Re:Zero Arc 4 Capítulo 1 [Um Lugar para retornar] (4/5)



Uma atmosfera sufocante enche a carruagem na viagem de volta para casa.

A carruagem que Patrasche guiava foi um presente dado por Crush como mais uma forma de agradecimento mesmo desconsiderando sua ornamentação, aquela não era uma simples carruagem, existia uma suavidade em cada almofada dos assentos, e o glamour em sua decoração era realmente de tirar o fôlego. Além de bela, a carruagem podia facilmente embarcar mais de 10 pessoas tranquilamente e como apenas três pessoas ocupavam aquele espaço no momento era fácil notar o quão espaçosa aquela carruagem era.

Aquelas três pessoas dentro da carruagem permaneciam em um silêncio quase como se o estivessem o guardando. Mesmo Subaru imensamente comunicativo e berrante permanecia quieto ao lado da bela adormecida Rem, e como Emilia se abstinha em falar como uma forma de consideração aquela moça inconsciente, a atmosfera ao redor da carruagem só poderia ser descrita como bem desagradável.

Quase não suportando mais aquilo Subaru começou a pensar enquanto cruzava os braços, não poderia acontecer uma tempestade em um copo d’agua, eles precisavam conversar sobre diversos assuntos, a posição deles perante a seleção real, além é claro de discutir de como foi feita a aliança entre as facções de Emilia e Crusch, nada poderia ser deixado de lado. Outra situação envolvia a moça adormecida ao lado de Subaru, como ficaria a situação dela? Como ela seria tratada na mansão? Aquela perspectiva aterrorizava Subaru profundamente, principalmente com a provável hipótese que Ram nem mesmo a reconheceria. Aquela sensação arrepiava até a espinha em Subaru, mesmo que ele não pudesse fazer nada para evitar que ela acontecesse.
Emilia: “Eu sei que você está preocupado, mas eu acredito que se as crianças tivessem vindo conosco estariamos bem melhor….. ”

Entre as carruagens que retornam ao domínio dos Roswaal’s, é claro que em uma dessas carruagem transportava as crianças, que acompanharam Subaru e Emilia na fuga contra o culto às bruxas. Essas crianças deveriam estar viajando neste momento com seus pais, e neste momento a conversa que Subaru deveria ter com Emilia não poderia ser ouvida, porém era inegável que aquela companhia fazia grande falta. Subaru naquele momento pensava o que fazer, analisando as consequências uma por uma tentando iniciar a conversa da melhor maneira possível.

?????: “Algum de vocês podem conversar sobre alguma coisa? Não consigo mais aguentar esse silêncio … ”

Subaru: “!!!!! Como você aparece do nada Otto??? Espere um minuto você estava ai o tempo todo?”

Otto: “Isso é incrivelmente rude! Claro que estava aqui! Você não se lembra das condições as quais eu concordei em ajudar?!”

Otto gesticulava e falava exageradamente enquanto colocava a cabeça para dentro e fora da carruagem em uma tentativa de conversar e ver a estrada ao mesmo tempo. Otto estava dirigindo a carruagem, sentado no banco do motorista. Otto acabou olhando fixamente para Subaru pelo buraco que conectava a carruagem enquanto inquiria Subaru sobre as condições da ajuda.
Enquanto Otto inquiria Subaru, o mesmo abaixou a cabeça e respirou profundamente assentindo no final.

Subaru: “Ok, Ok eu me lembro. Eu sei que tenho apresentar você a Roswaal, mas cara você quer conhecer ele mesmo? Ele é um pouco, err…..”

Otto: “Ele é um pouco !?”

Subaru: “Bem, se você gosta de correr atras de homens isso é problema seu, mas mesmo assim Roswaal é…. Tipo eu amo e ja tenho a Emilia, então por favor não corra atrás de mim”

Otto: “Não é sobre isso que eu queria falar com ele!!!! Simplesmente o que você acha que eu sou ?! ”

Subaru: “Um comerciante que quer apimentar a vida?”

Otto: “Porque você somente me trata como um pervertido?!”

