Re:Zero Arc 4 Capítulo 1 [Um Lugar para retornar] (5/5)


CAPÍTULO ANTERIOR

Após essa conversa, a discussão dentro da carruagem continuou sem problemas. Afinal, eles esperaram a maior metade do dia para conversar. E como havia muito sobre o que eles tinham que falar, eles tinham apenas pouco tempo para fazê-lo.

Compartilhando tudo sobre os últimos dias com Emilia, eventualmente, Otto juntou-se à sua conversa, e até participou do planejamento para o futuro.

Resumindo,

Subaru: “Basicamente, se não nos encontrar com Roswaal, então não podemos planejar nada, certo?”

Depois de tudo isso, a conclusão foi a mesma que o ponto de partida.

Roswaal é a única pessoa que entende todas as capacidades e poderes da facção de Emília, então nada poderia prosseguir sem ele.

Subaru: “Bem, se Ram foi ao Santuário ao encontro de Roswaal, podemos naturalmente levá-lo de volta para a Mansão. Mas eu deveria dar-lhe um tapa primeiro antes de conversarmos com ele”

Otto: “Você é muito agressivo em relação ao seu empregador, hein, Natsuki-san? ”

Subaru: “Eu acho que tenho o direito de fazer isso depois de tudo o que ele fez! Ele mereceria tudo isso!”

Pensando na bagunça que Roswaal deixou para Subaru para limpar, esta é mais ou menos uma resposta apropriada. Na verdade, Emilia não parece ter intenção de parar Subaru, como se lhe permitisse fazê-lo “apenas essa vez”.

À medida que sua discussão foi resumida e seu tópico se voltou para assuntos do domínio de Roswaal, sua carruagem de dragão deixou as florestas e entrou na aldeia. E imediatamente perceberam que algo estava errado.

A aldeia que Subaru tinha ficado tão acostumada a ver, parecia tão desolada e triste como logo após a batalha com Betelgeuse. Nem havia nenhum sinal dos soldados da Expedição que ficaram para trás.

Simplificando, parece que nenhum dos aldeões havia retornado.

Otto: “Eu não vejo ninguém, Natsuki-san. Não parece que a área foi devastada ou qualquer coisa, parece que ninguém está aqui”

Saindo da carruagem, Otto expressou seus pensamentos enquanto olhava em volta da aldeia com vários dos aldeões que retornavam. Mesmo Subaru, que olhou com um grupo diferente, chegou à mesma conclusão.

No sombrio silêncio, as lembranças dos loops passados ​​- onde os aldeões foram mortos, massacrados pelos dedos de Betelgeuse, todas essas lembranças de repente atingiram Subaru como um pesadelo. Mas ele estava certo de que ele estava apenas pensando demais.

Mas, então, isso levanta outra pergunta

Subaru: “Ram disse que daqui até o Santuário são cerca de 7 a 8 horas … mas então, por que eles ainda não estão aqui? se ficámos na Capital por três dias?”

Otto: “Eles podem não saber que derrubamos o culto das bruxas, então talvez eles estejam sendo cautelosos?”

Subaru: “Roswaal abandonando suas terras? Eu suponho que se Roswaal lutasse contra “Preguiça” cara a cara, Roswaal provavelmente venceria. Mesmo que não fosse o estilo de “Sloth” lutar abertamente, Roswaal deveria pelo menos vir aqui averiguar”

Roswaal, que pode até voar, poderia facilmente retornar ao seu território. Se ele quisesse, ele poderia explorar os perímetros da Mansão por quaisquer ameaças remanescentes e garantir que a terra fosse segura para retornar. Mas ele não fez isso.

Subaru: “Ou ele está sendo excessivamente cauteloso ou …”

Emilia: “Algo aconteceu no Santuário?”

As opiniões de Subaru e Emilia coincidiam. Olhando um para o outro, eles compartilharam um aceno de cabeça. Não importa o que, eles tinham que descobrir qual é a real situação no Santuário. Além de suas preocupações, os aldeões tinham preocupações próprias. Afinal, cerca de 60% dos aldeões se dirigiram para o Santuário. Aqueles que retornaram da Capital: as crianças que resolveram acompanhar Emília, seus pais e a milícia dos jovens que foram com eles, eram apenas cerca de 40% dos moradores. Sem o resto, o funcionamento da aldeia é severamente afetado. Além disso, as mentes das pessoas tendem sempre a se voltar para o pior.

