Setes – Volume 4 – Capítulo 5 – Curso de Aventureiros da Clara



Curso de Aventureiros da Clara

 

Em uma pequena sala da biblioteca, eu assisti Clara trabalhar, enquanto falava com ela.

Quando eu disse que queria perguntar algumas coisas, ela disse que tinha trabalho e recusou. Adequado a uma amante de livros como ela, ela assumiu um pedido da biblioteca hoje.

Dizendo que a ajudaria, eu também recebi permissão da biblioteca para realizar o pedido junto com ela.

Ela estava em espera em uma pequena sala, mas nisso, uma membro da equipe entrou carregando alguns volumes de livros.

“Clara, posso deixar esses com você? Uma cópia cada. O período é uma semana.”

“Sim.”

A trabalhadora de meia idade gordinha entregou três dos livros para Clara, e a Clara retornou ao seu assento e começou a usar a Skill dela neles.

“… O que você está fazendo?”

Ela possuía a Skill conhecida como 【Leitura】, e era dito como não sendo das mais raras.

Só de segurar um livro em suas mãos, era uma Skill útil que te deixava compreender o conteúdo do mesmo…

No entanto, era difícil relembrar esse conteúdo, e a Clara disse que ela gostava mais de ler normalmente.

“Eu estou lendo o livro para entendê-lo. Assim…”

Ela continuou folheando as páginas com sua mão direita, e usou sua Skill na esquerda.

“…【Cópia】.”

Um livro do mesmo tipo começou a se manifestar.

Enquanto eu ficava chocado diante da cena, Clara fez o mesmo com os outros livros e terminou de copiar todos os três. Ela grudou um selo nos volumes copiados.

“… Isso não é incrível?”

Eu elogiei a Skill dela e, da Joia, eu podia ouvir a animação do Terceiro.

『Essa criança é incrível! Ela continua dizendo que ela não é nada especial, mas olha isso!』

… Pelo menos ela dá conselhos melhores que os ancestrais. Eu reconheço que ela é incrível.

Clara pegou os seis livros, deixou a sala, e logo retornou.

Ela tomou seu assento, e começou a ler.

“Esse foi o conteúdo do pedido que eu aceitei. Nós não permitimos empréstimos, mas nós vendemos volumes que desaparecem após um certo período de tempo ter passado. Ah, as cópias são uma coisa de tempo limitado. O que mais, a Skill é limitada apenas a livros. Como eu fiz aqueles, eles vão durar por pelo menos uma semana.”

Mesmo se isso for limitado, isso não muda o fato de que é uma Skill incrível.

(Entendo, então empréstimos são proibidos, mas dessa forma, você pode retirar volumes de livros com restrição de tempo… Eu deveria ter perguntado sobre os detalhes mais cedo.)

Eu me arrependi por não ter perguntado sobre o sistema da biblioteca em detalhes antes, mas parece que retirar os livros custa dinheiro.

Se eu tivesse que comutar para a biblioteca regularmente de qualquer jeito, então isso não é algo com o qual eu tenha que me importar.

É só que é verdade que eu estava impressionado.

“Eu acho que é incrível o bastante… essa foi uma das aplicações maiores da sua Skill?”

Quando eu perguntei, Clara assentiu.

“Esta Skill é referente apenas a livros. Isso é o que liga seus efeitos. Apesar de ter algumas restrições, eu ainda não sei sua extensão total atualmente.”

Enquanto ela começava a explicar ao mesmo tempo que lia, eu comecei a limpar a pequena sala.

“Há algo do qual eu estou curioso a respeito, mas tem problema se eu perguntar?”

Sem tirar os olhos de seu livro, ela falou.

“Eu entendo mais ou menos. ‘A Aria-san e as outras vão ser capazes de adquirir as habilidades técnicas necessárias?’ É sobre isso, certo? Sendo franca, para obter a quantidade média de técnica de um aventureiro especializado, é necessário tempo na unidade de anos.”

Isso aí não é um grande bocado de tempo? O que eu deveria fazer nesse período?

Eu tinha uma montanha de coisas para perguntar.

Mas, a Clara prosseguiu.

“Entretanto, limitado apenas a cidade de Arumsaas, mesmo se não dominarem a arte, elas poderão obter resultados a certo nível.”

“Mesmo se elas não dominarem?”

Enquanto eu perguntava, Clara deu uma explicação simples.

“Digo, no labirinto e arredores que aventureiros usam como campo de caça, a maior parte de informação é divulgada prontamente. Além disso, os monstros que aparecem nele são predeterminados. Apesar de haver algumas diferenças aqui e ali, eu não acho que lá haja qualquer coisa com o qual eles não sejam capazes de lidar.”

Tendo isso dito a mim, eu ouvi uma voz da Joia.

Era o Segundo.