Os olhos de Otto se abriram com um olhar transtornado pelos comentários. Subaru deu um suspiro e balançou a cabeça. Emilia que até o momento apenas observava a conversa de repente abriu os olhos e com uma expressão de surpresa disse:

Emilia: “Vocês dois … são realmente muito amigos, não são? Eu estou surpresa!!”

Subaru: “Oy, oy, Emilia, por favor para com as piadinhas. Me colocar no mesmo lugar que este mercador maluco e ganancioso é horrível, a única coisa pela qual tenho ganância é o seu amor!”

Otto: “Viu você também é ganancioso!!! Espere um momento, eu nem sou ganancioso para começar!!”

Subaru: “Cale a boca, Otto”.

Suspirando ao ver a expressão de Otto, Subaru rapidamente para frente da carruagem e fechou a janela de comunicação.

Otto: “Ah, espere, se você fizer isso, seria como se você estivesse me excluindo …”

Subaru: “Sim, É exatamente isso que vou fazer!”

Ele selou a janela com um estrondo, e o rosto de Otto agitado e gritante desapareceu de vista. Subaru então estalou os dedos e teve aquela sensação de trabalho cumprido, quando virou-se de volta para falar com Emilia, viu a com um semblante risonho.

Subaru: “Pfff”.

Emilia: “Heehehe”.

Olhando um para o outro, de repente não conseguiram resistir e gargalharam. Eles se deixam rir por um tempo, até que o silêncio novamente ganha-se o cômodo.
Naquele momento,

Subaru: “Deixar essa atmosfera pesada desse jeito, não é mesmo meu jeito não é? “.

Emilia: “Não, não é como você. O Subaru que conheço é alguém que é sempre energético, ridículo, barulhento e cheio de vida. É tanto que não importa que tristeza que eu sinta, ele consegue me alegrar imensamente “.

Subaru: “Eu tenho uma sensação de que você poderia traduzir isso como um louco que não consegue ver o ambiente.”

De qualquer maneira, a aparição de Otto tinha desfeito os ânimos ruins realmente. Embora agradecer Otto por isso faria ele ficar com muita raiva, mas mesmo assim Subaru o agradeceu mentalmente por isso, enquanto isso ele se sentava ao lado de Emilia como se isso fosse a coisa mais natural do mundo.
Ao ver isso Emilia abre um pequeno sorriso em sua face.

Emilia: “Você como sempre está vindo se sentar ao meu lado, Subaru?”.

Subaru: “Bem, querer ficar perto da garota que você gosta é natural ou devo dizer óbvio? Eu quero sentar o mais próximo possível para que eu possa respirar o mesmo ar que você expira, Emilia”.

Emilia: “A primeira parte da sentença até era bonitinha, mas a segunda parte realmente é bem desconfortável e tenebrosa”
As primeiras palavras de Subaru deixaram Emilia com o rosto vermelho, mas a segunda sentença pervertida fez ela se afastar um pouco. Subaru então esticou a cabeça mais perto dela e disse:

Subaru: “Hmn, eu estava tentando apenas ser como eu sempre sou, você sabe”.

Emilia: “Pensando sobre o assunto, eu acho que você sempre se comportou assim. E é por esse motivo de você ser assim que eu nunca pude levar tão a sério o que você diz… ”

A voz de Emilia se tornava cada vez mais baixa até apenas ficar em completo silêncio. Subaru coçava a cabeça considerando se devia iniciar a conversa.

Subaru: “Nós homens não conseguimos ser simplesmente indiretos, e tentar depois dizer que estávamos brincando, principalmente quando falamos disso. Eu gostar, amar e olhar para você são todas verdades que não podem ser mudadas, elas refletem os meus mais honestos sentimentos. Espero que você acredite em mim. “.

Emilia: “Eu acredito nisso, mas acreditar e aceitar são duas coisas diferentes.”

Subaru: “Tudo bem. Acredite, eu vou trabalhar muito mais para te conquistar.”

Pensando bem a respeito, aquela foi uma proclamação bem direta. De fato ouvir aquilo de Subaru fez Emilia corar instantaneamente. Lutando para que não ficasse mais corada, embora as suas orelhas e bochechas ficaram mais vermelhas a cada segundo era realmente uma batalha perdida. Ela nunca teve ninguém que se declara tão abertamente e incondicionalmente. É claro que Subaru também não tinha experiência, então a face dele também estava bem vermelha.

