tem muitos que acabariam podres se tudo que eles fizessem fosse receber pão.』

“Bem, se você quer que eu ponha isso de maneira simples, vocês são amadores. Vocês não estão no lado que salva, mas no lado que é salvo… não cês tão no lado que ainda está sendo salvo. Se vocês querem salvar eles, então vocês tem que se tornar primeira classe tão cedo quanto puderem.”

Dizendo isso, Zelphy são se aquietou e continuou a caminhar em direção ao nosso destino.

 

 

 

 

Quando nós chegamos no lugar que o viajante falou, nós definitivamente encontramos alguns slimes.

Com base só no que eu conseguia ver eu fui capaz de confirmar cinco deles.

Seus enlameados, verde-ervilha,  fluido cambaleava pelos cantos enquanto seus corpos se esgueiravam pelo chão. Dentro de suas massas, um item esférico, como que nuclear¹ era vagamente visível.

“Fumu, ele disse que era um matagal, mas é mais parecido com uma floresta. Nós não queremos perseguir eles longe demais, então… ah, ali tem um.”

Quando ela disse isso, Zelphy-san pegou uma pedra caída no chão.

Após jogar pra cima algumas vezes, ela a arremessou no slime.

Os movimentos do slime que ela acertou se tornaram agitados.

Ele começou a vir em nossa direção.

“Eu estou surpreso que ele pode dizer onde nós estamos mesmo sem olhos ou ouvidos.”

Eu retiro meu sabre, e Zelphy-san toma uma posição com sua espada e escudo. Novem ergue seu cajado.

“Vocês dois estão bastante nervosos. Os corpos de vocês não estão um pouco rígidos demais? Eu vou mostrar o básico pra vocês, então olhem bem.”

Com isso, a Zelphy-san foi até o slime que está indo em direção a ela… não, que estava indo em direção a ela.

Do ponto em que ela jogou a pedra, ela apenas se moveu um pouco. Mas só com esse movimento, o slime se impulsionou para o espaço que ela estava ocupando antes.

Isso foi tudo que aconteceu, com tempo amplo, Zelphy-san cortou em direção a ele enquanto ele vinha.

“Se você se aproximar dele, ele não pode sentir os passos ou vibrações, mas ainda assim, ele vai te perceber então tenha certeza de derrotar ele com um golpe só.”

Enquanto a espada perfurava a carne do slime, líquido começou a esguichar dela.

Após um tempo, o movimento da criatura parou, e ela chamou a Novem.

“Novem, venha aqui.”

“S-sim!”

“Acalme-se. Tire o tonel.”

Novem entregou o pequeno barril que estava sendo vendido no primeiro andar da guilda.

Tirando uma faca, Zelphy-san descartou o líquido enlameado, e usou sua faca para abrir a pele.

Dela, o núcleo e outras pedras mágicas caíram, e ela colocou essas em uma bolsa separada.

No barril, ela colocou a pele e algo grudento que estava por toda sua superfície.

“E é assim que cês tem que fazer. Geralmente, vocês tem que manter vigia nos seus arredores quando vocês coletam materiais. Ou os outros membros devem ficar de guarda pra você, certo?”

Ela olhou em minha direção, então eu apressadamente ofereci desculpas. Mas ela sorriu, e me disse para não me importar muito.

“Tenha cuidado da próxima vez. Você viu o que você deve coletar, certo? Você vai estar fazendo isso depois, mas tenha certeza de não usar as luvas que você usa para coleta pra nada mais.”

Ouvindo o aviso dela, nós fomos imitar a Zelphy-san pegando pedras.

“Novem deveria usar uma faca ou pegar um sabre emprestado do Lyle. Se você derrotar eles com força bruta, eles vão explodir, então isso se tornaria um saco.”

“Sim. Lyle-sama, posso pegar um sabre emprestado?”

Quando a Novem mal tinha acabado de dizer isso Zelphy-san de repente levantou a voz.

“Vocês dois, recuem!”

Ela gritou de repente para nós, mas eu ouvi uma voz da Joia também.

Era a voz da Primeira Geração.

『Vá pra trás da dama aventureira imediatamente! Não, tenha certeza de proteger a Novem-chan também! São goblins!』

Goblin.

Um monstro ostentando uma larga face e pele verde. Sua altura era menos que dois terços de um homem crescido, mas impróprio a sua estrutura e membros, eles eram relativamente fortes.

Entre monstros eles eram um dos mais fracos, mas eles são categorizados como uma raça problemática.

O motivo sendo, eles eram fracos quando sozinhos, mas em grupos… em legiões… e mais eles usavam armas.

Um certo estudioso uma vez escreveu que se Goblins tivessem só um pouco mais de sabedoria, então o mundo teria caído nas mãos deles a muito tempo.

Do arbusto…

Um goblin saiu equipado com um arco, e outro saltou com uma arma contundente improvisada consistindo de um galho cum uma pedra amarrada na ponta.

Antes que o da retaguarda pudesse disparar uma flecha, Zelphy-san agilmente arrojou-se e a bloqueou. Ela gritou para nós recuarmos.

A opinião do Primeiro era a mesma.

“Vocês dois recuem e esperem por mais ordens! Eu vou cuidar desses desprezíveis.”

『Vocês não vão ser capazes de vencer. Apenas calem-se e escutem a dama. Esses caras não tem muita força bruta, mas eles avançam com números.』

Era exatamente como o Primeiro disso.

Do arbusto, mais sete goblins emergiram.