『Minha nossa, então ela contou pra ele… essa garota é boa em cuidar dos outros, não? Pela aparência e personalidade dela, a impressão que ela passa é muito diferente.』

O Quarto falou em acordo.

『É porque para sobreviver, comunicação também é importante. Ainda mais para uma solo que se especializa em suporte entre todas as coisas. Entretanto, não há dúvidas de que ela é do tipo que fica entusiasmada demais pelo que quer que tenha interesse.』

Então esses caras sabiam de tudo isso, e ficaram quietos?

Eu tentei perguntar.

“Significando que desde que nós nos limitemos a Arumsaas…”

“Vai tomar forma entre dois e três meses. Para um aventureiro decidir uma base de operações para os ganhos, é frequente o caso que esse padrão seja formado. Use os padrões especializados do terreno local. Apesar de poderem não chegar o nível de especialistas completos, elas definitivamente demonstrarão alguns resultados.”

Porém, a Clara me avisou.

Elas estarão apenas tomando forma, e não é como se fossem verdadeiras especialistas.

Se obtiverem a experiência, a Aria e as outras se tornarão algo bastante considerável. Mas, a eficiência e efeito será diferente em comparação aos verdadeiros.

(A fim de completar isso agilmente, nós temos que nos especializar em completar o labirinto de Arumsaas por enquanto, é o que isso significa. Pelo comportamento dos meus ancestrais, eu me pergunto se eles já entendiam isso desde o começo.)

Pensando o porquê de eles manterem silêncio sobre uma coisa dessas eu pude entender instantaneamente.

Eles não estavam favorecendo minhas ações atuais.

(Eu pensei que seria fácil se eu apenas perguntasse, mas entendo… eles queriam que eu pensasse nisso por conta própria.)

Enquanto me sentia envergonhado por depender demais da Clara, eu ofereci meus agradecimentos.

“Entendo. Obrigado, Clara. Graças a isso, eu fui capaz de decidir meu objetivo.”

Vendo ela terminar de ler seu livro, eu…

(ela com certeza lê rápido…)

Pensei isso.

“Eu não me importo. Digo, eu tive algum interesse pessoal nisso… e também, Lyle-san?”

“Sim?”

“Você parece estar com pressa, mas se lembre que preparação é importante em tudo. Desde que você não esqueça isso, suas chances de sucesso em qualquer coisa se elevarão. Isso é tudo que eu tenho a dizer.”

Dizendo isso, Clara tomou um novo livro em mãos.

Tendo trazido Poyopoyo ao laboratório do Damien, eu acabei consultando com ele lá.

“… Um golem em forma não-humanoide? Se você quer que eu fale do resultado, então sim, ele vai se mover. Entretanto, os controles dele serão diferentes.”

“Entendo.”

Na sala que havia se tornado muito mais arrumada que antes, eu encarava algo que se parecia com uma planta técnica, enquanto eu começava a pensar.

Dentro da sala, Poyopoyo enfrentava outra autômato, e seus olhos piscaram em vermelho um par de vezes.

Olhar para isso era assustador.

“E espera, você veio só pra perguntar algo assim? Não houve nenhuma mudança na autômato, ou alguma coisa nova que você percebeu, ou nada assim? Em geral, nós dois estamos usando elas como empregadas domésticas, então os relatórios que eu recebo sempre dizem as mesmas coisas… você tentou levá-la para batalha?”

O que esse daí está dizendo?

Enquanto eu pensava isso, o Sétimo falou.

『Lyle, pare para pensar, a Poyopoyo não disse isso? Que ela seria útil? Há a possibilidade de que ela possa realmente ser capaz de lidar com combate. Digo, não importa como você ponha isso, ela é um autômato antigo.』

A forma que o Sétimo assumia na Joia era uma dos seus trinta, com um ar refinado sobre si.

Imaginando ele dizendo ‘Poyopoyo’ com uma cara séria me fez sentir como se fosse explodir de rir.

Esse nome surpreendentemente se estabeleceu.

“E-ela consegue? Eu estava certo de que ela quebraria.”

“Por que você está rindo assim? E bem, eu tentei dar uma carga pesada para ela, e ela tem um bocado de poder nesse corpo. Então eu estava me perguntando como seria…”

Damien olhou para as autômatos se encarando. A outra autômato viu os movimentos do Damien, e chamou.

“Nº 2, o mestre está te chamando. Acabe com sua luta inútil.”
“Pare de se importar com essa lamentável pilha de sucata de metal, e responda as demandas do mestre.”

Olhando para a autômato que disse isso, eu…

“Eh? Isso foi uma luta?”

Damien falou.

“Aparentemente. De alguma forma, só de olhar nos olhos umas das outras, elas podem ter trocas de dados rápidas como relâmpago, ou algo assim… Eu me pergunto por que aqueles antigos deram uma função dessas para elas. É um mistério.”

