Setes – Volume 4 – Capítulo 11 – Iniciar da Conquista



Iniciar da Conquista

 
Nós conduzimos algumas corridas de teste, e completamos ajustes no Portador, então eu fui para a forja a fim de buscar minhas próprias armas.

Na cidade diversa de Arumsaas, era como se a cidade em si fosse um tipo de labirinto.

Mas, havia o fato de que eu estava morando aqui, então eu era capaz de visitar os lugares que eu frequentava sem me perder.

Eu tenho que ser grato à Clara, que desenhou mapas, e Miranda, que me levou pelas ruas.

E, enquanto eu estava caminhando, eu encontrei uma placa pendurada sobre uma estrada levemente estreita.

Era a forja que eu utilizava em Arumsaas, e não só com armas, eles também punham suas mãos em armaduras. Como era fácil de se obter metal aqui, havia uma abundância de trabalhadores metalúrgicos nesta cidade.

Mas, quando se dizia respeito à aventureiros, havia poucos de se encontrar nas estradas principais.

Apesar de isso não ser raro na cidade de Arumsaas, o lojista era um anão.

Com uma barba desgrenhada, e um característico nariz avermelhado.

Enquanto eu o cumprimentava, ele dirigiu um sorriso a mim.

“Como está? A encomenda que eu pedi?”

“Está pronta há muito. Mas você tem certeza que isso está certo? Eu definitivamente os fiz robustos, mas… para um sabre, eles estão no lado pesado.”

Como eu estava bem se fosse pesado, os sabres que eu encomendei, especialmente, tinham um aumento em espessura. O eu atual podia manusear um pesado mais ou menos bem.

De tudo mais, os produzidos em massa sempre se partiam rapidamente.

Havia uma abundância de monstros armados com ferro, então sabres de boa qualidade não eram uma compra fácil em Arumsaas. Mesmo se eles estivessem disponíveis, eles eram, em maior parte caros demais para se considerar a compra.

Eu aceitei os cinco sabres e olhei para as outras mercadorias.

Flechas equipadas com pedras mágicas em suas pontas para queimar.

Um produto feito para elevar os trocados nos bolsos dos estudantes da cidade.

Entretanto, nós não conseguimos reunir os números desta vez, então eu pedi a um dos ferreiros conhecidos para fabricá-las.

“… Os números são mais que o bastante.”

“Nós fazemos o trabalho que nos é pedido adequadamente. Se os clientes se afastarem, então, com a localização desta loja, ela vai fechar antes que se perceba. Mesmo assim…”

O lojista olhou para as flechas que eu comprei.

“Qual o problema?”

“Não, não é como se houvesse uma incursão de um grupo em larga escala no labirinto, ou uma guerra acontecendo aqui a qualquer momento em breve. Apesar disso, nosso estoque desses tipos de armas está acabando.”

As flechas alteradas para desencadear explosões custavam um alto preço.

Mesmo que comprar uma ou duas não fosse um problema, para obter números suficientes, elas custavam várias vezes o valor de flechas normais.

O que mais, se elas fossem de má qualidade, elas não explodiriam, ou a saída seria baixa, ou outros defeitos poderiam ocorrer.

Era difícil controlar isso.

Elas não eram adequadas para armazenamento a longo prazo, então era normal decidir a quantidade necessária, e ter um pedido feito para fabricá-las.

Elas podiam explodir se você fosse atacado, então administrá-las era um saco.

Se um grupo não tivesse um carregador de bagagens, eles ficariam assustados demais para usá-las. Mas elas eram confiáveis no labirinto… esse tipo de arma.

“Alguém deve ter comprado elas em massa. Por causa disso, eu não fui capaz de comprar nenhuma no lugar que eu frequentava antes.”

Eu disse isso com um sorriso torto, e o lojista me alertou para lidar com elas com cuidado, enquanto as entregava.

Ele se dirigiu a mim:

“Parando para pensar nisso, o que aconteceu com aquela garota de rabo de cavalo lateral que veio com você antes?”

Ele perguntou sobre a Novem, então eu disse a ele que ela não estava comigo dessa vez.

Ele pareceu um pouco triste.

Apesar dos sensos estéticos de anões e humanos diferirem, parece que ele havia tomado um apego por ela.

“Se ela estivesse aqui, eu teria oferecido um desconto. Que pena.”

“Sim, que pena. Eu terei certeza de trazer ela junto na próxima.”

Quando eu disse isso, o lojista abriu um sorriso.

“Até a mãe gostou daquela garota. Faça ela dar uma passada alguma hora.”

Eu peguei a mercadoria, paguei uma larga quantia, e saí da forja.

… Aria estava realizando uma checagem em seu próprio equipamento antes de desafiar o labirinto.

Aqueles checando o conteúdo do estoque carregado no Portador eram Lyle e Poyopoyo.