Mas…

『Do que você está falando? Mostre a eles como se faz, Lyle.』

Tendo isso dito pelo Sétimo, eu direcionei a ponta da minha lâmina para brigada de goblins. Zelphy-san estava lá também, então eu gritei pra ela.

“Zelphy-san, não se mova por um segundo.”

“O que você está…”

Enquanto a Zelphy-san estava lidando com ele, eu me preparei para usar mágica.

Nesse momento, a Joia estava roubando minha mana.

Considerando minha mana, e a quantidade de inimigos, um feitiço era meu limite aqui. Verdadeiramente, não há o que se fazer se me disserem que isso não estava em um nível onde eu podia usar em combate real.

『Oy, idiota! É impossível para…』

O Primeiro gritou, mas eu ainda realizei o canto².

(Se eu tiver que derrubar todos esses números de uma vez, então…)

“Relâmpago.”

Magia do atributo relâmpago choveu sobre os Globlins avançando em direção a Zelphy-san.

Hora de ativar, escopo e saída.

Considerando todos esses, não estava realmente em um nível de uso prático, eu acho.

Os goblins foram eletrocutados, e fagulhas voavam por eles. O tomei a distância em consideração nos meus cálculos, então a Zelphy-san não foi arrastada pra isso.

É só que.

“Eu falhei em matar um deles.”

Após dar uma olhada para mim, um dos goblins em frente a Zelphy-san fugiu.

Parece que a magia atingiu, mas ele foi apenas machucado. Seus braços estava negros de torrados.

Pensando em mim como uma ameaça, o goblin fugiu em desespero.

Zelphy-san estava levemente estupefata, mas vendo os movimentos dele, ela reagiu imediatamente.

Com um único movimento, ela o finalizou.

Como pensei, ela tem habilidade necessária para ser uma orientadora da guilda.

“… Oy, oy, isso foi o atributo relâmpago? Então você era um mago?”

“Eu reportei isso, não foi?”

“Não, bem, você fez. Ainda assim, mágica como aquela de antes estava fora das minhas expectativas. Até eu posso usar alguns feitiços, mas se alguém perguntasse se eu posso soltar um naquele nível, eu responderia com um ‘não’ imediatamente.”

Após confirmar que os arredores estavam seguros, Zelphy-san veio e me perguntou isso. Olhando para minha magia, parecia que ela estava surpresa.

“Bom trabalho, Lyle-sama.”

Novem relaxou sua vigilância e se aproximou de mim.

Fazendo um sou de picada, a visão da horda de goblins caídos pelo chão enquanto descarregavam eletricidade não era algo bom de se ver.

(Parando para pensar, essa foi a primeira vez que eu lutei com um monstro.)

O cheiro também era algo bem chamativo.

Eu fiz uma careta.

A cena era uma coisa, mas também havia um grupo de pessoas esvaziando minha Mana enquanto nós falávamos.

『É impossível pra você! Não é?… Pu. Fwha. FWHAHAHA! Você viu isso!? Esse é o nível de habilidade do Lyle! Não subestime a pequena criança prodígio da Casa Walt!』

(Vovô, isso é embaraçoso, então por favor pare.)

『Vocês subestimam o Lyle-demais. Ele ainda é um mago que carrega o sangue da realeza, sabe.』

O Sétimo deu uma impressão crua do Primeiro, e a Sexta Geração falou com um tom incomodado com o resto do grupo.

『N-não… mas magos não são aquelas coisa, né? Eu tenho a sensação de que era muito menos conveniente antigamente.』

O Segundo também estava um pouco chocado, mas o Terceiro ofereceu alguma admiração honesta.

『Isso é bem incrível. Ela ainda não está em um nível prático ainda, mas se você encontrar as condições, você pode fazer alguma magia simples. Eu tenho um impressão levemente melhor de você, Lyle.』

O quarto também estava agradavelmente surpreso, e ele estava radiante que sua família havia produzido um mago.

『Os resultados de eu me esforçar para conseguir uma noiva de uma casa de Viscondes estão finalmente se mostrando! Agora a Casa Walt é uma família nobre no verdadeiro sentido da palavra.』

A Quinta Geração estava mais incomodada com todos os outros.

『Isso é realmente algo para se enlevar? Bem, ser capaz de usar tanto assim na sua idade é bastante hábil. Eu vejo a necessidade de ajustar minha avaliação de você.』

『…』

A Primeira Geração estava sem palavras.

Ele estava em silencio… mas isso foi só depois dele ver minha magia.

“Lyle-sama!”

“Espera! Qual o problema!?”

Enquanto eu ouvia a voz da Novem e da Zelphy-san me chamando, eu caí de joelhos aonde estava. Eu estava sem fôlego, e gritei dentro da minha cabeça.

(Vocês deveriam ter mais consciência! Eu acabei de usar mágica, então eu estou bem cansado, sabem! Eu imploro, por favor calem a boca!)

Com uma magia simples, três vezes.

Com uma de maior dificuldade, uma vez era meu limite.

Essa era minha atual habilidade quando refere a magia. Se eu aumentar o nível um pouco mais, eu entendo por esta situação, que eu não seria capaz de ativa-la.

(Sou só eu, ou é essa Joia que está me atrasando um bom bocado?)


Tradutor: Batata Yacon  |   Revisora: Ana Paula



Notas:

1. De núcleo, não de radiação.
2. Canto aqui não é no sentido de cantar musicalmente, talvez eu devesse mudar para cântico ou cantus no futuro.


Fontes
Cores