Subaru: “De qualquer forma, temos que fazer alguma coisa … Por enquanto, vamos voltar para a Mansão. Eu também quero colocar Rem em um lugar seguro. Além disso, Otto, você também não tem lugar para ficar, então venha para a Mansão conosco.”

Otto: “O que!? Para incomodar o Ma-Margrave para hospedagem!? Se eu tiver que estar em uma situação tão difícil, eu prefiro dormir na carruagem!”

Subaru: “Cale a boca, você já está envolvido. É melhor se acostumar com isso porque vou usar você até você morrer! ”

Ignorando as objeções de Otto, Subaru se despediu dos aldeões e disse a Patrasche para se dirigirem para a Mansão. A uma distância de 15 minutos a pé e a 5 minutos de carruagem, fica a nostálgica mansão de Roswaal.

Da última vez, ele não teve a chance de apreciar a visão, então, quando ele olhou para ela novamente, desta vez, havia algo emocional sobre tudo.

Subaru: “Bem, nada parece ter mudado. … Ram e os outros ainda não voltaram, tampouco. ”

Emilia: “Mas, Beatrice ainda deve estar dentro. Espero que ela saiba onde o Santuário é. ”

Subaru: “Que… realmente? Droga … Achei que você, Emilia, saberia onde está o Santuário. Então, como podemos confirmar se Roswaal está bem? ”

O objetivo fundamental de seu plano em colapso, Subaru abriu as sobrancelhas para a iminente escuridão à frente.

O lindo rosto de Emília também mostrava as cores do sofrimento. Otto, incapaz de participar da conversa, apenas olhou para cima, encantado com a grande Mansão e seus arredores, como se estivesse em um sonho.

Subaru: “Tch. Porcaria. Bem, só temos que ter esperança que Beatrice conheça o caminho. ”

Otto: “Ei, por que você estava clicando na sua língua enquanto olhava diretamente para mim? ”

Subaru: “Tch. Isso é apenas a sua autoconsciência. Ninguém se preocupa com você tanto quanto você pensa”

Otto: “Uau, esse é um comentário terrível!”

Ignorando o Otto parcialmente deprimido, Subaru estacionou a carruagem no pátio da frente e dirigiu-se para a entrada.

Primeiro, Beatrice, então, explorar a Mansão, então, assegurar uma cama para Rem, e por último pensar em planos futuros novamente.

Subaru: “Voltei, a Mansão de Roswaal! Aqui vem minha nostálgica en …”

Dizendo isso, abrindo a porta grande, a voz de Subaru estagnou. Porque aquela era uma visão completamente diferente do que esperava. O hall de entrada estava espalhado com tapetes lindos, nos cantos das escadas que levavam aos andares superiores estavam ornamentados com vasos de aparência caras cheios de flores coloridas. Do teto, pendiam belas lâmpadas de cristal que poderiam ser os candelabros deste mundo paralelo.

O hall de entrada familiar … estava muito diferente do que ele esperava.
Em vez do que ele esperava –

Subaru: “Nem sequer está vandalizado … está realmente organizado !?”

As esteiras foram alisadas bem sem um único defeito, e as flores nos vasos nos cantos das escadas estavam florescendo vibrantemente, os lustres eram delicadamente atendidos e brilhavam graciosamente, ainda mais do que o habitual.

Aturdida por essa cena surreal, Subaru perdeu suas palavras e parou.

Por causa do seu espanto, suas reações eram sempre muito lentas.

Subaru: “Quem esta ai!?”

Um pequeno, fraco, quase inaudível som. Subaru lançou freneticamente seu olhar em direção ao som.

Mas, quando percebeu a Sombra, já era tarde demais.

A Sombra já estava atrás dele e então…..

Subaru viu isso. Por trás dele, a sombra o envolvia inteiro.

Naquela sombra … uma boca cheia de dentes brancos, como se fosse uma fera, estivesse clara nos seus olhos.

E no momento seguinte, antes mesmo de ele perceber … A consciência de Subaru e seu mundo foram arrastados para a escuridão.

FIM CAPITULO 1


Tradutor: ChronoZ | Revisor: Heaven


Fontes
Cores