Todos os outros estavam confirmando seus próprios pertences.

No quintal da mansão da Casa Circry, todos haviam acordado cedo e tomado café da manhã.

Apesar de ainda estar escuro, Clara examinava seus suprimentos sob uma luz que havia acendido.

Todas as outras também usaram a luz para fazer o mesmo.

(Ela é bastante atenciosa, essa garota.)

Aria olhou para Clara, e pensou algo assim.

Ela confirmou suas provisões e inspecionou seu equipamento. Suas armas extras estavam carregadas no Portador, então ela se certificou de dar uma olhada nisso primeiro.

“Okay, essa é a última!”

Em planos largos assim em escala… em que eles estariam ficando por alguns dias no labirinto, seria realmente um problema se eles não pusessem seus suprimentos em ordem.

Esquecendo uma única peça de bagagem, e deixando arrependimentos para trás, enquanto morrem.

Por isso, era importante realizar várias verificações, começando no dia anterior.

Enquanto relembrando os ensinamentos de Lyra, ela pôs suas coisas em ordem, enquanto olhava ao redor.

Miranda havia sido uma aventureira por ainda menos tempo que ela, mas estava calmamente checando seus pertences.

“Ei, você esqueceu seu cantil!”

“Eh? Mas tem água carregada no Portador, e… Hiii! Me desculpa!”

“Eu vou pegar imediatamente. Tenha certeza de checar o conteúdo também.”

Miranda estava até fazendo as verificações da Shannon por ela.

Eles haviam trancado a mansão, então a Shannon pegou a chave emprestada antes de sair correndo.

Clara olhava para uma anotação, enquanto ela passava por seus itens um por um.

Com seu dedo apontando, ela passou por eles cuidadosamente, antes de marcá-los como checados.

“Okay, eu terminei aqui também… a segunda checagem também confere.”

Parece que ela havia verificado duas vezes. Ela começou a checar suas coisas mais uma vez, enquanto ela as enfiava em bolsas.

(Eu nunca seria capaz de imitar essa daí.)

Ela não parecia tão metódica, mas talvez devido a mentalidade dela como um suporte, ela se certificava de checar suas coisas adequadamente.

E Aria virou seus olhos para a Novem.

Talvez já terminada, ela estava indo para o Lyle a fim de carregar sua bagagem no Portador.

Seus pés pararam e ela, de repente, se virou em direção a parede.

Aria também tentou olhar naquela direção, mas como a iluminação estava fraca, ela podia apenas temer que Novem estivesse vendo um fantasma.

(Ela não tem um sentido extra ou nada assim, certo,… mas é a Novem, afinal de contas.)

Para Aria, Novem era uma adversária da qual ela não podia compreender nada.

Ela sabia que a Miranda desconfiava dela. Por algum motivo, uma atmosfera tensa frequentemente surgiria entre as duas.

Mas, enquanto Aria olhava sobre a parede, ela de repente, sentiu uma presença.

(Eh? Alguma coisa está… ah.)

Em cima dela estava um pequeno pássaro.

Após olhar para Novem, ele voou para longe.

(Me pergunto se a Novem está nervosa.)

Não prestando mais atenção a isso, Novem continuou a puxar sua bagagem até o Lyle.

Correndo da mansão, Shannon veio até a Miranda com a chave em mãos.

“Você se certificou de encher ele com água, certo?”

“É claro.”

Miranda tomou o frasco de Shannon, abriu a tampa, e deu um único gole no conteúdo.

“… Isso definitivamente não é água, certo?”

“T-tehe!”

(NT: ( ・ف‎≤)9☆)

Ela tentou fazer um gesto adorável de se acertar com sua mãozinha, mas com um sorriso, o punho de Miranda desceu sobre sua cabeça.

“Se você quer levar isso tanto assim, então traga outro frasco d’água também. Você vai carregar seus pertences sozinha.”

Diante das palavras de Miranda, Shannon apontou para o Portador.

“Não podemos só enfiar no Portador!?”

“Nós temos um monte de coisas para colocar nele! De qualquer forma, vá pegar água de novo!”

Enquanto assistia a briga de irmãs, Aria pensou.

(De alguma forma, o Portador já está sendo tratado como um camarada…)

Ela estava só um pouco insatisfeita com isso.

E ela olhou para o Lyle.

“Nós temos um pouco espaço extra.”

Olhando para a bagagem carregada no Portador, ele estava fazendo uma expressão totalmente satisfeita.

Lyle estava alegre o bastante sobre o Portador completado a ponto de se gabar disso, mas para Aria, ele parecia com uma criança se gabando por um brinquedo.