Poyopoyo começou a tremer de raiva. A autômato conhecida por Nº 2 levantou um sorriso vitorioso.

Essas aí são assustadoras.

De qualquer forma, ela dirigiu um agradável sorriso ao Damien.

“O que foi, mestre?”

Esse sorriso não parecia ter qualquer valor para o homem. Ele não ofereceu a menor reação.

“Vocês são capazes de batalha? A que nível vocês podem lutar?”

Nº 2 respondeu.

“Combate é possível, mas nós não somos modelos de batalha, então há um limite para isso. Nós não fomos capazes de sair daqui muito, então nós temos muito pouca informação sobre o aquilo que vocês chamam de monstros, mas eu determinei que nós seríamos capazes de lidar com aqueles ao redor da cidade de Arumsaas sem armas.”

Eu me intrometo involuntariamente.

“Eh? Vocês podem enfrentar monstros desarmadas?”

E reagindo a mim, Poyopoyo…

“É por isso que esses defeitos produzidos em massa não são bons. Eu, Poyopoyo… o modelo especial, sou uma entidade incrível que pode lidar com combate sem problemas! Se eu estiver no clima, então essas produzidas em massa logo virariam sucata antes que você…”

“Pare com isso. Você não sente pena delas?”

Enquanto eu a parava, Damien disse…

“Eu meio que quero ver isso, mas se elas quebrarem, então limpar o laboratório seria um saco.”

Para Damien, parece que as autômatos eram aparelhos domésticos. Não, não há dúvidas delas serem empregadas domésticas, todavia.

Apesar de ele estar dizendo uma coisa bastante cruel, as três autômatos estavam sorrindo brilhantemente.

“Nesse ritmo, nós vamos fazer com que o corpo dele não possa viver sem nós.”
“Isso, ele vai se sentir ‘oh tão ansioso’ sem nós.”
“A primeira fase foi concluída. Vamos prosseguir para a fase dois.”

Mesmo ouvindo isso, Damien não prestou atenção nenhuma.

Poyopoyo pareceu receber um choque por eu ter chamado as outras autômatos de dignas de pena.

“… Mesmo quando eu sou a máquina exclusiva desse frangote. Mesmo quando eu posso servir esse frango maldito melhor que qualquer um…”

Meus pensamentos sobre o assunto…

“Autômatos são assustadores.”

Damien olhou para mim, e ofereceu uma sugestão.

“Lyle, por que não leva essa autômato pra fora, e tenta fazer ela lutar? Eu vou dar uma recompensa, e quando ela se acostumar com isso, faça ela desafiar o labirinto. Entretanto, se parecer impossível, nós desistiremos dessa parte.”

Diante do pedido dele, eu olhei em direção à Poyopoyo.

Ela estava dando um olhar confiável de volta. Ela não parecia ser a mesma pilha de sucata tímida de antes.

(Essa garota é um saco…)

“Bem, eu vou pelo menos testar isso.”

As outras membros estão ocupadas, então foi determinado que eu estaria agindo sozinho por um tempo.

Não é uma ideia ruim consultar com a Novem e tentar levar a Poyopoyo para fora.

Ouvindo isso, Poyopoyo falou.

“Fufufu, eu posso finalmente tomar conta desse frangote no campo de batalha também. Deixe tudo comigo. Mesmo se for do lado de fora, eu vou te mostrar que eu posso preparar as melhores dentre refeições completas.

Ela parecia estar motivada demais, mas eu rejeitei.

“Eh? Eu acho que nós deveríamos nos manter nos sanduíches fáceis-de-comer lá fora.”

Uma abatida Poyopoyo…

“É mesmo…, mas eu gostaria que você mantivesse em mente que eu tenho motivação a esse nível… ah, também, há algo do qual eu gostaria de consultar, mas Professor Pervertido?”

Enquanto ela chamava Damien, os olhos das três autômatos emanaram uma luz vermelha ao mesmo tempo que a encaravam.

“O que foi?”

“Você ainda está guardando aquele metal que o Frangote trouxe de volta?”

“Isso mesmo. Processar aquilo ali é difícil, então eu não acho que nada tenha sido feito com ele.”

Ouvindo isso, ela se virou para mim.

“Frangote bastardo, por favor me permita usar aquele metal! Eu os colocarei em uso de forma muito melhor do que você jamais poderia.”

É verdade que eu estava perturbado a respeito do que fazer com isso, mas ouvir isso assim é irritante de certa forma.

No entanto, reclamar com essa daí não leva a lugar nenhum.

“Faça o que quiser.”
“Eu farei exatamente o que me der vontade!”

Dessa forma, eu descobri um uso inesperado da Poyopoyo.

Fora de Arumsaas, eu assisti a cena com meus olhos arregalados.