De qualquer jeito,

Subaru: “Ser desse jeito é melhor do que ficar para baixo e depressivo não é Rem? ”

Emilia: “… o que você acabou de dizer?”

Subaru: “Eu disse apenas que seria maravilhoso se eu pudesse levantar os cabelos do seu rosto e olhar intensamente seus olhos de perto.”

Emilia: “É exatamente isso, você está tentando me distrair de novo… Você está preocupado com a Rem, não é? ”

Subaru sorri amargamente enquanto olha para o Rem dormindo, as palavras de Emilia não deixavam escapatória para ele, aceitando a derrota ele virou-se para Emilia.

Subaru: “Sim , eu estou preocupado… Eu me importo imensamente com ela. Eu penso todo o momento que devo fazer alguma coisa, não consigo parar de pensar nisso. Embora eu queira pensar em você o tempo todo, isso não pode ser feito, me desculpe.”

Emilia: “Eu não sou uma criança que ficara com raiva por não ser o centro das atenções. Me irritar com isso faria de mim uma pessoa extremamente egoísta. Eu posso dizer apenas olhando para você que ela é uma pessoa importante para você “.

Assim como Subaru, Emilia olhou para a moça adormecida. Seus lábios tremeram, e depois de um pequeno momento de hesitação ela perguntou….

Emilia: “Você a ama, não é?”

Subaru: “Eu gosto dela, eu a amo muito. Eu a amo tanto quanto eu te amo, Emilia”.

Emilia: “Eu realmente não sei o que dizer sobre isso…. Subaru você é um cara que flerta tanto assim? ”

Subaru: “Eu pensava que eu era uma cara bem fiel, mas tendo alguém tão devoto a você é.. Uma pessoa que não tem seu coração movido por isso, Acho que eu não derramaria uma lágrima por ele. ”

Subaru lembrou dos loops anteriores, ele lembrou de quantas vezes recebeu um amor incondicional de Rem. Vendo tudo isso, como? Como não ser movido por esse amor? Quando ele finalmente notou isso, ela já estava em seu coração sendo impossível retirá-la

Emilia: “Mesmo assim, você diz que me ama “.

Subaru: “Deixe eu apenas esclarecer, eu amo a Rem muito, mas a Rem me ama muito mais, você sabe? Ela está completamente caída por mim, e eu sinceramente não entendo o porquê.”

Com os braços cruzados, Subaru questionou-se como ela poderia amar ele tão imensamente. Ser amado assim tão intensamente por Rem, ele se perguntava se ele realmente merecia isso. Ele não conseguia desvendar esse mistério, Mas mesmo assim…. Como o homem que ela se apaixonou, tudo que ele podia fazer era dar o melhor de si, ser alguém melhor todos os dias.
Vendo Subaru pensativo quanto ao assunto os lábios de relaxaram.

Emilia: “Eu acho que entendo ela….”.

Subaru: “Huh?”

Emilia: “A razão pela qual Rem te ama desse jeito. Eu acho que é porque ela conseguiu ver o seu melhor lado bem de perto. Você é de um jeito que quanto mais conhecemos você mais incríveis as coisas ficam.

Subaru: “Bem, não posso refutar isso. ”

Tocando a bochecha com insatisfação, Emilia olha para Subaru com uma expressão de que tudo que ela falou fosse verdade, e então fechando os seus olhos….

Emilia: “Eu não serei assim tão fácil, Subaru. ”

Subaru: “Isso significa que há um bom desafio. Um dia, eu vou te deixar apaixonada por mim também, vou fazer a Rem acordar custe o que custar. Ahh, apenas pensando sobre isso me faz sorrir! ”

Ter Emilia e Rem segurando em seus braços, de mãos dadas com cada uma. Não seria essa uma cena incrível de se ver.
É por isso, que um dia definitivamente…..

Subaru: “Eu terei vocês duas me puxando uma de cada lado até eu me partir em milhares de pedaços. ”

Emilia: “Eu não sei o que você está pensando, mas tenho a sensação de ter que lhe dizer isso agora – eu não farei nada parecido com isso. ”


Tradutor: ChronoZ | Revisor: Heaven



Fontes
Cores