“Nós vamos carregar as pedras mágicas coletadas e materiais nele, então não está tudo bem? Eu queria fazer ele maior, e deixar ele ser capaz de servir como alojamento. Ter esse frangote frágil acampando fora parece simplesmente lamentável demais…”

Tendo sido chamado de frágil, Lyle retrucou:

“Oy, quem é frágil? Nós estaremos dentro do labirinto, então não é como se estivéssemos expostos aos elementos ou nada assim. Não há vento ou chuva.”

… Aria.

(Como pensei, tem alguma coisa um pouco errada sobre o Lyle em algum lugar… e espera, dentro desse grupo não há uma pessoa decente além de mim…)

Aria havia ficado mais resistente, e ela estava definitivamente se tornando decente como uma aventureira.

Mas e quanto a como uma mulher? Ela era muito mais macha do que antes.

(Hah, eu tenho que ser firme.)

Ela pensou algo assim…

Tendo entrado no Labirinto de Arumsaas, nós havíamos reunido os membros e equipamentos, então eu finalmente fui capaz de enfrentar o desafio apresentado pelos ancestrais.

Eu gastei alguns meses para completar o Portador, e tenho a sensação de que eu também ganhei uns trocados.

Acho que eu estou crescendo um pouco também.

Aria e Miranda estavam posicionadas na frente, e eu estava diretamente atrás delas.

O centro era mantido por Novem e Clara, e o Portador seguia na traseira.

Enquanto o Portador seguia pelas passagens que eram relativamente largas, Shannon sentou em cima de seu teto.

Ao lado do Portador, Poyopoyo estava tentando puxar ela de lá. Ela olhou para Shannon, e a avisou para desmontar do teto e sentar no vagão de carga se ela precisasse.

Clara falou para mim:

“Nós estivemos mergulhando bastante recentemente, então nós devemos ser capazes de chegar ao quinto andar inferior bem rapidamente.”

Eu desafiei o lugar numerosas vezes, carregando pertences e pessoal para dentro e para fora.

Esse sendo o caso, eu relembrava os caminhos para o quinto andar.

Mesmo se o labirinto se mexesse, e as passagens mudassem, elas não devem diferir muito da última vez que eu estive aqui.

“Bem, eu estive desafiando esse lugar bastante.”

Enquanto eu dizia isso à Clara, Novem olhou para mim.

“Lyle-sama, por favor não se force demais.”

Ela parecia estar preocupada.

“Eu não estou me forçando nenhum pouco. Eu só estou fazendo o Portador transportar bagagem e pessoas. O Portador do 『Lyle, o Fardo』 se tornou bastante popular entre aventureiros.”

A razão pela qual eu disse isso com um pouco de orgulho por trás das palavras era para suavizar a atmosfera tensa.

Novem me alertou:

“Isso não é bom, Lyle-sama. O líder não pode relaxar aqui.”

“Exatamente.”

Clara concordou, e Shannon, que esteve nos olhando de cima do teto do Portador começou a sorrir.

“Líder inútil.”

Ela apontou e deu um sorriso irritante, então em resposta, eu…

“Ei, eles estão vindo! Dois à frente. Eles são goblins.”

Aria elevou sua voz, eu puxei um sabre, e dei ordens.

“Aria e Miranda, cuidem deles. Todos as outras, permaneçam vigilantes.”

Miranda e Aria lidaram facilmente com os monstros correndo em nossa direção. Tão superficialmente no labirinto… qualquer lugar antes do quinto andar, nós podíamos prosseguir em frente apenas rotacionando as linhas de frente.

As duas membras do exército feminino estavam levemente equipadas de forma geral, mas os goblins foram derrotados imediatamente.

Aria empalou o primeiro, enquanto Miranda usou uma adaga para cortar os olhos do outro e entorpecer seus movimentos, antes de enfiar sua segunda adaga em um ponto vital…

(O que, com isso… isso acabou em um instante.)

Eu pensei que levaria um pouco mais de tempo, mas os movimentos das duas haviam ficado muito mais afiados que antes.

Aria se levantou para manter a vigia nos arredores, e Clara começou a se mover.

Já que nós estaríamos indo bem fundo, nós coletaremos apenas as pedras mágicas aqui. Se nós tivéssemos uma larga quantidade de materiais em nossas mãos aqui, nós estaremos completamente cheios antes de chegarmos ao trigésimo andar.

Eu estava ajudando com a coleta de pedras quando eu ouvi o Segundo da Joia:

『Com certeza é um espanto.』

O Terceiro falou também:

『O que é?』

O Segundo prosseguiu:

『Humanos, sabe. Alguém que não era capaz de se destacar até agora, e quando você deixa o trabalho para eles, você vê que, de repente, eles conseguem realizá-lo?』

O Quarto concordou:

『Yeah, isso acontece. Até aquele momento, eles pensam que estaria tudo bem se eles não fizessem nada. Mas, quando o trabalho é deixado para eles, de repente, parece que ninguém além deles pode fazer. Esse tipo.』

O Quinto também falou:

『Se houver dez pessoas, então delas, duas ou três acabarão inúteis. Em troca, dos membros restantes, dois ou três deles persistirão.』

O Sexto se dirigiu a mim:

『Nesse caso, até agora, o trabalho do Lyle estava transformando os outros membros do grupo em inúteis.』

Minha cabeça doeu um pouco.