Uma Poyopoyo desarmada de alguma forma produziu um martelo de uma altura que excedia a dela própria da parte de baixo de sua saia.

Com poder que eu não podia imaginar vindo de seus braços finos e balançou ele horizontalmente no monstro.

O monstro foi mandado voando em uma forma que eu não podia descrever em palavras, mas o que mais me preocupou foi exatamente de onde aquele martelo foi retirado…

Há também o problema de ser feito de um material que eu nunca havia visto.

“V-você”

“Que tal? Ficou chocado pela minha força, frangote? Você pode deixar as linhas de frente comigo. Se você fizer isso, então em cada dia, todo dia, eu estarei servindo ao seu la… minha nossa, minha baba está…”

“Você… como exatamente você fez isso?”

Eu olhei para o martelo dela, e percebi que ele era feito da armadura do chefe o qual nós havíamos despachado no quadragésimo andar.

Se eu acreditar no Damien quando ele disse que era um material difícil de se processar, então eu tenho que ficar surpreso que ela manufaturou sua arma em um tempo tão curto.

“… Eh? É com isso que você está preocupado? Você não está interessado no conteúdo da minha saia ou nada assim? E você ainda se chama de homem? Que tal você ficar chocado pela minha força, ou me elogiar, ou fazer algo. Há muitas outras coisas, sabe? O que será feito da posição da garota que estava certa que seria banhada com surpresa e elogios?”

Eu olhei para o monstro deixado em um estado terrível, e falei com um sorriso.

“Autômatos conseguem devanear? Mais importante, se você não se conter um pouco mais, nós não seremos capazes de coletar os materiais. Por que não pensa um pouco? Mas, é incrível que você tenha a tecnologia para processar esse material. Você pode moldá-lo em qualquer formato que você quiser?”

Poyopoyo afirmou inexpressivamente.

“Bem, se for algo no nível dos destroços daquela arma móvel… há várias partes diferentes nos meus dados, mas os materiais eram similares o bastante.”

Eu ponho minha mão no meu queixo pensando.

(Nesse caso, nós podemos fazer… e o poder da Poyopoyo também será um fator contribuinte. Eu pensei que haveria a necessidade de eu recrutar outra pessoa, mas eu acho que isso resolve um pouco os assuntos.)

Como a Clara disse, era algo que eu precisava pensar por conta própria.

Para realizar isso, eu precisarei da força da Poyopoyo, ou melhor ainda, da tecnologia dela.

Eu agarrei os ombros da empregada segurando inexpressivamente o martelo que era pesado o bastante para afundar no chão.

“Você é incrível, Poyopoyo! Então você não era só uma autômato decepcionante! Eu agora tenho uma opinião melhor de você!”

Seu rosto gradualmente se corou em um leve vermelho, ela virou sua cabeça pra longe e, em uma voz baixa…

“N-não e como se eu estivesse me esforçando arduamente por você ou nada assim, idiota… a frase que eu sempre quis dizer… a hora finalmente chegou para ela ser posta em prática!”

O Terceiro falou.

『O que diabos essa criança está dizendo?』

O Sexto estava…

『Eu não acho que você tem que pensar tão profundamente a respeito disso. E espera, isso provavelmente é algo além da nossa compreensão.』

O Quinto parecia frio.

『Essa autômato é má notícia. Como pensei, um animal fofo não seria um fator curativo melhor aqui? Lyle, pela minha própria tranquilidade pessoal , você não tem como achar um…』

Desde a última conversa que tivemos sobre o Qilin, o Quinto permaneceu em um estado quebrado.

Se nós apenas deixarmos em paz, ele vai voltar ao normal eventualmente, então eu decidi não me preocupar com isso.

Mesmo assim, Poyopoyo estando motivada era uma coisa boa.

Eu continuei a elogiar ela, e comecei a pôr meu plano em ação.

“Eu não entendo realmente, mas você é incrível.”

Poyopoyo se tornou vermelha até as orelhas, e ela estava tremendo.

“Que dia magnífico esse… Pra esse frango inútil finalmente perceber meu valor. Mas, é um pouco insatisfatório que ele não me elogiou como uma empregada doméstica.”

Ela parecia feliz, mas havia uma parte que ela não conseguia aceitar. Eu a trouxe comigo, e decidi retornar para a mansão.

Mas, antes disso…

“Pois bem, eu quero coletar as pedras mágicas e outras coisas do tipo, mas… isso é bastante brutal.”

O chão em um largo raio estava tingido de vermelho, e um espetáculo brutal se estendia diante de mim.

(Um martelo grande assim não será de utilidade nenhuma dentro do labirinto, então ela vai ter que carregar as bolsas.)

Eu me decidi, e fui coletar as pedras e materiais dos restos esmigalhados.


Tradução: Batata Yacon   |   Revisão: Ana Paula



Fontes
Cores