Como um monte de instâncias vieram à mente, eu não podia dizer nada em resposta.

O Sétimo prosseguiu:

『É porque a performance das Skills é extraordinária. Não é só culpa do Lyle, é? O fato de que a Aria se tornou mais ciente de si mesma, também instigou uma grande mudança.』

Ele até prosseguiu pela Aria.

Apesar dela ter se tornado bastante masculina, seus movimentos haviam se tornado muito mais aventurosos.

Ela não fazia apenas o que lhe era dito, ela fazia o que quer que pudesse antes mesmo de pedida.

Por causa disso, eu não tinha que me focar em ordens, e eu podia me concentrar em outras tarefas.

Mas… o Segundo falou:

『Mas eu estou começando a ter uma sensação pinicante em outro sentido.』

O Quarto falou:

『O que foi? Aquele tipo de intuição que o Primeiro tinha?』

Eu estava curioso, então eu me concentrei nas conversas deles, enquanto eu ajudava a Clara com seu trabalho.

『Não, Miranda-chan está excessivamente alerta dos arredores, a atmosfera da Novem-chan hoje está um pouco… bem, seria bom se fosse só minha imaginação.』

Eu olhei para o meu grupo.

Verdade, elas pareciam muito mais tensas que o habitual.

(Isso não é só por que nós estamos almejando o trigésimo andar sem Skills?)

Mas parar aqui não nos levaria a lugar nenhum, então eu sinalizei para que continuássemos seguindo em frente.

“A coleta foi terminada. Pois bem, vamos andando. Nós temos que ir tão longe quanto pudermos hoje.”

Dizendo isso, eu comecei a caminhar na frente, e todos assumiram a mesma formação que antes para seguir.

Nós estamos no caminho para o ponto de descanso planejado.

Havia um bom lugar no quinto andar, então nós fomos para lá, e descobrimos que o interior da sala estava iluminado.

Eu cocei minha cabeça.

“Nós estamos sem sorte. Já está ocupado.”

Um grupo diferente estava descansando lá.

Eles podem estar planejando sair em breve, mas nós não pretendíamos esperar por isso.

Clara falou:

“O direito de prioridade cai com o primeiro grupo a achar o local. Você quer tentar negociar? Eles podem estar se preparando para partir.”

Eu confirmei o tempo que havia passado.

(Foi relativamente tranquilo até aqui. Eu também lembrava do caminho, então… eu acho que nós devemos avançar mais, e obter um lugar apropriado.)

Com as Skills do Quinto e Sexto, nós havíamos raramente encontrado qualquer outro grupo de aventureiros.

Mas esses tipos de pequenas ocorrências não planejadas eram comuns nesse trabalho.

“Não, vamos seguir em frente. Nós tiraremos uma folga maior na próxima chance que tivermos. Miranda-san, troque comigo. Aria, você ainda pode continuar?”

Aria assentiu:

“Naturalmente.”

Miranda-san ponderou um pouco, mas parece que ela ia seguir minhas indicações.

“… Bem, são as ordens do líder. Eu vou recuar.”

Eu assumi a posição frontal dela, e continuei o avanço.

O Segundo falou:

『Sua falta de números é definitivamente uma desvantagem. E espera, uma pausa aqui…』

Independentemente de se nós seguíssemos em frente, ou voltássemos, havia um largo número de aventureiros descansando aqui.

Como nós, eles eram grupos descansando de noite para se preparar para uma longa jornada.

(Já que esses tipos de aventureiros são numerosos, eu queria encontrar um ponto de descanso aqui, todavia.)

Porque havia tantos aventureiros protegendo seu próprio descanso, a maioria dos monstros já estariam derrotados. Assim, se nós encontrássemos um espaço nessa área, nós não teríamos uma alta chance de sermos atacados.

(Mas mudanças repentinas em planos são um saco.)

Pensando isso, eu comecei a descida para o Sexto andar.

O Segundo falou:

『De alguma forma~ Eu tenho um mau pressentimento sobre isso. Uma sensação de que alguém foi na nossa frente.』

Havia um bom número de grupos que reclamam quando eles encontram outros da mesma profissão ocupando seus pontos de descanso planejados.

Mas isso é apenas apontar dedos.

Apesar de eu querer dizer uma ou duas coisas, eu não acho que eu realmente diria qualquer uma dessas.

Entretanto…

(Eu estou tendo um mau presságio disso.)


Tradutor: Batata Yacon   |   Revisora: Ana Paula



Fontes
Cores